skip to Main Content
19 de setembro de 2020 | 12:38 pm

CAMINHÃO DO LIXO ESMAGA MULHER EM ITABUNA

Keila, ao centro, atravessava a rua quando foi atropelada
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um acidente envolvendo um caminhão da empresa de limpeza, que presta serviços para a Prefeitura de Itabuna, resultou na morte de uma mulher no bairro Santo Antônio. Keila Rodrigues Oliveira, de 39 anos, foi atropelada quando retornava para casa, na manhã deste sábado (15). Ela tinha ido até a padaria e voltava com uma sacola de pães para o café da família.

Peritos no local do acidente fatal, no Santo Antônio, em Itabuna || Foto Verdinho

De acordo com testemunhas, o motorista não percebeu quando Keila Rodrigues passou perto da traseira do caminhão, no momento em que fazia um retorno, de marcha à ré. O veículo esmagou a cabeça da mulher, que morreu no local. Proprietária do caminhão, a empresa Biosanear ainda não se manifestou sobre o acidente. A Prefeitura de Itabuna também não.

 

EMPRESÁRIO É ATROPELADO NO CENTRO DE ILHÉUS, ESTADO DE SAÚDE É GRAVE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Cacá foi atropelado por uma moto.

Cacá foi atropelado por uma moto.

O empresário e ex-vereador Carlos Alberto França, o Cacá da Etesi, foi atropelado na noite desta quarta-feira (14), por uma moto, na Rua Bento Berilo (Rua da Linha), no centro de Ilhéus.

Cacá sofreu fratura em uma das pernas e traumatismo craniano com o impacto da batida. Ex-vereador e empresário do ramo de extintores na cidade, ele chegou ao Hospital de Ilhéus em estado gravíssimo, informa o Ilhéus em Resumo.

Nos últimos dez dias, esse é o quarto caso de atropelamento por motocicletas na cidade. Em dois desses, as vítimas morreram. Atualizada às 10h40min.

ÔNIBUS ATROPELA E MATA HOMEM NA BR-101

Tempo de leitura: < 1 minuto
Corpo do homem ficou no meio da pista, após acidente (Foto WhatsApp).

Corpo do homem ficou no meio da pista, após acidente (Foto WhatsApp).

Um homem foi atropelado no trecho da BR-101 em Buerarema, na manhã desta quarta (7). Lourival Rosa Santos não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com informações de testemunhas, Lourival caminhava pela rodovia, quando foi atropelado por um ônibus. O veículo nem a empresa a qual ele pertence ainda não foram identificados.

O motorista do ônibus fugiu sem prestar socorro. Lourival residia numa comunidade às margens da rodovia federal, de acordo com populares.

A MORTE DO ADOLESCENTE DO BAIRRO LOMANTO – CRIMES DOLOSO E CULPOSO

Tempo de leitura: 2 minutos

Gilson Nascimento -Gilson Nascimento | gnpj10@hotmail.com
Não poderia me calar diante da tentativa de alguns em transformar os policias militares em assassinos e monstros na história da morte do adolescente no bairro Lomanto. Pelas evidências e opiniões de peritos no assunto, ocorreu de fato um crime culposo, ou seja, aquele em que não há a intenção de matar! Ocorreu um acidente de trânsito com vítima fatal. Conhecendo a seriedade da Corporação Militar, os policias serão punidos com rigor, se comprovada a culpa.
Chamo atenção para outro crime que fora cometido antes, o qual foi decisivo para o acontecimento fatídico do dia 16/02/2014. Refiro-me ao crime de trânsito descrito no artigo 310 do Código de Trânsito Brasileiro que diz: Permitir, confiar ou entregar a direção de veículo automotor a pessoa não habilitada ou ainda, a quem, por seu estado de saúde, física ou mental não esteja em condições de conduzi-lo com segurança.
Este crime, por sua vez, pode ser classificado pelos criminalistas como Dolo Eventual, ou seja, quando, os pais do adolescente, sem querer efetivamente produzir o resultado, assumiram o risco de produzi-lo. Isso fica evidente quando a tia em uma reportagem afirma que já havia reclamado sobre o fato do adolescente ir, todos os dias, buscar a irmã na escola e o pai, que naquele dia, o teria mandado buscar uma peça de carro. Ou ainda quando, em vários depoimentos de populares, fica claro que era prática normal a permissão, a entrega e a confiança, de veículos automotores ao adolescente.
O crime doloso também esta tipificado no artigo 249 da Lei 8069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente, que fala: “Descumprir, dolosa ou culposamente, os deveres inerentes ao pátrio poder familiar ou decorrente de tutela ou guarda”.
Os policiais envolvidos no episódio certamente serão punidos com todo o rigor previsto na legislação militar, pois os estatutos e regimentos da corporação assim preveem, tratando-se de crime culposo. Por sua vez, não recairão sobre os pais do adolescente, nenhum tipo de pena, pelo cometimento do crime doloso, pois eles já foram punidos com a dor da morte do filho querido.

Leia Mais

MISSA DE SÉTIMO DIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Jovem morreu há uma semana em acidente após perseguição (Foto Álbum Familiar).

Jovem morreu há uma semana em acidente após perseguição (Foto Álbum Familiar).

Familiares e amigos de Nadson Pereira de Almeida, de 14 anos, participam de missa de Sétimo Dia da morte do adolescente neste domingo (23). A missa será às 8h da manhã, na Igreja Menino Jesus, no Bairro Lomanto.
Nadson morreu no último domingo (16) após perseguição policial no Lomanto. De acordo com testemunhas, viatura da Polícia Militar tocou no fundo da moto, lançando o corpo do jovem à frente. Quando o corpo caiu no chão, o carro passou por cima do corpo. Nadson morreu ainda no local.
A morte do menor provocou revolta de moradores do bairro. Ônibus e carros de passeio foram incendiados no bairro e na BR-101 (relembre aqui).

PM ABRIRÁ INQUÉRITO PARA INVESTIGAR MORTE DE NADSON ALMEIDA

Tempo de leitura: 2 minutos
Bombeiros controlam chamas em incêndio no pátio da Settran (Foto Pimenta).

Bombeiros controlam chamas em incêndio no pátio da Settran (Foto Pimenta).

Um inquérito militar será aberto para investigar as circunstâncias da morte do garoto de 13 anos, atropelado por uma viatura da PM hoje pela manhã em Itabuna. Pelo menos esta é a garantia do comandante do 15º Batalhão da PM, Ubiraci Barbosa, durante entrevista.
Para o tenente-coronel, a morte do menor Nadson Pereira de Almeida foi uma fatalidade. Ubiraci falou ao Correio. Moradores do Lomanto dizem que a viatura da guarnição que fazia abordagens no Lomanto teria passado duas vezes por cima do corpo do menor, na Rua Jorge Amado. Os policiais que estavam na viatura negam que tenha ocorrido atropelamento.
Logo após a tragédia, populares interditaram a Avenida J.S. Pinheiro, no Lomanto, e ainda tocaram fogo em um ônibus da Rota que fazia a linha Itabuna-Buerarema. O veículo foi interceptado no Viaduto Paulo Souto.
Os manifestantes deram ordem para que passageiros e motorista deixassem o ônibus. “Assim que eles saíram, jogaram gasolina e atearam fogo”, disse um funcionário da Rota ao PIMENTA. A empresa calcula em aproximadamente R$ 200 mil o prejuízo.
Um Ford Mondeo foi incendiado por manifestantes na J.S. Pinheiro, em frente a um posto de combustível. Durante protesto, houve tentativa de atear fogo em um caminhão de combustível que estava estacionado em  frente a loja de peças automotivas.
Manifestantes atearam fogo em veículos e carcaças no pátio da Setran, localizado no aeroporto (Foto Pimenta).

Manifestantes atearam fogo em veículos e carcaças no pátio da Setran, localizado no aeroporto (Foto Pimenta).

20 MOTOS ROUBADAS DO PÁTIO DA SETTRAN
Um balanço preliminar da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran) revela que 11 carros e 10 motocicletas velhas, pelo menos, foram incendiados durante protesto. Estes veículos estavam no pátio da Settran, localizado no Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho, no Lomanto.
Um grupo aproveitou o protesto para roubar cerca de 20 motos estacionadas no pátio da Settran. O secretário de Transporte e Trânsito, Clodovil Soares, disse ao PIMENTA que parte dos veículos atingidos iria a leilão.
Homens do Batalhão de Choque da PM, da Cipe Cacaueira, do Exército e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram mobilizados para liberar a J.S. Pinheiro, o que ocorreu somente por volta das 15h. Mesmo assim, apenas ônibus intermunicipal passava pela avenida.
Cerca de 40 homens da PRF chegaram à avenida em oito viaturas e um furgão de apoio, auxiliados por homens da Caerc e do Choque. A PRF ainda utilizou um helicóptero para dar suporte aos policiais na movimentação dentro do bairro e na ação no aeroporto.

ADVOGADO DEIXA DEFESA DA MÉDICA KÁTIA VARGAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Vivaldo Amaral não explicou o motivo da desistência, alegando razões éticas (foto Marco Aurélio Martins / Ag. A Tarde)

Vivaldo Amaral não explicou o motivo da desistência, alegando razões éticas (foto Marco Aurélio Martins / Ag. A Tarde)

A Tarde

O advogado criminalista Vivaldo Amaral, um dos mais experientes de Salvador nesta área, anunciou ontem que não defende mais a médica Kátia Vargas, que está presa após ter se envolvido no acidente que matou dois irmãos em Ondina no último dia 11.

Amaral alegou que, “por razões éticas”, preferia não falar sobre os motivos que o levaram a abandonar o caso.

“Mas, a partir de hoje (ontem), não me procurem mais para obter informações sobre o processo, porque não sou mais advogado dela”, disse.

A médica Kátia Vargas está presa no Complexo Penitenciário da Mata Escura desde o dia 17, após ter ficado internada no Hospital Aliança.

Kátia, que atingiu com o carro a motocicleta em que estavam os irmãos Emanuelle e Emanuel Dias, de 21 e 22 anos, após uma discussão no trânsito, foi indiciada por duplo homicídio qualificado.

APRESENTADORA É ATROPELADA AO VIVO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O assunto da manhã e início de tarde, hoje, nas mídias sociais é o atropelamento sofrido por Ana Maria Braga, do programa Mais Você (Rede Globo), enquanto apresentava o atração matinal da Vênus Platinada. Confira.

FILHO DE VEREADOR É PRESO NO SUL DA BA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leonardo Sá se entregou à polícia (Foto SulBA News).

Leonardo de Souza Sá, 24 anos, está preso no complexo policial de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia. Filho do vereador Edval Sá, o Diva da Bateria, Leonardo estava foragido desde o final de janeiro.

No dia 28 do mês passado, Leonardo atropelou e matou os empresários Benjamim Pinheiro Leal e Maria de Lourdes Rivas, na avenida Getúlio Vargas. O juiz da Vara Crime da Comarca de Teixeira de Freitas, Argenildo Fernandes,  havia decretado a prisão temporária do jovem.

Testemunhas do acidente afirmam que Leonardo estava bêbado e em alta velocidade quando ocorreu o acidente. Ele dirigia um VW Golf, prata, e é acusado de não prestar socorro às vítimas.

O casal partia em viagem a uma fazenda quando o pneu da picape Fiat Strada estourou. Benjamim e Maria de Lourdes desceram para a troca do pneu, quando foram colhidos pelo veículo de Leonardo. Suspeita-se que o atropelador estivesse participando de um “pega”.

Back To Top