skip to Main Content
7 de abril de 2020 | 05:25 pm

UNIVERSIDADES: NÚMERO DE APROVADOS DEVE PASSAR DE 20%, PREVÊ DIRETORA DO NTE-5

UNIVERSIDADES: NÚMERO DE APROVADOS DEVE PASSAR DE 20%, PREVÊ DIRETORA DO NTE-5
Tempo de leitura: 3 minutos

A diretora do Núcleo Regional de Educação do Sul da Bahia (NTE-5), Josefina Castro,  prevê que mais de 20% dos alunos da rede estadual na região, que fizeram provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), obtiveram notas para aprovação, neste ano, em universidades públicas e faculdades privadas. No segundo caso, com bolsas integrais ou parciais.

De acordo com levantamento do PIMENTA, já são mais de 500 aprovados em 50 cursos tanto em universidades públicas quanto em instituições privadas em vários estados do Brasil e em países como Argentina e Bolívia. Já são mais de 400 aprovados somente em universidades estaduais e federais.

A professora Josefina Castro destaca que o desempenho dos estudantes deve-se ao bom planejamento pedagógico, dedicação dos professores, participação dos pais e aos projetos implantados pela Secretaria Estadual de Educação. “É um conjunto de fatores que vêm fazendo a diferença”, avalia.

MAIS ESTUDO  

Professora Josefina Castro é diretora do NTE-5, que abrange 26 municípios do sul da Bahia

A diretora  cita, como exemplo, o Mais Estudo, lançado no ano passado pelo governo baiano. O projeto visa o fortalecimento do aprendizado em Língua Portuguesa e Matemática. Os estudantes com bom desempenho escolar, com notas iguais ou superiores a 8, são selecionados para auxiliar os colegas que têm maior dificuldade de aprendizagem.

Os monitores recebem uma bolsa mensal de R$ 200,00 durante o período de três meses. “É um projeto que tem acompanhamento de professores, supervisores e coordenadores pedagógicos. Aliado a isso, tem a dedicação dos nossos profissionais”, destaca Josefina Castro.

Uma das unidades de ensino com bom desempenho neste ano é o Colégio Estadual Inácio Tosta Filho, no bairro de Fátima, em Itabuna. A escola tem, até o momento, 14  aprovados em cursos como Administração, Agronomia, Economia, Medicina,  Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, História, Geografia, Letras e Pedagogia.

São graduações ofertadas pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Entre os aprovados, estão Gabriel Sampaio (Medicina/UFRB) e Leonardo Brito (Engenharia/UFSB).

UESC

Estudantes do Inácio Tosta Filho são aprovados em vários cursos

Na Uesc, foram aprovados Beatriz Oliveira (História), Jardiele Nascimento (Engenharia de Produção), Marcos Samuel (Física), Emilly Barbosa (História), Jardiele Nascimento (Engenharia de Produção),  Melissa Dionísio (Comunicação Social) e  Willian da Conceição (Engenharia Civil).

A lista inclui ainda Hanuman de Almeida Kumar (Matemática), Felipe Gomes (História), Carlos Ernesto Gomes (Letras),  Isabelly Silva (História) e Gabriel Lima (Agronomia). Já o estudante Davy Gomes vive a expectativa de o nome constar na próxima lista do curso de Medicina da Universidade Federal do Mato Grosso. Ele tirou 960 pontos na redação.

Na lista dos que vão começar o ensino superior na Uesc neste ano também estão os estudantes Rebeca Sampaio (Química), Laura Alves (Letras), Raissa Gomes (Línguas Estrangeiras), Gabriela Silva (Pedagogia), João Vitor Pires (Comunicação Social) e Yandarus Guilherme (Engenharia Civil).  Esses alunos são do Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (Ciomf).

Esta publicação possui 2 comentários
  1. A rede pública sempre teve o melhor quadro de professores, falta apenas investimento na infraestrutura e condições mais adequadas de trabalho aliada a um bom acompanhamento dos pais. O CIEI, mesmo, tem mais professores com Mestrado do que qualquer colégio privado.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top