skip to Main Content
30 de setembro de 2020 | 01:22 am

BAHIA ULTRAPASSA 5 MIL MORTES CAUSADAS PELA COVID-19

Número de mortes pela Covid-19 na Bahia passa de 5 mil || Imagem Engeplus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais 3.731 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,6%) e 4.095 curados (+1,9%), além de 70 óbitos, foram registrados na Bahia nas últimas 24 horas. Dos 240.939 casos confirmados desde o início da pandemia, 224.036 já são considerados curados e 11.852 encontram-se ativos. Infelizmente, 5.051 pessoas não resistiram às doença na Bahia, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 414 dos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (30,88%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.941,43), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.257,36), Itapé (4.189,02) e Ibirataia (4.120,95).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 446.294 casos descartados e 85.077 em investigação até as 17 horas desta terça-feira (25).Na Bahia, 19.096 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 70 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.051, representando uma letalidade de 2,10%. Dentre os óbitos, 56,31% ocorreram no sexo masculino e 43,69% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 51,89% corresponderam a parda, seguidos por branca com 15,80%, preta com 15,42%, amarela com 0,85%, indígena com 0,12% e não há informação em 15,92% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 75,98%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (77,49%).

BAHIA REGISTRA 237,2 MIL CASOS DE COVID-19, COM 219,9 MIL CURADOS E 4.981 ÓBITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Nas últimas 24 horas, a Bahia registrou 1.158 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 1.433 curados (+0,7%), além de confirmar 76 óbitos, metade ocorrida em junho e julho, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Dos 237.208 casos confirmados desde o início da pandemia, 219.941 já são considerados curados e 12.286 encontram-se ativos. O total de mortos chega a 4.981.

Os mais de 237 mil casos confirmados ocorreram em 413 dos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (31,49%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.941,43), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.257,36), Itapé (4.189,02) e Ibirataia (4.120,95).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 440.173 casos descartados e 84.172 em investigação até as 17 horas desta segunda-feira (24). Na Bahia, 18.929 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 76 óbitos que ocorreram em diversas datas. Desde o início da pandemia até agora, são de 4.981 mortes causadas pela doença, representando uma letalidade de 2,10%. Dentre os óbitos, 56,05% ocorreram no sexo masculino e 43,95% no sexo feminino.

Em relação ao quesito raça e cor, 51,80% corresponderam a parda, seguidos por branca com 15,80%, preta com 15,34%, amarela com 0,84%, indígena com 0,12% e não há informação em 16,10% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 76,15%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (77,62%).

BAHIA CONFIRMA 229,7 MIL INFECTADOS PELA COVID-19 E 4,7 MIL ÓBITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.147 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 2.305 curados (+1,1%) e 72 mortes. Dos 229.743 casos confirmados desde o início da pandemia, 211.237 já são considerados curados, 13.749 encontram-se ativos. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), o total de óbitos pela covid-19 chega a 4.757.

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (31,30%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.941,43), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.257,36), Itapé (4.189,02) e Ibirataia (4.120,95).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 428.413 casos descartados e 84.678 em investigação até as 17 horas desta sexta-feira (21). Na Bahia, 18.639 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI

Ocupação de leitos de UTI covid-19 em todas as macrorregiões

A Bahia registrou queda na média de ocupação de leitos de UTI Covid-19 em todo o estado, chegando neste final de semana a 59%. O sul da Bahia é, ainda, a macrorregião que mais preocupa, com 83% dos leitos com pacientes internados. Na sequência, vem o extremo-sul, com 68%.

COVID-19: VILAS-BOAS DIZ QUE HÁ GRANDE SUBNOTIFICAÇÃO DE ÓBITOS NO INTERIOR E EM HOSPITAIS PRIVADOS

Fábio Vilas-Boas, secretário estadual de Saúde
Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, esclareceu hoje (21), em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, a alta nos óbitos apontados diariamente no boletim de coronavírus do estado. De acordo com ele, o número não representa um aumento recente nas mortes por Covid-19 .

“Nós, há cerca de três semanas, descobrimos que havia uma grande subnotificação de óbitos nos municípios de pequeno porte e também em hospitais privados. Desde lá nós estamos fazendo um enorme esforço, inclusive com empréstimos de funcionários do SAC que estavam em home office, para resolver esse problema”, explicou o secretário.

Ainda de acordo com Fábio, a Sesab entrou em contato com 417 secretarias municipais de Saúde baianas, incluindo Salvador, para que entrassem no sistema de notificação do Ministério da Saúde e concluíssem as investigações dos óbitos. “Uma morte por Covid-19, que é de interesse epidemiológico, é diferente de outros falecimentos, porque precisa de toda a checagem. Então ao longo dessas últimas três semanas a gente tem feito esse mutirão e isso deu resultado. Tanto que quando a gente vai olhar a data dos óbitos nos boletins, dá pra ver que não foram 74 somente ontem, porque 85% tem mais de uma semana e 50% tem mais de 15 dias. Esse rastro vai até quase dois meses atrás”, afirmou ele.

INDÚSTRIA DE PRODUTOS AUTOMOTIVOS DEVE GERAR 530 EMPREGOS NA RMS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O município baiano de Camaçari deverá receber R$ 2 milhões em investimentos privados para a implantação de uma unidade da RDX Indústria de Produtos Automotivos, que faz parte do grupo Redux32. A empresa, destinada à fabricação de ARLA32, produto de uso obrigatório em veículos movidos à diesel, e água desmineralizada, pretende gerar 30 empregos diretos e 500 indiretos. O protocolo de intenções foi assinado com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômica (SDE), nessa semana.

“Os benefícios que essa implantação trará para a região, seja com o desenvolvimento econômico ou na geração de empregos, são importantes para esse momento de retomada no estado. Prospectamos e buscamos investimentos para manter a Bahia em constante crescimento. Este segmento é importantíssimo, pois acaba afetando positivamente vários outros setores”, destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

Segundo o sócio diretor da empresa, Jerri Tonini, já foram investidos mais de R$ 1 milhão nas obras civis e industriais. Os outros R$ 2 milhões serão usados para aquisição de máquinas, equipamentos e veículos. A previsão da produção anual é de 12 milhões de litros de ARLA32 e água desmineralizada quando a fábrica estiver em sua plena capacidade.

“A RDX nasceu para atender a necessidade do estado em relação ao ARLA32. Com a hibernação da unidade de Nitrogenados da Petrobras [a Fafen], o mercado sofreu um desabastecimento, que onerou principalmente os pequenos distribuidores e postos de combustíveis, pois a matéria-prima para este produto ficou 100% importada. A RDX se faz presente para atender essa necessidade e desenvolver o mercado local, seja no abastecimento, seja na geração de empregos e renda”, explica Tonini.

COM REGISTRO TARDIO, BAHIA TEM ALTA DE MORTES CAUSADAS PELA COVID-19; TOTAL CHEGA A 4.685

Bahia tem alta de registros de mortes causadas pela covid-19 || Foto Rádio Sociedade On
Tempo de leitura: < 1 minuto

Em apenas 30 dias, a Bahia registrou total de 1.794 mortes causadas pelo novo coronavírus (Covid-19). A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) informava 2.891 óbitos em decorrência da covid-19 no último dia 20 de julho. Nesta quinta, 20 de agosto, a Pasta informava que 4.685 pessoas perderam a luta contra a doença no estado.

Boa parte dos mais de 1,7 mil pacientes faleceram em outros meses – maio, junho ou julho, conforme registro da Sesab. O atraso nas confirmações, conforme o Estado, “e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual”, esclarece.

Nesta quinta (20), a Sesab confirma total de 74 óbitos, o maior desde o início da pandemia. Destas mortes, 42 ocorreram em agosto, 30 nos últimos 7 dias. As demais vítimas faleceram em 10 de maio (1 óbito), em junho (2 óbitos) e julho (29 óbitos).

228 MIL CASOS CONFIRMADOS

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.937 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,8%) e 3.377 altas de pacientes já considerados curados (+1,6%).

Dos 228.596 casos confirmados desde o início da pandemia, 208.932 já são considerados curados e 14.979 encontram-se ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (31,59%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Almadina (4.941,43), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.257,36), Itapé (4.189,02) e Ibirataia (4.120,95).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 426.829 casos descartados e 86.582 em investigação até as 17 horas desta quinta-feira (20). Na Bahia, 18.564 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

BAHIA CONFIRMA 3,6 MIL NOVOS CASOS DE COVID-19 E 69 ÓBITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Nas últimas 24 horas, a Bahia  registrou. 3.618 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,6%) e 3.398 curados (+1,7%). Dos 224.659 casos confirmados desde o início da pandemia, 205.555 já são considerados curados e 14.493 encontram-se ativos até as 17h desta quarta (19).

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (31,68%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Almadina (4.941,43), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.257,36), Itapé (4.189,02) e Ibirataia (4.120,95).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 421.313 casos descartados e 85.886 em investigação até as 17 horas desta quarta-feira (19). Na Bahia, 18.388 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

 

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 4.611, representando uma letalidade de 2,05%. Das mortes, 69 foram confirmadas nesta quarta, porém ocorridas no período de 3 de julho até ontem (18).

Dentre os óbitos, 56,04% ocorreram no sexo masculino e 43,96% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 51,01% corresponderam a parda, seguidos por branca com 15,53%, preta com 15,20%, amarela com 0,87%, indígena com 0,13% e não há informação em 17,26% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 76,19%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (78,05%).

DECRETO AMPLIA NÚMERO DE MUNICÍPIOS COM TRANSPORTE SUSPENSO NA BAHIA

Transporte intermunicipal está permitido em apenas 62 municípios baianos
Tempo de leitura: 3 minutos

O transporte intermunicipal será suspenso em Ibiquera e Rio do Pires, a partir de quinta-feira (20). A medida, que tem o objetivo de conter o avanço do novo coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta (19).

Ficam suspensas no município a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans até o dia 30 de agosto.

Leia Mais

BAHIA ULTRAPASSA MARCA DE 200 MIL RECUPERADOS DA COVID-19, MAS JÁ TEM 4.542 MORTES

Residente do Abrigo São Vicente está entre os mais de 200 mil curados da covid-19 na Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia confirmou 3.926 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,8%) e 2.976 curados (+1,5%) nas últimas 24 horas. No mesmo período, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) confirmou total de 67 óbitos ocorridos no período de 13 de junho até esta terça (18).

Dos 221.041 casos confirmados desde o início da pandemia, 202.157 já são considerados curados e 14.342 encontram-se ativos. A Bahia atingiu, hoje, a triste marca de 4.542 mortes provocadas pela covid-19, segundo a Sesab.

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (31,77%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.941,43), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.257,36), Itapé (4.189,02) e Ibirataia (4.120,95).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 415.444 casos descartados e 84.674 em investigação até as 17 horas desta terça-feira (18). Na Bahia, 18.231 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Com 4.542 mortes pela covid-19 desde o início da pandemia – letalidade de 2,05%, a Bahia tem 55,92% das vítimas do sexo masculino e 44,08% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 50,88% corresponderam a parda, seguidos por branca com 15,43%, preta com 15,17%, amarela com 0,88%, indígena com 0,13% e não há informação em 17,50% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 76,13%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (78,11%).

COVID-19: ATLANTIC NICKEL DOA R$ 220 MIL PARA FUNCIONAMENTO DE UPA EM IPIAÚ

Unidade de Pronto Atendimento recebeu recursos para estruturação e operacionalização
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Atlantic Nickel doou R$ 220 mil ao Governo da Bahia para custear despesas no trabalho de enfrentamento ao novo coronavírus na região sul do estado. Desde o início da pandemia, a empresa diz já ter destinado cerca de R$ 1 milhão em doações, contemplando as prefeituras de Itagibá, onde tem sede, Ipiaú e outras administrações municipais da região, além de entidades e comunidades. As doações beneficiaram, até agora, mais de 15 mil pessoas, segundo a companhia.

O recurso de R$ 220 mil, direcionado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ipiaú, atende a uma situação emergencial de aumento de demanda na região e se destina, exclusivamente, à estruturação e operacionalização do tratamento de pacientes infectados pela covid-19. Ipiaú é referência no atendimento médico neste período para municípios do seu entorno.

A doação faz parte de uma série de estratégias sociais implementadas desde o início da pandemia. Entre elas, está a compra de 1.760 testes rápidos entregues no último dia 29 de julho às secretarias de Saúde de Ipiaú e Itagibá, e ao Hospital Geral de Ipiaú. Com essas entregas, a empresa já completou a doação de 2.200 testes rápidos aos dois municípios baianos.

“Estamos num cenário de guerra que exige uma postura proativa de todo o empresariado em apoio às autoridades públicas. Estamos fazendo a nossa parte junto às nossas comunidades e perante nossos empregados, adotando todas as medidas cabíveis de proteção à vida”, afirma Paulo Castellari, CEO do Grupo Appian Capital Brazil, controlador da Atlantic Nickel.

Outra ação é assegurar a hospedagem dos profissionais de saúde da região mobilizados na luta contra a Covid-19. A empresa contratou uma pousada, que funciona na cidade de Ipiaú, com 17 apartamentos duplos, com frigobar, TV, ar condicionado, estacionamento privado e mesas de trabalho.

Back To Top