skip to Main Content
30 de setembro de 2020 | 05:25 pm

CONTRA A COVID-19, ITACARÉ MANTÉM COMÉRCIO FECHADO E BARREIRAS SANITÁRIAS

CONTRA A COVID-19, ITACARÉ MANTÉM COMÉRCIO FECHADO E BARREIRAS SANITÁRIAS
Tempo de leitura: 2 minutos

O comitê de monitoramento da Covid-19 em Itacaré decidiu pela manutenção do comércio fechado, funcionando apenas os serviços essenciais, e as barreiras sanitárias nos acessos ao município, incluindo os distritos. O prefeito Antônio de Anízio reafirmou que as medidas de proteção colocaram Itacaré como uma referência regional no combate à doença, fazendo com que até o momento nenhum caso tenha sido confirmado no município. Porém, segundo ele, será preciso continuar com as medidas e intensificar as ações para que não venham a ser registrados casos no município.

As barreiras sanitárias impedem, por exemplo, a entrada de ônibus de transporte intermunicipal e interestadual, bem como o transporte individual de passageiros, a exemplo de táxis, mototáxis, vans e motoristas de aplicativos. Há recomendação para que nativos não levem parentes ou amigos para a cidade. “Se a comunidade não colaborar com o isolamento social, não vamos conseguir combater o coronavírus”, reafirmou o prefeito.

Outra medida já dotada pela Prefeitura foi a organização das filas nos locais de maior movimento, a exemplo de supermercados, bancos e casas lotéricas, evitando aglomerações. Para isso, guardas municipais organizam filas e orientam os estabelecimentos e as pessoas quanto à distância mínima, de um metro e meio.

A Prefeitura de Itacaré também instalou toldos de proteção para essas pessoas que aguarda o atendimento nas filas desses estabelecimentos. Outra ação também já adotada é desinfecção, de duas em duas horas, da área comercial do centro da cidade, onde ocorrem os maiores movimentos.

Paralelamente a essas novas medidas, permanecem e vigor os decretos declarando situação de emergência em saúde pública em todo o âmbito do município, suspendendo alguns serviços, ampliando a rede de atendimento e ainda suspensão de eventos, bem como o funcionamento dos bancos, correios, dos bares, restaurantes e similares. As praias permanecem interditadas e os estabelecimentos de hospedagens, hotéis, casas de veraneio, pousadas, resorts e assemelhados estão proibidos de receberem novos turistas pelo prazo de 30 dias, a contar de 20 de março.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top