skip to Main Content
6 de julho de 2020 | 02:53 am

TEATRO POPULAR PODE SUSPENDER PROGRAMAÇÃO E VIVE SOB AMEAÇA DE CORTE DE ÁGUA E LUZ

TEATRO POPULAR PODE SUSPENDER PROGRAMAÇÃO E VIVE SOB AMEAÇA DE CORTE DE ÁGUA E LUZ
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dos mais importantes projetos culturais da Bahia, o Teatro Popular de Ilhéus (TPI) anunciou neste domingo (1º) que poderá ter que suspender a programação de março devido à falta de recursos. Pelo mesmo motivo, o TPI não teve programação em fevereiro. E está sob ameaça de corte de energia elétrica (Coelba) e de água (Embasa).

– A interrupção das atividades se dá por conta da falta de recursos que o grupo vem enfrentando desde o final do ano passado, o que tem impossibilitado o pagamento dos salários de seus funcionários e até mesmo das contas básicas quem mantém o funcionamento da Tenda – informou em nota.

Nesta segunda (2), deverá ocorrer reunião com amigos, parceiros, artistas e produtores para discutir alternativas que garantam o funcionamento do TPI em março. Em 2020, o Teatro Popular de Ilhéus completa 25 anos de existência, período em que garantiu ações, criou público para o teatro regional e circulou por várias cidades do Brasil, levando peças aqui produzidas e levando a arte regional para além da fronteira baiana e até do país, com apresentações na Europa.

As comemorações dos 25 anos contarão com a publicação do livro A vida é uma rima, um ensaio biográfico do Teatro Popular de Ilhéus, que está sendo escrito pelo crítico teatral e jornalista Valmir Santos. Além disso, o grupo vem se preparando para estrear o espetáculo Sonho de uma noite de verão: ópera brega rock para acordar do pesadelo. O espetáculo está em fase de ensaios e montagem de cenários e figurinos. “O espetáculo deveria ter estreado em dezembro, mas as dificuldades enfrentadas pelo grupo têm atrasado sua estreia”, observa a direção do TPI em nota.

Este post tem um comentário
  1. Ora convenhamos, se o poder publico municipal que sempre tirou vantagens do Teatro Popular de Ilhéus utilizando-o em ações para disseminação de lazer e cultura teatral entre os seus munícipes, não dá a mínima importância a essa valiosíssima instituição cultural de Ilhéus, porquanto está voltado exclusivamente para o próprio projeto de poder, a reeleição; é hora de recorremos aos mais prejudicados, a população de Ilhéus, que sempre prestigiou o Teatro Popular de Ilhéus. Campanhas via internet e artistas paramentados nas ruas em performances para motivar a população a colocar sua mínima contribuição nas sacola dos adjutórios. Ilhéus não pode permitir que uma instituição com a dimensão e importância para a cultura popular estiole à extinção, enquanto o governo municipal gasta fortunas investidas em ações no mínimo duvidosas. Ilheenses, mãos à obra. Vamos salvar o Teatro Popular de Ilhéus.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top