skip to Main Content
22 de setembro de 2020 | 07:57 am

BAHIA: MAIS DE 900 MIL TÍTULOS PODEM SER CANCELADOS POR FALTA DE BIOMETRIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia pretende alcançar 100% de eleitores com biometria até o prazo final para a conclusão da última etapa para o procedimento no estado. Atualmente, 242 municípios estão em processo de cadastramento e têm até o dia 18 de fevereiro para a conclusão dos trabalhos.

De acordo com a Justiça Eleitoral, mais de 900 mil títulos podem ser cancelados, caso os eleitores não regularizem a situação. Para participar e votar nas eleições 2020, todo o eleitorado baiano deve estar identificado por biometria. No sul da Bahia, o processo está em andamento em municípios como Almadina, Camacan, Ibicaraí, Floresta Azul, Santa Luzia, Coaraci e Itacaré.

O TRE-BA alerta que, além de não poder votar, com o título cancelado o cidadão estará sujeito a uma série de implicações previstas no Código Eleitoral. Entre os prejuízos estão impossibilidade de obter empréstimos em instituições públicas, dificuldade para tirar ou renovar passaporte, não tomar posse em concurso público ou ser impedido de renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo.

Para fazer a biometria ou regularizar a situação, o eleitor não precisa enfrentar filas. Basta agendar o serviço pela internet ou telefone e escolher hora e local que deseja ser atendido. O agendamento é feito no site agendamento.tre-ba.jus.br ou pelos números 0800 071 6505 ou (71) 3373-7223 (também WhatsApp).

BAHIA: MAIS DE 900 MIL TÍTULOS PODEM SER CANCELADOS POR FALTA DE BIOMETRIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Prazo termina no dia 18 de fevereiro

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia pretende alcançar 100% de eleitores com biometria até o prazo final para a conclusão da última etapa para o procedimento no estado. Atualmente, 242 municípios estão em processo de cadastramento e têm até o dia 18 de fevereiro para a conclusão dos trabalhos.

De acordo com a Justiça Eleitoral, mais de 900 mil títulos podem ser cancelados, caso os eleitores não regularizem a situação. Para participar e votar nas Eleições 2020, todo o eleitorado baiano deve estar identificado por biometria. No sul da Bahia, o processo está em andamento em municípios como Almadina, Camacan, Ibicaraí, Floresta Azul, Santa Luzia, Coaraci e Itacaré.

O TRE-BA alerta que, além de não poder votar, com o título cancelado, o cidadão estará sujeito a uma série de implicações previstas no Código Eleitoral. Entre os prejuízos estão: impossibilidade de obter empréstimos em instituições públicas; dificuldade para tirar ou renovar passaporte; não tomar posse em concurso público ou ser impedido de renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo.

Para fazer a biometria ou regularizar a situação, o eleitor não precisa enfrentar filas. Basta agendar o serviço por site ou telefone e escolher hora e local que deseja ser atendido. O agendamento é feito no site agendamento.tre-ba.jus.br ou pelos números 0800 071 6505 ou (71) 3373-7223 (também whatsapp).

ELEIÇÕES 2020: TRE TERÁ PLANTÃO DA BIOMETRIA EM ITACARÉ NESTE FINAL DE SEMANA

Tempo de leitura: 2 minutos

O Tribunal Regional Eleitoral(TRE) promoverá neste sábado e domingo (dias 14 e 15), em Itacaré, o Plantão da Biometria para atender os eleitores do município que ainda não fizeram o cadastramento eleitoral. O atendimento será das 8h às 14h, no Posto do Tribunal Regional Eleitoral, situado na Rua Ruy Barbosa, ao lado da Câmara de Vereadores. O objetivo é recadastrar o maior número possível de eleitores com a biometria já para as eleições de 2020.

De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral, existem ainda milhares eleitores de Itacaré que ainda não fizeram o recadastramento eleitoral. E além do Mutirão da Biometria, os eleitores ainda podem agendar o atendimento previamente, evitando pegar filas. O agendamento pode ser feito através do telefone 0800 071 6505, pelo WhatsApp 71 3373-7223, ou no site agendamento.tre-ba.jus.br.

O cadastramento da biometria é obrigatório e evita problemas judiciais. Caso o documento seja cancelado, o eleitor perde a chance de escolher seus representantes políticos, receber benefícios sociais, como bolsa família e aposentadorias, obter empréstimos, fazer matrícula em universidades, tirar passaporte e assumir cargos públicos.

DOCUMENTAÇÃO

Dentre os documentos oficiais aceitos pelos postos e cartórios da Justiça Eleitoral estão: carteira de identidade (RG), carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal controladores do exercício profissional (ex.: OAB, CREA,CRM, etc.), passaporte ou carteira de trabalho e previdência social (CTPS). Aqueles que tiveram os dados cadastrais alterados, por entre outros motivos, casamento ou separação, devem levar um documento comprobatório para que seja também feita a alteração das informações contidas no cadastro eleitoral.

Leia Mais

ELEITORES DE ILHÉUS E EUNÁPOLIS PODERÃO REGULARIZAR TÍTULO A PARTIR DO DIA 5

Tempo de leitura: < 1 minuto

Eleitores de Ilhéus sem biometria terão nova chance em março.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, divulgou, na sexta-feira (16), o período para a regularização de título por quem perdeu o prazo de cadastramento biométrico obrigatório em mais de 50 municípios no estado. Os eleitores com pendência terão de 5 de março a 9 de maio para comparecer aos cartórios para o procedimento.
A expectativa é que cerca de um milhão de eleitores de 55 municípios baianos regularizem a situação. Em Ilhéus, cerca de 40 mil pessoas tiveram os documentos cancelados por falta de biometria. Em Eunápolis, mais de 13.600 eleitores ficaram sem fazer o cadastramento biométrico no período de convocação extraordinária.
O município do extremo-sul do estado tem 84.872 eleitores, sendo que 71.255 estão com a situação regularizada, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O eleitor que regularizar a situação no próximo mês ficará livre da cobrança de multa e poderá votar normalmente no pleito deste ano.
Além do cadastramento biométrico, até o dia 9 de maio os eleitores poderão requerer alistamento (emissão do 1º título), alteração de dados, regularização de título cancelado e transferência de domicílio eleitoral. Quem perder esse prazo, não terá uma nova chance, segundo informa a Justiça Eleitoral.

Back To Top