skip to Main Content
1 de março de 2021 | 10:09 pm

ROSEMBERG DIZ QUE FALTA VISÃO MODERNA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA A FERNANDO

Tempo de leitura: 2 minutos

Rosemberg aponta necessidade de gestão moderna em Itabuna

Na entrevista concedida ao Jornal Interativa News, da Interativa FM, nesta segunda (23), o deputado estadual Rosemberg Pinto disse que Itabuna precisa de uma gestão moderna. Para o líder do Governo Rui Costa na Assembleia Legislativa, Fernando Gomes já deu sua contribuição e já estaria na hora de se aposentador politicamente:

– Tenho respeito muito grande [por Fernando Gomes], não tenho adversidade pessoal. Agora, politicamente, temos que construir alternativa mais moderna, com um pensar moderno de governar a cidade [de Itabuna]. Acho que Fernando já deu a sua contribuição. É lógico que é ele que tem que decidir, mas eu acho que está na hora de ele se aposentar da política – disse Rosemberg, para quem falta a Fernando “visão moderna de planejamento e gestão participativa”.

O deputado conclamou a base aliada a construir um projeto de unidade para governar o município. Na última sexta, o parlamentar participou de encontro de quatro partidos da base aliada do governador Rui Costa em Itabuna (reveja aqui) e disse que é hora de a cidade ter gestão focada em planejamento e participação. A frente aliada é integrada pelo PT, partido de Rosemberg, PCdoB, PSB e PSD. Dentre os nomes mais fortes dos quatro partidos, apresentam-se Augusto Castro e o ex-prefeito Geraldo Simões (PT).

PRÉVIAS NO PT DE ITABUNA

Ainda na entrevista no programa apresentado por Oziel Aragão, Rosemberg falou da possibilidade de o nome do PT para ser apresentado à frente ser definido em prévia entre Geraldo Simões e o vereador Júnior Brandão. “Vamos resolver isso internamente. As pessoas ficam falando em prévia, mas esse deve ser o último recurso. Tenho carinho muito grande por Geraldo [Simões] e por Júnior [Brandão]”.

Rosemberg disse apostar no novo, mas fez observação. “Sou um cara que aposto muito no novo. Mas penso o novo na forma de governar, não apenas geracional. O PT apresentará um desses nomes para este grupo. E nós vamos escolher [o candidato a prefeito], independente se é do PT ou de outro partido”, afirmou, reafirmando a necessidade de construção de unidade na base.

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top