skip to Main Content
11 de agosto de 2020 | 07:26 pm

O TEATRO CANDINHA DORIA SOB A LENTE DE PEDRO AUGUSTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Foto Pedro Augusto

Fachada do Teatro Municipal de Itabuna em imagem captada pelo fotógrafo Pedro Augusto Benevides. A obra será inaugurada no dia 26 de julho e terá concerto da Orquestra Sinfônica da Bahia e apresentação do Balé do Teatro Castro Alves. Tocada pelo município, a obra é concluída com recursos do Governo do Estado, que liberou R$ 24 milhões para a sua conclusão. O teatro levará o nome de um dos ícones da cultura itabunense, Candinha Doria.

Este post tem um comentário
  1. Quer queira que não,em Itabuna deve-se reconhecer a velha frase que diz: ’em terra de cego quem têm um olho é rei”, justamente em caixa muito bem em nossa cidade doce Taboca.

    De Azevedo a Vane um pior do que outro,sendo o pior o último,aliás se em caixa como pior prefeito de todos os tempos da história de Itabuna,até mesmo de Taboca,uma vez que a então Vila era administrada por um administrador assim como a Vila de Mutuns que é administrada por Genário e o mesmo supera e superou em gerir Mutuns, quem dera se Genário fosse prefeito de Itabuna seria o fim do ditado popular “quem têm um olho é rei”,era o fim do analfabeto de pai e mãe,
    porém,quer queira quer não deve-se reconhecer o mérito deste caolho que não sabe
    nem se expressar mas é um homem de visão.

    Pelo Teatro,Aeroporto,bem como destruir as malfeitorias de Vane,seja no trânsito,construções,aumento de IPTU,água,desprivatizar o espaço urbano de Itabuna, enfim,limpar Itabuna da sujeira de Vane. Portanto,este analfabeto de pai e mãe nem se expressar sabe,mas o mesmo têm visão e por isso é digno do reconhecimento dos taboquenses e itabunenses,parabéns prefeito,vida longa.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top