skip to Main Content
30 de novembro de 2020 | 01:58 pm

ILHÉUS: MP-BA PEDE A PRISÃO DE HOMEM FLAGRADO DANDO 11 SOCOS EM MULHER

Acusado de espancar ex-namorada é denunciado pelo Ministério Público
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público da Bahia pediu, nesta quinta-feira (15), a prisão preventiva de Carlos Samuel Freitas Costa Filho, o “Carlinhos Freitas”, de 33 anos. Ele foi identificado como autor das agressões contra uma mulher, filmadas e veiculadas em vídeo pelas redes sociais online e imprensa.

A notícia do fato foi encaminhada na manhã de hoje ao MP-BA, que solicitou de imediato a documentação à autoridade policial para a adoção das medidas cabíveis. O pedido da prisão se fundamentou “na necessidade de resguardar a ordem pública, considerando-se a gravidade da conduta concreta (exacerbada violência empregada) e a condição reincidente do autor do fato”.

Carlos Samuel já foi denunciado em 2015 pelo MP-BA por crimes de violência doméstica, ameaça e cárcere privado cometidos contra outra mulher. Ele foi condenado pela Justiça em primeira instância.

O Ministério Público informou que, após recurso impetrado pela defesa de Carlos Samuel, a condenação quanto ao crime de cárcere privado foi mantida em agosto último pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TB-BA), que reconheceu a prescrição referente aos crimes de violência doméstica e ameaça.

ACUSADO SE APRESENTOU
Nesta quarta-feira, “Carlinhos Freitas” se apresentou  à polícia,  foi ouvido pelo delegado Evy Paternostro e liberado. No vídeo que circula nas redes sociais, ele aparece deferindo 11 socos em uma mulher, em Ilhéus. O acusado teria alegado que agressão ocorreu no dia 20 de junho.

Hoje, a notícia da agressão ganhou repercussão nacional. As imagens do homem desferindo os golpes foram compartilhadas por personalidades como o apresentou Luciano Huck. A agressão também foi noticiada por várias emissoras de televisão, incluindo a Globo. “Carlinhos Freitas” virou notícia no Jornal Nacional.

PM É ACUSADO DE BLOQUEAR GARAGEM E AGREDIR HOMEM EM ILHÉUS

O incidente ocorreu na Avenida Ubaitaba
Tempo de leitura: 2 minutos

Um policial militar agrediu um homem e atirou para cima, depois que a vítima pediu que o PM tirasse o carro da porta da garagem de um imóvel em Ilhéus, no sul da Bahia. A assessoria da Polícia Militar disse que foi informada sobre o caso, mas não confirmou os detalhes.

Segundo a esposa da vítima, ela e o marido chegavam de carro na casa do sogro, no último domingo (31), quando perceberam que um veículo empatava o acesso à garagem do imóvel, na Avenida Ubaitaba. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

O homem então desceu do carro e pediu ao PM, que estava no veículo que dificultava a passagem, que chegasse o carro um pouco para trás. O policial é morador do local.
“Ele pediu a primeira, a segunda e a terceira vez para o policial tirar o carro. Mas ele não tirou”, revelou a mulher.

Ela contou que, para não ter confusão, decidiu colocar o carro em outro ponto da rua, sem precisar entrar na garagem.

“Para não ter confusão, pedi para ele colocar o carro mais na frente, e depois colocava na garagem. Quando a gente desceu do carro, ele já deu um tapa. O pai dele entrou na frente, para saber o que aconteceu. Então, o policial puxou a arma, deu um tiro para cima. Atingiu a parede da casa da vizinha”, falou a mulher.

Apesar do susto não houve feridos. Por meio de nota, a PM disse que agentes da 68ª CIPM foram acionados pelo Cicom para atender a uma ocorrência envolvendo um policial militar na avenida Ubaitaba, em Ilhéus.

A guarnição foi até o local e constatou o fato, quando o policial disse ter ocorrido uma discussão com um homem. Na ocasião, o militar foi orientado a registrar o fato na delegacia. Do G1.

JUSTIÇA DECRETA PREVENTIVA DE PEDREIRO ACUSADO DE JOGAR ÁGUA QUENTE EM MULHER

Tempo de leitura: < 1 minuto

Acusado de agressão contra mulher seguirá preso em Itabuna

A justiça de Itabuna decidiu transformar de provisória para preventiva a prisão do pedreiro Marcos Antônio dos Santos de Assis, 43 anos, que é acusado de jogar água quente e espancar a agente comunitária de saúde Rosimeire Castro da Silva, 36 anos. A agressão ocorreu na noite de terça-feira (13), no bairro São Pedro, durante uma briga do casal.
De acordo com a polícia, o homem disse que a briga com a mulher começou depois de uma crise de ciúmes. O pedreiro tentou culpar a própria Rosimeire Castro pelos ferimentos, alegando que ela tentou jogar uma jarra de água quente nele. O acusado disse que, ao tentar se defender, acabou queimando a vítima. A versão não convenceu a polícia.
A polícia informou que Marcos Antônio já foi preso anteriormente por porte ilegal de arma de fogo. Por causa das agressões contra Rosimeire, o pedreiro responderá por lesão corporal, ameaças e injúria. Além disso, será indiciado com base no artigo 7ª  da Lei Maria da Penha. Ele será encaminhado para o Conjunto Penal de Itabuna.

BUERAREMA: PM É ACIONADA APÓS VEREADOR ATIRAR MICROFONE NO PRESIDENTE DA CÂMARA

Tempo de leitura: 2 minutos
Reinan e Wagner travaram duelo verbal, que resultou em microfone "voador".

Reinan e Wagner travaram duelo verbal, que resultou em microfone “voador”.

Há pouco, a polícia militar foi acionada para conter uma grande confusão iniciada pelo presidente da Câmara, Reinan do Santana (PSD), e o também vereador Wagner Mototáxi (PSL). A presidência da Casa havia determinado, sem aviso prévio, que somente os inscritos poderiam falar na sessão, quebrando uma “regra” adotada há quatro anos.

Wagner questionou a medida e disse que gostaria de falar, sendo apoiado por outros colegas. Após a vereadora Riviane usar a tribuna, o presidente encerrou a sessão.

Guarnição da PM foi chamada para conter ânimos na Câmara.

Guarnição da PM foi chamada para conter ânimos na Câmara.

O colega disse que ele não poderia encerrar os trabalhos daquela forma. Na sequência, sobraram palavras impublicáveis, proferidas pelo vereador do PSL.

Por último, Wagner atirou o microfone em direção ao presidente da Casa, de acordo com testemunhas. Reinan não foi atingido. O objeto lançado pelo vereador atingiu e quebrou parte da vidraça do plenário.

Microfone atingiu e destruiu vidraça do plenário da Casa.

Microfone atingiu e destruiu vidraça do plenário da Casa.

DEPUTADOS PEDEM ABERTURA DE PROCESSO CONTRA MARCO FELICIANO, ACUSADO DE ESTUPRO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Marco Feliciano é acusado de estupro e agressão (Foto Agência Câmara).

Marco Feliciano é acusado de estupro e agressão (Foto Agência Câmara).

A líder da minoria na Câmara, deputada Jandira Feghali (PCdoB), e parlamentares da bancada feminina apresentaram hoje (10) uma representação contra o deputado Marco Feliciano (PSC-SP). O documento, com 22 assinaturas, pede que seja aberto um processo no Conselho de Ética para apurar as denúncias de uma estudante que disse ter sido vítima de tentativa de estupro pelo parlamentar.

“As denúncias são muitas e muito graves e queremos que a Câmara apure. Não estamos prejulgando ninguém, mas a omissão da Casa não é aceitável”, afirmou Jandira. Ela, por mais de uma vez, lembrou que a medida é apartidária e alertou que não deve abrir brechas para uma “culpabilização” antes que os fatos sejam esclarecidos. “Esperamos uma apuração isenta, que se apure tudo e, se houver comprovação, que se tome as providencias necessárias”, disse.

O direito de defesa de Feliciano também foi destacado pela deputada Érika Kokay (PT-DF) que, apesar de defender todas as possibilidades de argumento, lembrou que cinco crimes estão envolvidos nas denúncias.

“Agressão sexual, agressão física, ameaça, tentativa de corrupção e cárcere privado. Estas denúncias têm que ser apuradas com o rigor que a democracia exige. Não podemos permitir que denúncias de tamanha gravidade não tenham uma resposta desta Casa”, afirmou.

MÉDICO DÁ SOCO EM MOTORISTA NO HOSPITAL DE BASE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma discussão entre o médico Edígio Alves Feitosa Filho e um motorista de ambulância, identificado como Cosme, terminou em agressão física na noite desta sexta-feira (22). A informação é do Plantão Itabuna.

De acordo com o site, o motorista abordou o médico, que estava de plantão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e pediu que ele atendesse um paciente. O médico teria solicitado que o condutor de ambulância aguardasse o retorno do plantonista da emergência, o que teria desagradado o outro.

A informação é de que Cosme passou a ofender o médico com xingamentos e este, indignado, aplicou-lhe um soco no rosto, que fez o motorista apagar. Não há informações sobre o estado de saúde da vítima.

PROFESSORA AGRIDE SERVIDORES A TESOURADAS NA PREFEITURA DE ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
(Imagem ilustrativa).

(Imagem ilustrativa).

Uma professora, supostamente com problemas no pagamento dos salários, se envolveu numa discussão, na manhã desta quarta-feira (12), no setor de Recursos Humanos da Prefeitura de Ilhéus, localizado no anexo de secretarias, no centro.

Irritada, a mulher bateu boca com funcionários que a atenderam. Sem conseguir resolver as pendências, pegou uma tesoura numa das mesas e desferiu golpes contra o chefe do setor, Wladimir Hughes, e uma funcionária de carreira, conhecida como Glória.

Os ferimentos, apesar de leves, forçaram os dois a irem ao hospital. A professora deixou o local logo após o furdunço. Os servidores ainda não decidiram se acionarão a agressora.

EMPRESÁRIA É MORTA PELO PRÓPRIO TIO EM LAURO DE FREITAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Luciana e a irmã foram agredidas pelo tio (Reprodução/B Notícias).

Luciana (à direita) e a irmã foram agredidas pelo tio (Reprodução/B Notícias).

Uma empresária morreu e a irmã dela ficou ferida depois de um tio agredi-las em Vilas do Atlântico, bairro de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador. De acordo com a Central de Polícia, o tio de Luciana Augusta Teixeira Lustosa Machado, 34, Marco Antonio Teixeira Costa, teria desferido diversos golpes de faca contra a empresária e, também, esfaqueou a irmã da vítima, a nutricionista Silvia Augusta Teixeira Lustosa.
O marido de Sílvia, Luís Fábio Fernandes Santana, chegou a pegar uma cadeira de alumínio para golpear o tio da esposa na cabeça a fim de defender a mulher das agressões. Luciana foi encaminhada para o Hospital Menandro de Farias por testemunhas, mas não resistiu aos ferimentos.
Tanto a irmã da empresária quanto o tio também foram levados à unidade, e o estado de saúde de ambos não foi divulgado pela polícia. O motivo da agressão seria financeira, conforme o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Com informações do Bahia Notícias.

SEGURANÇA DE ACM NETO AGRIDE FOTÓGRAFO DO "BOCÃO NEWS"

Tempo de leitura: 2 minutos
Este é o segurança que agrediu o jornalista do Bocão News (Foto Juarez Matias).

Este é o segurança que agrediu o jornalista do Bocão News (Foto Juarez Matias).

Juarez Matias, fotógrafo do site Bocão News (Salvador), foi agredido por um segurança do prefeito ACM Neto na Lavagem do Bonfim. Ainda não identificado, o homem desferiu um murro no fotógrafo.
Segundo Matias, a agressão ocorreu quando ele fotografava a ação de seguranças do prefeito de Salvador contra um rapaz que tentava ultrapassar a barreira em torno de ACM Neto. O rapaz levou uma “gravata”. Matias levou o murro enquanto registrava as cenas de violência contra o homem (veja foto abaixo).
Matias foi agredida ao registrar essa imagem em que segurança de Neto imobiliza rapaz.

Matias foi agredida ao registrar essa imagem em que segurança de Neto imobiliza rapaz.

O fotógrafo do Bocão News diz que o agressor levou a mão à cabeça quando ele se identificou como jornalista.
– Ele me agrediu. Me deu um murro na boca só porque eu estava registrando o fato. Estava ali trabalhando e não fiz nada de errado – disse Matias.
As cenas foram acompanhadas por um coronel da Polícia Militar, que acalmou o segurança, mas não o deteve. A equipe do prefeito, ainda segundo o Bocão, rapidamente tratou de retirar o agressor do local, “como quem é acobertado”.
O site informou que exigiu da assessoria de comunicação da Prefeitura de Salvador a identificação do segurança.

ADVOGADO SOFRE AGRESSÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Chaves (direita), ao lado do presidente da OAB/Itabuna, Andirlei Nascimento

O advogado José Henrique Chaves foi agredido fisicamente nesta quinta-feira, 29, quando se encontrava no Fórum Epaminondas Berbert de Castro, em Ilhéus. A violência foi cometida por um homem que move ação contra a administradora dos cartões Hipercard. Chaves é advogado da empresa.

O agressor do advogado foi detido no local por um soldado da Polícia Militar e levado para a sede da 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin). O caso foi comunicado à Ordem dos Advogados do Brasil.

Em novembro do ano passado, José Henrique Chaves disputou o comando da subseção da OAB de Itabuna, perdendo para Andirlei Nascimento, que foi reeleito para a presidência da entidade.

Back To Top