skip to Main Content
13 de agosto de 2020 | 04:18 pm

ELEIÇÕES 2020: “NOSSO ADVERSÁRIO EM ITABUNA É MANGABEIRA”, AFIRMA ROSEMBERG

Rosemberg defende unidade da base aliada em Itabuna na disputa de 2020
Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) voltou a defender a unidade da base aliada do governador Rui Costa em Itabuna na disputa eleitoral de 2020. Numa entrevista ao Bom Dia Bahia, da Rádio Difusora, neste final de semana, o parlamentar apontou que o adversário do governo Rui Costa no município é o médico Dr. Mangabeira.

– Nosso adversário em Itabuna é Mangabeira, que assumiu publicamente apoio a Bolsonaro e ao candidato de ACM Neto. Agora, com o desgaste de Bolsonaro, ele tem dito que não tem nada a ver com Bolsonaro, mas Mangabeira já incorporou o bolsonarismo – disse Rosemberg, observando que o processo está sendo coordenado pelo senador Jaques Wagner, delegado pelo governador Rui Costa.

O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa diz entender que todos os partidos da base trabalham pela unidade. “Entendo que estamos juntos, e não vejo problema alguém expor opinião ou preferência agora”.

Rosemberg também falou que o partido dele, o PT, tem pré-candidato em Itabuna, o ex-deputado e ex-prefeito Geraldo Simões, principal liderança do partido na região. “Temos que entender que fazemos parte da base junto com os outros partidos”, assinalou.

A QUASE PROMISSORA PARCERIA DE ILHÉUS COM A CHINA

Tempo de leitura: 3 minutos

– Quem bom, embaixador! Essa é uma ótima notícia para a população de Itabuna, que poderá ficar livre dessa terrível doença. Basta utilizar o bagunço como supositório, que estarão imunizados – brincou (mas não necessariamente com essas palavras).

 

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

No segundo mandato de Antônio Olímpio (AO) como prefeito de Ilhéus, o então deputado federal Haroldo Lima (PCdoB) trouxe à região uma comitiva da República Popular da China. O interesse do deputado comunista era ampliar o comércio entre os dois países, notadamente de cacau, à época atravessando uma das suas muitas crises – esta, causada pela vassoura de bruxa.

Àquela época, os técnicos em agropecuária da Ceplac, ideologicamente ligados aos partidos de esquerda – PCB, PCdoB, PT e PSB – convenceram seus dirigentes nacionais que a saída para o cacau era comercializar o cacau com a China. Após os cálculos feitos em várias reuniões, acreditavam que se cada chinês tomasse, diariamente, uma pequena xícara de chocolate, o preço do cacau subiria às nuvens.

Tese aprovada pelos cardeais vermelhos da esquerda brasileira, a primeira providência era convencer os herdeiros de Mao Tsé-Tung a introduzir esse novo hábito alimentar no cardápio de seus compatriotas. Para tanto, deveriam convidar uma comissão de alto nível para conhecer o Sul da Bahia e provar as qualidades alimentares e afrodisíacas do cacau, que poderia voltar a ser conhecido como frutos de ouro.

Nada mais fácil para camaradas e companheiros arrebanharem as pessoas mais importantes e decisivas numa negociação entre Brasil e China, que prometiam mostrar ao mundo capitalista os bons resultados de uma negociação com dois países com governos ideologicamente próximos, diria até, iguais. Data marcada, a cúpula das instituições políticas e da cacauicultura do Sul da Bahia se engalanaram para receber os chineses.

Entre os “camaradas” da comitiva estavam o embaixador da República Popular da China no Brasil (chefiando a delegação), o Cônsul, funcionários graduados da embaixada, empresários, técnicos e jornalistas. Aqui, cumpriram uma extensa programação, que incluiu visita a três fazendas de cacau, Ceplac, Conselho Nacional dos Produtores de Cacau (CNPC) e as prefeituras de Itabuna e Ilhéus.

Convidado pelo prefeito Antônio Olímpio para um almoço no Hotel Canabrava, a delegação compareceu em peso. Bem falante, o cicerone Haroldo Lima demonstrava todo o seu conhecimento sobre a região cacaueira – local onde permaneceu clandestino nas fazendas de cacau durante a ditadura militar –, encantava os chineses com informações sobre a Mata Atlântica (fauna e flora), além de características sobre a história e a população.

Lá pelas tantas, Haroldo Lima apresentou uma das frutas mais famosas da árvore Artocarpus heterophylla, a jaca, responsável pela alimentação da população rural e os doces que poderiam ser feitos com ela. Entusiasmado com as ricas propriedades da jaca, o embaixador chinês pediu a palavra e discorreu sobre as propriedades medicinais da fruta, conhecida dos chineses, que a plantam no sul do seu país, junto ao cacau.

Prosseguindo, o embaixador chinês revelou um estudo científico realizado pelos chineses para combater a Aids, por possuir em sua composição uma substância de propriedades medicinais, a “jacaína”. A cada frase, o embaixador fazia uma pausa, para que o tradutor fizesse a transcrição para os presentes, quando foi aparteado pelo prefeito então prefeito de Ilhéus, Antônio Olímpio.

– Quem bom, embaixador! Essa é uma ótima notícia para a população de Itabuna, que poderá ficar livre dessa terrível doença. Basta utilizar o bagunço como supositório, que estarão imunizados – brincou (mas não necessariamente com essas palavras).

Os chineses apenas sorriam – como sempre – mas não entendiam o porquê do silêncio sepulcral no ambiente. É que a intervenção de Antônio Olímpio causou um profundo mal-estar entre os presentes de língua portuguesa, inclusive no tradutor, que ficou embasbacado sem saber como verter a frase para o chinês, para desespero do embaixador, que continuava sem saber o que estava acontecendo.

Explicações de pé de ouvido entre uns, troca de olhares entre outros, fortes risadas entre os brasileiros que naturalmente conheciam Antônio Olímpio e sabiam da sua verve humorística. Na verdade, quem conhece Antônio Olímpio sabe que ele perde o amigo, mas não perde a piada, e que nem se lembrava ou importava que ele, nascido em Ferradas, à época distrito e hoje bairro de Itabuna, era um autêntico papa jaca.

Discretos, os chineses não disseram o motivo pelo qual abriram mão de importar milhões de toneladas de cacau prometidas pelos comunistas brasileiros. Se contaram ficou em segredo de Estado.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

BAHIA CONFIRMA 3.140 MORTES PROVOCADAS PELA COVID-19 E 128,7 MIL RECUPERADOS

Almadina adotará toque de recolher pelos próximos 7 dias por causa da covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 3.632 novos casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,5%), 44 óbitos (+1,4%) e 4.206 curados (+3,4%) nas últimas 24 horas. Dos 146.399 casos confirmados desde o início da pandemia, 128.739 já são considerados curados, 14.520 encontram-se ativos e 3.140 tiveram óbito confirmado de Covid-19 até as 17 horas deste sábado (25).

Os casos confirmados ocorreram em 407 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (36,13%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (3.428,69), Itajuípe (3.103,80), Dário Meira (2.903,83), Almadina (2.708,64) e Ipiaú (2.576,68).

boletim epidemiológico contabiliza, ainda, 296.542 casos descartados e 81.276 em investigação até as 17 horas de hoje. Na Bahia, 14.111 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

LEITOS DE UTI COVID-19

Segundo a Sesab, o sul da Bahia tem o maior percentual de leitos de UTI com pacientes internados. Atinge 88%, seguido de sudoeste (87) e região oeste (83), além do centro-norte (80%). Os dados por macrorregião pode ser conferido no gráfico acima. No estado, o percentual de ocupação atinge 74%, conforme a Secretaria.

BAHIA CACAU CONQUISTA SELO DE IDENTIFICAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Durante a realização do 2º Seminário Virtual Parceria Mais Forte da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), do governo do Estado, a Coopfesba, de Ibicaraí, no Território Litoral Sul, responsável pela marca de chocolate Bahia Cacau, foi contemplada com o novo selo de Identificação de Produtos da Agricultura Familiar (SIPAF). O evento aconteceu nesta sexta-feira,24, e foi transmitido pelo canal da SDRBahia, no Youtube.

Para Osaná Crisóstomo do Nascimento presidente Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba)/Bahia Cacau, o selo fortalece a cooperativa garantindo qualidade desde o plantio de cacau até a entrega do chocolate ao consumidor final. “Neste momento em que a coopfesba recebe o selo da agricultura familiar como organização de base, tornamos referência no respeito às questões sociais, culturais, ambientais e de comércio justo”, destacou.

Consumidores e clientes que fazem revendas de produtos do campo podem acessar o sistema SIS-SIPAF disponível no link portalsdr.ba.gov.br/sipaf, implantado pela SDR através da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf) para conhecerem os produtos da Bahia Cacau como também das outras cooperativas cadastradas. O selo garante qualidade dos produtos desde a sua origem e benefícios fiscais com a isenção de ICMS. 

NOVOS MERCADOS

A Bahia Cacau conquistou novos mercados. Além de novos estabelecimentos na região metropolitana de Salvador, municípios como Cruz das Almas, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Tancredo Neves, Valença, Camamu, Maraú e Vitória da Conquista já contam com o chocolate em pontos comerciais. A marca também projeta chegar às gôndolas de outros estados.

BAHIA: SESAB CONFIRMA 142,7 MIL INFECTADOS PELA COVID-19, COM 3.096 ÓBITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Com os problemas de lentidão na baixa de casos no sistema do Ministério da Saúde, foram registrados 4.409 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +3,2%), 52 óbitos (+1,7%) e 3.671 curados (+3,0%) nas últimas 24 horas na Bahia. Dos 142.767 casos confirmados desde o início da pandemia, 124.533 já são considerados curados, 15.138 encontram-se ativos e 3.096 tiveram óbito confirmado.

Os casos confirmados ocorreram em 408 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (36,52%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (3.370,06%), Itajuípe (2.972,04), Dário Meira (2.819,79), Almadina (2.580,53) e Ipiaú (2.550,52).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 289.956 casos descartados e 80.266 em investigação até as 17 horas desta sexta-feira (24). Na Bahia, 13.888 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

BAHIA PASSA A TER 390 MUNICÍPIOS COM TRANSPORTE SUSPENSO POR CAUSA DA COVID-19

Foto Reprodução
Tempo de leitura: 3 minutos

Ipupiara é mais uma das 390 cidades baianos com o transporte intermunicipal suspenso. A restrição começará a valer a partir deste sábado (25) e busca conter o avanço do coronavírus na população baiana. A suspensão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (24).

Ficam proibidas nesse município a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de van. O decreto ainda mantém suspensas, até 31 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto também autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Caculé, cidade com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19. Confira, no leia mais, abaixo, a relação completa dos 390 municípios afetados.

Leia Mais

COVID-19: BAHIA CONFIRMA 138,3 MIL INFECTADOS E ULTRAPASSA MARCA DE 3 MIL MORTES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Devido a lentidão no sistema Ministério da Saúde, hoje (23) foram registrados 5.113 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +3,8%), 56 óbitos (+1,9%) e 4.616 curados (+4,0%). Dos 138.358 casos confirmados desde o início da pandemia, 120.862 já são considerados curados, 14.452 encontram-se ativos e 3.044 tiveram óbito confirmado.

Os casos confirmados ocorreram em 408 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (37,07%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (3.351,54), Itajuípe (2.845,15), Ipiaú (2.511,28), Dário Meira (2.287,58) e Aurelino Leal (2.263,46).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 283.438 casos descartados e 78.411 em investigação até as 17 horas desta quinta-feira (23). Na Bahia, 13.538 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

COVID-19: BAHIA CONFIRMA 133,2 MIL CASOS E SE APROXIMA DE 3 MIL ÓBITOS

Bahia confirma mais de 130 mil casos de covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 6.401 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +5,0%), 52 óbitos (+1,8%) e 4.042 curados (+3,6%) nesta quarta-feira (22), segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Os mais de 6,4 mil casos registrados hoje são um acumulado desde o final de semana, quando o sistema de registro do Ministério da Saúde começou a apresentar falhas, conforme a Sesab.

São 133.245 casos confirmados desde o início da pandemia, 116.246 já são considerados curados, 14.011 encontram-se ativos e 2.988 tiveram óbito confirmado de Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 407 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (37,67%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (3.283,65), Itajuípe (2.776,83), Ipiaú (2.352,15), Dário Meira (2.268,91) e Aurelino Leal (2.150,72).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 276.316 casos descartados e 76.944 em investigação até as 17 horas desta quarta-feira (22). Na Bahia, 13.238 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

OCUPAÇÃO DE LEITOS

O total de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados na Bahia atingiu, nesta quarta (22), 72%. Subiu dois pontos percentuais em relação a ontem (70%). As regiões com os maiores percentuais de ocupação de leitos são, pela ordem, a oeste (88%), centro-norte (80%), sul (79%) e norte (77%).

ILHÉUS: BAMIN AUTORIZA OBRAS DO PORTO SUL E DEVE CONTRATAR 400 FUNCIONÁRIOS

Obras do Porto Sul devem começar neste segundo semestre || Imagem Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia Mineração (Bamin) assinou, na última semana, a ordem de serviço para início da primeira fase das obras de implantação do Porto Sul, em Ilhéus. A empreiteira contratada já poderá iniciar a mobilização de pessoal e equipamentos para começar as obras. Estes primeiros trabalhos correspondem à construção de vias, instalação de sinalização, pontes, implantação de rede elétrica e de água, entre outros. São obras que vão viabilizar a etapa seguinte, que é a construção e desenvolvimento da estrutura do empreendimento.

O investimento da empresa será de R$ 188 milhões, segundo o diretor financeiro e de Relações Institucionais da Bamin, Alexandre Aigner. “O início desta primeira fase do projeto demonstra nossa confiança no Porto Sul, bem como na retomada econômica das regiões nas quais atuamos. É um esforço que evidencia o nosso compromisso em participar e contribuir ativamente com esta retomada”, afirma Alexandre Aigner.

A obra deve gerar 400 empregos diretos e 1.200 indiretos no pico da implantação do Porto Sul, segundo Aigner. Além de empregos, disse ele, a retomada vai dinamizar a economia local, movimentando outros setores e gerando renda, em um momento em que toda a sociedade sofre os impactos econômicos da pandemia.

A construção do Porto Sul, além de dotar o estado com mais um terminal portuário também vai ampliar o corredor logístico da Bahia. “Este empreendimento entre o Governo do Estado e a Bahia Mineração vai possibilitar a saída dos nossos produtos (minério de ferro, grãos do oeste) e também será uma garantia para que a licitação da concessão da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) possa ser realizada pelo Governo Federal”, ressalta o secretário estadual de Infraestrutura da Bahia, Marcus Cavalcanti.

PROJETO PEDRA DE FERRO

A Bamin é uma empresa brasileira de mineração que iniciou suas atividades em 2005 com um projeto pioneiro para o estado da Bahia. O empreendimento denominado Projeto Pedra de Ferro pretende produzir 18 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, apoiado em uma gestão de excelência e sustentabilidade.

Leia Mais

PRF APREENDE 27 QUILOS DE “SUPERMACONHA” EM ÔNIBUS DE TURISMO NA BAHIA

Polícia Rodoviária apreende supermaconha
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um passageiro flagrado transportando “skunk” dentro de bagagem em ônibus foi preso, na tarde desta terça-feira (21), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). O flagrante aconteceu no km 830 da BR-116, em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia.

O homem que transportava droga em um ônibus de turismo que seguia de São Paulo com destino a Natal (RN). Os policiais rodoviários federais apreenderam 11 tabletes de skunk, que totalizou 27, 448 kg escondidos no compartimento de bagagem externo.

O responsável pela droga foi identificado e localizado via tíquete de bagagem. Ele informou para os policiais que ganharia 4.000 reais para fazer o transporte da droga que saiu de Florianópolis (SC) com destino a Natal (RN).

O motorista e a passageira foram presos em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Polícia Judiciária, pelo crime previsto no art. 33 da Lei 11.343/2006 que tem pena prevista de 5 a 15 anos de prisão.

O skunk é uma droga produzida em laboratório feita através de vários cruzamentos de tipos de maconha, chegando a ser considerada como uma “supermaconha”. Por ser feita a partir da própria maconha, a droga possui os mesmos efeitos, porém potencializados: palidez, excitação, risos, depressão ou sonolência, aumento de apetite por doces, olhos avermelhados, dilatação das pupilas e alucinações.

Back To Top