skip to Main Content
5 de junho de 2020 | 04:24 am

BELGAS ESTUDAM AMPLIAR INVESTIMENTOS NA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Secretária recebe belgas em reunião de negócios || Foto Matheus Aquino

As oportunidades para investimentos na Bahia foram apresentadas ao embaixador da Bélgica no Brasil, Patrick Herman, em visita de cortesia à Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), na tarde desta terça-feira (06). “Há muitas áreas de interesse comum”, disse ele à secretária Luiza Maia, que representou o governador Rui Costa.
A intenção é fortalecer a parceria entre o estado e o país europeu, que hoje inclui a exploração de diamantes no município de Nordestina, operada pela Lípari, além da fabricação de bebidas pela Ambev, que em 2004 se fundiu à belga Interbrew. Também participou da reunião o cônsul honorário da Bélgica na Bahia Stephane Pérée.
A secretária explicou ao embaixador as particularidades da economia e do ambiente de negócios na Bahia. “Enquanto ocorreu uma retração na maioria dos estados brasileiros, as contas da Bahia permaneceram equilibradas, o que possibilitou que atravessássemos a crise sem grandes percalços”, disse. Segundo Herman, previsibilidade, segurança jurídica e tributária são essenciais para atrair a atenção dos empresários de seu país.

Leia Mais

1968: O ANO QUE INSISTE EM NÃO TERMINAR

Tempo de leitura: 4 minutos

Cláudio Rodrigues
 
 

Durante a campanha eleitoral, o presidente eleito afirmou desejar um Brasil “semelhante ao que tínhamos há 40, 50 anos atrás”. Se voltarmos 50 anos, cairemos em 1968. Precisamos ter a esperança de que o futuro ministro da Justiça não faça como o colega e também ex-ministro Gama e Silva

 
 
1968 foi um ano conturbado, marcado por fatos que viraram de ponta cabeça o Brasil e o mundo. O jornalista e escritor Zuenir Ventura é um estudioso do referido ano. Em seu livro 1968: O Ano que não Terminou (Nova Fronteira – 1989), Zuenir cita importantes personagens, obras e músicas que fizeram parte do período.
Figuras emblemáticas como a atriz italiana e esquerdista Claudia Cardinale, o militante do MR-8 César Benjamin, “Cesinha”, que participou da luta armada, e Carlos Lamarca, “O Capitão da Guerrilha”, que militava na VPR e do MR-8 são personagens da obra de Zuenir. O livro faz referência a artistas que tiveram papel de suma importância nos anos que se passaram, a exemplo de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque e Geraldo Vandré, que agitavam os festivais com suas músicas. Já o teatro era a representação do momento peças como Roda Viva. Atraíam uma geração com muita fome e sede de cultura.
Na política, o Brasil vivia uma grande tensão, passados quatro anos do Golpe Militar. A censura, punições, cassações, tortura, exílio e repressão eram a marca do governo dos generais. Diante do Regime, os estudantes inspirados no movimento Maio de 68, que acontecia em Paris, sentiram a necessidade de criar um movimento estudantil articulado politicamente e crítico em relação à Ditadura Militar.
Ao movimento estudantil os militares responderam com mais e mais repressão, e em 13 de dezembro de 1968, no governo do general Artur da Costa e Silva, o seu ministro da Justiça Luís Antônio da Gama e Silva, foi o redator e locutor do Ato Institucional nº 5. O AI-5 foi o golpe dentro do golpe: fechava o Congresso Nacional, autorizava o presidente da República a cassar mandatos e a suspender direitos políticos, o habeas corpus deixava de existir, a censura estava oficializada e outras medidas repressivas foram adotadas.
Gama e Silva foi jurista, juiz do Tribunal de Contas, professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo e reitor da mesma USP. Enquanto reitor da USP, elaborou a lista com nomes de professores universitários, colegas seus, que viriam a ser processados no Inquérito Policial Militar da USP, entre os quais Florestan Fernandes e Fernando Henrique Cardoso. Pelo papel de dedo-duro de Gama e Silva foi agraciado com o cargo de Ministro da Justiça.
Outubro de 2018! O deputado e capitão reformado do Exercito Brasileiro Jair Messias Bolsonaro é eleito presidente do Brasil, na oitava eleição direta pós-Ditadura Militar. O presidente eleito escolhe para chefiar a futura super pasta da Justiça o juiz de direito Sérgio Fernando Moro. Moro tornou-se uma espécie de “herói nacional” depois de ser o juiz da Operação Lava-Jato, que desvendou um esquema de corrupção que envolvia políticos e seus partidos, empreiteiros e grandes empresários.
Juiz de primeira instância, Sérgio Moro usou e abusou da prisão preventiva, sem previsão, para obter delações premiadas. As delações tinham aceitação e valia rápida quando envolvia pessoas ligadas ao Partido dos Trabalhadores. Dessa forma o “juiz herói”, mandou para a cadeia figuras de proa do PT, incluindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista era líder nas pesquisas de intenções de voto e maior nome da esquerda na América Latina, em uma ação muito questionada por juristas do Brasil e do exterior, inclusive o Comitê de Direitos Humanos da ONU.
Mesmo preso e impedido pela justiça brasileira de disputar o pleito de outubro último, o ex-presidente Lula e o Partido dos Trabalhadores lançaram seu candidato e a apenas a seis dias da disputa do primeiro turno das eleições o “juiz herói”, liberou parte da delação do ex-ministro dos governos petistas Antônio Palocci, delação rejeitada pelo Ministério Público Federal e aceita pela Policia Federal e o juiz Sérgio Moro. A divulgação da delação de Palocci fez a festa dos opositores do PT e por pouco o capitão reformado não levou a disputa já no primeiro turno.
Passado a eleição, o “juiz herói” é agraciado com o convite para assumir o Superministério da Justiça. Mais: o capitão reformado e presidente eleito diz, em entrevista à imprensa, que o trabalho do “juiz herói” o ajudou a crescer politicamente. Já o vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão, que não tem papas na língua, soltou que o convite ao juiz foi feito ainda durante a campanha, o que deixa uma imensa suspeita no ar em relação ao papel do “juiz herói” no processo eleitoral.

Durante a campanha eleitoral, o presidente eleito afirmou desejar um Brasil “semelhante ao que tínhamos há 40, 50 anos atrás”. Se voltarmos 50 anos, cairemos em 1968. Precisamos ter a esperança de que o futuro ministro da Justiça não faça como o colega e também ex-ministro Gama e Silva, uma vez que existem algumas semelhanças nos “méritos” que os levaram a chefiar a pasta. Zuenir Ventura acertou: 1968 é o ano que insiste em não terminar.

Cláudio Rodrigues é consultor e colaborador de Pimenta.

CAMPANHA NOTA PREMIADA BAHIA PREPARA NOVO SORTEIO DE R$ 1 MILHÃO

Tempo de leitura: 2 minutos

Nota Premiada prepara o 10º sorteio

A Secretaria Estadual da Fazenda realiza no dia 21 deste mês o 10º sorteio mensal, com  a distribuição R$ 1 milhão para 10 contribuintes cadastrados da Campanha Nota Premiada Bahia. Serão contemplados 10 participantes, cada qual com um prêmio de R$ 100 mil. A campanha alcançará a marca de 101 pessoas contempladas desde fevereiro em toda a Bahia; além dos sorteios mensais regulares, houve um prêmio especial de R$ 1 milhão, sorteado em junho.
De acordo com a (Sefaz), responsável pela campanha, já são cerca de 382 mil participantes inscritos no site e aptos a concorrer aos prêmios. Além de estar cadastrado no site, é preciso incluir o CPF nas compras realizadas em estabelecimentos que emitem a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e).
Dos 91 contemplados desde o início da campanha, 62 moram em Salvador e 29 no interior. Entre os fatos curiosos desses primeiros meses da Nota Premiada Bahia, está a premiação para dois moradores de um mesmo bairro de Jequié, o Jequiezinho, e a história da cabeleira de Milagres que foi convencida a inscrever-se na campanha por uma atendente do SAC Móvel, caminhão do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) e acabou contemplada em agosto com um dos prêmios de R$ 100 mil.

Leia Mais

DIVULGADAS NOVAS ETAPAS DO CONCURSO PÚBLICO DA POLÍCIA CIVIL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Divulgadas novas etapas do concurso público da civil

A Secretaria da Administração do Estado (Saeb) publicou, nesta terça-feira (6), resultado final e convocação de etapas do concurso público da Polícia Civil baiana, com provimento de vagas para os cargos de delegado, investigador e escrivão de polícia. As publicações estão disponíveis para consulta no Diário Oficial do Estado (DOE), no Portal do Servidor e no site da Fundação Vunesp, organizadora do certame.
A primeira publicação apresenta o resultado final da terceira etapa do concurso público, que diz respeito aos exames biomédicos. Já a segunda publicação convoca os candidatos habilitados na terceira etapa do certame para o teste de aptidão física, previsto no Edital de Abertura de Inscrições – Saeb/01/2018. O teste será realizado em Salvador, no dia 9 de dezembro, em local e horários indicados no edital de convocação.
Promovido pelas secretarias da Administração (Saeb) e da Segurança Pública (SSP), o certame teve as provas aplicadas no dia 22 de abril deste ano, em 48 locais de prova na capital baiana. Os aprovados, quando nomeados, terão remuneração inicial para os delegados de polícia, em regime de trabalho de 40 horas semanais, no valor de R$ 11.389,96. Já os investigadores e escrivães de polícia terão remuneração inicial de R$ 3.915,85, no regime de 40 horas semanais.

COELBA ABRE VAGAS PARA ESTÁGIO EM ITABUNA E OUTRAS 10 CIDADES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Coelba abre inscrições para processo seletivo

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) está com inscrições abertas para seu programa de estágio para estudantes de graduação. São oferecidas 70 vagas para as unidades nas cidades de Itabuna, Salvador, Juazeiro, Feira de Santana, Eunápolis, Teixeira de Freitas, Valença, Santo Antônio de Jesus, Brumado, Irecê e Vitória da Conquista. O selecionado terá que cumprir carga horária de, no máximo, 30 horas semanais.
As vagas são para estudantes de cursos como Administração, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Sistemas de Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e correlatos, Comunicação Social  (Propaganda, Marketing, Jornalismo, Publicidade, Relações Públicas), Economia, Direito, Matemática e Estatística e todas as engenharias.
De acordo com a empresa, as primeiras contratações serão feitas em fevereiro do próximo ano. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de dezembro, exclusivamente pela internet. Para participar do processo, o candidato deve concluir o curso no período de dezembro de 2019 a dezembro de 2021.

MEC APROVA MAIS UM DOUTORADO NA UESC; EDITAL PARA PRIMEIRA TURMA EM DEZEMBRO

Tempo de leitura: 2 minutos

MEC aprova mais um doutorado para a Uesc

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC), aprovou o Programa de Pós-Graduação em Letras Linguagens e Representações (PPGLLR) do Departamento de Letras Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). O Edital para a turma 2019/2023, com 12 vagas, deve sair em dezembro do próximo ano, respeitados os prazos protocolares.
De acordo com os professores André Luís Mitidieri e Inara de Oliveira Rodrigues, coordenadores do PPGLLR), a implantação de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Letras da Uesc “reafirma a relevância da configuração interdisciplinar que lhe é basilar, advinda de experiência positivamente desenvolvida com o mestrado em Letras, Linguagens e Representações da mesma instituição”.
André Luís e Inara de Oliveira afirmam que “esse reconhecimento foi confirmado já na segunda Avaliação Trienal CAPES (2013), quando o Programa passou da nota 3 para nota 4, conceito mantido na Avaliação Quadrienal CAPES (2016)demonstrando sua organicidade e boa estruturação, com um corpo docente comprometido com a pesquisa. De igual modo, os discentes apresentam-se motivados para as atividades de investigação, extensão e estágio de docência, com desdobramento nas produções científicas desenvolvidas”, afirmam.
Os professores destacam que o Mestrado em Letras Linguagens e Representações da Uesc vem aprimorando sua vocação interacionista, mantendo produtivo diálogo com outras áreas do conhecimento. A marca interdisciplinar da proposta está fundamentada nas três linhas de pesquisa que a compõem: Literatura e Interfaces (Linha A), Linguística Aplicada (Linha B), Linguagem e Estudos de Gênero (Linha C).
Eles observam que, além de atender à comunidade regional, o programa contribuirá para fortalecer o desenvolvimento educacional no sul da Bahia e no Nordeste, minimizando a assimetria entre regiões brasileiras, tema tão caro ao PNPG 2010-2020. Nesse sentido, a implantação do Doutorado em Letras na Uesc contribui para o descentramento dos Programas de Pós-Graduação em Letras no país. A maioria dos cursos de doutorado ainda se concentra na região Sudeste.

UNIÃO ENTRE MUNICÍPIO E EMPRESA PRESERVA IMÓVEL DA ANTIGA CASA BRASIL EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ação resultou em conservação de imóvel histórico e novo negócio || Foto Rodrigo Macedo

A inauguração de mais uma farmácia do Grupo Velanes, nesta segunda-feira (5), marcou o avanço do trabalho da comissão voltada à educação e à proteção do patrimônio histórico cultural de Ilhéus. Instalada na antiga Casa Brasil, localizada na Rua Marquês de Paranaguá, a farmácia com a bandeira Ultra Popular gera 15 novos empregos.

O resultado da recuperação da antiga Casa Brasil é o modelo da parceria entre a Prefeitura de Ilhéus e a iniciativa privada que norteará todo o trabalho de tombamento histórico na cidade. Airton Carvalho, da Secretaria de Cultura de Ilhéus, explica que a comissão discutiu as questões das leis com o empresário, que apoiou e contribuiu para garantir a reconstituição da forma original, mantendo uma pintura única em todo o prédio. “É a parceria que está dando certo, em função deste trabalho de educação e proteção patrimonial”, enfatiza.

A comissão é composta pela doutora Maria Helena, representante do Conselho Municipal de Cultura; Alexandre Amorim, do núcleo de urbanização da Secretaria de Planejamento; Carolina Érika Santo, coordenadora do curso de Urbanismo e Arquitetura da Faculdade Madre Thaís e Airton Carvalho, da Secult. “Contamos também com a assessoria e consultoria da Procuradoria Jurídica e da Secretaria Municipal da Fazenda.

PF CUMPRE MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO NA PREFEITURA DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Prefeitura também foi alvo de operação da Polícia Federal hoje || Divulgação

Agentes da Polícia Federal que cumprem mandados de busca e apreensão e de prisão nas operações Sombra e Escuridão e Elymas Magus também estiveram na Prefeitura de Itabuna, informou o repórter Wadson Santos, da Rádio Difusora.
Os policiais fizeram buscas por contratos firmados com empresas investigadas no âmbito das duas operações. De acordo com a PF e a Controladoria-Geral da União (CGU), as operações investigam contratos firmados pelas empresas de fachada com as prefeituras no período que vai de 2015 a 2017. Confira mais informações abaixo.

PROFESSORES DE ITABUNA DEFINEM RUMO DE GREVE, QUE JÁ DURA 2 MESES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Professores voltam a se reunir em assembleia nesta terça (6)

Os professores da rede municipal de Itabuna se reúnem em assembleia às 14h30min desta terça (6) para definir os rumos da greve que já dura 64 dias. A assembleia ocorrerá no auditório da sede do Sindicato do Magistério Municipal Público de Itabuna (Simpi).
Os professores cobram pagamento de salário em dia e dos atrasados para educadores em desvio de função (167 profissionais), além de reajuste linear superior a 6,81% para todos os níveis, mesmo parcelado.
O município alega que o impacto deste reajuste seria de R$ 5 milhões e não tem capacidade para honrá-lo devido à crise financeira. Acena com reajuste de 2,8% para os níveis II e III.

Back To Top