skip to Main Content
20 de outubro de 2020 | 11:48 am

PROFESSORES E DEMITIDOS SÃO BARRADOS NA CÂMARA DE ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Professores e manifestantes são barrados na Câmara de Vereadores de Ilhéus

Professores e dirigentes da APPI/APLB-Sindicato foram barrados ao tentar entrar no plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus, há pouco, para a sessão de abertura dos trabalhos legislativos de 2019. Dezenas de educadores planejavam protestar contra as mais de 300 demissões de servidores municipais.

O setor administrativo da Câmara justificou aos professores e dirigentes sindicais que o plenário só comporta 210 pessoas – para isso dispunha de laudo do Corpo de Bombeiros Militar – e as senhas de acesso já acabaram. Houve chiadeira, pois a ida dos profissionais e sindicalistas à Câmara havia sido informada desde a semana passada e o presidente do Legislativo, vereador César Porto (PDT), não comunicou dessa limitação nem sobre quando as senhas seriam liberadas.

A falta de comunicação, desconfia-se, foi parte da estratégia da presidência para evitar desconforto ao prefeito Mário Alexandre. Marão, como é mais conhecido, deverá comparecer ao plenário da Casa para a leitura da mensagem de abertura dos trabalhos legislativos e defender a proposta de reforma administrativa da Prefeitura. Mas, ao menos, o presidente da APPI, Osman Nogueira, e a ex-presidente Enilda Mendonça, conseguiram algumas das últimas senhas disponíveis.

Enilda Mendonça foi dos poucos professores a conseguir senha

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top