skip to Main Content
27 de outubro de 2020 | 11:16 pm

CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DO MERCADO LIVRE DEVE GERAR 500 EMPREGOS NA BAHIA

CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DO MERCADO LIVRE DEVE GERAR 500 EMPREGOS NA BAHIA
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia foi escolhida para receber o primeiro Centro de Distribuição (CD) do Mercado Livre no Nordeste em um plano de investimentos de R$ 4 bilhões da empresa, no país, até o final deste ano. A previsão é de que sejam gerados 500 novos empregos diretos no estado.

Com o CD em Lauro de Freitas, o Mercado Livre poderá dar maior rapidez às entregas no Estado e na região Nordeste do País, com entregas sendo feitas no mesmo dia em Salvador, por exemplo. Além de fazer entregas mais rápidas para o Nordeste, a ideia é aumentar ainda mais a oferta de frete grátis na região, segundo Leandro Bassoi, vice-presidente do Mercados Envios para a América Latina.

– Buscamos realizar entregas ainda mais rápidas e a preços menores, além de ajudar os empreendedores locais a ter uma opção de logística premium sem terem que investir para isso. Esse movimento está diretamente ligado ao nosso compromisso de democratizar o e-commerce e contribuir para que nossas ações se reflitam em toda a cadeia de valor envolvida – explica Bassoi.

O CD funcionará em uma área de 35 mil metros quadrados, de acordo com a empresa e o governo baiano. Bassoi se reuniu com os secretários de Planejamento, Walter Pinheiro, e de Desenvolvimento Econômico, João Leão. “A Bahia possui diversas vantagens logísticas para o escoamento da carga de forma mais rápida. Apresentamos para o Mercado Livre também os projetos de expansão dos diversos modais aqui na Bahia. Portanto, a decisão de implantar esta unidade em nosso estado com certeza foi acertada”, disse Walter Pinheiro.

Também vice-governador da Bahia, Leão disse que “é um orgulho” para a Bahia contar com um CD deste porte. “A atração deste investimento é fruto de um trabalho em equipe que planeja e executa ações pensando no desenvolvimento do estado e na geração de emprego e renda para o povo baiano’, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico. A empresa também vai realizar um programa social voltado para a educação e a empregabilidade de 120 jovens da região de Lauro de Freitas em parceria com o Instituto Aliança.

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top