skip to Main Content
23 de novembro de 2020 | 03:59 pm

EMASA É ACUSADA DE FICAR “CEGA” PARA AS DENÚNCIAS DE LIGAÇÕES CLANDESTINAS NO FÁTIMA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Desperdício de água em Itabuna|| Foto ilustrativa

Cenas de pessoas lavando carros, motos, mesas e cadeiras com mangueiras ou lavadoras de alta pressão, nos finais de semana, sem nenhum controle da quantidade de água, tornaram-se muito comuns na rua Quintino de Menezes, no bairro de Fátima, no limite com a Rua I, no Monte Cristo. O desperdício chama atenção de quem passa pelo local, mas não da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa).

Moradores afirmam que já fizeram várias denúncias pedindo para que a Emasa verificasse se as ligações não são clandestinas, mas nunca viram fiscais da empresa fazendo o levantamento ou instalando hidrômetros. Para eles, é muito estranho que pessoas possuam hidrômetros instalados e façam o mau uso de água potável. E mesmo que possuíssem os equipamentos não seria o correto.

Não é difícil confirmar o desperdício de água em alguns imóveis. Moradores relatam que na manhã deste sábado (29), por exemplo, em um prédio o desperdício de água começou por volta das 10h e prossegue neste momento, às 11h47min.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top