skip to Main Content
26 de outubro de 2020 | 06:06 pm

CASAL USAVA NOMES DE SERVIDORES DO TJ-BA PARA APLICAR GOLPE NO COMÉRCIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Casal é acusado de usar nome de servidora do TJ-BA para aplicar golpe

Mário Gabriel dos Santos Queiroz e Lígia Moreira Pereira foram presos, na quinta-feira (25),  no momento em que recebiam mercadorias compradas numa loja de móveis usando documentos falsos, segundo a polícia. O casal utilizava, indevidamente, os nomes de servidores do Tribunal de Justiça (TJ-BA) e foi detido por equipes do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP),

A diretora do DCCP, delegada Maria Selma Lima, informou que uma parte do material adquirido de maneira fraudulenta pela dupla foi recuperado pela polícia. “Os golpes causaram prejuízos estimados em R$50 mil”, explicou a delegada.

No imóvel ocupado por Mário e Lígia, no bairro de Cajazeiras VI, em Salvador, os policiais apreenderam documentos falsificados, entre eles um RG em nome de uma servidora do TJ, além de móveis e uma TV. A polícia informou que Lígia tem várias passagens por estelionato e Mario já foi preso por homicídio e tentativa de feminicídio.

“As investigações foram iniciadas após o registro de um boletim de ocorrência por uma das vítimas e devem prosseguir no sentido de identificar outros envolvidos no crime”, destacou Maria Selma Lima.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top