skip to Main Content
27 de fevereiro de 2020 | 01:14 am

IBGE ESTIMA CRESCIMENTO DE 5% NA PRODUÇÃO DE CACAU NA BAHIA

IBGE ESTIMA CRESCIMENTO DE 5% NA PRODUÇÃO DE CACAU NA BAHIA
Tempo de leitura: 2 minutos

A safra de cacau baiana deve atingir, neste ano, 110 mil toneladas, uma alta de 4,8% em relação ao ano anterior. A previsão consta no primeiro Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA),do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), relativo ao mês de janeiro. No geral, o órgão estima em torno de 8,6 milhões de toneladas a produção de cereais, oleaginosas e leguminosas para este ano na Bahia. O volume representa uma expansão de 3,5% na comparação com o mesmo período de 2019.

Em relação à área plantada, o IBGE calcula avanço de 0,7% na comparação anual, registrando uma extensão de cerca de 3,2 milhões de hectares.  As projeções indicam uma produção de mandioca de 963 mil toneladas, mantendo-se estável em relação à safra passada. Para a lavoura da cana-de-açúcar, produção deve ser de quatro milhões de toneladas, o que indica uma retração de 3,9% em relação à colheita anterior.

O algodão teve sua produção projetada em 1,5 milhão de toneladas, representando uma ligeira alta de 0,8%, em relação à safra anterior. A área plantada de 350 mil hectares corresponde a uma expansão de 5,4% na mesma base de comparação.

CAFÉ

A expectativa para a produção total de café este ano ficou em 181 mil toneladas.A safra do tipo arábica está projetada em 74,3 mil toneladas, o que representou uma variação anual de 2,6%. A safra do canephora foi estimada em 106,6 mil toneladas, correspondendo a um recuo de 1,4%, na comparação com 2019.

A previsão para o feijão superou em 10,7% a produção de 2019, estimada em 321,5 mil toneladas. A área plantada estimada totaliza 456 mil hectares. Prevê-se que a produção da primeira safra alcance 137,3 mil toneladas, numa área de 246 mil hectares. A produção de segunda safra está estimada em 184,2 mil toneladas, numa área de 210 mil hectares.

A estimativa para a safra de milho ficou em 1,9 milhão de toneladas, em 593,5 mil hectares plantados, representando uma alta de queda de 14,8% em relação a 2019. A primeira safra do cereal pode atingir 1,5 milhão de toneladas, em 363,5 mil hectares. Por sua vez, a expectativa para a segunda safra da lavoura é de 359 mil toneladas, plantadas em 230 mil hectares.

A produção de soja, por sua vez, está estimada em 5,3 milhões de toneladas, em área plantada de 1,6 milhão de hectares, resultado estável em comparação com o volume produzido na safra anterior.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top