skip to Main Content
15 de abril de 2021 | 11:35 am

MP-BA E POLÍCIA CIVIL CUMPREM NOVA FASE DE OPERAÇÃO QUE INVESTIGA QUADRILHA DO DETRAN-BA

Policiais e membros do Gaecco cumprem mandados contra esquema no Detran baiano
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual (MP-BA), em conjunto com a Polícia Civil, cumpriu quatro mandados de busca e apreensão de nova fase da Operação Cartel Forte. Os mandados foram cumpridos em Salvador na manhã desta quinta (11) e investiga, segundo o MP-BA, esquema criminoso montado na prestação de serviço de estampamento de placas veiculares no Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba).

Os mandados foram cumpridos no Serviço de Atendimento ao Consumidor do Shopping Salvador (SAC-Shopping Salvador) e na sede do Detran, onde trabalham os novos investigados, e nas residências deles, em Praia de Armação e São Caetano.

Provas colhidas na fase anterior da operação revelaram a existência de um novo modo de atuação para favorecer as empresas estampadoras de placas. Consistia na prática rotineira do vistoriador, em troca de propina, “condenar” (termo usado para reprovar) as placas automotivas no momento das vistorias, de forma premeditada, para obrigar os condutores a adquirirem um novo par de placas.

A corrupção foi comprovada após a análise preliminar feita no aparelho celular de Catiucia de Souza Dias, denunciada no dia 25 de fevereiro, apreendido por ocasião da deflagração da primeira fase da operação. Os investigadores identificaram diversos diálogos no aplicativo WhatsApp, que descortinaram todo o trâmite de uma parceria criminosa também no segmento de vistoria veicular.

O Gaeco reforçou ainda que não terminou de analisar todo o material apreendido e segue empenhado para verificar a participação de outros envolvidos e novos indícios de crimes praticados dentro do Detran.

ACUSADO DE AMEAÇAR EX-COMPANHEIRA DE MORTE É LEVADO PARA O PRESÍDIO

Acusado de espancar ex-companheira é preso novamente
Tempo de leitura: < 1 minuto

Foi levado para o Presídio Regional Ariston Cardoso, em Ilhéus, um homem acusado de agressão contra ex-companheiras e ameaçar uma delas. Carlos Samuel Freitas Costa Filho foi preso, mais uma vez, na manhã desta quarta-feira (10), no Condomínio Morada do Porto, no Banco da Vitoria.

Carlos Samuel foi detido por policiais da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Ilhéus), após ameaçar de morte uma das ex-namoradas. Ele já respondia em liberdade a outros dois processos por outros crimes contra a mulher.

De acordo com o titular da 7ª Coorpin, delegado Evy Paternostro, o homem começou a ameaçar a nova vítima no mesmo dia em que saiu da prisão, após ser liberado para responder em liberdade. “Ele tentou reatar um antigo relacionamento e, com a recusa da mulher, começou a ameaçá-la”, detalhou o delegado.

CONDENAÇÕES

Evy Paternostro disse que o acusado já tem duas condenações, em 2015 e outra em 2020, por violência contra a mulher. Com essa última prisão, ele já tem 11 entradas pela polícia por diversos crimes, porém inquéritos anteriores não avançaram, após recusa das vítimas em denunciarem ou comparecerem à delegacia. O homem também já foi capturado em flagrante por agredir a própria mãe, mas acabou liberado para responder em liberdade, segundo a polícia.

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais em outubro de 2020, o homem aparece desferindo vários golpes contra o rosto e a cabeça da ex-companheira ao se recusar a aceitar o fim do relacionamento. Ele foi preso, mas acabou solto por determinação do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Ilhéus investigou o caso, solicitou a prisão, no entanto, tempos depois, ele foi liberado para aguardar recurso em liberdade.

ILHÉUS: POLÍCIA PRENDE QUATRO SUSPEITOS DE MATAR JOVEM E QUEIMAR CORPO DA VÍTIMA

Investigações envolveram policiais civis de Ilhéus e Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Civil prendeu, nessa segunda-feira (8), quatro suspeitos de homicídio e ocultação de cadáver na zona rural de Ilhéus.

Segundo as investigações, que envolveram policiais civis de Ilhéus e de Itabuna, o quarteto matou Adrian Reis Sampaio com um golpe de facão e tocou fogo no corpo da vítima de 24 anos.

O motivo do crime teria sido o roubo de uma caixa de som. A mãe de Adrian registrou a ocorrência do desaparecimento do filho no último sábado (6).

De acordo com a polícia, que não divulgou os nomes dos suspeitos presos, os investigadores tentam localizar o quinto envolvido no assassinato.

HOMEM ACUSADO DE ESPANCAR MULHER EM ILHÉUS É PRESO NOVAMENTE

Carlos havia deixado o presídio Ariston Cardoso no último dia 24
Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Blog do Gusmão

Policiais Civis da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) efetuaram na manhã desta quarta-feira (10), no Condomínio Morada do Porto, no bairro Banco da Vitória, a prisão preventiva de Carlos Samuel Freitas Costa Filho.

A prisão foi determinada pela 1ª Vara Crime de Ilhéus, por conta de nova investigação, na qual Carlos, depois de ter sido liberado pela justiça no dia 24 de fevereiro, passou a ameaçar uma ex-companheira com quem conviveu em 2018, exigindo o retorno da relação.

Em 21 de outubro de 2020, Carlos Samuel foi preso pela Polícia Civil por conta dos crimes de lesão corporal e ameaças contra a então companheira. Na época o fato ganhou repercussão nacional após Samuel ter sido filmado agredindo a vítima com socos.

O inquérito gerou ação penal na 2ª Vara Crime de Ilhéus, e já teve decisão condenatória pelos crimes com aplicação de pena, contudo foi permitido a recorrer em liberdade, restando apenas Julgamento do Recurso de Apelação no Tribunal de Justiça.

A Polícia Civil reforça o combate e a repressão qualificada de Proteção a Mulher nos casos de Violência de Gênero. A delegada Márcia Cristina Rezende reforça a necessidade das vítimas mulheres registrarem as Ocorrências no caso de violação de Direitos na unidade Especializada de Proteção a Mulher.

POLÍCIA PRENDE SUSPEITO DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO CONTRA VEREADORA NO SUL DA BAHIA

Veronice Romana sofreu tentativa de homicídio no dia 5 de fevereiro
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Civil prendeu hoje (8), na zona rural de Itapebi, um homem de 21 anos, suspeito de envolvimento na tentativa de homicídio contra a vereadora Veronice Romana, ocorrida no dia 5 de fevereiro, no mesmo município. O nome do suspeito não foi divulgado.

O mandado de prisão foi cumprido por equipes da 13ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), que investiga o caso.

Os policiais tentam localizar Cristiano Pereira da Silva, que é do mesmo partido de Veronice, o Podemos. Suplente da vereadora na Câmara de Itapebi, ele é suspeito de ter encomendado o crime. O homem preso hoje é sobrinho de Cristiano.

Segundo a Polícia Civil, o veículo utilizado na tentativa de homicídio foi apreendido. Os investigadores tentam encontrar uma espingarda calibre 12 e uma pistola que estariam escondidas no forro do teto da casa onde o homem foi preso, conforme denúncias encaminhadas à 23ª Coorpin/Eunápolis.

Uma dessas armas teria sido usada no atentado contra a vereadora. Antes de ser preso, o homem quebrou seu aparelho de celular. De acordo com a polícia, ele fez isso na tentativa de inutilizar provas sobre o crime.

POLÍCIA ENCERRA FESTA CLANDESTINA COM MAIS DE 200 PESSOAS EM ILHÉUS

Polícia encerra festas clandestinas em Ilhéus
Tempo de leitura: 2 minutos

Polícia Militar e Guarda Municipal encerraram uma festa clandestina com mais de 200 pessoas neste final de semana no Joia do Atlântico, loteamento no litoral norte de Ilhéus. De acordo com a Prefeitura de Ilhéus, os responsáveis e participantes do evento responderão pelo crime contra a saúde pública ao descumprir decreto estadual para conter o avanço da Covid-19.

Na noite de sexta e até ontem (6), a força-tarefa em Ilhéus informa ter interditado 40 estabelecimentos que funcionavam de forma irregular no Centro e nos bairros. Uma das ocorrências envolveu um vereador e o secretário de Gestão e Tecnologia de Ilhéus, Bento José Lima Neto, e o vereador Luciano Luna (PV). Segundo a Polícia Militar, ambos estavam ao lado de um bar e consumindo bebida alcoólica (reveja aqui).

MARÃO: “É PRECISO QUE SEJAMOS RESPONSÁVEIS”

Contrariado com o grande número de notificações de desrespeito aos decretos municipal e estadual, o prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), pediu mais uma vez a conscientização por parte da população sobre a gravidade da doença.

– Esses números nos deixam tristes e preocupados. Estamos enfrentando um momento crítico, mas algumas pessoas ainda insistem em descumprir as medidas de proteção à vida. Por isso, a gente pede a colaboração de todos. Só saia de casa se houver necessidade, use máscara, faça a higiene adequada das mãos e evite aglomerações. É preciso que sejamos responsáveis, acima de tudo – disse Marão.

APENAS SERVIÇOS ESSENCIAIS

Até as 5h de segunda-feira (8), apenas estabelecimentos que prestam serviços essenciais estão autorizados a funcionar. A venda de bebidas alcóolicas, inclusive por sistema de entrega em domicílio, está proibida neste final de semana.

Eventos e atividades, independentemente do número de participantes, estão proibidos até o dia 1º de abril de 2021 em todo o território baiano. O toque de recolher, das 20h às 5h, foi prorrogado pelo mesmo período. Quem descumprir o decreto será autuado por crime contra a saúde e ordem pública. A pessoa será conduzida à delegacia, onde será registrado o procedimento e encaminhado ao Ministério Público para abertura de processo criminal.

ACUSADOS DE IGNORAR DECRETO, SECRETÁRIO DE ILHÉUS E VEREADOR SÃO LEVADOS À DELEGACIA

Secretário e vereador são acusados de desrespeito ao toque de recolher
Tempo de leitura: 2 minutos

O secretário de Gestão e Tecnologia de Ilhéus, Bento José Lima Neto, e o vereador Luciano Luna Souza foram conduzidos à delegacia da cidade, no sul da Bahia, na noite de sexta-feira (5), após serem flagrados desrespeitando o toque de recolher que está em vigor em todo o estado, informa o G1.

Segundo a polícia, eles estavam ao lado de uma bar, consumindo bebidas alcoólicas, por volta das 21h50min. O decreto de toque de recolher proíbe a circulação noturna, das 20h às 5h, em todo o território baiano, de até o dia 1º de abril.

A defesa do vereador disse que ele estava no local resolvendo uma demanda do bairro, mas que não estava aglomerando e nem bebendo. Falou também que está tomando as medidas cabíveis contra a condução do Estado.

VERSÃO DO ACUSADO

Já o secretário informou que passou pelo local por volta das 20h30min e que parou para conversar com o vereador. Disse ainda ainda que não tinha nenhum bar aberto e nem aglomeração. O secretário afirmou ainda que prestou esclarecimentos na delegacia e foi liberado.

De acordo com a polícia, uma equipe da PM iniciava uma operação de fiscalização do decreto de toque de recolher, quando ao passar no bairro do Salobrinho, avistou um grupo de pessoas consumindo bebidas alcoólicas ao lado de um bar. A equipe então abordou o grupo e pediu que deixassem o local. A ocorrência policial ainda destacou que o grupo não usava máscaras de proteção no momento da abordagem.

Os policiais então avisaram que iriam até o centro da cidade e que, ao retornarem, não gostaria de encontrá-los no local. Uma hora depois, a equipe da PM voltou e encontrou as mesmas pessoas no local. Ainda segundo a polícia, todos apresentavam sinais de embriaguez e se recusaram a fazer o teste do etilômetro.

Por causa disso, eles foram conduzidos à delegacia da cidade, e os veículos deles foram guinchados. Na unidade policial, foram expedidos os guias médicos e lavrados termos circunstanciados de ocorrências (TCO) contra eles eles, por desobediência e descumprimento do decreto de toque de recolher. Do G1.

POLÍCIA ACABA COM “PAREDÃO” E LEVA 20 PESSOAS PARA DELEGACIA NA BAHIA

A festa acontecia em um imóvel na madrugada de hoje
Tempo de leitura: < 1 minuto

Equipes do 4ª Batalhão da Polícia Militar encerram, na madrugada deste sábado (6), um “paredão” que acontecia em Alagoinhas. Com consumo de bebidas alcoólicas e som muito alto, a aglomeração reunia dezenas de pessoas, em desrespeito ao decreto estadual. Um veículo foi apreendido e os infratores levados para a delegacia.

Várias mulheres estavam no local, sem máscara.

Pelo menos 20 pessoas (entre homens e mulheres) foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Civil de Alagoinhas. Os infratores foram autuados nos artigos 268 (infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa) e 132 (expor a vida ou a saúde de outrem a perigo).

O boletim epidemiológico divulgado, nesta sexta-feira (5), pela Secretaria Municipal da Saúde (SESAU), aponta 118 óbitos após infecção pelo coronavírus em Alagoinhas. Há 344 pessoas esperando resultado do exame, e 40 pacientes, entre os casos confirmados e suspeitos, estão internados.

São 18 pacientes no Hospital das Clínicas de Alagoinhas. Os demais internados estão no Hospital Santa Clara ( 1), no Hospital Agnus Dei (1), no Hospital Espanhol (3), no Hospital Sagrada Família(1), no Hospital do Subúrbio (1), na UPA (5 ) e no Hospital Regional Dantas Bião (10).

JOVEM É PRESA COM MACONHA ESCONDIDA EM MANDIOCA

Maconha estava escondida dentro de mandioca
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma mulher de 26 anos foi presa em flagrante, nesta quinta-feira (4), quando tentou entrar na Delegacia de Santa Maria da Vitória. Ela escondia maconha dentro de raízes de mandioca. O companheiro da mulher está preso na delegacia da Polícia Civil de Santa Maria da Vitória.

O material, já encaminhado à perícia, foi localizado durante a revista. A jovem foi autuada por tráfico de drogas e permanece à disposição do Poder Judiciário. A policia civil não divulgou a quantidade de droga apreendida.

CASAL MORTO EM ACIDENTE DE CARRO ESTAVA VISITANDO PARENTES NO SUL DA BAHIA

Os três ocupantes do Astra Sedan morreram no local do acidente|| Foto Giro Ipiaú
Tempo de leitura: < 1 minuto

O casal morto em um acidente na BR-330, em Jequié, no sudoeste da Bahia, no início da tarde desta quinta-feira (4), morava em São Paulo, e estava em Ibirataia, no sul do estado, visitando parentes.  Almir Silva de Sales, de 56 anos, Marinês Patrício Sales, 51 anos, viajavam em um veículo Astra Sedan, com placa de São Paulo.

Eles estavam acompanhados de Acles do Carmo Silva, de 53 anos,  servidor público do município de Ibirataia, que morreu no local do acidente. A colisão ocorreu na saída de Jequié para Jitaúna. Acles do Carmo teria ido a Jequié resolver um problema em um cartório.

Outros dois ocupantes de um veículo Focus, com placa de Jequié, ficaram feridos. Eles foram resgatados por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) e levados para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié. Não há informações sobre o estado de saúde deles.

OPERAÇÃO IKARO II: PF CUMPRE MANDADOS DE PRISÃO EM PORTO SEGURO E SALVADOR

PF cumpre mandados em Porto Seguro, Salvador e Mato Grosso do Sul
Tempo de leitura: 2 minutos

A Polícia Federal iniciou, nesta quinta-feira (4), a Operação Ikaro II, segunda fase da Operação Ikaro. O objetivo da ação é desarticular uma organização criminosa estabelecida na Bahia especializada no tráfico internacional de drogas.

Mais de 50 policiais federais iniciaram o cumprimento de cinco mandados de prisão (duas preventivas e três temporárias) e a 14 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal da Seção Judiciária de Salvador.

As ações ocorrem em Salvador, Lauro de Freitas e Porto Seguro, na Bahia; e em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, na divisa com o Paraguai. A Justiça Federal também determinou o bloqueio de valores depositados em contas bancárias em nome de 11 pessoas físicas e jurídicas investigadas.

TRAFICANTES USAVAM “MULAS”

De acordo com a Polícia Federal, o grupo usava o modal aéreo, cujo principal modus operandi era a cooptação de “mulas” para realização do transporte em voos comerciais para a Europa. A droga, geralmente, era escondida em bagagens.

Entre os meses de janeiro e fevereiro do ano de 2020, foram realizadas sete prisões em flagrante nos Aeroportos Internacionais Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, e Antônio Carlos Jobim – Galeão, no Rio de Janeiro. Na maioria dos casos, tratava-se de casais tentando transportar cocaína para Lisboa, Portugal, de forma oculta em suas malas.

A semelhança do modo de atuação e das circunstâncias levaram à identificação do envolvimento de uma mesma organização criminosa em todos os casos. Os integrantes da quadrilha estão sendo alvo das medidas judiciais cumpridas na presente data. A operação conta com o apoio da Polícia Militar da Bahia, já que um dos investigados, com prisão preventiva decretada, era Policial Militar até janeiro deste ano.

As prisões de novos integrantes da organização criminosa decorrem da análise do material apreendido na primeira fase da operação, deflagrada em 10 de junho do ano passado, e da identificação da movimentação de valores realizado entre os investigados para concretizar a prática da atividade criminosa. Os investigados serão indiciados pelos crimes de organização criminosa e tráfico internacional de drogas.

LOJA DE CONVENIÊNCIA DE HOTEL EM ITABUNA É MULTADA PELA QUARTA VEZ

Operação Oxigênio segue em Itabuna
Tempo de leitura: 2 minutos

Fiscais da Prefeitura de Itabuna multaram, pela quarta vez, uma loja de conveniência de um hotel na esquina da rua Manoel Fogueira com a Almirante Tamandaré, no centro da cidade. O estabelecimento também foi lacrado durante a “Operação Oxigênio”, que fiscaliza o toque de recolher.

De acordo com a Prefeitura, a loja de conveniência foi punida por reincidência no descumprimento das medidas de restrição nas atividades comerciais determinadas por decretos dos governos estadual e municipal no enfrentamento da pandemia. Além disso, há venda de bebida alcoólica, o que contraria as normas.

Um procedimento para cassação da autorização de funcionamento da loja será aberto pela Procuradoria-Geral do Município pela reincidência na abertura e comercialização de produtos em horários proibidos.

Força-tarefa conjunta tem fiscalizado o cumprimento do decreto com a execução da operação em toda a cidade. São percorridos os bairros e o centro da cidade, orientando a população a evitar som alto e as aglomerações.

As ações são executadas pelas secretarias municipais de Segurança e Ordem Pública, Saúde, Infraestrutura e Urbanismo e de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, com o suporte das policiais Militar e Civil e Guarda Civil Municipal.

Leia Mais

EX-SECRETÁRIO DE TRÂNSITO DE PORTO SEGURO É ACUSADO DE TENTAR MATAR HOMEM PARA NÃO PAGAR DÍVIDA

Ricardo sobreviveu ao atentado|| Foto Radar 64
Tempo de leitura: < 1 minuto

Investigações da Delegacia Territorial (DT) de Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia,  resultaram na prisão, nesta quarta-feira (3), de três acusados de envolvimento numa tentativa de homicídio, ocorrida no dia 8 de fevereiro, naquele município. A vítima foi o autônomo Ricardo de Sena Leite, de 30 anos.

De acordo com a polícia, o mandante do crime é o ex-secretário de Trânsito e Serviços Públicos da Prefeitura de Porto Seguro e sargento da reserva da Polícia Militar. Ele tinha uma dívida de R$ 28 mil com a vítima. Os outros dois presos são guardas civis municipais e teriam sido responsáveis pelos disparos deflagrados contra a vítima.

Os mandados de busca e apreensão e de prisão provisória foram determinadas pela juíza Michele Quadros, substituta da 1ª Vara Crime da Comarca de Porto Seguro. Temendo sofrer um novo ataque, Ricardo de Sena deixou a cidade com a família. A ação na rua Antônio Osório foi flagrada por imagens de câmeras de segurança.

MOTOCICLETA

As equipes policiais ainda apreenderam uma motocicleta usada na ação criminosa, três pistolas e as roupas usadas no dia do ataque. O material será enviado à perícia, no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

O trio estava com mandados em aberto, após as prisões serem solicitadas a 1ª Vara Crime da Comarca de Porto Seguro. As buscas contaram também com a participação de policiais militares, além de equipes das Coordenações de Operações Especiais (COE) e Apoio Técnico à Investigação (Cati), do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

COVID-19: EX-ASSESSOR DE JONGA BACELAR É ALVO DE OPERAÇÃO DE COMPRA DE TESTES SUPERFATURADOS

Operação cumpre mandados no Distrito Federal e na Bahia nesta quarta || Imagem Metrópoles
Tempo de leitura: < 1 minuto

A quarta fase da Operação Falso Negativo, deflagrada na manhã de hoje (3), investiga a compra de kits de testes de Covid-19 superfaturados pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal e cumpre agora 15 mandados de busca e apreensão no DF e em cidades da Bahia. Na ação, Fábio Gonçalves Campos, ex-assessor do deputado federal baiano Jonga Bacelar (PL), foi acusado de intermediar a compra dos testes por valores mais altos, informa o Metro1.

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) apuram o suposto favorecimento de uma empresa de um amigo do ex-secretário de Saúde do DF, Francisco Araújo. Segundo o Correio Braziliense, o amigo é Campos, que na época dos supostos crimes era secretário parlamentar de Jonga. Um dia após a deflagração da segunda fase da operação, em agosto do ano passado, ele foi exonerado. Na ocasião, Araújo teve a prisão decretada.

O ex-assessor de Jonga Bacelar teria intermediado a contratação de uma empresa que forneceu testes de Covid-19 ao governo de Brasília a preços superfaturados. Por esse motivo, Campos e a esposa, Renata Mesquita D’Aguiar, são alvos de busca e apreensão, com mandados cumpridos na residência deles em Brasília, na Asa Sul. Confira a íntegra.

PRESOS EM IPIAÚ ACUSADOS DE MATAR HOMEM QUE TENTOU PROTEGER FILHOS DE ATIRADORES

Pai foi morto ao tentar proteger filhos dos traficantes|| Fotomontagem Giro Ipiaú
Tempo de leitura: < 1 minuto

Policiais da Delegacia Territorial (DT) Ipiaú cumpriram, nesta terça-feira (2), dois mandados de prisão temporária contra acusados de envolvimento nas mortes de Bruno de Jesus Batista e Gilmar Santos de Andrade, de 45 anos. Os detidos também são suspeitos de duas tentativas de homicídios, ocorridas no município do sul da Bahia.

Polícia cumpre mandado e prende dois acusados de assassinato

Gilmar Santos foi morto a tiros dentro de casa, no bairro ACM, no dia 26 de julho do ano passado. Os dois filhos da vítima, sendo um deles o alvo dos criminosos, também ficaram feridos. De acordo com a Polícia Civil, a motivação está relacionada com o tráfico de drogas.  Um dos filho de Gilmar era envolvido com o tráfico, conforme informou a polícia.

Segundo o titular da delegacia de Ipiaú, Rodrigo Fernando, no dia 25 de julho o mesmo grupo matou Bruno e tentou contra a vida de um homem. O morto, conforme a polícia, tinha envolvimento com o tráfico na localidade da Horta Comunitária e já havia sido preso pelo mesmo crime,

Outros dois integrantes da quadrilha de traficantes estão sendo procurados. A dupla presa nesta terça-feira está à disposição da Justiça e deve ser encaminhada para um o presídio. Os nomes dos dois presos não foram divulgados.

Back To Top