skip to Main Content
26 de setembro de 2020 | 12:51 am

OFICIAIS DA PM EM ILHÉUS SÃO DENUNCIADOS POR AMEAÇA A SITE E REPÓRTER

Tempo de leitura: 2 minutos

censura1Oficiais da Polícia Militar em Ilhéus foram denunciados pelo Blog do Gusmão por intimidação com ameaça de prisão ao repórter Thiago Dias. A ameaça ocorreu pessoalmente e por meio de ofício, segundo 0 site. A denúncia é feita contra o major Rivas Júnior e o subtenente Romulo Rego, ambos da 70ª Companhia.

As ameaças, informa o blog, ocorreram após abertura de sindicância motivada por matéria denunciando favorecimento da PM a guincho contratado pelo Governo Jabes. O relato a seguir é do editor do site, Emílio Gusmão, e dá a dimensão da gravidade da conduta dos policiais militares:

“No dia 12 de novembro, depois de ligar para o repórter Thiago Dias e solicitar seu endereço, o subtenente entregou ofício que solicitava a presença do repórter na sede da companhia no dia 19 de novembro. Seguindo orientação de advogados e do editor Emilio Gusmão, Thiago decidiu não comparecer. Ontem (segunda-feira, 23), Romulo voltou a ligar. Alegou que estava sendo obrigado a repetir o “rito”, ou seja, queria notificar novamente o repórter. Thiago explicou que o militar causaria constrangimento a ele e aos seus familiares caso retornasse à sua residência. O militar de maneira insensível retrucou dizendo que estaria à sua porta “em meia hora”. A atitude lembrou os tempos do regime de exceção.

Trouxe novo ofício. No texto o subtenente se comportou como juiz de direito. De maneira surpreendente, utilizou procedimentos da justiça criminal e afirmou que a recusa em depor poderia gerar no mínimo 15 dias de prisão ao repórter. No lugar da farda colocou uma toga invisível e citou trechos do código penal que reproduzimos aqui: “Adiada, por qualquer motivo, a instrução criminal, o juiz marcará desde logo, na presença das partes e testemunhas, dia e hora para seu prosseguimento […], assim como a sua falta reiterada pode ensejar o crime de desobediência. Desobedecer a ordem legal de funcionário público: pena – detenção, de quinze dias a seis meses, e multa”.

Antes de entregar o segundo ofício, durante o telefonema, Romulo disse que o repórter não poderia se “eximir” de testemunhar. Em seguida, em outra chamada, afirmou ao editor que não havia alegado tal obrigação. Logo depois o subtenente voltou a exigir a presença de Thiago Dias na sede da 70ª CIPM para “contribuir” com a investigação.

O editor do blog já havia falado com o Major Rivas no dia 13 de novembro. Informou ao comandante da 70ª que qualquer publicação do blog era de sua responsabilidade, não cabendo qualquer ônus ao repórter. Mesmo cientes dessa informação, os oficiais insistiram em convocá-lo.

Os oficiais querem arrancar uma informação cujo caráter sigiloso é garantido constitucionalmente. No ofício que enviamos ontem à companhia e para o qual ainda não obtivemos resposta, esclarecemos que não temos mais nada a contribuir com a sindicância. Tudo que sabemos foi publicado na matéria. A mesma justificativa foi dada por Thiago Dias em duas conversas presenciais com o subtenente Romulo.

NOVAS AMEAÇAS A BLOGUEIRO EM IPIAÚ

Tempo de leitura: < 1 minuto

O acadêmico de direito e blogueiro Afonso Mendes, do blog Notícias de Ipiaú, tem noticiado reiteradamente suspeitas de irregularidades em processos licitatórios realizados pela prefeitura daquele município. Ao mesmo tempo, o denunciante vem recebendo ameaças de morte, por mensagens de e-mail e celular.

Em uma delas, o autor menciona o que seria o motivo de sua insatisfação: “é melhor você deixar de postar sobre a gente. Mamãe não vai segurar as balas que estão guardadas para você”.

Não é a primeira vez que Mendes recebe esse tipo de ameaça. Há pouco mais de dois anos, quando também fazia denúncias contra o governo municipal, enfrentou a mesma tentativa de intimidação.

Ninguém está afirmando que uma coisa tem a ver com a outra, mas tão somente apontando certa coincidência. Quem poderá dizer se é mais que isso é a polícia, que já tem material para iniciar uma investigação.

REFORÇO NA REDE

Tempo de leitura: < 1 minuto

A blogosfera regional ganhou reforço nos últimos dias. Andrei Sansil e Randolpho Gomes (ex-A Tarde) comandam o Ilhéus24h, focado na cobertura da política regional.
Já em Itabuna, o repórter Oziel Aragão, depois do XilindróWeb, voltou a ter site próprio, agora com o Plantão Itabuna, com notícias de polícia e geral. “Pode ser problema na fila de um banco ou um buraco na rua, vamos apurar e cobrar. Essa é a proposta”, diz Oziel.

UNIVERSO PARALELO

Tempo de leitura: 5 minutos

PROFESSOR ILHEENSE VAI PRESIDIR A ABL

Ousarme Citoaian | ousarmecitoaian@yahoo.com.br

1ABL“A noite da última quinta-feira, 14, foi marcada pela retomada das atividades da Academia Brasileira de Letras e posse da nova diretoria, que será presidida pelo professor Josevandro Nascimento. Durante o evento, que contou com a presença do prefeito Jabes Ribeiro, foram prestadas homenagens póstumas ao poeta baiano Castro Alves, que nasceu na mesma data da solenidade”, dizia a notícia lida em respeitável blog. “Ora, vejam só!”, pensei de olho nos botões da blusa: “Um ilheense presidindo a Casa de Machado de Assis!” – e quase saí aos gritos e pulos, tomado dum agudo e justificado frenesi bairrístico.

________________

Castro Alves acaba de nascer, aleluia!
Mas, macaco antigo das redações, mantive minhas dúvidas e, como diriam os juristas, fui às provas: consultei dezesseis (!) blogs e dois importante jornais diários de Itabuna (os nomes não declino, mas adianto que o meu blog preferido, um que não gosta de molho agridoce, não está na lista). No entanto lhes digo, por ser rigorosamente verdadeiro, que os dezesseis veículos deram a notícia, fazendo do referido professor presidente da ABL – e criando uma barrigada monumental. Solidário, esperei uma semana pelo desmentido, que não veio; então, de alma lavada, enxaguada e embandeirada, comemoro publicamente o evento, pois não é toda hora que temos um ilheense a presidir o grande sodalício.
______________
O dia em que “mataram” Edivaldo Brito
E aquela parte que diz ter Castro Alves nascido “na mesma data da solenidade” me levou às lágrimas: é imenso privilégio ter aqui o Poeta dos Escravos bebezinho, em fraldas, nascido no dia 14 de março deste ano – mudando o curso da história. Falemos sério: a mídia contribui para a desinformação (e neste caso, o ridículo), ao publicar notinhas de assessoria sem submetê-las a copidesque, revisão e edição. O lastimável texto da prefeitura de Ilhéus foi replicado ipsis litteris, com erros gritantes, a ponto de dar o palestrante Edivaldo Brito como patrono da ABL – o que significa estar o mesmo morto e sepultado há, no barato, 120 anos. É demais pra minha paciência.
COMENTE |

COMILANÇA, OU O CASO DOS 3.600 PRATOS

4Comilança
Conhecido restaurante de Itabuna faz uma divulgação em que oferece “mais de 60 variedades de pratos”, num claro atentado à boa linguagem. O texto só pode ser salvo pelo cinismo daqueles para quem o importante é que a mensagem seja entendida. Eu entendi que a casa oferece “uma diversidade superior a 60 pratos”, só que isto não está dito em língua portuguesa. Como foi posto, o reclame gastronômico põe à disposição (há quem prefira “disponibiza”, argh!) 60 variedades multiplicadas por 60 pratos: 3.600 ofertas. Quer dizer: se o cliente quiser um churrasquinho de gato, por exemplo, será chamado a optar entre 60 tipos diferentes. Mesmo com o exagero a que a publicidade se dá direito, contenhamo-nos.
________________
Estupidez elevada à quarta potência
Tautologias à parte, a indigência vocabular da mídia tem mostrado disparates a todo momento, a ponto de sepultar termos consagrados pelo uso, em benefício de “novidades”. Vejam que, no noticiário policial, não mais existe a palavra “bala”, trocada por “munição”. Troca malsã: bala é munição, mas munição nem sempre é bala: um é termo genérico; o outro, específico. O pior é quando um repórter mais ignorante pouquinha coisa, diz que “a polícia apreendeu várias munições”. Esta palavra, se lhe cabe o uso, fica bem no singular; quando empregada no plural, em lugar de “balas”, temos um estranho caso de estupidez elevada à quarta potência. Ou, para quem prefere a medicina à matemática, um quadro de asnice recidivante.
COMENTE |

(ENTRE PARÊNTESES)

6Estória de facão e chuvaPermitam-me o pequeno anúncio: o livrinho Estória de facão e chuva (de 2005), esgotado, acaba de ter sua 2ª edição, por nímia gentileza da Editus (Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz), tendo Rita Virgínia Argolo à frente. O pequeno volume (184 páginas) reúne 35 crônicas e dois discursos, sendo um deles de Hélio Pólvora, na Academia de Letras de Ilhéus, em 2001. A professora Maria Luiza Nora, na apresentação de Estória… diz que o autor “com sua escrita, nos descomplica, nos tira aquela pose que pode estar querendo se instalar, nos humaniza a ponto de darmos boas risadas de nós mesmos, e risadas de deboche, o que é melhor”. O autor, cativo, agradece.

BARDOT E DENEUVE – REALIDADE  E LENDA

7Catherine DeneuveCanções com uma história real a sustentá-las são corriqueiras. Mas algumas conseguem se debater entre a realidade e a lenda, sem que nós, ouvintes distantes da cena da gênese, saibamos a verdade. É o caso de Belle de jour (sic), momento romântico de Alceu Valença, que é cercado por essa magia do sim e do talvez. Dizem que Alceu estava num café, em Paris (mas já pra lá de Bagdá), quando lhe surgiu à frente Catherine Deneuve e, com ela a lembrança do filme Belle du jour: ali mesmo ele escreveu a canção, para depois descobrir que não vira La Deneuve, mas Brigitte Bardot! Outros falam de incerta moça que caminhava todas as tardes na praia da Boa Viagem, no Recife, e que se afogou…
_______________
O sotaque de Alceu nem a Sorbonne tira
Claro que a versão de que a letra foi inspirada no filme de Buñuel não interessa, por ser muito óbvia, pouco instigante. E também não faltam os psicólogos de mesa de bar, a explicar que “azul” é referência a heroína (a bela estaria, nesta visão, chapada!), enquanto a Boa Viagem teria duplo sentido: não seria apenas a praia, mas também aquela “boa viagem” patrocinada pela droga (“A belle de jour no azul viajava…”). O artista não esclareceu a dúvida, preferindo reforçar o mito de que a canção foi feita num bar parisiense, quando ele, doidão da silva, teve um delírio e viu… sabe Deus quem! Eu gosto mesmo é do francês de Alceu: o accent pernambucano de São Bento do Una nem a Sorbonne tira. Graças a Deus.

(O.C.)

ULISSES GÓES ESTREIA COMO ESCRITOR

Tempo de leitura: < 1 minuto

O poeta e escritor grapiúna Ulisses Góes acaba de lançar virtualmente seu primeiro romance de ficção. O livro, intitulado “Efeito Cacaos” (foto), tem página no Facebook (clique aqui), onde todos podem ler a obra na íntegra, além de trocar ideias e opiniões com o autor.
“Efeito Cacaos” é um romance de ficção com uma linha de realismo fantástico. Primeiramente, por iniciativa do próprio autor, o livro foi lançado em ambiente virtual, tendo, além da página no Facebook, um blog na internet onde os leitores podem baixar uma versão em PDF.
Para quem curte bons livros, é uma ótima dica de leitura. Ulisses Góes atualmente está escrevendo uma saga chamada “As Crônicas de Nevareth”, uma história totalmente baseada no universo do jogo Cabal Online, hoje um dos mais populares no Brasil.

SECRETÁRIO AMEAÇA BLOGUEIRO

Tempo de leitura: 2 minutos

O blogueiro Emílio Gusmão foi ameaçado nesta manhã pelo secretário de Serviços Públicos da Prefeitura de Ilhéus, Carlos Freitas. Gusmão saía de uma unidade de saúde, quando se encontrou com o secretário, que o advertiu: “você vai pegar uma galinha pulando”.

A expressão galinácea pode ser entendida como enfrentar um problema ou sofrer um atentado. O fato é que Gusmão, filho de policial, não gostou do que ouviu e denunciou a ameaça em programas de rádio da cidade.

Carlos Freitas disse que Gusmão vai pegar "uma galinha pulando"

O secretário tem sido alvo de críticas e notas às vezes jocosas no Blog do Gusmão. Recentemente, o blog noticiou o exame de próstata ao qual Freitas teria sido submetido, afirmando que o secretário perdera o preconceito contra o “toque retal”. A nota incomodou mais do que o exame e motivou uma ação judicial contra Gusmão.

Segundo fontes da Prefeitura, Freitas tem dito que não pretende cometer agressão física contra o blogueiro. “O secretário já falou várias vezes que pretende causar muita dor de cabeça para Gusmão, mas é na justiça”, revela um alto funcionário do governo.

Ouvido pelo PIMENTA, Gusmão explicou que se dirigiu até o Hospital São José por volta das 7 horas da manhã desta terça-feira. Ele foi ao local para levar a esposa, que não estava se sentindo bem.

“De repente, o secretário, que mora em frente à recepção do hospital, saiu feito um louco, dizendo que eu estava ali para importuná-lo”, relatou o blogueiro, acrescentando que Freitas passou a lhe filmar .”Eu apenas fui ao hospital levar a minha esposa”, reforça Gusmão, que tem laudo médico e atestado comprovando o atendimento.

atualizado às 10h26

TEM NOVIDADE PINTANDO POR AQUI

Tempo de leitura: < 1 minuto

O mês de novembro se foi e o PIMENTA divide com os seus leitores e anunciantes uma boa notícia: a assimilação do novo (e mais fácil) endereço de acesso ao blog foi mais rápida do que prevíamos.

Conforme o Google Analytics, registramos mais de 331 mil acessos e 920.726 pageviews em novembro, apesar da turbulência provocada pelo serviço ineficiente do UolHost, e que acabou nos deixando por até quatro dias não consecutivos fora do ar.
Os números estão, na média, a 20% dos registrados na antiga versão do blog (390 mil visitas e 1,2 milhão de pageviews), mas considerados um sucesso para o curto período de migração (16 dias). Melhor ainda é saber que a evolução é diária e consistente.
E tem mais: agora em dezembro começaremos a implementar novidades visando enriquecer o conteúdo e oferecer mais opções a quem acessa o www.pimenta.blog.br. Uma destas inovações para o PIMENTA trará informações do mundo dos negócios e impactará mercados como o automotivo e imobiliário. E sempre com a mesma característica marcante do blog. Afinal, não há graça numa “muqueca” sem pimenta.

PROCURADOR VOLTA À BLOGOSFERA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O procurador federal Israel Nunes não aguentou a abstinência do “bom vício”. Hoje, anunciou o seu retorno à blogosfera. “O site volta com a mesma cara e princípios motivadores, de espaço democrático e de transparência dos negócios públicos”.
Ele promete manter a divulgação de dados, matérias e informações sobre as finanças públicas. Israel gerou muita polêmica ao denunciar desmandos na gestão ilheense e flagar “malfeitos” de secretários, como o titular da Fazenda, Jorge Bahia.

SERVIDOR DE ILHÉUS COPIA O DO PIMENTA E PARALISA ATIVIDADES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Escreveu errado, mas foi de coração. O Pimenta agradece a solidariedade

Os  servidores da Prefeitura de Ilhéus estão de braços cruzados, em protesto contra o não pagamento dos salários de outubro. Haveria uma reunião na tarde desta sexta-feira, 12, entre governo e a diretoria do sindicato da categoria, na tentativa de resolver o impasse. Mas a equipe que faz as contas demorava a fechar os números e os representantes dos trabalhadores perderam a paciência.
Na verdade, quem estava presente na antessala do prefeito e insuflava os dirigentes sindicais era o presidente da Câmara de Vereadores, Jailson Nascimento, hoje inimigo número um do prefeito Newton Lima.
Alguns funcionários teriam começado a receber seus pagamentos nesta sexta. É o caso do pessoal da limpeza pública. Mesmo assim, as ruas da cidade estavam imundas pelo lixo acumulado após três dias sem coleta.

MESTRADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Apreciador de uma polêmica, o comunicólogo Emílio Gusmão agora terá que dividir seu tempo entre os petardos que dispara em seu blog e as atividades do mestrado em Cultura e Turismo da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), no qual acaba de ser aprovado.
O novo mestrando terá como projeto a Puxada do Mastro de São Sebastião. “É uma festa riquíssima em simbolismo e que representa a diversidade de nossa cultura”, justifica.
Gusmão afirma que está bastante feliz com a aprovação e, modesto, atribui o resultado mais à persistência do que ao talento. Quem conhece o profissional, mesmo as “vítimas” e talvez principalmente elas,  sabe que ele possui as duas qualidades.

Back To Top