skip to Main Content
29 de março de 2020 | 03:08 pm

NELSON LEAL CRITICA BOLSONARO POR APOIO AO FECHAMENTO DO CONGRESSO NACIONAL

Nelson Leal critica postura antidemocrática de Bolsonaro por apoio a fechamento do Congresso
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Nelson Leal, criticou hoje (26) a tentativa de setores da República de emparedar o Congresso Nacional. “Estamos vivendo uma crise política, econômica e institucional há cinco anos. Quando se tem a chance de realizarmos uma distensão, vem o presidente da República e apoia um ato convocado para emparedar, com ameaças de fechamento, o Congresso Nacional”, critica Nelson Leal.

“Francamente, precisamos de bombeiros e não de gente com gasolina na mão. Pela nossa Constituição, é o chefe do Executivo que tem a missão de manter a harmonia entre os poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário”, completa.

Para o presidente da Alba, ameaçar fechar o Congresso Nacional “é pretender instalar uma ditadura” no país. “Os parlamentos federais, estaduais e municipais representam o povo brasileiro. Se não gosta, muda-se a cada quatro anos. É com o voto que podemos reprovar nossos representantes, não no grito e na força”.

Indiretamente, Leal chama Bolsonaro, por este comportamento, de ditador. “E por que um ditador vai saber fazer melhor as escolhas que um parlamento? Quem já viveu sob a ditadura, sabe que todo mundo perde. Então, é hora de defendermos intransigentemente a democracia. Churchill já disse que ‘a democracia é a pior forma de governo, com exceção de todas as demais’. Então, é hora de distender e não de açular”, adverte.

BOLSONARO

Neste feriadão de Carnaval, o presidente Jair Bolsonaro decidiu compartilhar vídeo que chama para ato em todo o país. O evento, de apoio ao governo federal, defende o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF). Houve reação de juristas e de políticos ao comportamento do presidente da República.

NELSON LEAL EXALTA VALOR DAS TROPAS DE VOLUNTÁRIOS BAIANOS NO 2 DE JULHO

Tempo de leitura: 3 minutos

Nelson Leal destaca a força dos voluntários para a vitória no 2 de Julho

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Nelson Leal (PP), exaltou a coragem de tropas formadas por voluntários baianos, de vários pontos do Estado, para a consolidação da vitória do Exército e da Marinha Brasileiros contra a Coroa portuguesa na Bahia, há 196 anos. O destaque à luta dos guerreiros se deu em moção na qual lembra a Independência da Bahia no Brasil.

Nelson Leal reforça a importância das chamadas batalhas secretas. Ele cita, por exemplo, a participação dos Vaqueiros de Pedrão, município localizado no Território de Identidade Litoral Norte e Agreste Baiano, a cerca de 130 quilômetros da capital.

– Com o mesmo vulto histórico, cabe pontuar a bravura dos Vaqueiros de Pedrão que, ensejados por um forte espírito cívico, transformaram armas de caça utilizadas na Caatinga em utensílios de guerra para enfrentar, voluntariamente, os portugueses – cita em documento apresentado à Secretaria Geral da Mesa, na manhã da última sexta-feira (28).

O parlamentar ainda sublinha a presença das fileiras integradas por Pescadores da Ilha de Itaparica nos confrontos que notabilizaram anônimos combatentes baianos, essenciais para a libertação e emancipação do País como Nação.

– Esses pescadores também têm enorme mérito para a vitória final das tropas do Coronel José Joaquim de Lima e Silva. Armados de garruchas e ferramentas laborais, como facão, peixeira e outros, além de uma frota de saveiros, deixaram seus afazeres para defender, com brios, a Pátria brasileira – elogiou.

Nelson Leal coloca em posição de relevo, o que classificou como um dos mais duros golpes nas pretensões de Portugal, o papel da então Vila de Cachoeira, que rompe com a Coroa portuguesa e se torna quartel-general das tropas libertadoras, passando a recrutar combatentes voluntários de vários pontos do Estado.

“Por esse motivo, o Poder Executivo da Bahia, há 12 anos consecutivos, em 25 de junho, transfere a sede do Governo baiano para a histórica cidade de Cachoeira, quando ocorrem as solenidades de Hasteamento da Bandeira, a cerimônia religiosa do Te Deum na paróquia local, e a Sessão Especial da Câmara de Vereadores local”, explicou, na moção de louvor.

Leia Mais

DEPUTADOS APROVAM PLDO; BAHIA DEVERÁ TER RECEITAS DE R$ 48,9 BILHÕES EM 2020

Tempo de leitura: 2 minutos

Deputados estaduais ao final da votação da PLDO|| Foto Carlos Amilton/Alba

Aprovado na terça-feira (18), pela Assembleia Legislativa da Bahia (Alba),  o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) do Estado para 2020. O texto apresenta uma previsão de receitas de R$ 48,9 bilhões, o que representa um crescimento superior a 5,1%, quando comparado a 2019.

A estimativa é de que o Produto Interno Bruto (PIB) baiano alcance taxa de crescimento de 2,5%. A aprovação foi realizada durante votação em dois turnos. O documento estabelece as diretrizes orçamentárias do Governo do Estado para o próximo ano. Constam no documento as metas e prioridades a serem alcançadas pela gestão estadual.

O presidente da Alba, deputado Nelson Leal, recebeu o Projeto de Lei no dia 10 de maio, diretamente das mãos do secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, e do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão.

Leia Mais

GOVERNO ENVIA À ALBA PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO DE CARREIRA NAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS

Tempo de leitura: 2 minutos

Projeto de Lei assegura progressão para técnicos e analistas universitários

Já tramita na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) o Projeto de Lei Nº 23.332/2019, do Executivo, publicado neste último final de semana, que altera a estrutura remuneratória da carreira de Técnico Universitário e o quantitativo de cargos, por grau e instituição, das carreiras de Técnico e Analista das Universidades Estaduais. A proposição é fruto do acordo firmado, na última semana, entre o Governo e o Fórum dos Sindicatos dos Servidores Técnico Administrativos das Universidades Estaduais, com apoio do Legislativo no processo de negociação.

O acordo assinado entre as partes prevê a reestruturação da tabela de vencimentos dos técnicos administrativos das quatro universidades estaduais. Aceito pelos servidores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), o acordo também estabelece o ajuste do quadro de vagas para permitir a promoção na carreira de 244 servidores destas duas instituições, sendo 184 da Uneb e 60 da Uesc, entre técnicos administrativos e analistas.

Por decisão do governador Rui Costa, aponta Rosemberg, também terão direito ao ganho salarial os servidores das universidades estaduais de Feira de Santana (Uefs) e do Sudoeste da Bahia (Uesb), cujos representantes ainda não assinaram o acordo. Já as promoções e progressões de carreira ainda não estão asseguradas até que um acordo entre as duas universidades e o Estado seja efetivado.

O deputado estadual e interlocutor do Governo na Alba, deputado Rosemberg Pinto (PT), ressalta a importância do PL não só para o destravamento das promoções e das progressões da categoria, mas para a melhoria da qualidade de ensino no estado. Antes de ir à votação em Plenário, a proposição deve ser debatida nas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ); de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público; e na de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle.

MARCELO NILO SE QUEIXA DE RUI E WAGNER: “MINHA LEALDADE CANINA NÃO FOI RETRIBUÍDA”

Tempo de leitura: < 1 minuto

Marcelo Nilo: lealdade canina não retribuída

Ganhou repercussão em Salvador e no interior do Estado as declarações de Marcelo Nilo (PSB-BA), deputado federal e ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), em entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador. Nilo se mostrou arrependido pelo que chama de “lealdade canina” ao então governador Jaques Wagner e a Rui Costa quando ainda estava no comando da Alba.

– Na Assembleia, o projeto chegava em dois minutos e já estávamos votando. Lá eu conhecia. Apesar de ser presidente e ter o apoio da oposição, eu era de uma lealdade canina aos governadores Jaques Wagner e Rui Costa. Uma coisa que hoje me arrependi. Minha lealdade canina não foi retribuída.

O queixume aumenta quando se refere ao governador Rui Costa, agora no segundo mandato:

– O governador Wagner só me apoiou uma vez. Minha lealdade, quando saí, fui tratado como deputado do baixo clero. Passei oito meses sem uma audiência com o governador Rui Costa. Passei quatro horas para ser recebido pelo governador Rui Costa e não fui recebido. O governador não me ajudou em nada. Fui eleito pelo povo da Bahia. Não tenho nenhuma intimidade. Só vou no palácio quando vou com outros deputados”, disse o deputado.

ACORDO ASSEGURA "RODÍZIO" GOVERNISTA NA PRESIDÊNCIA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Adolfo, Alex Lima, Nelson Leal e Rosemberg || Reprodução Twitter

O deputado Nelson Leal (PP) deverá ser o presidente da Assembleia Legislativa em fevereiro de 2019, após acordo selado entre candidatos ao comando da Mesa Diretora da Alba. No esquema de rodízio, Adolfo Menezes (PSD) deverá comandar a casa no biênio 2021-2022.
Alex Lima (PSB) deverá ser o vice-presidente da Mesa Diretora em 2019, conforme o acordo que também definiu Rosemberg Pinto (PT) como o líder do governo em 2019 (reveja aqui).
O governador Rui Costa usou a conta pessoal no Twitter para dizer que o acordo na base é “histórico”. Para ele, a posição adotada pelos dois maiores partidos aliados “reflete o amadurecimento político” dos parlamentares.

CONFIRA QUAIS FORAM OS ELEITOS E REELEITOS PARA DEPUTADO ESTADUAL NA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

João Isidório, do Avante, foi o mais votado para deputado estadual em 2018

João Isidório (Avante), filho do deputado estadual Pastor Sargento Isidório, foi o mais bem votado para a Assembleia Legislativa baiana. Não surpreendeu. Já o segundo colocado, Rosemberg Pinto (PT), é nome dos mais cotados para presidir o parlamento estadual na próxima legislatura. Das surpresas, a não reeleição de nomes como Ângela Sousa (PSD) e Augusto Castro (PSDB), ambos do sul da Bahia.
Os deputados estaduais eleitos ou reeleitos neste domingo (7).
JOAO ISIDORIO AVANTE – 1,59% 110.540
ROSEMBERG PINTO PT – 1,46% 101.945
DIEGO CORONEL PSD – 1,44% 100.273
ZÉ RAIMUNDO PT – 1,35% 94.013
EDUARDO SALLES PP – 1,28% 89.123
ROGÉRIO ANDRADE FILHO PSD – 1,23% 85.968
ALEX DA PIATÃ PSD – 1,19% 83.209
ALEX LIMA PSB – 1,18% 82.037
ADOLFO MENEZES PSD – 1,16% 80.817
IVANA BASTOS PSD – 1,09% 75.938
DAL PCdoB – 1,07% 74.671
MARCELINHO VEIGA PSB – 1,01% 70.612
FÁTIMA NUNES PT – 1,00% 69.663
ROBERTO CARLOS PDT – 1,00% 69.429
TARGINO MACHADO DEM – 0,96% 67.164
ANTÔNIO HENRIQUE JR. PP – 0,96% 66.754
JUSMARI PSD – 0,95% 66.317
JOSÉ DE ARIMATEIA PRB – 0,95% 65.945
NELSON LEAL PP – 0,94% 65.333
ROBINSON ALMEIDA PT – 0,93% 64.506
PEDRO TAVARES DEM – 0,92% 64.272
SANDRO RÉGIS DEM – 0,92% 64.268
MARCELL MORAES PSDB – 0,92% 64.219
SAMUEL JUNIOR PDT – 0,92% 63.945
LUCIANO SIMÕES DEM – 0,91% 63.623
ALAN CASTRO PSD – 0,90% 62.500
VITOR BONFIM PR – 0,88% 61.151
EDUARDO ALENCAR PSD – 0,86% 59.891
ZÉ COCÁ PP – 0,85% 59.380
MARQUINHO VIANA PSB – 0,85% 59.006
OLIVIA SANTANA PCdoB – 0,83% 57.754
JURAILTON SANTOS PRB – 0,83% 57.735
BOBÔ PCdoB – 0,83% 57.716
TOM ARAUJO DEM – 0,83% 57.570
PAULO CÂMARA PSDB – 0,80% 55.881
LEO PRATES DEM – 0,79% 55.013
LAERTE DO VANDO PSC – 0,79% 55.007
FABIOLA MANSUR PSB – 0,78% 54.444
EUCLIDES PDT – 0,76% 53.086
SOLDADO PRISCO PSC – 0,76% 53.065
MARCELINO GALO PT – 0,75% 52.013
NEUSA CADORE PT – 0,74% 51.827
ROBINHO PP – 0,74% 51.715
FABRÍCIO PCdoB – 0,74% 51.586
ADERBAL CALDAS PP – 0,74% 51.480
MIRELA MACEDO PSD – 0,72% 50.355
JACÓ PT – 0,71% 49.745
DR. DAVID RIOS PSDB – 0,71% 49.504
JANIO NATAL PODE – 0,71% 49.497
ALAN SANCHES DEM – 0,70% 49.049
PAULO RANGEL PT – 0,69% 48.284
MARIA DEL CARMEN PT – 0,69% 48.147
JURANDY OLIVEIRA PRP – 0,68% 47.432
OSNI PT – 0,66% 46.211
NILTINHO PP – 0,66% 46.174
ZÓ PCdoB – 0,62% 43.347
TUM PSC – 0,58% 40.632
CAPITAO ALDEN PSL – 0,57% 39.728
HILTON COELHO PSOL – 0,51% 35.733
PASTOR TOM PATRIOTA – 0,42% 29.335
KATIA OLIVEIRA MDB – 0,39% 27.206
TALITA OLIVEIRA PSL – 0,37% 26.094
JUNIOR MUNIZ PHS – 0,30% 21.058

AUGUSTO QUESTIONA RANKING DO "CORREIO"

Tempo de leitura: < 1 minuto

Augusto questiona ranking do Correio24h

Apontado pelo Correio24h como campeão de faltas da Assembleia Legislativa em 2018, o deputado Augusto Castro (PSDB) questionou o ranking do jornal da Rede Bahia, também reproduzido neste site ontem (29). Ele acumula 11 faltas neste ano.
A atividade parlamentar, disse o tucano, não se restringe à presença em plenário e afirma ser dos últimos a deixar o legislativo, “de segunda a sexta”.
– Além disso, possuo uma base ampla, por diversos municípios baianos, que preciso dar atenção, afinal, frequentemente requerem a minha presença. O fato de nem sempre estar em plenário, não significa que não esteja trabalhando – afirmou, acrescentando que a sua atuação parlamentar “se dá de domingo a domingo”.

EX-PREFEITOS DE JUSSARI E UNA DEFINEM APOIO A ROSEMBERG PINTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Diane, de Una, fecha apoio para a reeleição de Josias Gomes e Rosemberg

O período de pré-campanha já ferve no sul da Bahia com vários deputados definindo os apoios para a corrida que termina em outubro. Parlamentares com base na região, a exemplo de Josias Gomes, Rosemberg Pinto e Davidson Magalhães, já arregimentam cabos eleitorais de peso em pequenas cidades.
O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) obteve o apoio dos ex-prefeitos Diane Rusciolelli (Una) e Walnio Muniz (Jussari), ambos do PT, para a campanha à reeleição.
Em Una, Rosemberg obteve o apoio de Diana Rusciolelli e de todo o seu grupo político numa dobradinha com o ex-secretário de Relações Institucionais da Bahia e deputado federal Josias Gomes.

Em Jussari, Rosemberg, Walnio, Davidson e o ex-vice prefeito Guimarães

A dobradinha de Rosemberg em Jussari será com Davidson Magalhães (PCdoB). No município, os parlamentares obtiveram os apoios de Walnio Muniz e do ex-vice-prefeito José Guimarães (PCdoB), além dos vereadores Jardel Silva (PT) e Gideon Oliveira (PSC).

O ALVO DE LUKAS PAIVA É 2020

Tempo de leitura: < 1 minuto

Lukas Paiva não disputará vaga à Assembleia Legislativa

O vereador Lukas Paiva (PSB) dificilmente sairá candidato a deputado estadual, como querem líderes do DEM baiano, dentre eles ACM Neto. O presidente da Câmara de Ilhéus já não era tão simpático à ideia. Aí, veio o fechamento da “janela partidária” para vereadores por parte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reforçando argumentos de Lukas. Ele teria que disputar vaga à Assembleia Legislativa baiana pelo PSB, e não pelo DEM. Para completar, o PSB permanecerá na base do governador Rui Costa.
Por enquanto, o vereador pensa em fortalecer o projeto de disputar a Prefeitura de Ilhéus em 2020. O presidente pertence à base do prefeito Mário Alexandre (Marão), mas tem fortes críticas à gestão do médico. Lukas contará com o apoio do DEM para o seu projeto em 2020, para o qual poderá migrar no ano das eleições municipais, se mantida a legislação em vigor.

Back To Top