skip to Main Content
1 de dezembro de 2020 | 05:29 am

MÉDICO FAZ ALERTA SOBRE OS RISCOS DAS DOENÇAS VASCULARES CEREBRAIS

MÉDICO FAZ ALERTA SOBRE OS RISCOS DAS DOENÇAS VASCULARES CEREBRAIS
Tempo de leitura: 3 minutos

Médico Antônio Fernando Ribeiro Júnior alerta para riscos de AVC

 

Nesta quinta-feira (29) é celebrado o Dia Mundial do Acidente Vascular Cerebral (AVC), doença que afeta 13,7 milhões de pessoas por ano no mundo, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, as doenças vasculares são a segunda causa de óbitos, sendo a primeira no sul da Bahia, de acordo com o médico neurologista Antônio Fernando Ribeiro Júnior, da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

Com o slogan “Junte-se ao Movimento”, a campanha mundial deste ano busca mostrar a importância da prática do exercício físico para a prevenção ao AVC. “Desde 2018 que temos realizado atividades para alertar a população sobre os riscos das doenças cerebrais. Neste ano, por causa da Covid-19, as atividades são online”, relata Antônio Fernando. No sul da Bahia, a campanha está sendo divulgada nas redes sociais, no instagram: @nep_avc.

O neurologista destaca que existem dois tipos de AVCs. Um deles é o isquêmico, cujo paciente pode ter as chances de sequelas e incapacidade reduzidas se o tratamento for iniciado precocemente. O atendimento deve ser feito na chamada “janela terapêutica”, com medicação para desentupir a artéria que faz a isquemia. Esse processo deve ser feito em, no máximo, 4h30min.

O acidente vascular isquêmico ou infarto cerebral é o entupimento dos vasos cerebrais. Ele pode ocorrer devido a uma trombose, que é a formação de placas numa artéria principal do cérebro; ou embolia, quando a placa de gordura originária de outra parte do corpo se solta e, pela rede sanguínea, chega aos vasos cerebrais.

AVC HEMORRÁGICO

O outro tipo de AVC é o hemorrágico, que ocorre com o rompimento dos casos sanguíneos. Há casos também que ocorre o subtipo de AVC hemorrágico subaracnóide, com o sangramento entre o cérebro e a aracnóide (uma das membranas que compõe a meninge). “Esse subtipo causa pressão intracraniana e provoca altos índices de mortalidade”, observa o médico.

O neurologista orienta que, em caso de suspeita de AVC, a pessoa deve ser levada imediatamente para o hospital. “Quanto o mais rápido a pessoa chegar a um hospital, maiores são as chances da isquemia ser revertida e deixar menos sequelas. Temos estudos mostrando que, a cada minuto em que o cérebro fica em isquemia, morrem aproximadamente dois milhões de neurônios, o que pode comprometer os movimentos”.

Antônio Fernando destaca que existem fatores de riscos modificáveis e não modificáveis. Em um dos grupos devem ser incluídos a genética e a idade, pois quanto mais velha a pessoa fica maior é o risco de sofrer um AVC. “Mas a doença também está relacionada ao estilo de vida. Por isso, há muitos jovens, com idade entre 30 e 45, entre as vítimas de AVC,” explica.

HIPERTENSÃO E DIABETES

No grupo dos casos modificáveis estão pessoas com hipertensão, diabetes, consumo frequente de álcool e drogas, colesterol elevado, estresse, doenças cardiovasculares, sedentarismo e doenças do sangue. Esses fatores de risco do segundo grupo são responsáveis por 90% dos casos de isquemia. Isso significa que o AVC é prevenível em 9 em cada 10 casos. “Sendo que a hipertensão arterial não cuidada está no topo do ranking”.

O médico Antônio Fernando explica que entre os sintomas comuns aos acidentes vasculares cerebrais estão dor de cabeça muito forte, fraqueza ou dormência na face, nos braços ou nas pernas, perda da visão, paralisia, perda súbita da fala, tontura e perda da capacidade de planejar as atividades rotineiras.

O neurologista conta que existe uma sequência de letras que é sempre usada, que é o “Samu”. “O S de sorriso, A de abraço, M de música e U de urgência. Isso significa que se pessoa sorrir e a boca fica torta, vai dá um abraço e o braço está fraco e vai cantar uma música e está com a fala embolada, ligue imediatamente para o Samu porque pode ser um AVC”, orienta.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top