skip to Main Content
15 de janeiro de 2021 | 11:06 pm

BAHIA REGISTRA 3,7 MIL CASOS DE COVID-19 NAS ÚLTIMAS 24H

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia confirmou 3.752 casos de Covid-19 e 3.218 recuperados (+0,8%) nas últimas 24 horas, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Dos 431.786 casos confirmados desde o início da pandemia, 412.055 já são considerados recuperados. Novamente, superou a casa dos 11 mil o número de pacientes em isolamento ou internados por causa da covid-19. Conforme a Sesab, são 11.229 casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (23,83%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes são Ibirataia (9.698,28), Itabuna (7.079,44), Aiquara (7.040,04), Almadina (6.936,31) e Madre de Deus (6.921,73).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 825.668 casos descartados e 118.255 em investigação até as 17 horas desta quarta-feira (9). Na Bahia, 33.578 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS 

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 28 óbitos nas últimas 24 horas. Metade dos óbitos ocorreu em dezembro e o restante no período de 13 de junho a 30 de novembro. Desde o início da pandemia, a Bahia confirmou 8.502 óbitos pela covid-19.

BAHIA ATINGE 2.310 CASOS DE COVID-19 EM 24H E 419 MIL DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 2.310 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), período em que 3.542 infectados pelo vírus já não apresentaram mais sintomas e foram considerados recuperados.

No período de 17 horas de ontem até a tarde de hoje (5), o estado registrou 28 óbitos, o maior dos últimos dois meses. As mortes ocorreram em diversas datas. De março até hoje (5), são 8.388 óbitos causados pela covid-19.

Já o número total de infectados desde o início da pandemia avançou para 419.044, dos quais 399.262 já são considerados recuperados. O número de pessoas em isolamento domiciliar ou internadas caiu, neste sábado (5), para 11.394, os chamados casos ativos.

Ainda segundo a Sesab, Salvador concentra 24,17% dos casos registrados no estado. Já os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes continuam sendo Ibirataia (9.397,86), Aiquara (7.040,04), Itabuna (7.000,18), Almadina (6.881,41) e Madre de Deus (6.879,06).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 815.619 casos descartados e 118.441 em investigação até as 17 horas deste sábado (5). Na Bahia, 32.762 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

BAHIA REGISTRA 8,2 MIL PACIENTES EM ISOLAMENTO OU INTERNADO PELA COVID-19

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 1.870 novos casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) nas últimas 24 horas, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). No período, o número de curados saltou para 1.702 recuperados (+0,5%).

Dos 382.164 casos confirmados desde o início da pandemia, 365.848 já são considerados recuperados, 8.255 encontram-se internados ou em isolamento, informa a Sesab.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (25,22%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (9.077,85), Itabuna (6.783,98), Madre de Deus (6.774,76), Almadina (6.698,39) e Aiquara (6.657,67).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 781.098 casos descartados e 94.688 em investigação até as 17 horas desta sexta-feira (20). Na Bahia, 30.577 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 23 óbitos. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 8.061, representando uma letalidade de 2,11%. Dentre os óbitos, 56,27% ocorreram no sexo masculino e 43,73% no sexo feminino.

ITAJUÍPE: DONO DE VIDRAÇARIA SOME DEPOIS DE APLICAR GOLPE EM CLIENTES

Dono de vidraçaria some depois de receber dinheiro e não entregar encomendas de clientes
Tempo de leitura: 2 minutos

A Polícia Civil em Itajuípe instaurou inquérito para investigar denúncias contra o dono da ES Vidraçaria, que sumiu da cidade depois de receber o pagamento adiantado por serviços de instalação de janelas, portas e box para banheiro.

Entre as vítimas do golpe está a  recepcionista Jéssica Souza, que conta ter pago, à vista, R$ 1,7 mil por porta, janela e box de vidro que deveriam ser instalados na casa dela, mas isso não aconteceu. Jéssica relata que falou com o dono da loja no dia 6 deste mês e ele prometeu que a encomenda dela chegaria naquele mesmo dia.

A recepcionista relata que, como a promessa não foi cumprida, retornou à loja no dia seguinte, mas encontrou o estabelecimento fechado. “Quando foi no sábado (7), vizinhos do homem disseram que ele parou o caminhão na porta, colocou tudo em cima do caminhão e foi embora”, relatou em entrevista à TV Santa Cruz.

MAIS VÍTIMAS

A cunhada de Jéssica, a auxiliar de produção Bianca Ribeiro também reclama ter sido vítima do golpe. Ela conta que em agosto pagou R$ 1,2 mil por uma porta de vidro que seria instalada em sua casa, o que não ocorreu. “A gente trabalha bastante para ter as coisas, e acontece isso. É triste”, lamentou.

A dona de casa Maria Raimunda Torres foi outra que se queixa de ter ficado no prejuízo.  “Ele [dono] me garantiu que de 20 dias a um mês chegavam os produtos, e que eu precisa pagar logo para ele entregar o box. Paguei à vista e, quando liguei, uma moça atendeu dizendo que estavam faltando uns kits, que não tinham chegado por causa da pandemia”.

De acordo com a Polícia Civil, até o momento foram registradas seis ocorrências. Além  de vítimas de Itajuípe, a polícia tem informações de que moradores de outros municípios também caíram no golpe. Em Almadina, por exemplo, uma cliente pagou R$ 2,2 mil à  vista e não recebeu os produtos. O suspeito foi identificado pelo prenome de Elinaldo. O golpe é investigado pelo delegado Marlos Macedo. Da Redação com informações da TV Santa Cruz.

BAHIA TEM NOVA ALTA DE CASOS ATIVOS DA COVID-19, SEGUNDO A SESAB

Itabuna confirma 299 casos de Covid-19 em uma semana.
Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna está entre os municípios de maior incidência da covid-19

Hoje (11), subiu para 6.404 o número total de pacientes em isolamento ou internados por causa da covid-19 na Bahia, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.728 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 1.413 recuperados (+0,4%).

Dos 367.669 casos confirmados desde o início da pandemia, 353.406 já estão recuperados. Todos os 417 municípios baianos registraram casos da doença. Segundo a Sesab, 25,58% dos casos até a tarde desta quarta ocorreram em Salvador.

Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes permanecem sendo Ibirataia (8.973,35), Itabuna (6.677,52), Almadina (6.661,79), Aiquara (6.567,70) e Madre de Deus (6.566,16).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 757.126 casos descartados e 87.751 em investigação até as 17 horas desta quarta-feira (10/11). Na Bahia, 29.723 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 21 óbitos. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.859, representando uma letalidade de 2,14%. Dentre os óbitos, 56,06% ocorreram no sexo masculino e 43,94% no sexo feminino.

COM MAIS 22 MORTES, A BAHIA ATINGE 7.776 ÓBITOS PELA COVID-19

Bahia registra 362.563 mil casos de Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 1.427 casos de novo coronavírus. Dos 362.563 casos confirmados desde o início da pandemia, 348.720 já são considerados curados e 6.067 encontram-se ativos.

A vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados de novo coronavírus ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (25,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (8.881,92), Almadina (6.661,79), Itabuna (6.636,24), Madre de Deus (6.522,72) e Aiquara (6.509,27).

O boletim epidemiológico estadual contabiliza ainda 744.571 casos descartados e 87.193 em investigação. Na Bahia, 29.459 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

MORTES

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 22 óbitos que ocorreram em diversas datas. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19.

Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.776, representando uma letalidade de 2,14%. Dentre os óbitos, 56,08% ocorreram no sexo masculino e 43,92% no sexo feminino.

BAHIA CONFIRMA 310 MIL CASOS DE COVID-19; MAIS DE 296 MIL JÁ ESTÃO RECUPERADOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 2.274 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%) e 1.317 curados (+0,4%) nas últimas 24 horas. Dos 310.526 casos confirmados desde o início da pandemia, 296.207 já são considerados curados e 6.744 encontram-se em recuperação (ativos).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,01%). Já os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (6.622,26), Almadina (6.387,26), Madre de Deus (6.049,40), Itabuna (6.025,62), São José da Vitória (5.151,75).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 616.533 casos descartados e 73.826 em investigação até as 17 horas de hoje. Na Bahia, 26.105 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 47 óbitos que ocorreram no período de 3 de junho a 29 de setembro. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.744, representando uma letalidade de 2,17%. Dentre os óbitos, 55,87% ocorreram no sexo masculino e 44,13% no sexo feminino.

BAHIA REGISTRA 2.213 NOVOS CASOS DE COVID-19 E 41 ÓBITOS

Já são 272.127 curados da Covid-19 na Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nas últimas 24 horas, a Bahia registrou 2.213 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.237 curados (+0,8%). Dos 285.448 casos confirmados desde o início da pandemia, 272.127 estão curados e 7.281 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível no Business Intelligence.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,93%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes são Ibirataia (6.191,22), Almadina (6.131,04), Itabuna (5.493,78), Madre de Deus (5.082,25) e Dário Meira (5.023,34). São 24.568 profissionais da saúde infectados pela Covid-19.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 559.941 casos descartados e 68.741 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta terça-feira (15).

ÓBITOS

O boletim epidemiológico desta terça-feira (15) contabiliza 41 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19.

Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.040, representando uma letalidade de 2,12%. Dentre os óbitos, 55,83% ocorreram no sexo masculino e 44,17% no sexo feminino.

BAHIA CONFIRMA 738 NOVOS CASOS DE COVID-19; OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI CAI PARA 49%

Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia confirmou 738 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 1.099 curados (+0,4%) nas últimas 24 horas, além de 35 óbitos. Dos 271.963 casos confirmados desde o início da pandemia, 257.791 já são considerados curados e 8.479 encontram-se ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,39%), segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Dos 417 municípios do estado, apenas Novo Horizonte ainda não registrou casos da doença.

TAXA DE INCIDÊNCIA

Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.041,01), Almadina (5.893,12), Itabuna (5.188,46), Dário Meira (4.95,98) e Salinas da Margarida (4.793,52).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 510.157 casos descartados e 84.863 em investigação até as 17 horas desta segunda-feira (07). Na Bahia, 23.548 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 35 óbitos que ocorreram em diversas datas. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.693, representando uma letalidade de 2,09%. Dentre os óbitos, 55,86% ocorreram no sexo masculino e 44,14% no sexo feminino.

OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI

A Bahia atingiu o mais baixo nível de ocupação de leitos de UTI exclusivos para vítimas da covid-19 na Bahia desde o período de maio. Nesta segunda, 49% dos leitos estavam ocupados, conforme a Sesab. O centro-norte e o sul são as regiões com os mais altos percentuais de ocupação, 80% e 76%, respectivamente.

BAHIA ULTRAPASSA MARCA DE 200 MIL RECUPERADOS DA COVID-19, MAS JÁ TEM 4.542 MORTES

Residente do Abrigo São Vicente está entre os mais de 200 mil curados da covid-19 na Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia confirmou 3.926 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,8%) e 2.976 curados (+1,5%) nas últimas 24 horas. No mesmo período, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) confirmou total de 67 óbitos ocorridos no período de 13 de junho até esta terça (18).

Dos 221.041 casos confirmados desde o início da pandemia, 202.157 já são considerados curados e 14.342 encontram-se ativos. A Bahia atingiu, hoje, a triste marca de 4.542 mortes provocadas pela covid-19, segundo a Sesab.

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (31,77%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.941,43), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.257,36), Itapé (4.189,02) e Ibirataia (4.120,95).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 415.444 casos descartados e 84.674 em investigação até as 17 horas desta terça-feira (18). Na Bahia, 18.231 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Com 4.542 mortes pela covid-19 desde o início da pandemia – letalidade de 2,05%, a Bahia tem 55,92% das vítimas do sexo masculino e 44,08% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 50,88% corresponderam a parda, seguidos por branca com 15,43%, preta com 15,17%, amarela com 0,88%, indígena com 0,13% e não há informação em 17,50% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 76,13%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (78,11%).

Back To Top