skip to Main Content
13 de abril de 2021 | 03:58 pm

RUI DEFENDE PUNIÇÃO PARA EMPREITEIRAS QUE ABANDONAM OBRAS PÚBLICAS

Tempo de leitura: 2 minutos
Rui defende regras mais duras contra empresas que abandonam obras públicas (Foto Marcos Japu).

Rui defende regras mais duras contra empresas que abandonam obras públicas (Foto Marcos Japu/Pimenta).

O governador Rui Costa defendeu, durante a inauguração do SAC em Itabuna, ontem, regras mais duras contra empresas que abandonam obras públicas. Durante a visita a Itabuna, Rui fez críticas, especificamente, à empresa que venceu a licitação para construir a Barragem do Rio Colônia, em Itapé. “Não vou aceitar que ganhe licitação e pare a obra [depois de iniciada]. Se fizer, será punida. Se precisa de correção, que diga”. Uma das práticas de mercado é oferecer preço baixo na licitação e buscar ajustar o valor depois de assinado contrato e iniciada a obra.

Pouco mais de três meses após o início, a Andrade Galvão paralisou as obras para exigir correção no valor do contrato. “A empresa agiu erradamente. Assumiu obra com orçamento que não seria possível fazer. Que tivesse desistido do contrato. Prejudicou a ela, estado e população”, disse ele, reafirmando que verá regras para punir essas empresas.

Uma nova licitação foi feita no final do ano passado, mas nenhuma empresa se interessou. Outra licitação foi lançada na última sexta-feira. A barragem no Colônia poderá aumentar de 600 para 1,5 mil litros por segundo o volume de captação de água em Itabuna.

Outra obra estadual paralisada é a reforma do Centro de Cultura Adonias Filho. Ontem, Rui também assegurou a conclusão da obra iniciada em agosto de 2013. A reabertura do centro é uma das maiores reivindicações da classe artística local e de promotores de eventos culturais.

Back To Top