skip to Main Content
4 de dezembro de 2020 | 08:45 pm

ITABUNA: PROFISSIONAIS COMEMORAM ALTA DE PACIENTE DE COVID-19 INTERNADO EM UTI

ITABUNA: PROFISSIONAIS COMEMORAM ALTA DE PACIENTE DE COVID-19 INTERNADO EM UTI
Tempo de leitura: 2 minutos

Profissionais em saúde da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna registraram, nesta Sexta-Feira Santa (10), mais uma vitória na dura batalha contra o novo coronavírus. Vitória contra um inimigo pouco conhecido e contra o qual, até aqui, existem poucas armas. Hoje, ocorreu a primeira alta hospitalar de um paciente vítima da Covid-19 internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da instituição. O paciente estava na UTI do Hospital Calixto Midlej Filho desde a terça (7).

Ao chegar à unidade médico-hospitalar, o paciente de 34 anos apresentava alguns dos sintomas conhecidos da covid-19 — dor de cabeça, febre, tosse seca, perda do olfato e paladar, além de desconforto respiratório. Já positivado para Covid-19 e em isolamento domiciliar desde há uma semana, o paciente de 34 anos – que não teve a identidade revelada, não apresentava nenhuma outra comorbidade e não fazia parte de nenhum grupo de risco.

O médico intensivista e provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Eric Júnior, falou do esforço dos profissionais auxiliares de enfermagem, enfermeiros e médicos, além do administrativo. “ É a nossa primeira alta de um paciente com Covid-19 e representa o resultado do esforço de toda equipe da Santa Casa de Itabuna, assistencial e administrativa”, disse ele em nota distribuída pela instituição.

DESAFIO

O provedor ressalta que o esforço inclui desde as reuniões para o planejamento, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), preparo de área exclusiva e treinamento, até o manejo clínico dessa patologia tão nova para todos. “Estamos dando o nosso melhor para garantir a recuperação de todos os pacientes nesse momento tão difícil”, afirma.

Apesar de apresentar melhora e ter recebido alta hospitalar, o paciente seguirá agora em isolamento domiciliar, com monitoramento da Vigilância Epidemiológica de Itabuna até a coleta de material para novos exames, “respeitando o prazo que indicará se ele está curado ou não da Covid-19.

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top