skip to Main Content
9 de julho de 2020 | 01:29 pm

PRODUTOR BAIANO TERÁ MAIS PRAZO PARA VACINAR REBANHO CONTRA A FEBRE AFTOSA

Vacinação de rebanho contra a febre aftosa vai até 30 de junho
Tempo de leitura: 2 minutos

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) prorrogou, até 30 de junho, a campanha de vacinação contra a febre aftosa. Quem confirmou a prorrogação foi o diretor-geral da Adab, Maurício Bacelar. A decisão da Adab foi anunciada após consulta ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb).

– Embora os registros de venda da vacina tenham superado os 7,5 milhões de doses nas lojas de produtos agrícolas, o que é um indicativo bem positivo da conscientização dos produtores baianos para com a imunização de seus rebanhos, decidimos pela extensão do prazo que acabaria no próximo domingo (31) – disse Bacelar.

O prazo será um mês mais longo nessa primeira etapa da Campanha de Vacinação de 2020 também em todos os outros estados do Grupo 4 que integram o Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA): Tocantins, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo.

Foram considerados alguns motivos para a extensão do prazo da vacinação. A começar pela difícil logística de distribuição das vacinas através das indústrias, em virtude da pandemia do novo coronavírus, a suspensão das atividades comerciais em diversas cidades baianas, o que dificultou o acesso dos produtores à vacina, a interrupção do transporte intermunicipal e a antecipação dos feriados estaduais e municipais.

Leia Mais

ADAB OFERECE 117 VAGAS EM SELEÇÃO PÚBLICA COM R$ 1,4 MIL DE SALÁRIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

AdabA Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) fará seleção pública com oferta de 117 vagas para profissionais de nível médio. As inscrições começam às 9h da próxima segunda (13) e serão encerradas às 18h de sexta (17), por meio do site www.selecaoreda.adab.ba.gov.br.  Os aprovados serão contratados por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda).

A remuneração é de R$ 1.421,49, com direito a auxílio alimentação e vale-transporte. O candidato deverá preencher o formulário e escolher a área de interesse.  São 110 vagas para auxiliar de fiscalização e 7 para assistente de atividades administrativas.

A seleção será feita, exclusivamente, por meio de análise curricular.

Os candidatos selecionados irão trabalhar nas regionais da Adab, dentre elas as de Itabuna e de Itamaraju. As informações gerais do concurso estão em edital publicado no Diário Oficial do Estado do dia 4.

OPERAÇÃO INTERDITA 5 LATICÍNIOS NO SUDOESTE DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Produtos Lácteos apreendidos em operação em Planalto (Foto Divulgação).

Produtos Lácteos apreendidos em operação em Planalto (Foto Divulgação).

Cinco laticínios clandestinos foram interditados, nesta segunda (8), pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), em Planalto, na região sudoeste. A operação da agência com o apoio da Polícia Militar resultou na apreensão de 650 quilos de produtos lácteos irregulares.

Segundo o diretor regional da ADAB de Vitória da Conquista, Jardel Xavier, o estabelecimento “não tinha a mínima condição de higiene para produzir alimento seguro para a população”, sem armazenamento e manipulação adequados.

Todo produto de origem animal pode sofrer contaminação e causar mal ao consumidor, por isso é submetido a uma inspeção rigorosa. os produtos lácteos irregulares foram destruídos no aterro sanitário do município de Vitória da Conquista.

– A Agência realiza ações frequentes de fiscalização e atende prontamente as denúncias da sociedade, porém precisamos muito de cidadãos mais conscientes e participativos – reforça o diretor de Inspeção de Produtos Agropecuários, Willadesmon Silva.

ITABUNA: FISCAIS DA ADAB SÃO PRESOS ACUSADOS DE RECEBER PROPINA

Tempo de leitura: < 1 minuto
corrupção-14.05

(Imagem ilustrativa).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante, ontem (23), dois auxiliares de fiscalização da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab). Roberto Almeida Nascimento e José Miguel Alencar da Silva são acusados de receber propina de um motorista para liberar caminhão irregular no posto de Fiscalização Agropecuária de Itabuna. O posto funciona ao lado da PRF, na BR-101.

A Adab informou, por meio de nota, que “está acompanhando a ação policial e adotará as medidas administrativas cabíveis com a agilidade que o caso requer”. A agência, vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri), informou que Roberto e José Miguel são servidores contratados por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda).

A dupla de servidores contratados responderá pelo crime de concussão (praticado por funcionário público em que este exige, para si ou para outrem, vantagem indevida, direta ou indiretamente). A Adab ressalta ainda em nota que “repudia quaisquer ilegalidades e combate de forma veemente posturas desta natureza, realizando sindicâncias para investigar administrativamente tais condutas“.

 

ASSOCIAÇÃO REAGE CONTRA NOMEAÇÃO DE EX-DEPUTADA PARA A ADAB

Tempo de leitura: < 1 minuto

jusmari-oliveiraA possibilidade da ex-prefeita e ex-deputada Jusmari Oliveira ocupar a direção da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) levou a Associação dos Fiscais Estaduais Agropecuários se pronunciar contra a nomeação.

Com o título “Agropecuária em risco”, a associação veiculou em jornais carta em que lembra que o cargo sempre foi ocupado por servidores de carreira da própria Adab. O documento é assinado pelo presidente da associação, José Neder.

Neder cita Rui Costa ao lembrar que o então candidato a governador teria defendido a valorização da meritocracia. E Jusmari nada teria a ver com a área. Como a Adab seria, para Jusmari, um consolo por ter perdido a disputa pelo comando da Secretaria de Agricultura, é possível que os apelos da associação não sejam ouvidos pelo governo estadual.

ADAB APREENDE 21,5 TONELADAS DE PELE BOVINA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) apreendeu 21,5 toneladas de pele bovina em Vitória da Conquista durante fiscalização em salgadeiras no sudoeste baiano. De acordo com a direção da Adab, os estabelecimentos já haviam sido notificados das irregularidades, mas insistiram na comercialização sem o documento sanitário obrigatório e em péssimas condições de higiene.

Segundo comunicado da agência, todo o material apreendido foi inutilizado no aterro de Vitória da Conquista. “Cada pele comercializada clandestinamente equivale a um bovino abatido da mesma forma”, alerta o diretor-geral da Adab, Paulo Emílio Torres.

VACINAÇÃO CONTRA AFTOSA TEM COBERTURA DE QUASE 100%

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri) divulgou nesta terça-feira os resultados da etapa da vacinação contra a febre aftosa realizada em novembro do ano passado. De acordo com a Seagri, foram imunizados 97,12% do total de 4,9 milhões de bovinos e bubalinos com até 24 meses.
O secretário Eduardo Salles lembra que o índice alcançado é superior aos 90% exigidos pela Organização Mundial de Saúde Animal para regiões livres de febre aftosa. “Isso mostra o comprometimento do Estado com a defesa agropecuária e dos criadores em colaborar com o desenvolvimento do setor”, elogia Salles.
Os destaques na etapa da vacinação contra a aftosa foram as coordenadorias regionais da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) de Irecê (cobertura de 99,26% do rebanho), Itapetinga (99,14%) e Itaberaba (99,11%).

PROMOTOR ELOGIA PRE E DIZ QUE CARNE DEVERIA SER INCINERADA

Tempo de leitura: 1 minuto

Adab liberou carne que, segundo MP, deveria ser incinerada (Foto Costa Filho).

O promotor Yuri Lopes negou que o Ministério Público seja “tolerante” às condições precárias de abate e transporte de carne em Itabuna, alegação ontem usada por uma veterinária da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), para liberar 2,2 mil quilos de carne apreendidos pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE). “A polícia está de parabéns. A carne deveria ser incinerada e de modo algum destinada ao consumo”, afirmou ao PIMENTA.
A promotoria move ação civil pública requerendo a interdição do matadouro local. A Justiça determinou nova perícia para verificar a situação sanitária do referido matadouro. A perícia deve ser feita pela Adab.
O promotor afirmou que custa a acreditar que a Adab tenha liberado a carne sob alegação de tolerância por parte do MP.
Yuri Lopes explicou que a fiscalização do transporte intermunicipal de carne é de competência da agência de defesa agropecuária, enquanto a vigilância sanitária local é responsável pela fiscalização da venda da carne no município.
– Ambas devem ser realizadas independentemente de qualquer solicitação do Ministério Público. Até porque estas instituições existem para atender esta finalidade e, por isso, ambas possuem fiscais – observa.
Lopes diz ser um “equívoco” atribuir ao Ministério Público a tarefa de fiscalizar o transporte e venda de carne. “Na verdade, a atuação do MP ocorre justamente porque os órgãos de vigilância sanitária não cumprem sua tarefa primordial”.

ITABUNA: PRE APREENDE 3,4 MIL QUILOS DE CARNE IRREGULAR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Carne era transportada sem refrigeração e sem a mínima condição de higiene (Foto Costa Filho).

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) apreendeu ontem 3.400 quilos de carne transportados irregularmente em carrocerias de picapes e caminhão. O flagrante ocorreu no trecho Itabuna-Ibicaraí da BR-415, no sul da Bahia.
A apreensão foi efetuada pelos policiais Sargento Araújo e soldados Rezende e Valmário. Eles constataram que o produto era transportado sem refrigeração e em péssimas condições de higiene, tendo como destino mercados e feiras livres de Itabuna, Itajuípe e Buerarema.
Dois mil quilos da carne apreendida estavam sendo transportados em um caminhão Ford F-4000 (JLM-0412), dirigido por Eudes Santos Silva. A carne do sol apresentava aspecto ruim e era transportada sem condições de higiene. O destino era o centro comercial de Itabuna.
O restante, 1,4 mil quilos de carnes e derivados, era transportado em picapes Fiat Strada. 700 quilos teriam como destino Itajuípe, sem refrigeração e cobertos por lonas sujas. O veículo dirigido por João Xavier Filho. O outro Strada levava carnes e miúdos do matadouro de Itabuna para Buerarema, conforme o motorista José Carneiro dos Santos.
Parte da carga, 700 quilos, foi liberada pela coordenação da Adab em Itabuna. A polícia rodoviária não tem notícias de que fim deu a Adab ao restante da carga, se foi liberado. As informações são do repórter Costa Filho, do Tribunal Livre, da Rádio Jornal.

Back To Top