WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘Economia & Negócios’

VENDAS DE SUPERMERCADOS CRESCEM 4,3% EM OUTUBRO, SEGUNDA A ABRAS

Vendas de supermercados crescem mais de 4% em outubro || Imagem EBC

As vendas do setor supermercadista aumentaram 4,3% no mês de outubro em comparação a setembro. Em relação ao mesmo mês do ano passado, o resultado de outubro atingiu elevação de 5,78%.

No acumulado de 2019, de janeiro a outubro, em comparação ao mesmo período de 2018, as vendas do setor apresentaram alta de 3,48%, conforme os dados divulgados pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

“O consumo das famílias, que seguiu lento desde o início do ano, devido às incertezas políticas e econômicas, ganhou um ritmo melhor de crescimento a partir do segundo semestre, principalmente pelo aumento do crédito à pessoa física, impulsionado pela liberação dos saques do FGTS e do PIS/Pasep, além da queda de juros e a recuperação gradual do mercado de trabalho”, destacou o presidente da Abras, João Sanzovo Neto.

Segundo a entidade, o resultado do acumulado até outubro indica que as vendas de 2019 poderão fechar o ano superando a projeção inicial de 3%. “Estamos otimistas em relação ao encerramento do ano, que ainda se somará aos resultados da Black Friday e das compras de natal e réveillon. Espero estar errado em relação à nossa projeção inicial, e que os supermercados vendam ainda mais”, ressaltou Sanzovo.

MPF QUER IMPEDIR LICENÇA PARA PROJETO DE MINERADORA EM ILHÉUS E NO NORTE DE MINAS GERAIS

Projeto da SAM, de capital chinês, “desemboca” em Ilhéus, no sul da Bahia

Em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública com objetivo de impedir a continuidade do processo de licenciamento ambiental de um empreendimento minerário a ser instalado no norte de Minas Gerais. Trata-se de um projeto conduzido pela empresa de capital chinês Sul Americana de Metais (SAM), subsidiária da Honbridge Holdings.

Originalmente chamado Projeto Salinas, depois Projeto Vale do Rio Pardo e atualmente de Projeto Bloco 8, o empreendimento prevê a instalação de um complexo minerário para explorar jazidas nos municípios mineiros de Grão Mogol e Padre Carvalho. É prevista a construção de barragens de rejeitos, uma usina de beneficiamento de minério e um mineroduto de 480 quilômetros que atravessaria 21 cidades e chegaria até Ilhéus, no litoral baiano. A previsão é que sejam produzidas anualmente 30 milhões de toneladas de minério.

Para o MPF e o MPMG, houve fracionamento indevido no processo de licenciamento. Dessa forma, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais (Semad) agiriam de forma ilegal se a análise prosseguisse. Em nota divulgada conjuntamente, as duas instituições judiciais revelam ainda preocupação com as dimensões do projeto.

“Por se tratar de minério com baixo teor de ferro (20%), haverá a remoção de milhões de toneladas de material estéril, sem valor comercial, que serão depositados em três reservatórios. O maior deles, localizado na cabeceira do Córrego Lamarão, terá capacidade para 1,3 bilhão de metros cúbicos de rejeitos. Os outros dois teriam 524 milhões de metros cúbicos e 168 milhões de metros cúbicos, totalizando 2,4 bilhões de metros cúbicos, registra o texto divulgado pelo MPF e pelo MPMG.

Os reservatórios previstos no projeto são bem maiores do que as barragens envolvidas nas tragédias que ocorreram em Minas Gerais nos últimos anos. A estrutura da Samarco, que se rompeu em 2015 no município de Mariana, causando 19 mortes, tinha capacidade para 56 milhões de metros cúbicos (m³) de rejeitos. Já a barragem da Vale localizada em Brumadinho, cujo rompimento provocou mais de 250 mortes em janeiro de ano, poderia armazenar até 12 milhões de m³.

LICENCIAMENTO

De acordo com o MPF e o MPMG, o empreendimento já tinha sido considerado inviável pelo Ibama em 2016. O Ibama reprovou a instalação do projeto após avaliar o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) apresentado pelas empresas. “De lá para cá, os empreendedores, ao invés de reformular o projeto, adequando-o às exigências ambientais, insistiram com a mesma concepção. Diante da resistência dos órgãos técnicos do Ibama, optaram por um desmembramento que só existe no papel”, afirmam o MPF e o MPMG. Para os dois órgãos, trata-se de uma manobra para driblar a legislação federal e estadual. :: LEIA MAIS »

EMPÓRIO LITORAL SUL SERÁ INAUGURADO NO CESOL EM ITABUNA

Produção de cooperativas e associações serão comercializadas no Empório, em Itabuna

O Centro Público de Economia Solidária (Cesol) em Itabuna terá um espaço para a venda de produtos como chocolates de origem, geleia de cacau, farinha, mel, própolis, camarão e mariscos. O Empório Litoral Sul funcionará na Praça Laurinda Conceição, ao lado da Catedral de São José. A inauguração será na próxima quinta (5), às 17h, reunindo cerca de 30 associações e cooperativas de 26 dos municípios do Território de Identidade Litoral Sul.

Marcas de chocolates de origem como Embauba, Buri, Chocosul, Benevides e Coroa Azul terão produtos à venda no Empório Litoral sul, onde também haverá comercialização de artesanato, roupas, trajes de banho e vassouras feitas com garrafas PET recicladas.

O Empório Litoral Sul funcionará das 8h30min às 18h de segunda a sexta. Aos sábados, das 9h às 13h. Thiago Fernandes, coordenador do Cesol Litoral Sul, diz que o espaço é um investimento do governo baiano. “Esse espaço será um grande vetor de escoamento da produção, valorizando tanto o produtor quanto o consumidor que acredita num comércio justo e na sustentabilidade”.

MERCADO ELEVA ESTIMATIVA DE INFLAÇÃO NO PAÍS

Pela quarta semana seguida, as instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a estimativa para a inflação este ano. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA – a inflação oficial do país) subiu de 3,46% para 3,52%. A informação consta no boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central (BC) que traz as projeções de instituições para os principais indicadores econômicos.

Para 2020, a estimativa de inflação se mantém há cinco semanas em 3,60%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,75% em 2021, e 3,50% em 2022.

As projeções para 2019 e 2020 estão abaixo do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente definida em 5% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

De acordo com as instituições financeiras, a Selic deve cair para 4,5% ao ano até o fim de 2019. Para 2020, a expectativa é que a taxa básica permaneça nesse mesmo patamar. Para 2021 e 2022, as instituições estimam que a Selic termine o período em 6% ao ano e 6,5% ao ano, respectivamente.

Quando o Copom reduz a Selic, como prevê o mercado financeiro este ano, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. A manutenção da Selic indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação. :: LEIA MAIS »

SENADO DEVE VOTAR ISENÇÃO DE ICMS PARA IGREJAS

Votação de projeto de lei deverá ocorrer na próxima terça || Foto Marcelo Camargo/AB

Templos religiosos e entidades beneficentes de assistência social poderão continuar isentos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) até 31 de dezembro de 2032. A proposta, um projeto de lei complementar, de autoria da deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ), aprovada em maio pelos deputados, pode ter a última votação no plenário do Senado, nesta terça-feira (3), em regime de urgência.

Na última semana a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa aprovou por unanimidade o relatório do senador Irajá (PSD-TO), favorável à prorrogação por mais 15 anos do benefício. Ele explicou que o PLP muda a Lei Complementar 160, de 2017. Ela estabelece prazos de até 15 anos para isenções, sendo o mais curto — de um ano — a regra geral, na qual templos e entidades assistenciais foram enquadrados. O prazo máximo é concedido a atividades agropecuárias e industriais e a investimentos em infraestrutura rodoviária, aquaviária, ferroviária, portuária, aeroportuária e de transporte urbano. “Não há justificativa para que os incentivos voltados para templos e instituições assistenciais tenham sido enquadrados na regra geral, com prazo mais curto”, disse Irajá em seu voto.

O relator esclareceu ainda que o projeto não implica diretamente renúncia de receita, apenas autoriza os estados a firmar convênios sobre incentivos fiscais do ICMS voltados a templos de qualquer culto e a entidades beneficentes de assistência social. Já a deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ) destacou que “não se trata de nova isenção, mas apenas de renovação daquilo com que elas já contavam antes da lei complementar”.

Igrejas já têm imunidade tributária para não pagar outros impostos, como Imposto de Renda, Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Se aprovado pelo plenário do Senado, o texto seguirá para sanção presidencial.

ROTA CRIA SERVIÇO PARA ENFRENTAR “UBER DOS ÔNIBUS” NA BAHIA

Rota lança serviço mais barato que o convencional para enfrentar a Buser

Com o avanço da Buser em Salvador, considerada o “Uber dos Ônibus”, a Rota Transportes decidiu pagar para ver. Lançou o MyRota para viagens ligando Salvador a Aracaju e a Maceió. A promessa é de passagens até 60% mais baratas em relação às linhas convencionais que ligam a capital baiana às capitais de Sergipe e de Alagoas, destinos para os quais o serviço está funcionando inicialmente.

Na pesquisa feita pelo blog, as tarifas da Rota estavam, em média, 45% mais baratas, e com ônibus semileito.  A Buser anuncia ônibus leitos.

Além de mais baratas, as viagens podem ser parceladas em até 6 vezes no cartão, enquanto no modo convencional o parcelamento pode ser feito, no máximo, em 3 vezes pelo site da empresa baiana, conforme levantamento feito pelo PIMENTA. Embarques e desembarques ocorrem fora dos terminais rodoviários. A compra pode ser feita tanto no site como por APPs para Android ou iOS. Elogiada, a programação visual foi desenvolvida pela TargetWeb, de Itabuna.

ROTA X BUSER

Nova concorrente no pedaço, a Buser se tornou marca conhecida em todo o país ao patrocinar o time campeão da Libertadores da América de 2019 e do Brasileirão deste ano, o Flamengo. A exemplo da Rota, a empresa oferece viagens até 60% mais baratas que as convencionais, por aplicativo ou pelo site, e nasceu há dois anos, popularizando-se agora.

A Rota, aliás, fez uma espécie de “teste” para outros destinos ao oferecer aos clientes passagens com 60% de desconto em vários trechos do interior da Bahia na Black Friday de ontem. Viagens entre Itabuna e Porto Seguro estavam saindo por até R$ 26,80 para os dias 3 a 5 de dezembro. O desconto de 60% também foi ofertado para destinos como Vitória da Conquista e Ilhéus.

CHOCOLATES PRODUZIDOS NO SUL DA BAHIA FAZEM SUCESSO EM FEIRA BAIANA

Carine, da Natucoa: nova logomarca e embalagens biodegradáveis

Chocolates finos e outros derivados de Cacau, como o mel, produzidos no sul da Bahia fazem sucesso na 10ª edição da Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária. O evento vai até este domingo (1º), no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador.

As marcas Bahia Cacau, Natucoa e Terra Vista estão sendo apresentadas para degustação e comercialização no espaço do governo no “Armazém Litoral Sul” para o público que visita a feira. O teor de cacau nos chocolates das três marcas varia de 35% a 80%. Além disso, tem amêndoas caramelizadas, nibs, cacau em pó e geleia de cacau, dentre outros produtos.

Para Osaná Nascimento da Coopfesba/Bahia Cacau, a feira fortalece o segmento do mercado que produz do cacau ao chocolate e gera agregação de valor. “O diferencial aqui é expor nossos produtos, os chocolates e chocolates com frutas, matérias primas que caracterizam a riqueza do sul da Bahia”, conclui Osaná.

De acordo Solano de Oliveira, do Assentamento Terra a Vista, o evento dá visibilidade ao chocolate produzido pelos pequenos agricultores ao extrair resultados com as vendas, aumentando a renda das famílias”. Carina Assunção, da Coopessba/Natucoa, o evento tem grande peso para as marcas e cooperativas, porque mostra as culturas de toda a Bahia e, em especial, da região do cacau cabruca. A marca da Coopessba, ressalta, está na feira apresentando nova logomarca e embalagem biodegradável.

A Feira reúne associações e cooperativas da agricultura baiana, uma iniciativa do Governo do Estado, pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência de Agricultura Familiar (SUAF), em parceria com a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes/BA).

LOJAS NO SHOPPING JEQUITIBÁ ABREM NESTA MADRUGADA DE BLACK FRIDAY

Lojas do Shopping Jequitibá abrem já à meia-noite neste Black Friday || Foto Ilheus24h

O Shopping Jequitibá em Itabuna está com horário especial nesta sexta-feira, dia de Black Friday. Americanas e Bompreço promovem o viradão, da meia-noite às 23h desta sexta.

As Lojas Le Biscuit, Centauro, Casas Bahia e C&A abrem das 6h às 23h e a Drogaria Velanes das 8h às 23h. A Lotérica, das 8h às 21h. Já as demais lojas e a Praça de Alimentação funcionam das 9h às 23h.

A Black Friday se tornou uma das principais datas do comércio e todo o Shopping Jequitibá está envolvido na campanha que promete aquecer as vendas no período que antecede o Natal.

BIOFÁBRICA ANUNCIA MUDANÇA DE NOME E NOVA MARCA

Após mudança, Instituto agora será Biofábrica da Bahia || Foto André Fofano/SDR

O Instituto Biofábrica de Cacau mudou de nome e agora será Instituto de Fomento e Desenvolvimento Agro-Sócio-Ambiental da Bahia – Biofábrica da Bahia. A organização social faz a gestão da Biofábrica de Cacau há 20 anos e nessa nova fase agregará novos objetivos ao equipamento público, que ganhou uma marca comemorativa pelo aniversário de fundação. A marca está sendo lançada na 10ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, durante a Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro), que vai até domingo (1º), no Parque de Exposições de Salvador.

Agora, a Biofábrica da Bahia insere em seu catálogo mudas de palma forrageira. Inicialmente, as palmas serão distribuídas exclusivamente para agricultores familiares contemplados pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Para o público geral, foram agregadas à produção mudas de cacau ortotrópicas. O material ortotrópico produz plantas com crescimento inicial vertical, formação de forquilha e arquitetura semelhante à da árvore seminal. Essas características reunidas facilitam o trabalho do produtor, uma vez que formam plantas de copa mais compacta, facilitando o manejo e os tratos culturais.

“Todos nós da comunidade rural – grandes e pequenos produtores rurais do Brasil, agricultores familiares da Bahia, governo do estado, instituições de pesquisa, região cacaueira, povos da Mata Atlântica e da cabruca, estamos tendo a honra de fazer parte da transição do Instituto Biofábrica de Cacau para Instituto Biofábrica da Bahia nesses 20 anos de história de promoção do desenvolvimento rural por meio da tecnologia, ciência e inovação. Temos uma importante missão – conscientizar a todos sobre a necessidade de produzir preservando, e a Biofábrica da Bahia tem toda a capacidade e competência para indicar o caminho”, destacou o diretor presidente Lanns Almeida.

BIOFÁBRICA DA BAHIA

Situada no distrito de Banco do Pedro, no município de Ilhéus, Litoral Sul da Bahia, a Biofábrica da Bahia é a primeira unidade do mundo destinada à produção contínua, em escala industrial, de clones de cacaueiros de alta produtividade e resistentes a doenças como vassoura-de-bruxa. O equipamento público possui a maior área de viveiro em campo aberto do mundo, com 40 mil metros quadrados, 20 viveiros e capacidade para armazenar 4,8 milhões de plantas. No local, está instalado um dos mais modernos laboratórios de micropropagação do Brasil.

Atualmente, além das mudas de palma forrageira e cacau ortotrópico, a Biofábrica da Bahia produz 10 variedades de mudas frutíferas, 12 clones de cacau, 14 variedades de essências florestais, mandioca e orquídeas. A produção acontece com financiamento da SDR e certificações da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Os protocolos trabalhados foram desenvolvidos junto à Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

SICOMÉRCIO FAZ 30 ANOS E PRESTA HOMENAGEM A GILENO ARAÚJO E RODRIGO PAIVA

Ponto Chic, de Gileno Araújo, está aberta há quase 70 anos

Costa: homenagem ao mais antigo comerciante e ao empresário do ano

O Sindicato do Comércio Varejista de Ilhéus (Sicomércio) completa 30 anos neste mês e a data será marcada por homenagens a dois dos mais famosos nomes do empresariado ilheense.

A solenidade, nesta sexta (29), às 19h, na sede da ACI, na Praça J.J. Seabra, também terá a presença do presidente da Federação do Comércio do Estado da Bahia (Fecomércio), Carlos Andrade.

Segundo o presidente do Sicomércio, Antonio Costa, a entidade entregará placa ao empresário Gileno Alves Araújo, de 93 anos, da Sorveteria Ponto Chic, como o Comerciante Mais Antigo em atividade.

A outra homenagem será dirigida ao empresário Rodrigo Paiva, da Blocolar Materiais de Construção, escolhido como Comerciante do Ano 2019.

CAI PARA R$ 1.031,00 A ESTIMATIVA DO VALOR DO SALÁRIO MÍNIMO EM 2020

Salário mínimo deve ser menor em 2020

O salário mínimo para o próximo ano ficará em R$ 1.031, segundo o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues. O valor representa redução de R$ 8 em relação ao projeto de lei do Orçamento Geral da União do próximo ano, que previa mínimo de R$ 1.039 para o próximo ano.

O novo valor do mínimo consta de mensagem modificativa do Orçamento de 2020 enviada hoje (26) pelo governo ao Congresso Nacional. Segundo Rodrigues, a queda da projeção se justifica pela redução das estimativas da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para o próximo ano.

A mensagem modificativa reduziu para 3,5% a estimativa para o INPC em 2020, meio ponto percentual a menos que a projeção de 4% que constava no projeto de lei do Orçamento. A previsão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado como índice oficial de inflação, caiu de 3,9% para 3,5%.

A estimativa de crescimento para a economia, em contrapartida, aumentou de 2,17% para 2,32%. A estimativa para a cotação média do dólar no próximo ano aumentou de R$ 3,80 para R$ 4.

Ao anunciar a revisão das estimativas, Rodrigues destacou que a nova política para o salário mínimo só será decidida nas próximas semanas pelo presidente Jair Bolsonaro. O secretário de Fazenda, no entanto, diz que o valor servirá de referência para o Palácio do Planalto.

GRUPO COROA INAUGURA FÁBRICA DE REFRIGERANTES EM ITABUNA

Autoridades e presidente do grupo inauguraram indústria em Itabuna || Foto Divulgação

O Grupo Coroa inaugurou, nesta segunda-feira (25), fábrica de refrigerantes em Itabuna, no sul da Bahia. A planta em Itabuna está gerando 50 empregos diretos, de acordo com o presidente do grupo, Roberto Bragatto.

O ato de inauguração reuniu autoridades municipais, como o prefeito Fernando Gomes e o presidente da Câmara de Vereadores, Ricardo Xavier. O presidente do Grupo Coroa apresentou a estrutura da fabricante de refrigerantes após a solenidade. Ele agradeceu ao município pelo empenho para que a unidade em Itabuna fosse aberta com maior brevidade.

ILHÉUS: FORTALECIMENTO DO POLO DE INFORMÁTICA É DEBATIDO NA SEPLAN

Revitalização do Polo de Informática de Ilhéus é debatida na Seplan, em Salvador

O desenvolvimento do Polo de Informática de Ilhéus foi discutido nesta segunda-feira (25), na Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan), entre representantes do setor e o secretário Walter Pinheiro. Entre os destaques do encontro, ficou definida uma sensibilização de parlamentares e entidades nacionais do setor para a necessidade de alterações no texto de um Projeto de Lei que está tramitando no Congresso Nacional, como substituto à Lei da Informática.

“Estamos vivendo um momento delicado com alterações na Lei da Informática, impostas por uma condenação da OMC [Organização Mundial do Comércio] a alguns benefícios fiscais no país, inclusive a Lei de Informática, e estamos num momento de altera-la para manter alguns incentivos para as empresas que estão localizadas fora do eixo de Manaus”, disse o presidente do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos Eletrônicos, Computadores, Informática e Similares de Ilhéus e Itabuna (Sinec), Silvio Comin.

Ainda segundo ele, dentre as alterações, uma proposta do governo tinham algumas medidas e condições extremamente desfavoráveis para as empresas do Brasil, principalmente para as do Nordeste e Ilhéus. “O secretário já tinha ciência, como conhecedor do setor, e vai nos apoiar para que consigamos deixar a situação um pouco mais tranquila para a manutenção dos nossos empreendimentos na Bahia”, explicou Comin.

Autor do texto em vigor desde 2007 da Lei da Informática, o secretário Walter Pinheiro ressalta que o país precisa de uma política de investimentos e incentivos ao setor das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) que contribua para o desenvolvimento regional.

– A grande disputa está no período de geração de crédito e, claro, isto dialoga diretamente com a sobrevivência de polos como o nosso caso específico, em Ilhéus. Então, estamos dialogando com o Governo Federal e com parlamentares do Congresso Nacional, pois há uma matéria que venho discutindo desde a época do Senado, com a possibilidade de se apreciar um Projeto de Lei, ainda esse ano, para que seja introduzida uma mudança no que diz respeito ao ano calendário de faturamento e não trabalhar com o ano anterior, de maneira a punir as atividades econômicas dessa área ou, literalmente, matá-las em diversas regiões – ressaltou Pinheiro.

O Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos Eletrônicos, Computadores, Informática e Similares de Ilhéus e Itabuna (Sinec) representa as empresas da região de Ilhéus e Itabuna desde novembro de 1998. O Pólo de Informática de Ilhéus foi criado em 1995, envolve atualmente cerca de 20 empresas, sendo responsável pela geração de aproximadamente dois mil empregos diretos.

CONSÓRCIO ATRAI ATENÇÃO DE EMPRESAS EUROPEIAS PARA O NORDESTE

Governadores nordestinos participaram de missão comercial na Europa || Foto Elisa Elsie

Iniciativa inovadora no Brasil, a missão internacional do Consórcio Nordeste apresentou à Europa as oportunidades de investimento na região para empresas da França, Itália e Alemanha. Nos encontros em Paris, Roma e Berlim, entre segunda (18) e sexta-feira (22), a união dos nove estados chamou a atenção dos empresários e autoridades governamentais, conforme os participantes. Nas reuniões, gestores nordestinos também explicaram o funcionamento do consórcio e o potencial do Nordeste, um mercado de 57 milhões de consumidores.

Em Berlim, última cidade da agenda, os representantes dos nove estados estiveram, na sexta-feira, nas sedes dos Ministérios da Economia, Educação e Cooperação e Desenvolvimento da Alemanha, onde explicaram o funcionamento do Consórcio Nordeste, com o objetivo de fortalecer as relações de cooperação, ampliar o fluxo de negócios com investidores europeus e gerar emprego e renda. Também fez parte da agenda uma reunião com diversos empresários alemães realizada na Associação das Câmaras Alemãs de Comércio e Indústria.

Na passagem pelas três capitais, o consórcio destacou o potencial de consumo e de desenvolvimento da região brasileira, que tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 898,1 bilhões, equivalente a 14% do PIB brasileiro. A viagem é uma articulação para atração de investimentos, inclusive com a perspectiva de abertura de parceria público-privada (PPP). :: LEIA MAIS »

GRUPO FRANCÊS FAZ APORTE DE R$ 8,6 MILHÕES NO SHOPPING JEQUITIBÁ

Shopping tem aporte de R$ 8,6 milhões de empresa francesa || Foto Ilheus24h

Líder mundial em gestão de estacionamentos e mobilidade individual, a Indigo anunciou aporte de R$ 8,6 milhões para a ampliação do Shopping Jequitibá, do Grupo Chaves, em Itabuna (BA). O investimento, segundo a empresa, faz parte da diversificação dos negócios da empresa no Brasil.

Como gestora do estacionamento do Jequitibá, a Indigo firmou parceria para a expansão do empreendimento, que foi realizado em duas etapas. A primeira foi em 2018, na assinatura do contrato, quando foram repassados R$ 4,6 milhões, e a segunda, neste ano, com mais R$ 4 milhões para a conclusão do projeto de expansão.

“A ampliação do shopping tem um grande significado para o sul da Bahia e para a Indigo. Com esta parceria contribuímos para o crescimento da região, ajudando na criação de empregos, no desenvolvimento local”, destaca CDO da Indigo, Roque Perachi.

Com a ampliação, o Shopping Jequitibá ganha mais 4,5 mil metros quadrados de novas áreas, contemplando 20 novas operações, entre elas Cinemark, Smart Fit, Kalunga, Casas Bahia, Burger King e Kopenhagen. A expectativa é de que a expansão traga um aumento no faturamento de 25% em 2020.

EXPERIÊNCIA CONSOLIDADA

Segundo o diretor-presidente do Shopping Jequitibá, Manoel Chaves Neto, a parceria com a Indigo ocorreu em um momento muito oportuno para ambas as empresas. “Após dois anos de prospecções, discussões e estudos, definimos pela parceria com a Indigo, pela larga experiência consolidada na gestão e administração de estacionamento, pela transparência de todo seu time de colaboradores, pela agilidade da empresa e também por ter aportado recursos financeiros, fundamentais para nos ajudar a fazer a ampliação que acabamos de inaugurar, onde prevemos uma aumento significativo no giro por vaga e faturamento. Estamos e somos muito felizes com essa parceria”, conclui.

A Indigo consolidou, em 2018, a liderança no mercado brasileiro de shoppings centers, entrando em quatro novos Estados (Amapá, Bahia, Pernambuco e Santa Catarina) e em 16 novas cidades. Para o próximo ano, a expectativa é ampliar a diversidade de negócios em shoppings.

CONTRIBUINTES DE FEIRA, CONQUISTA, IPIAÚ E IBIRATAIA VÃO DIVIDIR R$ 400 MIL; VEJA QUEM SÃO OS SORTUDOS

Nota Premiada Bahia sorteou 10 prêmios de R$ 100 mil cada um

Seis contribuintes do interior do Estado e quatro da capital foram os ganhadores do 22º sorteio da Nota Premiada Bahia, da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz). Além de ganhadores em Salvador, também foram contemplados contribuintes de Ibirataia e Ipiaú, ambos no sul da Bahia, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Lauro de Freitas e Pojuca. O sorteio, pela Loteria Federal, ocorreu ontem (20).

A convite da coordenação da campanha, o sorteio foi acompanhado, no auditório da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), por ganhadores de sorteios anteriores e seus familiares e por representantes de outros órgãos estaduais e das entidades beneficiárias de recursos provenientes da Nota Premiada.

Os vencedores desta vez foram Pedro Edinaldo Ribeiro Silveira, Fabiana de Oliveira, Valter Rios dos Reis, Carlos Augusto Conceição Souza, Carine Reis Bonfim, Maria Aparecida Xavier da Silva, Natan Evangelista das Virgens, Lucilene Ferreira dos Santos, Marcos Antonio Machado dos Santos e Iana Gabriela Costa Pereira.

Os sorteios tomam por base os resultados da Loteria Federal. Os números dos bilhetes com os quais as pessoas concorrem são divulgados com antecedência no site da Nota Premiada. Para acompanhar todo o processo, basta acessar a página, fazer o login e, no menu ‘Minha Conta’, escolher a opção ‘Bilhetes’. A busca pode ser filtrada pelo período de emissão da nota fiscal. Todas as informações estão disponíveis no site da campanha.

Com este novo sorteio, a Nota Premiada Bahia alcança a marca de 220 participantes contemplados nas premiações regulares, realizadas todos os meses. Somando-se os dois sorteios especiais de R$ 1 milhão, ocorridos em junho de 2018 e março deste ano, o número de premiados chega a 222. Desses, 150 moram em Salvador e 72 no interior. A campanha possui atualmente 512 mil participantes inscritos no site. :: LEIA MAIS »








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia