skip to Main Content
25 de fevereiro de 2021 | 04:46 am

GOVERNADOR ACIONA A PGE EM CASO DE AGRESSÃO DE IGOR KANNÁRIO CONTRA A PM

GOVERNADOR ACIONA A PGE EM CASO DE AGRESSÃO DE IGOR KANNÁRIO CONTRA A PM
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa acionou a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para que o órgão adote as medidas legais cabíveis no caso envolvendo a agressão do cantor Igor Kannário contra a Polícia Militar. A PGE entrará com uma representação junto ao Ministério Público da Bahia a fim de que este adote, no âmbito de sua competência, ações que entender cabíveis em relação às declarações do cantor Igor Kannário na tarde de ontem (24).

No Circuito Osmar (Campo Grande), o também deputado federal agrediu e provocou publicamente a Polícia Militar da Bahia durante desfile em trio sem cordas patrocinado pela Prefeitura de Salvador. A decisão de acionar a PGE foi anunciada pelo governador em postagem feita em seu perfil oficial no Twitter, nesta terça-feira (25). Dentre as agressões, o cantor e deputado federal, de cima do trio, chamou efetivo da PM de “bunda mole”.

– É inaceitável o ato público de desrespeito e agressão contra a Polícia Militar da Bahia registrado ontem no Campo Grande. Acionei a Procuradoria Geral para que o Estado formalize uma representação junto ao Ministério Público da Bahia a respeito deste fato. Medidas cabíveis que estiverem no âmbito do MP precisam ser tomadas em respeito à PM e em defesa da honra de pais e mães de família que fazem parte da corporação – disse Rui na rede social.

A Procuradoria-Geral do Estado considera o fato gravíssimo, por atentar contra a ordem pública, no uso de um trio elétrico patrocinado pelo erário municipal. O órgão estadual também estuda a adoção de outras medidas em relação ao caso.

Esta publicação possui 2 comentários
  1. Políticos brasileiros são os que existem de piores no mundo, mas, como diz o velho ditado, cada povo tem os politicos e gestores que merecem, quem se lembra das ma prestações de 2013? Pois é, naquela época os ataques às PM do país inteiro partiam das legendas esquerdistas, principalmente do PSOL e PC do B, só pararam após o assassinato do cinegrafista da BND por um dos manifestantes, mas agora a coisa é mais grotesca, partiu de um politico de “DIREITA” ligado ao prefeito ACM Neto.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top