skip to Main Content
20 de outubro de 2020 | 11:29 am

VANE PRESSIONADO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Bispo Marinho pressiona Vane.

Bispo Marinho pressiona Vane.

O prefeito Claudevane Leite está sendo pressionado pela cúpula estadual do PRB, tendo à frente do deputado federal Bispo Marinho.
Vendo minguar as chances de obter espaço no Governo Rui Costa, Marinho tem dito a Vane que ele poderá ser expulso do partido a qualquer momento por ter apoiado o petista. Como se sabe, Marinho e o PRB preferiram Paulo Souto (DEM) na disputa estadual.
A ideia é pressionar Vane para obter boquinhas no governo estadual. O prefeito itabunense – que ganhou muitos pontos com Rui Costa ao contrariar o PRB – não tem levado a sério o queixume.

EVERALDO COSTURA RETORNO DE VANE AO PT

Tempo de leitura: < 1 minuto
Everaldo trabalha pelo retorno de Vane ao PT.

Everaldo trabalha pelo retorno de Vane.

Silenciosamente, a direção estadual do PT trabalha pelo retorno do prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, ao partido. O gestor deixou a legenda, em 2011, para disputar o governo municipal, já que o comando do partido trabalhava a candidatura da esposa de Geraldo Simões, Juçara Feitosa. Encontrou abrigo no PRB, mas não esperava que, na última hora, o partido fosse cair nos braços adversários. A legenda de Bispo Marinho apoiará o democrata Paulo Souto.
Ontem, o presidente do PT baiano, o ilheense-itabunense Everaldo Anunciação, tomou café da manhã com Vane. O PIMENTA apurou que o retorno de Vane não é descartado e pode ocorrer no período pós-eleições de 2014. Este, aliás, é o sonho de Everaldo. E, também, do deputado federal Josias Gomes.
Não se sabe se dependerá do resultado das urnas, mas a eleição do nome petista na disputa ao Palácio de Ondina, Rui Costa, reforçaria essa possibilidade.

MULHER MORTA "RECEBE" PASSAGENS E CESTAS BÁSICAS EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

trindadeNão é novidade que o prefeito Claudevane Leite não nutre simpatia pelo secretário de Desenvolvimento Social, José Carlos Trindade. Atura o homem por imposição do deputado federal Bispo Marinho, também do PRB. Mas o prefeito itabunense já não suporta o monte de, digamos, atrapalhadas de Trindade.
Dentre tantas outras, uma trouxe preocupação ao governo: a doação de passagens e cestas básicas a uma aposentada sem a devida investigação social. Mas não é isso que tira o sono de Vane – e do próprio Trindade.
O detalhe mais importante é que a aposentada que aparece como tendo recebido o benefício no ano passado faleceu, veja só!, em 2008. Há um corre-corre, um jogo para esconder documentos…
Trindade está por um fio. Só não deixou a pasta porque o Bispo Marinho já avisou: se tirar Trindade, o ex-vereador Reginaldo Silva deverá ser o secretário. Como Vane não se bate com Reginaldo…

BOLSA DE APOSTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário municipal de Assistência Social, José Carlos Trindade, disse hoje, na entrega dos apartamentos do Jardim América II, que o presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, não terá mais do que 5 mil votos em Itabuna na campanha a deputado federal.

E justificou: – A maioria dos secretários está com [o Bispo] Marinho.

O BISPO E O PC DO B

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

Por dedução, diria que o candidato do bispo Marinho é César Brandão, do PPS da simpática Mariana Alcântara, legenda que acompanhou Vane sem titubear.

Na entrevista que concedeu ao Diário Bahia, na edição do último fim de semana, o deputado Márcio Marinho adotou uma postura pacificadora em relação aos questionamentos envolvendo o PCdoB.

O evangélico parlamentar, candidato à reeleição, conhecido como bispo Marinho da Igreja Universal (IURD), reconhece a importância da legenda comunista na vitória de Claudevane Leite.

A maior liderança do PRB na Bahia sabe que o apoio do futuro prefeito de Itabuna será compartilhado com Davidson Magalhães, pretenso candidato a uma vaga na Câmara Federal.

“O PCdoB ajudou na construção da vitória de Vane e é mais do que legítimo que queira fortalecer o grupo”, disse Marinho ao responder sobre a natural pré-candidatura do presidente da Bahiagás.

O PCdoB caminha no mesmo sentido. Em tom conciliador vai dizer que o apoio do bispo, garantido a legenda do PRB, depois que Vane foi preterido pelo PT, foi fundamental para o sucesso eleitoral do então candidato.

Que essa paz permaneça na indicação dos nomes que irão compor o governo. Que o relacionamento entre o PRB e o PCdoB seja marcado pela transparência, civilidade e bom comportamento político.

MARINHO E O LEGISLATIVO

Nas entrelinhas, o bispo Márcio Marinho deixou claro que é contra a candidatura do pastor Francisco à presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna.

Depois de deixar um resquício de esperança no ar, dizendo que “nada impede”, o bispo disse: “… mas ele está no primeiro mandato e a responsabilidade é grande”.

A declaração do deputado Marinho animou os vereadores que não são marinheiros de primeira viagem, como Ruy Machado, Júnior Brandão, Carlito do Sarinha e César Brandão.

Do quarteto, é evidente que Júnior Brandão, por ser do PT, é carta fora do baralho. Carlito apoiou a reeleição do capitão Azevedo. Ruy Machado é um enigma.

Por dedução, diria que o candidato do bispo Marinho é César Brandão, do PPS da simpática Mariana Alcântara, legenda que acompanhou Vane sem titubear.

ESCLARECIMENTO

Pela segunda vez – e última – esclareço que não sou jornalista, repórter ou qualquer coisa do ramo. Sou apenas um modesto colaborador do Diário Bahia e do conceituado e cada vez mais lido Pimenta na Muqueca.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

CUIDADO, VANE!

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

Cuidado com os “conselheiros” que só sabem fazer política com a tocha de fogo na mão. A campanha acabou.

O prefeito eleito Vane do Renascer, do PRB, legenda ligada a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), precisa ter cuidado com alguns conselheiros de plantão.

Conselheiro bom é aquele que não é bajulador, que diz a verdade independente de agradar ou não o futuro comandante do Centro Administrativo Firmino Alves.

Vane, por exemplo, foi infeliz quando declarou, ao jornal A Região, que faria uma auditoria no governo Azevedo. A intempestiva declaração vai criar mais obstáculos para a equipe que integra a comissão de transição.

Cuidado, Vane. Cuidado com os “conselheiros” que só sabem fazer política com a tocha de fogo na mão. A campanha acabou. Agora é descer do palanque e procurar o melhor caminho para fazer um bom governo.

APOIO FRACIONADO

O diretor-presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, candidatíssimo a deputado federal pelo PCdoB, terá o apoio dos prefeitos eleitos Vane do Renascer (Itabuna) e Jabes Ribeiro (Ilhéus).

Esse apoio, no entanto, vai ser dividido com o bispo Marinho e Mário Negromonte. O primeiro é do PRB, partido de Vane. Negromonte é do PP de Jabes, que é o secretário estadual da legenda.

OPOSIÇÃO

Alguns petistas, ainda inconformados com a derrota de Juçara Feitosa, ficam dizendo o óbvio ululante. Ou seja, que o prefeito eleito Claudevane Leite vai ter muitas dificuldades para compor o seu governo.

Ora, essa dificuldade é inerente ao pós-eleição. Vane do Renascer foi eleito com o apoio de uma coligação formada por várias agremiações partidárias. E, como tal, é preciso abrir espaços para todas elas.

Geraldo Simões, na sua última eleição para a prefeitura de Itabuna, teve uma histórica dor de cabeça com o PSDB. Os tucanos, além dos 40 cargos de confiança, incluindo aí três secretarias, queriam mais e mais. Eram incontentáveis. Literalmente insaciáveis.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

SEPARADOS NA MATERNIDADE

Tempo de leitura: < 1 minuto

IRMÃOS? Dada a semelhança entre o deputado federal Bispo Marinho e o apresentador feirense João Santos, da Record News, há até quem ache que os dois sejam irmãos gêmeos. Faz sentido. Os dois participaram da festa de 23 anos da TV Cabrália, em Itabuna.

Back To Top