skip to Main Content
30 de novembro de 2020 | 03:24 pm

BAHIA TEM 9,8 MIL CASOS ATIVOS DE COVID-19 E CAI MÉDIA DE MORTES DIÁRIAS

BAHIA TEM 9,8 MIL CASOS ATIVOS DE COVID-19 E CAI MÉDIA DE MORTES DIÁRIAS
Tempo de leitura: 2 minutos

Pela segundo dia consecutivo desde maio, a Bahia registrou menos de 10 mil casos ativos (pacientes em recuperação) da covid-19, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Nas últimas 24 horas, foram registrados 3.440 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,3%) e 3.060 curados (+1,2%).

Dos 265.739 casos confirmados desde o início da pandemia, 250.309 já são considerados curados e 9.881 encontram-se ativos (em recuperação). Dos mais de 9,8 mil ativos, 1.215 estão internados, sendo 633 em leitos de UTI covid-19. Itabuna é o segundo município, no estado em número de pacientes que ainda se recuperam da doença (veja gráfico abaixo).

Os casos confirmados ocorreram em 415 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,87%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (5.923,46), Almadina (5.819,91), Itabuna (5.022,91), Dário Meira (4.957,98), Salinas da Margarida (4.742,45).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 495.045 casos descartados e 86.464 em investigação até as 17 horas desta quinta-feira (3). Na Bahia, 23.651 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 47 óbitos em um período de mais de 90 dias (1º de junho a 2 de setembro. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.549, representando uma letalidade de 2,09%.

Bahia tem mais baixa taxa de ocupação de UTIs covid-19 dos últimos meses

OCUPAÇÃO DE UTIs

Como demonstra o gráfico acima, a Bahia atingiu, nesta quinta (3), o mais baixo percentual de ocupação de leitos de UTI covid-19 dos últimos meses, 53%. A região sul, porém ainda preocupa, com 82% de leitos com pacientes. O extremo-sul reduziu ocupação para 60%, seguido pelo sudoeste, com 62%.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top