ARRASTÃO PROSSEGUE NO CENTRO DE ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Muito pânico e correria no centro de Ilhéus, neste final de tarde-início de noite de sexta-feira. O arrastão que teve início no Malhado (ver nota abaixo) continuou nas ruas centrais da cidade.
Segundo informações, mais de cinquenta bandidos promoveram saques e arruaças. A loja Ricardo Eletro foi invadida pelo bando e houve troca de tiros em frente à agência do Banco do Brasil no calçadão da Rua Marquês de Paranaguá.
Como divulgado pelo blog anteriormente, a ação do bando é uma represália ao assassinato do traficante Paulo Pezão, morto ontem à noite na avenida Itabuna.

EX-DEPUTADO SÉRGIO NAYA É ENCONTRADO MORTO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Pimenta confirmou há pouco a informação de que o empresário da construção civil e ex-deputado federal Sérgio Naya foi encontrado morto num quarto do hotel Jardim Atlântico, na zona sul de Ilhéus.
Naya se tornou conhecido nacionalmente por construir o prédio Palace II, no Rio de Janeiro.  A construção, feita com areia de praia, desabou e matou oito pessoas.
Mais informações em instantes.

TRÁFICO FAZ ARRASTÃO NO MALHADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

A calmaria no Malhado, um dos bairros mais tradicionais e populosos de Ilhéus, foi substituída por um arrastão do tráfico de drogas. Bandidos reagem à morte do principal traficante do município, Paulo Santos Silva, o Pezão, executado ontem à noite na porta de uma das suas empresas (confira).
A informação da polícia é de que a movimentação dos traficantes no bairro foi contida. Os bandidos queriam impor o toque de recolher à comunidade. A Companhia de Ações Especiais da Região Cacaueira (Caerc) da Polícia Militar foi acionada e a sua chegada “espantou” os traficantes.

PARA EMPRESAS, AEROPORTO AINDA TEM RESTRIÇÕES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Apesar de entrar hoje em vigor as novas normas de procedimento de pouso e decolagem no aeroporto de Ilhéus, ainda não será nesta sexta-feira, 20, que o terminal receberá vôos noturnos. A última movimentação de aeronove comercial ocorreu há pouco, com o vôo Ilhéus-Guarulhos (SP), operado pela GOL.
Há um desencontro de informações. Funcionários da Infraero em Ilhéus garantem que as empresas já podem voltar a operar. “A Notam (nota técnica) entra em vigor a partir de hoje”, diz o gerente operacional do aeroporto Jorge Amado, Elcimar Maciel.
As empresas, no entanto, não receberam comunicado [a Notam] da Infraero liberando os vôos noturnos. Num prazo mais otimista, os vôos noturnos operados por instrumentos somente devem ocorrer a partir de 15 de março, quando as companhias redefinem a sua malha aérea.
O Pimenta procurou o superintendente da Infraero em Ilhéus, José Bosco Bezerra Lopes, mas funcionários informaram que ele “está em viagem de serviço e só retorna na quinta”, dia 26.
Mais detalhes em instantes.

COLO COLO ANUNCIA NOVO TÉCNICO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Técnico ganhou uma, empatou outra e perdeu três partidas...

Técnico ganhou uma, empatou outra e perdeu três partidas no Paraibano...

Sérgio Oliveira é o novo técnico do Colo Colo, informa o site futebolbaiano.net. O treinador já foi apresentado aos jogadores e comandará o time na partida contra o Bahia, na próxima quinta-feira, 26.
Sérgio chegou fazendo elogios ao grupo. Para o técnico, os jogadores são de qualidade, ao contrário do que afirmou Laelson Lopes, último treinador do Tigre.
Mas atenção ao contratado. O novo treinador chega ao Colo Colo depois de ser demitido do Esporte de Patos (PB). No seu último time, venceu uma partida, ganhou outra e perdeu… três pelo campeonato paraibano. A gota d´água foi a derrota para o inimigo Nacional de Patos.
E agora, terá sido uma boa contratação?

TATUAGEM DE BLOCO DIFERENCIA "LINDAS" E "FEIAS"

Tempo de leitura: < 1 minuto

blocoharemAo batizar em 2006 seu bloco carnavalesco de Harém, o empresário Alexandre Ktenas impôs ao projeto dois requisitos inegociáveis: “Temos que ter mais mulheres do que homens e só mulheres lindas”. Para isso, distribuía de graça todos os abadás (camisetas-ingressos) femininos, “apenas para meninas bonitas”.
Logo veio à tona uma falha no sistema. “Elas vendiam ou davam a peça para as amigas feias. Então decidimos inovar.”
Neste ano, as beneficiadas pelo ingresso grátis –que são recrutadas por olheiros e promoters em festas de axé e cadastradas com a honraria de “princesinha do Harém”– são tatuadas com tinta colorida temporária às vésperas da folia. Assim, podem provar na entrada do bloco -que desfila no circuito conhecido Barra-Ondina- que são elas mesmas.
“Nós tentamos antes fazer o controle por pulseirinhas, mas mulher é esperta, cortava e dava de presente para a amiga feia”, diz Ktenas.
Para entrar (por uma única noite) no harém prometido, os homens pagam R$ 450 pelo abadá. “As outras mulheres [feias] também podem ir, mas têm que comprar abadá de homem. No final, tem muito mais mulher do que homem no bloco.
Leia mais (clique aqui)

EM MATÉRIA DE CARNAVAL…

Tempo de leitura: < 1 minuto

tonhomateria
Tonho Matéria é uma das principais atrações do Carnaval de Ilhéus, que começa oficialmente na noite deste sábado (21). O veterano da música baiana puxa o Bloco do Sinsepi, sindicato dos servidores públicos municipais, que vai desfilar amanhã na Avenida Soares Lopes com a alegria de 300 foliões.
O bloco tem o apoio da Prefeitura.

A VEJA E O AMOR DO PMDB PELO (NOSSO) DINHEIRO PÚBLICO

Tempo de leitura: 2 minutos

Da extensa lista das peculiaridades brasileiras, três itens se destacam: o samba, a jabuticaba e o PMDB. Seu amor pelo dinheiro público – o nosso dinheiro, para ser mais exato – é tão grande, tão magnético, tão irresistível que o PMDB abdicou de almejar a Presidência da República, a aspiração última de qualquer partido político, para vender seu apoio a outras siglas e, assim, continuar a fazer negócios nos ministérios e demais repartições federais.
Festa com dinheiro público não é uma novidade nem tampouco é prerrogativa dos peemedebistas. O senador gaúcho Pedro Simon, do PMDB, um nome de respeito da agremiação, reagiu à entrevista de seu colega Jarbas Vasconcellos à VEJA, com a explicação de que a corrupção transformou a política em uma “geleia geral” da qual pouquíssimos escapam sejam eles de que partido forem.
Nessa geleia, porém, o PMDB se destaca pela constância de método e pela durabilidade. O partido é para a corrupção na política o que a “inflação inercial” foi para a economia até o advento do Plano Real – ou seja, a força condutora e perpetuadora das malfeitorias de um regime ao seguinte, de um governante a seu sucessor, sejam quais forem suas cores ideológicas. Nas palavras do senador pernambucano Jarbas Vasconcelos, “boa parte do PMDB quer mesmo é corrupção” e “a maioria de seus quadros se move por manipulação de licitações e contratações dirigidas”.
Não se trata de percepção ou impressão, mas de uma constatação feita por um político com 43 anos de vida pública, fundador da agremiação e conhecedor de suas entranhas. Diante da bomba, o que fez a cúpula do PMDB?
Limitou-se a lançar uma nota em que diz que não daria maior atenção a Jarbas Vasconcelos “em razão da generalidade das alegações”, para depois recolher-se em silêncio, na esperança de que a explosão perca força na quarta-feira de cinzas. Ninguém ousou assinar o texto. Individualmente, houve alguns simulacros de protesto, a maioria enviesado com cobranças por nomes, fatos e provas da corrupção. Como se não coubesse ao próprio PMDB realizar uma investigação interna.
Dos 27 presidentes regionais do PMDB, 17 tem problemas com a justiça. O deputado Jader Barbalho, por exemplo, é o mandachuva do partido no Pará e um dos chefões nacionais da legenda. O parlamentar foi preso em 2002, acusado de desviar 2 bilhões de reais dos cofres públicos. Dono de apenas um automóvel no início da carreira, Jader também fez fortuna enquanto se revezava entre um cargo e outro da administração federal.
O PMDB é apenas o caso mais espetacular da corrupção que impregna o mundo político brasileiro. Nenhuma agremiação, absolutamente nenhuma, pode ser considerada uma vestal no trato com o dinheiro público. Se a situação chegou a esse ponto de degradação, isso se deve, principalmente, à secular impunidade que viceja no país.
Leia a reportagem completa em VEJA desta semana (na íntegra somente para assinantes).

AVISO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O empresário Roberto de Aré, diretor do Bar de Aré Empreendimentos Etílicos e Gastronômicos Ltda., situado na Rua Catucicaba, bairro da Conceição, avisa aos clientes – contumazes, periódicos ou bissextos – que a referida pessoa jurídica estará aberta durante todos os dias do Carnaval, inclusive na quarta-feira de cinzas, em respeito aos ressaqueados.
Aproveita para pedir àqueles que vão viajar  que, antes, visitem o caixa da empresa e resolvam os passivos.

ELEIÇÃO DA ABI

Tempo de leitura: < 1 minuto

Será eleita hoje a nova diretoria da seção sulbaiana da Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Ramiro Aquino, que encabeça chapa de consenso, será o novo presidente, sucedendo Valério de Magalhães.
Agora há pouco, alguns membros da chapa se encontraram na Associação Comercial de Ilhéus.
Na foto, da esquerda para a direita, os jornalistas Maurício Maron e Valério  de Magalhães, o fotógrafo Mário Queiroz, o jornalista José Valter e, sentados, o jornalista Everaldo Benedito e a escritora Ana Virgínia Santiago.
abi-eleicao

NEWTON SAI DA CONTRAMÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Depois de alterar o sentido do tráfego em algumas das principais ruas do centro de Ilhéus, como a Eustáquio Bastos e a José Cândido de Carvalho – e causar uma confusão dos diabos -, a Prefeitura resolveu deixar tudo como d’antes.
A partir de hoje, as mudanças determinadas pela Secretaria de Trânsito não valem mais. O governo as implantou no dia 17, com o objetivo de melhorar o fluxo de veículos no centro de Ilhéus, mas o que ocorreu foi exatamente o contrário.
Segundo informações de gente da administração, o prefeito Newton Lima já estava convencido de que as alterações no trânsito foram executadas de maneira incorreta pela Setrans. No entanto, ele temia o desgaste político com o recuo.
Diante da forte reação negativa da comunidade, não teve jeito. Newton voltou atrás.

AQUI TEM FOLIA: ITACARÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itacaré já se entregou à folia desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 20, puxada pelo Bloco da Paz, do Clube da Melhor Idade Alegria de Viver. Há pouco, começou a Lavagem do Beco.

À noite, a partir das 20h, quem abre a festa é o bloco Casa do Boneco. Dentre as atrações dos cinco dias de carnaval, estão Pagodence, Trio da Huana, Jamaica Roots e Selakuatro. As atrações se apresentam em trios elétricos, tenda mix e palco montado na praça São Miguel.

BR-101 INTERDITADA ENTRE CAMACAN-ITAPEBI

Tempo de leitura: < 1 minuto
Carreta pega fogo na BR-101 (Foto Hugo Santos/Radar 64)

Carreta pega fogo na BR-101 (Foto Hugo Santos/Radar 64)

Um engarrafamento de mais de 15 quilômetros complica a vida de quem trafega pela BR-101, no trecho entre Itapebi e Camacan. Ontem à tarde, uma carreta tombou e explodiu com uma carga de 90 mil litros de álcool combustível. O motorista, Cristiano da Silva, 31 anos, morreu carbonizado.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o fogo atingiu altura de oito metros e se espalhou por até 200 metros, no quilômetro 663 da rodovia, em Itapebi. Além da pista, boa parte da carga escorreu para o córrego Cariri, no rio Jequitinhonha.
Ao Radar 64, motoristas descreveram um cenário “infernal” na pista. A carreta tombou quando o motorista perdeu a direção do veículo que ia para Feira de Santana. Até há pouco, o trecho da rodovia ainda não havia sido liberado, 16 horas depois do acidente.

COMÉRCIO SÓ FUNCIONA ATÉ AMANHÃ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os consumidores devem estar atentos ao horário de funcionamento do comércio de Itabuna neste período de carnaval. Segundo acordo entre lojistas e comerciários, as lojas funcionam até as 13h de amanhã e somente voltarão a funcionar na próxima quarta-feira, em horário normal.
A opção para compras no domingo será o Jequitibá Plaza Shopping. Na segunda, abrem apenas praça de alimentação e as unidades do Bompreço e Americanas. Por lá, feriado só na terça, 24.

SINDICACAU DENUNCIA 'MIGUÉ' DAS INDÚSTRIAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Indústrias instaladas no sul da Bahia estão aproveitando a crise mundial para reivindicar ajuda do Estado e, ao mesmo tempo, reduzir direitos trabalhistas. A denúncia é do presidente do Sindicatos dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação (Sindicacau), Luiz Fernandes Ferreira. “Nem todos os setores foram atingidos pela crise”, acrescenta o sindicalista, que se queixa da política de arrocho salarial praticada pelas indústrias e empresas de grande e médio porte na região.