skip to Main Content
30 de setembro de 2020 | 12:57 am

COM 1.085 CASOS EM 24H, BAHIA CONFIRMA 217,1 MIL INFECTADOS PELA COVID-19

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia confirmou 217.115 casos do novo coronavírus (covid-19) até as 17 horas desta segunda (17). O total inclui todos os registros feitos pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.085 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + 0,5%) e 2.189 curados (+1,1%), além de 69 óbitos ocorridos em um período de 22 de maio até ontem (16.ago).

Segundo os critérios da Sesab, a Bahia já tem 199.181 pacientes considerados curados. Hoje, são 13.459 pacientes em recuperação (casos ativos), dos quais 1.497 estão internados.  Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (31,69%).

Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Almadina (4.795,02), Dário Meira (4.547,15), Salinas da Margarida (4.180,76), Itapé (4.166,19) e Ibirataia (4.088,30).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 410.546 casos descartados e 82.075 em investigação até as 17 horas desta segunda-feira (17). Na Bahia, 18.105 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 69 óbitos que ocorreram em diversas datas. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 4.475, representando uma letalidade de 2,06%.

Dentre os óbitos, 55,93% ocorreram no sexo masculino e 44,07% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 50,82% corresponderam a parda, seguidos por branca com 15,33%, preta com 15,17%, amarela com 0,87%, indígena com 0,13% e não há informação em 17,68% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 76,11%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (78,13%).

STF MANTÉM LÍDICE DA MATA NA RELATORIA DA CPMI DAS FAKE NEWS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) segue como relatora da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, em que deputados e senadores investigam a existência de grupos organizados para produção e difusão de notícias falsas através das redes sociais.

A decisão proferida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, nega seguimento ao pedido de um grupo de deputados bolsonaristas para que o presidente da CPMI das Fake News, o senador Ângelo Coronel (PSD-BA), e a relatora da comissão, a socialista Lídice da Mata (PSB-BA), fossem afastados dos postos postos.

A CPMI das Fake News teve início em setembro de 2019 e é composta por 15 senadores e 15 deputados. A Comissão foi montada para investigar a criação de perfis falsos e ataques cibernéticos nas diversas redes sociais, com possível influência no processo eleitoral e debate público. A prática de cyberbullying contra autoridades e cidadãos vulneráveis também será investigada pelo colegiado, assim como o aliciamento de crianças para o cometimento de crimes de ódio e suicídio.

BAMIN EMBARCA PRIMEIRA CARGA DE MINÉRIO DE FERRO EM OPERAÇÃO DE PEQUENA ESCALA

Bamin embarca primeira carga de mineração em operação de pequena escala
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia Mineração (Bamin) inicia nesta terça (18) o embarque da primeira carga de minério de ferro do seu projeto para produção e comercialização em pequena escala. O processo de escoamento do minério será feito pela ferrovia da VLI Logística, após o carregamento dos vagões no terminal da Bamin em Licínio de Almeida. De lá, o minério segue para Minas Gerais. Ao todo, são 15 embarques para completar o transporte de 35 mil toneladas para o mercado interno.

Com a operação inicial em pequena escala, a companhia prevê produzir e comercializar 800 mil toneladas/ano de minério de seu projeto Pedra de Ferro, com um investimento aproximado de R$ 40 milhões. “Estas 35 mil toneladas são oriundas de nosso estoque de fino de hematita, um minério com 65% de ferro e baixo teor de fósforo”, explica o gerente geral de Operações, Fernando Carneiro.

FIOL E PORTO SUL

Para a Bamin, a produção em pequena escala é estratégica para a viabilização do projeto completo da Mina Pedra de Ferro, que terá produção de 18 milhões de toneladas de minério por ano, com movimentação de sua carga pela Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e Porto Sul. “Com esta operação colocaremos no mercado um produto de alta qualidade, demonstrando nossa capacidade operacional e gerando receita para a empresa”, acrescenta o gerente geral da empresa ao Correio24h.

O início das atividades da Bamin deve movimentar economicamente não só o sudoeste da Bahia, mas também o estado como um todo. Isto porque no período de um ano, a empresa prevê a geração de mais de R$ 47 milhões de reais em recolhimento de impostos federais, estaduais e municipais, apenas com a produção do minério.

GOL NO FINALZINHO MANTÉM BAHIA 100% NO BRASILEIRÃO

Bahia derrota o Bragantino em Pituaçu || Foto Felipe Oliveira/EC Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um gol do zagueiro Ernando, bem no finalzinho da partida contra o Red Bull Bragantino, manteve o Bahia com 100% de aproveitamento e colocou o time na quarta colocação do Brasileirão 2020, com um jogo a menos que outros 12 times. A partida foi disputada no Estádio de Pituaçu, em Salvador.

O Tricolor abriu o placar no primeiro tempo. Cobrança de escanteio e Juninho Capixaba usou a cabeça para estufar a rede adversária. Bahia 1, Bragantino 0, aos 25 minutos.

Os baianos recuaram ainda mais no segundo tempo. O Bragantino, que já acumulava mais posse de bola, empatou em lance de bola parada. Léo Ortiz, aos 32 minutos, aproveitou a cobrança de falta, cabeceou e Douglas deu rebote. O próprio Ortiz aproveitou: 1 a 1.

Jogando em casa, o Bahia teve que abandonar a postura mais defensiva após o gol do Bragantino. Clayson perdeu um gol “feito” no cara a cara com o goleiro adversário minutos depois do time sofreu o primeiro gol no Brasileirão deste ano.

Aos 47 minutos da etapa final, vitória sacramentada. Cobrança de escanteio e o zagueiro Ernando cabeceia, certeiro, para decretar o 2 a 1 em Pituaçu. Seis pontos na conta e alívio para, na próxima quinta (20), no Morumbi, às 20 horas, enfrentar o São Paulo em crise.

BAHIA TEM 15,8 MIL PACIENTES EM RECUPERAÇÃO DA COVID-19, COM 1,5 MIL INTERNADOS

Tempo de leitura: 2 minutos

Nas últimas 24 horas, a Bahia registrou 4.038 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,0%), 3.492 curados (+1,9%) e confirmou 69 óbitos (ocorridos no período de 10 de junho até esta sexta (14).

Dos 210.993 casos confirmados desde o início da pandemia, 190.825 já são considerados curados, 15.897 encontram-se ativos, informou a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). O total de pacientes internados em leitos clínicos ou de UTI devido à covid-19 atingiu 1.518 nesta sexta.

O total de óbitos causados pela covid-19 chegou a 4.271 hoje.

Os casos confirmados de infecção ocorreram em 413 dos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (32,26%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.740,12), Dário Meira (4.509,80), Itapé (3.960,74), Gandu (3.931,73) e Salinas da Margarida (3.842,47).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 401.255 casos descartados e 83.308 em investigação até as 17 horas desta sexta-feira (14). Na Bahia, 17.813 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 69 óbitos. “A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus”, esclarece a Sesab.

Leia Mais

VOLUME DE SERVIÇOS CRESCE 3,7% EM JUNHO NA BAHIA, SEGUNDO A SEI

Tempo de leitura: < 1 minuto

O volume de serviços avançou 3,7% na Bahia em junho, em comparação com o mês imediatamente anterior, na série com ajuste sazonal. As informações foram divulgadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan), que sistematizou a pesquisa mensal feita pelo IBGE.

“Essa é a segunda variação positiva consecutiva, e a terceira positiva no ano de 2020. O resultado se deve a uma manutenção da recuperação do setor iniciada em maio, devido às medidas de enfrentamento ao coronavírus que o governo do estado da Bahia vem adotando”, ressaltou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Os efeitos da pandemia sobre o setor de serviços começaram a ser sentidos nos últimos 10 dias do mês março e se aprofundaram nos dois meses subsequentes. Diante deste cenário, na comparação com junho de 2019, o volume de serviços na Bahia caiu 23,1%, o indicador acumulado no ano retraiu 16,5% e o indicador acumulado em 12 meses decresceu 9,9%.

Já a receita nominal de serviços cresceu 2,1%, na comparação com maio de 2020, com ajuste sazonal. Na comparação com junho de 2019, caiu 24,3%, o indicador acumulado no ano retraiu 15,3% e o indicador acumulado em 12 meses decresceu 7,6%.

ATIVIDADES TURÍSTICAS

Em junho de 2020, o índice de atividades turísticas na Bahia apontou variação positiva de 4,7%, frente ao mês imediatamente anterior (série com ajuste sazonal).

NELSON LEAL PROMULGA LEI QUE REDUZ MENSALIDADES NO ENSINO DURANTE A PANDEMIA

Nelson Leal diz que debate intenso beneficiará baianos e brasileiros
Tempo de leitura: 2 minutos

O presidente Nelson Leal (PP) promulgou seis leis que foram aprovados pelo plenário virtual da Assembleia Legislativa. O governador Rui Costa optou pela sanção tácita das matérias, pois não exerceu o direito de veto (total ou parcial) das proposições – todas de iniciativa parlamentar – que ao final do prazo constitucional de 15 dias foram remetidas ao Parlamento para a promulgação.

Essas leis foram votadas através do Sistema de Deliberação Remota e a aprovação se deu por acordo de lideranças, destacando-se entre as proposições, pela repercussão obtida na mídia, o projeto do deputado Alan Sanches (DEM) que reduz as mensalidades escolares e universitárias em 30% durante o período da pandemia, quando as aulas passaram a ser virtuais.

Nelson Leal assinalou o empenho de todas as bancadas e de todos os parlamentares, sem exceção, de continuar a trabalhar em prol da Bahia e dos baianos apesar das limitações do isolamento social. “Nunca o Legislativo atuou com tanta agilidade, oferecendo as respostas ansiadas por todos num momento tão sombrio da vida nacional”.

Leia Mais

BAHIA: DECRETO PRORROGA SUSPENSÃO DE AULAS E EVENTOS ATÉ O FINAL DE AGOSTO

Suspensão das aulas e eventos é mantida até o final de agosto || Foto Carol Garcia/GovBA
Tempo de leitura: 3 minutos

Válido até esta sexta-feira (14), o decreto estadual n° 19.586, que proíbe a realização de eventos com mais de 50 pessoas e atividades em escolas das redes pública e privada em toda a Bahia, foi prorrogado até o dia 30 de agosto. A medida foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado (DOE).

O decreto proíbe todas as atividades que envolvem aglomeração de pessoas, como shows, feiras, apresentações circenses, eventos científicos, passeatas, bem como abertura e funcionamento de zoológicos, museus, teatros, dentre outros.

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

A prorrogação da determinação envolve ainda a suspensão do transporte coletivo intermunicipal em cidades baianas com registros recentes (menos de 14 dias) de casos da Covid-19. Continua suspensa nesses municípios a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

Também na medida publicada nesta sexta-feira, mais duas cidades baianas terão o transporte suspenso a partir deste sábado (15): Brotas de Macaúbas e Jacaraci. Além disso, a alteração do decreto autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Sebastião Laranjeiras, município com 14 dias ou mais sem novos casos da doença. Confira lista dos 353 municípios com transporte suspenso.

Leia Mais

BAHIA CONFIRMA 3,9 MIL NOVOS CASOS DE COVID-19, COM 68 ÓBITOS E 2,8 MIL CURADOS

Itapé está entre os municípios com maior incidência de casos da covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 3.935 casos do novo coronavírus (Covid-19), 2.889 recuperados da doença (+1,6%) e 67 óbitos (ocorridos no período de 15 de maio a 12 de agosto) no período das 17h de ontem e as 17h desta quinta (13), segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

Dos 206.955 casos confirmados desde o início da pandemia, 187.333 já são considerados curados e 15.420 encontram-se ativos (em recuperação da doença).

Os casos confirmados ocorreram em 414 dos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (32,38%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.612,01), Dário Meira (4.481,79), Gandu (3.919,39), Itapé (3.823,76) e Itajuípe (3.767,51), todos no sul da Bahia.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 395.261 casos descartados e 82.842 em investigação até as 17 horas desta quinta-feira (12). Na Bahia, 17.611 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

LEITOS DE UTI

O nível de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes covid-19 subiu para 63% nas últimas horas. No sul da Bahia, o percentual de leitos de UTI com pacientes internados atingiu 85% hoje. Permanece sendo o mais alto dentre as nove macrorregiões do Estado, seguido pela região norte (77%) e extremo-sul e sudoeste (66% cada uma).

BAHIA: ACORDO ENTRE MPT E EMPRESA DE MINERAÇÃO ASSEGURA R$ 3 MILHÕES PARA COMBATE AO COVID-19

Tempo de leitura: 2 minutos

Acordo judicial fechado entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Jacobina Mineração e Comércio Ltda.. e já homologado pela Justiça do Trabalho vai garantir a aplicação de R$3 milhões na aquisição de equipamentos médicos, itens de higienização, máscaras e para custear ações de combate à pandemia e seus efeitos na Bahia.

O documento prevê ainda a adoção de 32 medidas que reforçam a proteção da saúde e das condições de segurança dos empregados e terceirizados. O MPT vai fiscalizar o uso dos recursos, que serão disponibilizados em quatro parcelas mensais de R$500 mil e em outro depósito dentro de 12 meses no valor de R$1 milhão, com prioridade para a região norte do estado.

Segundo a procuradora do MPT Christiane Alli, responsável pelo acordo com a mineradora sediada no município de Jacobina, no norte da Bahia, “o processo já corria há algum tempo e se referia à adoção de um amplo programa de saúde e segurança do trabalho capaz de prevenir efetivamente a ocorrência de acidentes e o adoecimento de trabalhadores”. Ela lembra que o acordo neste momento é duplamente positivo: “Negociamos uma forma de garantir o cumprimento da legislação trabalhista e ao mesmo tempo que a indenização à sociedade por danos morais coletivos seja efetivamente empregada nesse momento excepcional”.

Leia Mais
Back To Top