skip to Main Content
14 de abril de 2021 | 02:41 am

ESCRITOR CYRO DE MATTOS RECEBE A MEDALHA ZUMBI DOS PALMARES

ESCRITOR CYRO DE MATTOS RECEBE A MEDALHA ZUMBI DOS PALMARES
Tempo de leitura: 2 minutos

O escritor itabunense Cyro de Mattos foi agraciado ontem à noite (3) com a medalha Zumbi dos Palmares pelo conjunto da sua obra, que destaca a cultura negra e a luta contra os preconceitos. Proposta do vereador Edvaldo Brito (PSD) e aprovada por unanimidade, pela primeira vez na Câmara Municipal, a entrega da comenda foi feita durante sessão solene virtual. O evento reuniu dezenas de convidados numa plataforma de videoconferência, entre eles o desembargador João Augusto Pinto, representando o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o reitor da UFBA, João Carlos Salles e colegas do homenageado das Academias de Letras da Bahia, Ilhéus e Itabuna.

A saudação foi feita pelo vereador Everaldo Brito, que destacou que “o afetivo é o efetivo da vida” e abordou a carreira do escritor e advogado com mais de 50 livros publicados no Brasil e em vários países. “Pela grande importância no mundo das letras e cultura, ao longo de mais de sessenta anos, pelos relevantes serviços produzidos para a valorização do negro afrodescendente, por seu discurso literário que contribui para ampliar uma visão mais justa sobre esse valoroso elemento formador do Brasil, para o qual temos uma dívida impagável, é justo que se conceda a Medalha Zumbi dos Palmares a Cyro de Mattos, um dos autores mais traduzido e publicado no exterior, entre os escritores vivos da Bahia”.

Emocionado, Cyro agradeceu a homenagem ao seu colega de turma na Faculdade de Direito e também agora na Academia de Letras da Bahia, e leu um poema onde a tônica foi o sofrimento dos escravos e a luta pela liberdade: “Muito obrigado a você, Brito, e a todos os que me incentivaram nesta minha caminhada de escritor, principalmente à minha esposa Mariza e meus familiares, e é uma honra ser lembrado com a medalha que neste mês destaca um dos maiores heróis nacionais”.

Este post tem um comentário
  1. Certa vez eu entreguei alguns poemas para que o Cyro de Mattos desse uma lida, avaliasse.
    Nunca se mostrou interessado nos meus escritos. Incentivo para ele sempre, mas para jovens escritores e poetas, nada. É um homem distante da verdade em que vivemos. Não é um popular, como foi Drummond, Bandeira, Jorge Amado e outros humildes senhores da verdadeira lavra.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top