skip to Main Content
21 de fevereiro de 2020 | 08:24 am

PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL DE BASE TERÁ NOVO MODELO DE GESTÃO

Tempo de leitura: 2 minutos

Dirigentes falam de novo modelo de gestão do Pronto Socorro do Base

O Hospital de Base de Itabuna está implantando novo modelo de gestão do Pronto Socorro, que é a porta de entrada da unidade. O projeto permitirá a identificação, durante a triagem, da classificação de risco, a detecção dos sintomas e dos procedimentos a que o paciente será submetido e a melhoria do tempo de resposta dos exames pelo laboratório.

A iniciativa está sendo coordenada pela médico infectologista Fernando Romero, especialista pela Universidade de São Paulo e recentemente contratado pelo Hospital de Base. “Após conhecermos os indicadores de atendimento, vamos estabelecer um fluxo, em que já na triagem haverá a classificação de risco da doença e determinar o setor onde será feito o atendimento. Os pacientes permanecerão menos tempo na emergência e quem necessitar de internamento, isso se dará com maior rapidez”, explica o médico.

GESTÃO DE MEDICAMENTOS

O Hospital também está implantando um sistema de otimização da aquisição e utilização de medicamentos. Fernando Romero diz que essa nova prática significará agilidade, economia e uma indicação correta dos medicamentos na dosagem certa. “O medicamento utilizado pode ser até mais caro, mas quando é corretamente aplicado, a resposta para o paciente é imediata”, reforça.

As ações fazem parte do processo de humanização do hospital, garantindo um atendimento digno e eficiente aos pacientes e acompanhantes. Essas ações incluem a ampliação das enfermarias, aquisição de 160 poltronas reclináveis e a reabertura da terceira sala cirúrgica, para agilizar e dinamizar o fluxo de atendimento de urgência e emergência de pacientes politraumatizados, com novos equipamentos como aparelho de anestesia de última geração e bisturis eletrônicos de alta frequência.

PREVENÇÃO DE ENDEMIAS

A Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital de Base de Itabuna estabeleceram uma parceria para a prevenção de endemias como dengue, zika e chikungunya. O Plano de Contingência inclui treinamento dos agentes de saúde na prevenção da dengue e em caso de surto, a criação de uma ala de hidratação com 60 leitos no Hospital de Base, para aplicação de soro e outros medicamentos, oferecendo o tratamento eficiente.

De acordo com Ministério da Saúde, todos os estados do Nordeste, assim como Espírito Santo e Rio de Janeiro, poderão ter um surto de dengue a partir de março de 2020.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top