skip to Main Content
30 de setembro de 2020 | 09:51 pm

A PRESSÃO DAS EMPRESAS DE ÔNIBUS EM ITABUNA

A PRESSÃO DAS EMPRESAS DE ÔNIBUS EM ITABUNA
Tempo de leitura: < 1 minuto

Empresas de ônibus que detêm a concessão do transporte coletivo em Itabuna não devem voltar a circular tão cedo se a prefeitura não subsidiar o serviço. São Miguel e Sorriso da Bahia cobram suposta dívida da prefeitura e alegam que estão sem receita para comprar combustível e colocar a frota para rodar.

Já os rodoviários deixam claro que somente retornam se as empresas quitarem parte do salário em atraso. O município está sem transporte coletivo há mais de 100 dias.

Das duas empresas, a situação mais preocupante é a São Miguel, que já enfrentou ação de busca e apreensão de veículos e greve por atraso de salários.

Ontem, setores da Prefeitura de Itabuna se reuniram para traçar plano de segurança do retorno da transporte coletivo no município. Por enquanto, não há previsão de ônibus nas ruas.

Este post tem um comentário
  1. Tudo armação: o transporte coletivo é quem menos pode se queixar no porque recebeu e recebe antecipadamente de muitos mil trabalhadores. O problema é que aqui o transporte pertence a um único dono que também é dono de todo o transporte intermunicipal entre Jequié,Valença e todo o sul da Bahia, que é dono da Agerba, e que é político forte mesmo sem projetos. Então usa de artimanhas para como sempre,levar mais um pouco.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top