skip to Main Content
20 de outubro de 2020 | 10:20 pm

AUGUSTO E GUINHO VISITAM MORADORES DE BAIRROS DA ZONA OESTE DE ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

O candidato a prefeito de Itabuna, Augusto Casto, será o entrevistado do programa Alerta Total da Record TV Cabrália desta segunda-feira (19), às 12h. Ontem, o candidato a prefeito pelo PSD fez caminhada pelos bairros Urbis IV, Sinval Palmeira e Jorge Amado e residencial Itapoan.

Na Urbis IV, o candidato da Coligação Mudar Para Fazer conversou com os moradores e visitou atletas de futsal, que disputavam uma partida na quadra poliesportiva do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU). O equipamento de cultura, esporte e lazer da comunidade e de bairros circunvizinhos promove atividades diversificadas e a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas, Apesar de inaugurado pela Prefeitura, em 2014, carece de adequada manutenção.

No Sinval Palmeira, Augusto Castro pôde abraçar amigos que realçaram seu voto de confiança e reafirmaram o desejo de mudança e transformação da gestão pública municipal, cujo modelo atual está ultrapassado, pois afasta a participação das pessoas. “Vamos mudar essa realidade. Por meio do diálogo e da negociação política junto com as pessoas e comunidades vamos resolver os problemas da cidade”, expressou.

No Bairro Jorge Amado veio a consagração da preferência dos moradores pelo nome de Augusto Castro para prefeito de Itabuna, principalmente pelos jovens que desejam praticar esportes. Atualmente, o acesso a um campo de futebol privado está garantido, talvez, pelas eleições que se avizinha, mas nem sempre foi assim. “A gente confia no compromisso de Augusto Castro na construção de um campo de futebol, nosso maior desejo”, afirma Joebson Soares.

Leia Mais

AUGUSTO SE COMPROMETE COM A URBANIZAÇÃO DO BAIRRO MANOEL LEÃO

Augusto interage com eleitora durante visita ao Manoel Leão
Tempo de leitura: 2 minutos

O candidato a prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), se comprometeu em tocar projetos de saneamento e urbanização do Manoel Leão, ao final da caminhada de quase três horas, neste domingo (11), em que conversou e interagiu com os moradores do bairro, ouviu suas queixas e reivindicações. Com cerca de três mil habitantes, o bairro não tem nenhuma infraestrutura é afastado da centro da cidade dividido pela rodovia BR-101, tem acesso difícil e sempre foi esquecido pelos sucessivos prefeitos ao longo de sua história.

Com cerca de 20 ruas, o Manoel Leão não difere da maioria dos bairros periféricos de Itabuna. Ao contrário de outros bairros, neste a Prefeitura deveria ter investido parte dos cerca de R$ 30 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento II (Pacão), criado em 2012, pelo Governo Federal. Apesar de os recursos terem sido repassados ao Município, os três últimos prefeitos nada aplicaram no saneamento e infraestrutura como contratado.

“Seu Augusto Castro, a gente está cansado de tapeação, tapinha nas costas, lero-lero. Tenha certeza de que se o senhor assumir levar adiante este compromisso que fez, terá nossa eterna gratidão”, disse o comerciante Samuel Novaes do Santos, que reclamou das ruas esburacadas e do pagamento de esgotamento sanitário nas contas mensais de água, que sempre falta de 10 a 15 dias a cada mês. “Pra mim isto é vergonhoso. Como pode o Município ou a empresa de saneamento cobrar por um serviço que jamais prestou?”, reclamou.

Já a dona de casa Maria de Lourdes se queixou do serviço de transporte público. “Se antes já era ruim, nos últimos oito meses a situação se agravou ainda mais. Cadê os ônibus, cadê a Prefeitura que não repõe um serviço tão necessário. Mesmo com deficiência no andar, tenho que acordar mais cedo para ir a pé ao médico ou ao comércio. A gente não merece sofrer tanto. Chega de tanta humilhação por incompetência de quem manda atualmente na Prefeitura”, desabafou, lembrando que desde março que os ônibus não rodam no bairro e nem em ponto algum da cidade.

Na caminhada os candidatos a prefeito de Itabuna, Augusto Castro, e a vice-prefeito, Guinho, estiveram em todas as ruas do Manoel Leão. Em cada casa, recolheram queixas, críticas e pedidos de socorro de quem é obrigado a conviver com poeira e lama pela falta de pavimentação. Além disso, ouviram pedidos para que o Posto de Saúde funcione e atenda aos moradores que necessitam de mais cuidados. “Faltam médicos, enfermeiros e remédios. Quem precisa de atendimento é quem mais sofre”, disse Joice Freitas.

ITABUNA: CARREATAS TORNAM-SE APOSTAS DOS CANDIDATOS EM TEMPOS DE PANDEMIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Fernando adere a carreata com evento nesta quarta

A pandemia do novo coronavírus forçou os candidatos a apostar na realização de carreatas. Hoje, o prefeito e candidato à reeleição, Fernando Gomes (PTC), promove uma, à tarde (veja abaixo).Geraldo Simões (PT) tem aproveitado os finais de semana para fazer carreatas. Uma abriu, oficialmente, a campanha, no último dia 27. No domingo passado, outra carreata, desta vez envolvendo a região do Fátima e Califórnia e Pontalzinho. A campanha diz ter sido o maior evento da campanha até agora.

Geraldo, ao lado de Jairo, fez duas carreatas em dois finais de semana consecutivos

Outro nome na corrida eleitoral em Itabuna, Augusto Castro (PSD) também promoveu carreata no último final de semana, quando diz ter feito a maior carreata desta campanha. O evento reuniu apoiadores e teve a participação do vice, Enderson Guinho (Cidadania) e da esposa, Andréa Simas. Dr. Isaac, do Avante, também promoveu carreata.

Augusto, de branco, durante carreata no final de semana

MAIS CARREATA

Com o sucesso das carreatas promovidas por adversários, Fernando Gomes decidiu não aguardar o final de semana. Nesta quarta, fará mobilização envolvendo carros, motos e bicicletas, com concentração na Avenida Manoel Chaves, em frente ao Colégio da Polícia Militar. A concentração começa às 14h.

De acordo com a organização, o evento vai obedecer às normas de segurança sanitária e de distanciamento social preconizadas pelas autoridades de saúde e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O percurso inclui as principais ruas e avenidas dos bairros e do centro da cidade. Antes da atividade, o prefeito e candidato à reeleição promoveu adesivaço no último final de semana.

AUGUSTO FAZ PRIMEIRA CARREATA DA CAMPANHA A PREFEITO DE ITABUNA

Augusto, de branco, durante carreata no final de semana
Tempo de leitura: < 1 minuto

O candidato a prefeito de Itabuna pelo PSD, o ex-deputado Augusto Castro, promoveu a primeira carreata de sua campanha em 2020 e se disse entusiasmado com as reações dos eleitores no percurso do evento neste sábado (3). A carreata começou em frente ao Estádio Luiz Viana Filho, no São Caetano, passou por bairros das zonas sul e leste e foi encerrada na Praça Rio Cachoeira, na região central do município.

“Pelo que vi e senti durante todo o trajeto, as pessoas têm muito carinho pelo nosso nome e disposição de seguir nosso projeto pelos compromissos que temos com a saúde, o emprego, a educação, a segurança e, principalmente, em fazer funcionar os serviços da Prefeitura que estão parados ou funcionando de forma precária”, destacou Augusto Castro.

Carreata teve grande participação de motociclistas || Foto Divulgação

O presidente do diretório municipal do PSB, médico Renato Costa, disse que a receptividade “demonstra muito carinho” do eleitorado pelos candidatos da chapa integrada por PSD, Cidadania, PSD e Rede Sustentabilidade. “Fiquei surpreendido pelo calor da população sejam homens, mulheres, crianças. Foi uma excelente arrancada da campanha”.

ITABUNA: BISPO RECEBE PREFEITURÁVEIS E ACONSELHA AMAR A TODOS E ABRAÇAR PERIFERIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Bispo Dom Carlos Alberto recebe Geraldo e Jairo e Augusto Castro

O bispo diocesano Carlos Alberto Santos recebeu dois dos candidatos a prefeito de Itabuna ontem (28) e hoje (29). Augusto Castro (PSD) foi o primeiro dos prefeituráveis recebidos pela autoridade máxima da Igreja Católica no município. Hoje, o bispo se reuniu com Geraldo Simões (PT) e o vice do prefeiturável, Jairo Araújo (PCdoB).

Do bispo, Augusto e o vice, Enderson Guinho, ouviram o conselho. “Sendo votado ou não você será prefeito para um povo e não para alguns. Portanto, ame a todos e trabalhe em favor de todos. Isto é agradável a Deus”. Antes, fez votos para que a cidade escolha o melhor. “Que possamos eleger o melhor, para que possa trabalhar para a família que somos todos nós. O cristão é cidadão, faz parte dessa família e não pode ficar lateral”

O candidato a prefeito pelo PSD apresentou proposta e projetos para Itabuna. “Desejamos compartilhar com Vossa Excelência, os fiéis católicos e a sociedade as propostas e projetos que reunimos para transformar a realidade do nosso município. A proposta foi elaborada com a participação voluntária de colaboradores, técnicos, militantes, simpatizantes e interessados no desenvolvimento sustentável do município”, disse Augusto Castro.

“ABRACE AS PERIFERIAS”

A audiência do bispo Dom Carlos Alberto com o prefeiturável de Itabuna pelo PT, Geraldo Simões, ocorreu na Cúria Diocesana. Ao candidato, Dom Carlos aconselhou a criação de programas de educação de tempo integração e o fomento ao esporte e lazer.

“Acredito que Itabuna necessite de indústrias, de geração de empregos. Mas precisa de cuidado com as periferias, abrace as periferias. Cuide das ruas, porque tudo no fim ajuda a combater outro grande problema, a violência”, disse o bispo, conforme relato do petista.

Geraldo disse ter sido uma honra participar do encontro com o bispo diocesano. “Entregamos a ele uma cópia de nosso Programa de Governo, que foi construído coletivamente e sistematizado com muito cuidado e carinho por uma grande equipe. Pudemos ouvir muitos conselhos do nosso bispo, sobre nossa futura gestão, se assim for a vontade de Deus e dos itabunenses”, disse Geraldo.

AUGUSTO CASTRO RESSALTA “RECEPTIVIDADE NOS BAIRROS” NO PRIMEIRO DIA DE CAMPANHA

Augusto cumprimenta eleitor durante inauguração de comitê na Avenida Ilhéus || Foto Lucas Matos
Tempo de leitura: < 1 minuto

Após promover o que chamou de “adesivaço” no comitê da coligação, na Avenida Ilhéus, na região central de Itabuna, Augusto Castro (PSD) destacou a receptividade à chapa nas andanças nos bairros Lomanto, Nova Ferradas e Pedro Jerônimo. “Fiquei muito feliz pela forma carinhosa como eu e Guinho fomos recebidos nas caminhadas que fizemos hoje, primeiro dia da campanha oficial. É muito bom reencontrar com as pessoas e ver que elas, como nós, acreditam na capacidade de o itabunense fazer a transformação que Itabuna precisa”, afirmou.

O candidato a prefeito da coligação Mudar Para Fazer, que reúne PSD, Cidadania, PSB e Rede, disse ter procurado manter as recomendações sanitárias nas atividades de campanha, como o uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento, mesmo em locais onde eventos espontâneos junta muita gente, como um torneio de futebol ocorrido na tarde deste domingo no Novo Ferradas.

A programação de atividades públicas de campanha do candidato do PSD foi encerrada com participação dele e do vice, Enderson Guinho (Cidadania), na missa na Igreja de Santa Maria Goretti, no bairro Mangabinha. “Foi mais uma oportunidade que tive para agradecer o livramento, que me salvou da Covid-19 e me colocou, de novo, numa caminhada política em favor de nossa Itabuna. Pedimos a Deus que continue abençoando nossa campanha e que ilumine as consciências dos itabunenses neste momento tão importante”, disse.

RESISTÊNCIA DE RENATO A UMA CHAPA DE ESQUERDA LEVOU PSB A APOIAR AUGUSTO CASTRO

Durante convenção, PSB homologa apoio a Augusto Castro
Tempo de leitura: 2 minutos

Durante convenção municipal deste final de semana, o PSB homologou apoio à candidatura de Augusto Castro a prefeito de Itabuna pelo PSD e definiu os 32 nomes da legenda que disputarão cadeiras na Câmara de Vereadores. O congresso foi realizado no auditório do Sindicato Rural de Itabuna. O apoio do PSB a Augusto teve a mão do ex-deputado estadual e ex-vice-prefeito de Itabuna Renato Costa, que resistiu a composições mais à esquerda do espectro político itabunense.

Secretário estadual de Meio Ambiente e dirigente do PSB da Bahia, João Carlos Oliveira Silva disse o apoio do partido à chapa de Augusto é “decisão consciente dos socialistas nos níveis local e estadual. “A cidade é complexa. Precisa de um prefeito preparado e que possa construir aliança com o povo e os partidos comprometidos”, disse, ressaltando o perfil do pré-candidato a prefeito pelo PSD.

Depois de agradecer a Deus, aos médicos, enfermeiros e técnicos da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna que o assistiram por 44 dias depois de acometido da Covid-19, o candidato do PSD se disse feliz porque ao longo dos anos pode contribuir com ações para a área da saúde. Augusto Castro afirmou ainda que na jornada que se inicia com a homologação do apoio do PSB à chapa, assume o compromisso de lutar para melhorar ainda mais a saúde dos itabunenses.

A convenção foi aberta pelo presidente do PSB, médico Renato Costa, que reafirmou a disposição dos socialistas em elevar a autoestima do itabunense e fazê-lo participar do projeto inovador defendido por Augusto Castro e Guinho. Também fizeram discursos os presidentes da Rede Sustentabilidade, Júnior Brandão, para quem mentirá quem prometer a recuperação da cidade em apenas um mandato, e Mariana Alcântara, do Cidadania, que se disse feliz em viver o momento de unidade em torno do melhor projeto para Itabuna.

EM CARTA, GUINHO ANUNCIA QUE SERÁ VICE DE AUGUSTO CASTRO

Guinho confirma que será vice de Augusto Castro
Tempo de leitura: 2 minutos

O vereador Enderson Guinho (Cidadania) aceitou convite e será o vice do pré-candidato a prefeito pelo PSD, Augusto Castro. O anúncio foi feito em comunicado público, há pouco, emitido por sua assessoria de comunicação. Na carta, Guinho diz que tem ideias semelhantes à do ex-deputado e pré-candidato a prefeito de Itabuna.

– As propostas de Augusto são muito semelhantes às nossas e lutarei por uma administração participativa, aberta, com espaço popular – diz ele.

A negociação não passou apenas pelo vereador. Também envolveu o comando do Cidadania no município, representado pela empresária Mariana Alcântara, que sempre negocia os acordos políticos do partido em Itabuna. A chapa será oficializada durante convenção prevista para o próximo dia 15.

CATÓLICOS E JUVENTUDE

Com a escolha de Enderson Guinho para a vice, Augusto tenta avançar sobre o eleitorado católico e na juventude. Guinho é tido como representantes dos católicos na Câmara de Vereadores de Itabuna e buscou ampliar debates tendo como foco as políticas para a juventude. Abaixo, confira a íntegra da carta em que comunica que aceitou o convite.

Leia Mais

BN/SÉCULUS: AZEVEDO TEM 26,47%; AUGUSTO, 20,27%; MANGABEIRA, 10,22%; E GERALDO 8,04%

Tempo de leitura: 2 minutos

Sem incluir o nome do prefeito Fernando Gomes, que anunciou pré-candidatura apenas depois do início do levantamento, a pesquisa Bahia Notícias/Séculus mostrou empate técnico na disputa eleitoral em Itabuna. A consulta com 599 eleitores, feita nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, mostra Capitão Azevedo (PL) com 26,47%, Augusto Castro (PSD) com 20,27%, Dr. Mangabeira (PDT) com 10,22% e Geraldo Simões (PT) com 8,04%.

O segundo pelotão traz Dr. Isaac (Avante) com 3,18%, Guinho (Cidadania) e Som Gomes (Republicanos) com 2,68% cada um, Vane do Renascer (PROS) com 2,18%, Charliane Sousa (MDB) com 1,34%, Professor Max (PSOL) com 1,17% e Júnior Brandão (Rede) com 0,84%. Não souberam responder 10,22% dos consultados. Não escolheria nenhuma das opções 9,88% e não opinou 0,84%.

Segundo a Séculus, na perspectiva espontânea, quando não são apresentadas opções aos entrevistados, 12 nomes apareceram. Capitão Azevedo (25,13%), seguido pelo ex-deputado Augusto Castro (17,25%). Em terceiro lugar, Dr. Mangabeira (8,54%), empatado com Geraldo Simões (7,87%).

Também são citados Som Gomes (3,85), Guinho (2,01%), Isaac (1,68%), Charliane (1,34%), Fernando (0,50%), Nengo e Duda, com 0,34% cada. Os demais entrevistados responderam nenhum (14,57%) e não sabe (13,74%). Outros 1,68% não opinou.

REJEIÇÃO

O levantamento também avaliou o índice de rejeição dos pré-candidatos em um cenário estimulado. Dentre os quatro com maiores intenção de votos, o de menor rejeição é Augusto Castro (3,02%). Seguido por Geraldo Simões (8,88%), Capitão Azevedo (9,21%) e Dr. Mangabeira (11,06%).

Os demais nomes obtiveram os seguintes resultados: Vane do Renascer (11,06%),Som Gomes (7,54%), Charliane Souza (6,20%), Professor Max (3,52%), Guinho (3,35%), Dr. Isaac Nery (2,01%) e Júnior Brandão (1,01%). Outros 16,75% jamais votariam em nenhum, assim como 13,90% não souberam responder e 2,51% não opinaram.

A pesquisa BN/Séculus ouviu 599 eleitores nos dias 31 e 1 de setembro e tem margem de erro estimada em 3,5 pontos percentuais. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo BA-00235/2020.

AGORA É PRA VALER

Tempo de leitura: 3 minutos

Para o eleitor que ainda tem dúvida sobre quem representa de verdade o antifernandismo, que vem fazendo oposição ao governo municipal desde o início da administração, é só perguntar ao próprio Fernando Gomes quem ele quer mais derrotar.

Marco Wense

Nenhum resquício de dúvida ou expectativa : Fernando Gomes deixou o enigma de lado. É novamente pré-candidato a prefeito de Itabuna, salvo engano pela sétima vez. Colocou o sobrinho Son Gomes como vice. A chapa não é puro-sangue no sentido partidário, já que o alcaide é do PTC e o ex-secretário de Administração do Republicanos. Mas é uma composição puro-sangue familiar.

O gestor do cobiçado Centro Administrativo Firmino Alves, além do PTC e Republicanos, conta com o apoio do Solidariedade, PMN e do PSL. O maior desafio de Fernando é diminuir o alto índice de rejeição apontado em todas as pesquisas de intenções de voto. Tem pela frente um forte sentimento de mudança que toma conta de quase 65% do eleitorado, dispostos a não votar em quem já governou a cidade, o que termina atingindo os ex-prefeitos Geraldo Simões (PT), capitão Azevedo (PL) e Claudevane Leite (PROS).

Com Fernando Gomes na disputa, o cenário político muda totalmente. O fernandismo continua encrustado em uma parcela significativa do eleitorado. Por outro lado, vale lembrar que nenhum chefe do Executivo conseguiu ser reeleito. O tabu da reeleição não foi quebrado, permanece virgem. O último a sofrer com a “maldição” foi o capitão Azevedo.

A candidatura de Fernando é um terremoto no staff de Azevedo. A próxima pesquisa, já com o nome do atual prefeito, deve apontar uma queda do militar. Tenho dito que não há espaço suficiente para dois postulantes populistas, que tem o mesmo reduto eleitoral. O criador e a criatura têm o mesmo manual para conquistar o voto, seguem a mesma cartilha.

Outro prefeiturável que será prejudicado com a candidatura de Fernando é Geraldo Simões (PT). Fernando candidato é a certeza de que o governador Rui Costa ficará distante da sucessão, sequer uma declaração de apoio ao colega petista. Com efeito, o que se comenta nos bastidores do Palácio de Ondina é a frieza de Rui Costa com o “companheiro” Geraldo, que anda esquecido pela cúpula estadual do PT. Do seu lado, em termos de liderança e de apoio verdadeiro, somente o senador Jaques Wagner, que é um companheiro (sem aspas).

É evidente que Fernando não terá mais a expressiva votação da sucessão de 2016. Mas ficará entre os três primeiros nas pesquisas. Na pior das hipóteses em terceiro lugar. A disputa será entre Fernando, Mangabeira e Augusto Castro.

A vantagem de Mangabeira (PDT) em relação a Augusto Castro (PSD) está assentada no antifernandismo, já que o pedetista é visto como o mais antifernandista de todos os prefeituráveis. O antifernandismo é um bom e invejável cabo eleitoral, assim como foi o antipetismo na eleição de Bolsonaro.

Augusto, além de ter sido por um bom tempo aliado de Fernando Gomes, é da base de sustentação política do governador Rui Costa, hoje bem próximo do atual gestor. O chamado voto útil para evitar uma vitória do fernandismo e do seu líder maior, será direcionado para o candidato do PDT.

Para o eleitor que ainda tem dúvida sobre quem representa de verdade o antifernandismo, que vem fazendo oposição ao governo municipal desde o início da administração, é só perguntar ao próprio Fernando Gomes quem ele quer mais derrotar.

Concluo dizendo que com Fernando Gomes disputando sua própria sucessão, Azevedo e Geraldo passam a ser cartas fora do baralho de uma sucessão que caminha para ser acirrada e, infelizmente, impregnada pelo jogo sujo.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

Back To Top