skip to Main Content
28 de maio de 2020 | 11:02 am

PROFESSOR AGREDIDO POR ALUNO DE 14 ANOS SE DIZ HORRORIZADO E DESISTE DE ENSINAR

Tempo de leitura: 2 minutos

Professor relata drama e desiste de lecionar

O professor Paulo Rafael Procópio, de 62 anos, anunciou que vai  abandonar a profissão por causa da violência na sala de aula e porque teme pela própria vida. A decisão, tomada após 20 anos de magistério, foi tomada após a agressão que sofreu de um aluno de 14 anos, dentro da sala de aula de uma escola estadual de Lins (SP).

Paulo Procópio, que dá aulas de história e geografia há três anos na escola estadual Otacílio Sant’anna, no Parque Alto de Fátima, explicou que já tem tempo para se aposentar, mas admitia seguir trabalhando após obter o benefício.

Escola onde o professor foi agredido|| Foto Reprodução Google Street View

“Estou horrorizado. A gente sempre ouvia falar em casos de violência dentro de salas de aula, mas confesso que nunca imaginei passar por isso. Já estava decepcionado com a falta de respeito dos alunos, mas essa agressão foi demais”.

Paulo Procópio ainda se recupera dos ferimentos no rosto que sofreu após ser agredido pelo aluno. Ele precisou levar seis pontos cirúrgicos no rosto e mais dois no supercílio para fechar os cortes provocados pelos socos desferidos pelo aluno e também pelo caderno que foi atirado durante o ataque. Leia a íntegra.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. A violência se agigantou nestes últimos 18 anos no Pais que assombra a todos,na Escola é extremamente normal as autoridades nem estão aí…Salve quem puder,veja
    o órgão MP! promotor ameaçado por descobrir execução de dezenas de adolescentes no Cabula,Salvador,as ameaças vindas do próprio ente o Estado da Bahia.

    Os pais são assassinados pelos filhos,crianças são estupradas dia dia e de noite, mulheres são assassinadas feitos mosquitos de dengue,as autoridades não estão nem ai…Aliás o que fizeram nestes últimos 18 (dezoito) anos,roubar,esbulhar e ser o pai da violência no próprio País e o povo não está nem aí…Quer mais continuem com “Lula Livre” pelo menos a Bahia apoia a toda esta violência e se transformou o centro do mundo em violência,basta olhar em
    Itabuna,se mata um hoje,o outro amarrado no poste para o outro dia,nas escolas
    a violência normal é o gingante por se só e autoridades principalmente da Bahia
    não estão nem aí!

    Basta ver as opiniões delas a respeito do “pacote” de combater o crime do Dr.
    Sérgio Moro! As iniciativas iguis um freio de mão contra corrupção a mãe e o pai de toda violência,seja ela escola,ruas,assassinatos,interior do lar,furto,roubo,
    estupro,enfim,trazer o terror contra os que praticam crime.

    O povo vai poder andar nas ruas qualquer hora,as mulheres idem,enfim,os que gostam da prática delitiva vai pensar duas vezes antes de praticar o ato delituoso ou seja o crime, porque vai sentir o braço forte do Estado. As autoridades baianas que o povo elegeram,senadores,governador,deputados(as) são contra as medidas do Dr.Moro contra o crime.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top