skip to Main Content
20 de outubro de 2020 | 11:53 am

JOVEM QUE FILMOU PM AGREDINDO ADOLESCENTE É INCLUÍDO EM PROGRAMA DE PROTEÇÃO A TESTEMUNHAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jovem filmou agressões de PM a adolescente em Salvador

O jovem que flagrou em vídeo a agressão de um policial militar contra um adolescente de 16 anos, em Salvador, foi incluído no programa de proteção a testemunhas e defensores de direitos humanos, da Secretaria Nacional de Cidadania do Ministério dos Direitos Humanos.

A informação foi divulgada pelo Coletivo de Entidades Negras, responsável por pedir a proteção para a testemunha.

Em entrevista a TV Bahia, o jovem revelou que tem medo de represálias e que, após o caso, ele não retornou mais ao bairro.

“Eu tinha ido para o trabalho e quando eu estava lá, fazendo o serviço, vieram várias mensagens de pessoas falando que o policial estava procurando quem foi que tinha feito o vídeo e que poderia ter caso até de represália. Eu decidi não voltar para o bairro, não dormir em casa, porque eu não sei o que poderia acontecer”, relatou o jovem.

O coordenador do projeto, Yuri Silva, contou que a PM se comprometeu a realizar ações de conscientização com as tropas. Informações do G1BA.

https://www.pimenta.blog.br/2020/02/04/pm-espanca-e-insulta-jovem-essa-desgraca-desse-cabelo-rui-determina-apuracao/

CÂMERA DE SEGURANÇA FLAGRA ABUSO DE PMs EM ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos
Momento em que policiais derrubam William e um deles aplica um chute.

Momento em que policiais derrubam William e um deles aplica um chute.

Uma câmera de segurança flagrou a agressão de policiais militares a um motorista em posto de combustível em Itabuna, no início da madrugada do último domingo (30). William Martins Santiago foi preso, segundo boletim da PM, por “obstrução” do trabalho policial.
A ação dos PMs ocorreu em um posto na Avenida J.S. Pinheiro, no Bairro Lomanto. A guarnição registrou no boletim da corporação que William teria insistido para que o amigo e dono do veículo com som alto não assinasse um termo circunstanciado. O boletim descarta que o jovem tenha passagem pela polícia.
As imagens mostram um dos PMs aplicando chutes e pisando na cabeça do motorista, que já estava imobilizado. O próprio William postou as imagens da internet. Ele acusa diretamente dois policiais pelas agressões, o que estava dirigindo a viatura e o comandante da guarnição. O comando do 15º Batalhão da PM ainda não divulgou os nomes dos policiais envolvidos na operação.
A guarnição foi acionada para atender a um chamado de poluição sonora. As agressões ocorrem após uma viatura da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran) deixar o posto de gasolina. William levou chutes e pisada na cabeça porque, segundo ele, estava filmando a ação dos policiais.
A história é narrada por ele na internet. “Eu fui guardar um veiculo no posto de gasolina e depois fiquei conversando com uns amigos, quando alguns policiais chegaram bastante agressivos por causa de um veículo que estava com a caixa de som no chão. Neste momento eu comecei a filmar a ação dos policiais, que não era nada normal. Foi quando o Tenente Robert Almeida me deu voz de prisão e o motorista da viatura do comando do Ten. Robert me agrediu com 2 chutes nas costas e uma pisada na cabeça”.
Ainda de acordo com William, o motorista da viatura, ainda não identificado, segura a cabeça com o joelho, “depois de eu estar totalmente imobilizado e sem nenhum poder de reação, ele pisou na minha cabeça novamente, ralando meu rosto no chão, me colocando na viatura com algema muito apertada, pulando quebra mola e freando bruscamente para me machucar mais ainda como eu fosse um marginal. O caso está sendo investigado pela PM e pelo Ministério Público Estadual, onde William entrou com representação.

DECRETADA PREVENTIVA DE POLICIAIS QUE ESPANCARAM JOVEM

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça decretou nesta segunda-feira a prisão preventiva dos soldados da Polícia Militar Luciano Logrado Peixoto e Eric Sátiro Vitório, integrantes da 67ª Companhia Independente da Polícia Militar de Feira de Santana, flagrados por câmeras agredindo um jovem no centro da cidade última quinta-feira.

Segundo informações da polícia, a prisão foi solicitada à Justiça Militar pelo presidente do Inquérito Policial Militar, o capitão José da Silva Lima, com o objetivo de evitar qualquer interferência nos procedimentos de apuração.

Os policiais militares foram apresentados na Corregedoria da PM e permanecerão custodiados no Centro de Custódia Provisória, CCP, localizado no Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.

Confira as cenas da barbárie policial.

Back To Top