skip to Main Content
20 de abril de 2021 | 04:28 pm

ILHÉUS REDUZ A ZERO NÚMERO DE MORTES POR AFOGAMENTO NAS PRAIAS NESTE VERÃO

ILHÉUS REDUZ A ZERO NÚMERO DE MORTES POR AFOGAMENTO NAS PRAIAS NESTE VERÃO
Tempo de leitura: 2 minutos

Um balanço divulgado pelo Corpo de Salva-Vidas de Ilhéus aponta que não houve mortes por afogamentos ou afogamentos graves em áreas protegidas monitoradas pelo serviço de proteção à vida durante toda a temporada de verão. Desde dezembro do ano passado até agora, os salva-vidas socorreram 187 pessoas da água que estavam com dificuldade para saírem sozinhas, segundo a chefia do serviço municipal.

Ilhéus tem um dos mais extensos litorais do país e recebe grande fluxo de turistas todos os anos, principalmente no período de alta estação. Segundo informações do setor, além dos salvamentos, foram passadas orientações sobre a importância dos comportamentos seguros e advertências a pessoas em risco de afogamentos. O município tem média superior a um salva-vidas a cada quilômetro de faixa de praia. São 88 salva-vidas para cobrir o litoral de Ilhéus, que tem extensão de 84 quilômetros.

O afogamento é uma das principais causas de mortes de jovens no Brasil, segundo o levantamento da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa). No Brasil, é a segunda por causa externa entre crianças de 1 a 4 anos. Além disso, é a terceira causa de morte na faixa de 5 a 14 anos; e a quarta entre 15 e 19 anos, segundo o levantamento.

“As ações foram bem elaboradas, com o intuito de oferecer maior segurança ao veranista que escolheu Ilhéus para passar férias e aproveitar o melhor de suas praias paradisíacas. O trabalho consiste em orientar os banhistas a nadarem em locais onde estão as bandeiras e placas que sinalizam a área protegida”, explicou Anderson Nogueira, chefe do Corpo de Salva-Vidas do município.

Para garantir a segurança desses banhistas, a Prefeitura disponibilizou um efetivo de 88 salva-vidas com atuação em 34 postos instalados entre a região do Mamoam, no norte, e Águas de Olivença, no sul. Além destes, duas motocicletas com duplas de salva-vidas cobriram as regiões onde não existem postos fixos, mas que registram grandes aglomerados de pessoas.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top