skip to Main Content
13 de maio de 2021 | 01:29 pm

ITABUNA: SANTA CASA PARTICIPA DE ESTUDO INTERNACIONAL SOBRE A COVID-19

ITABUNA: SANTA CASA PARTICIPA DE ESTUDO INTERNACIONAL SOBRE A COVID-19
Tempo de leitura: 2 minutos

Farmacêutico Bruno Setenta explica detalhes do estudo internacional

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna está entre as instituições brasileiras que vão participar de um estudo com pacientes infectados pelo novo coronavírus. O “Estudo Terapia Antitrombótica para Melhoria das Complicações da Covid-19” busca estabelecer se anticoagulação parenteral em dose terapêutica melhora os resultados (reduz a intubação ou a mortalidade) em 30 dias após a medicação.

O gerente e coordenador do Centro de Pesquisa e Estudos da SCMI, o farmacêutico Bruno Setenta de Andrade, explica que os participantes do estudo poderão receber anticoagulação terapêutica por 14 dias (ou até a alta hospitalar ou a liberação da necessidade de oxigênio suplementar, o que ocorrer primeiro). A meta é realizar a testagem em até 60 pacientes, que poderão se candidatar voluntariamente aos ensaios clínicos.

O ensaio clínico é patrocinado pela Universidade de Manitoba, do Canadá, e Fundação Zerbini de São Paulo, em parceria com o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Na Bahia, haverá dois centros de pesquisas em Salvador, e um no interior, onde a escolhida foi a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

REFERÊNCIA

De acordo com Bruno Setenta, a Santa Casa de Itabuna está virando referência na captação de pacientes porque a indústria farmacêutica percebeu que a instituição é um centro de pesquisa com três dos pilares exigidos para estudos clínicos que são: número de pacientes, qualidade dos dados e um médico responsável pelo estudo, que é o médico Eduardo Kowalski Neto.

O farmacêutico conta que o convite da universidade para participar do estudo clínico internacional surgiu há dois meses e o processo para início dos testes no sul da Bahia só depende de decisão da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Comitê de Ética da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

ESTUDOS

Bruno Setenta atua no Centro de Pesquisa e Estudos da Santa Casa de Itabuna, que tem como responsável pelos estudos clínicos o médico Eduardo Kowalski Neto, que é o investigador principal. Kowalski também é investigador principal dos Estudos de Oncologia. Já os médicos Carolina Tele Barreto e Rodolfo Nascimento são investigadores principais dos Estudos de Nefrologia.

O “Estudo Terapia Antitrombótica para Melhoria das Complicações da Covid-19” não é o primeiro estudo que a Santa Casa participará. Bruno Setenta destaca que a instituição já participa de outras pesquisas (algumas já concluídas e outras em andamento) para tratamento de outras comorbidades (doenças), principalmente nas especialidades de nefrologia, oncologia, cardiologia e urologia.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top