skip to Main Content
6 de julho de 2020 | 05:50 pm

MULHER INTERNADA EM JEQUIÉ NÃO ESTÁ COM CORONAVÍRUS; EXAMES DETECTARAM INFLUENZA A

MULHER INTERNADA EM JEQUIÉ NÃO ESTÁ COM CORONAVÍRUS; EXAMES DETECTARAM INFLUENZA A
Tempo de leitura: 2 minutos

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) informou, no final da tarde desta terça-feira (25), que exames feitos numa mulher internada no Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, no sudoeste da Bahia, deram negativos para o coronavírus. Os exames apontam infecção pelo vírus da Influenza A, conforme os resultados obtidos pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador.

A mulher foi internada com sintomas respiratórios e história de viagem recente ao norte da Itália (Siena), zona considerada de risco para transmissão do coronavírus Covid-19. Ela retornou da Europa no último dia 14 de fevereiro e apresentou sintomas gripal em 20 fevereiro. De acordo com a Sesab, a paciente permanece em isolamento, por precaução, desde seu atendimento na emergência.

Já em Itabuna, no Hospital Manoel Novaes, uma criança, de 1 ano, que esteve em viagem na Europa com passagem pela Itália, chegou há 12 dias no município, está internada em isolamento com sintomas respiratórios, tendo sido coletadas amostras de secreção respiratória para a realização de exames específicos no Lacen, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Os exames serão processados conforme protocolo internacional, por meio de exame PCR para Influenza e outros vírus respiratórios. As amostras negativas serão enviadas ao Laboratório de Referência Estadual (Fiocruz– RJ) para identificação do coronavírus.

A Sesab, por meio do Lacen-BA, é um dos três únicos laboratórios públicos estaduais que vêm disponibilizando um teste rápido PCR multiplex que identifica 21 tipos de vírus respiratórios em um período inferior a duas horas.

Os pacientes encontram-se estáveis, em isolamento (respiratório/contato) dentro das unidades, não ocasionando riscos para nenhum outro paciente internado na instituição, bem como para nenhum de seus colaboradores. A vigilância epidemiológica está monitorando os contatos dos pacientes e adotando as medidas de precaução cabíveis até que o diagnóstico seja definido. A Divep e técnicos do Núcleo Regional de Saúde Sul estão investigando e acompanhando os casos e seus respectivos contatos.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top