skip to Main Content
4 de março de 2021 | 07:09 pm

TERMINA NA PRÓXIMA SEMANA O PRAZO PARA PAGAR IPVA DE VEÍCULOS COM PLACA FINAL 9

Últimos dias para pagamento de IPVA de placas finais 9 e zero
Tempo de leitura: < 1 minuto

Encerra-se na próxima semana o prazo para os donos de veículos com placas que terminam com 9 e zero quitarem o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) dentro do calendário estabelecido pela Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-BA).

O pagamento deve ser feito até o dia 30 de setembro para as placas de final 9, data que vence a cota única ou a terceira cota mensal para quem optou pelo parcelamento desde julho. Já o prazo para as placas de final 0 é o dia 1º de outubro.

Para efetuar o pagamento, o contribuinte deve dirigir-se a uma agência ou caixa eletrônico do Banco do Brasil, do Bradesco ou do Bancoob, com o número do Renavam em mãos.

O pagamento também pode ser feito via aplicativos do Banco do Brasil e site do Bradesco, informando-se o número do Renavam. Todas as informações poderão ser consultadas no site da Sefaz-BA ou por meio do call center da secretaria (0800 071 0071).

Os débitos referentes à taxa de licenciamento e às multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da terceira parcela. Os débitos anteriores do IPVA ainda não notificados também podem ser divididos em três vezes, juntamente com o IPVA 2020. No entanto, o proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes.

DECISÃO JUDICIAL OBRIGA O BRADESCO A PERMITIR FISCALIZAÇÃO CONTRA A COVID-19

Bradesco deverá permitir acesso de fiscalização às agências em Feira de Santana || Google Street
Tempo de leitura: 2 minutos

A Justiça do Trabalho atendeu em parte aos pedidos feitos pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e determinou que o banco Bradesco dê acesso irrestrito aos fiscais do município de Feira de Santana para verificação das condições de prevenção ao contágio de covid-19 dentre seus empregados. O pedido para interdição de todas as agências da instituição no município ainda está sendo analisado e dependerá do resultado da inspeção. O Centro Especializado de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) deverá ser notificado da decisão nessa sexta-feira (26) e programar a inspeção nas agências na próxima semana.

A ação do MPT corre na 6ª Vara do Trabalho de Feira de Santana, Bahia desde o último dia 22, após uma série de negativas do banco em permitir a fiscalização e em garantir a total transparência em relação a seu plano de contingência do novo coronavírus entre os bancários. O pedido feito pelo procurador Ilan Fonseca, autor da ação, inclui ainda a imediata paralisação das atividades em todas as agências do banco Bradesco do município e a determinação para que o banco promova a testagem de todos os seus empregados.

No seu despacho, o juiz titular da 6ª Vara, Gilber Santos Lima, deu prazo de dois dias após a notificação para que o banco cumpra a decisão de permitir o livre acesso dos fiscais a todas as suas instalações. Ele ainda estabeleceu multa diária de R$10 mil em caso de descumprimento. O juiz ainda deixou em aberto a possibilidade de atender aos outros pedidos do MPT na ação, mas preferiu condicionar sua apreciação aos resultados da inspeção. Por isso, ainda é possível a determinação de testagem geral e de fechamento das agências, caso o relatório do Cerest aponte falhas na execução do plano de contingência do vírus.

Leia Mais

SENAI ENTRA NA LISTA FORBES DOS 10 MAIORES DOADORES CONTRA A COVID-19

Senai recuperou mais de 200 respiradores na Bahia || Foto Seplan-BA
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Senai aparece em oitavo lugar na lista com as 100 maiores empresas em doações no esforço contra a Covid-19 no Brasil. Iniciativas vão do conserto de respiradores à fabricação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e ao financiamento da inovação

O Senai está entre os maiores doadores do Brasil no combate ao novo coronavírus. A instituição aparece em oitavo lugar na lista da revista Forbes com as 100 maiores empresas doadoras do país. Essa rede de solidariedade já disponibilizou mais de R$ 5,4 bi na luta contra a Covid-19.

No caso do Senai, a matéria cita a mobilização feita junto ao setor industrial, com R$ 63 milhões destinados ao combate ao vírus. A rede coordenada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Senai mobilizou 380 indústrias de diversos portes, entidades representativas setoriais e as federações estaduais das indústrias.

Atualmente, o apoio do setor industrial contra o novo coronavírus já passa dos R$ 336 mi. São ações que vão do conserto de respiradores mecânicos à produção de testes rápidos e à doação de insumos essenciais ao sistema de saúde e seus profissionais.

Conheça as 10 maiores doadoras, segundo a lista da Forbes

1º – Itaú Unibanco: R$ 1 bilhão
2º – Vale: R$ 500 milhões
3º – JBS: R$ 400 milhões
4º – Ambev: R$ 110 milhões
5º – Rede D’Or: R$ 110 milhões
6º – Bradesco: R$ 99 milhoes
7º – Caoa Chery: R$ 74 milhões
8º – SENAI: R$ 63 milhões
9º – Nestlé: R$ 55 milhões
10º – BRF: R$ 50 milhões

COVID-19: MPT PEDE FECHAMENTO DE AGÊNCIAS DO BRADESCO DE FEIRA DE SANTANA

Bradesco deverá permitir acesso de fiscalização às agências em Feira de Santana || Google Street
Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério Público do Trabalho (MPT) entrou, nesta segunda (22), com ação na 6ª Vara do Trabalho de Feira de Santana, Bahia, pedindo a imediata paralisação das atividades em todas as agências do banco Bradesco do município. O órgão quer que o Judiciário determine o fechamento por 14 dias para a realização de inspeções nos locais, adequações à norma de saúde, além da testagem e afastamento de todos os empregados e terceirizados contaminados pelo novo coronavírus. O contágio nos ambientes de trabalho do banco vem sendo acompanhado com preocupação pelos procuradores desde abril, após a ocorrência do primeiro caso.

Na época, ficou constatado que uma funcionária permaneceu dois dias trabalhando mesmo apresentando sintomas da doença. Depois de ser afastada, a agência continuou funcionando sem testagem dos demais trabalhadores. Outros casos foram ocorrendo, sem que fossem adotadas as recomendações mínimas exigidas pelo MPT.

A falta de cumprimento de um plano de contingência do novo coronavírus fez com que o número de casos nas agências chegasse a pelo menos cinco neste mês. Como o banco se nega a cumprir as recomendações e a permitir a fiscalização de suas instalações, a judicialização do caso foi necessária para evitar um surto.

“O Bradesco não vem atendendo às recomendações expedidas pelo MPT para proteção de seus empregados e clientes e proíbe o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de realizar fiscalizações em suas agências”, disse o procurador Ilan Fonseca.

Segundo ele, pelo menos cinco bancários testaram positivo para a covid-19 sem que as medidas adotadas, como testagem dos que tiveram contato e fechamento das unidades sob suspeita para desinfecção imediata, surtissem o efeito de conter o contágio. O pedido de liminar encaminhado ao Judiciário tem caráter de urgência e pode ser apreciado a qualquer momento.

Leia Mais

BRADESCO PLANEJA FECHAR 450 AGÊNCIAS ATÉ 2020

Tempo de leitura: < 1 minuto

Bradesco prevê fechamento de 450 agências até 2020

O Bradesco deverá fechará 10% das suas agências em todo o Brasil até 2020. O plano representa o fechamento de 450 agências para fazer frente à despesa acima da meta e à pressão dos bancos digitais, de acordo com o Valor Econômico. Segundo a publicação, é o maior fechamento de agências desde a compra do HSBC, em 2016, quando foram fechadas 565 unidades.

Das 450 agências, 150 serão fechadas até o final de dezembro. Em 2020, outras 300 encerram as atividades, conforme o planejamento divulgado pelo Valor. O banco fechou 50 até setembro mais 100 até o final deste ano. O banco segue caminho adotado por Itaú e Banco do Brasil. O Itaú fechou 195 no primeiro semestre. O Banco do Brasil prevê fechar 242.

BANDIDOS EXPLODEM POSTO DE ATENDIMENTO DO BRADESCO EM BARRO PRETO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Cenário de destruição onde era o Posto de Atendimento bancário

Bandidos explodiram um posto de atendimento do Bradesco no município de Barro Preto, no sul da Bahia, no início da madrugada desta terça-feira (7). Para assustar a população e inibir a ação do reduzido efetivo policial, os bandidos invadiram a cidade dando tiros a esmo. Na sequência, foram ouvidas duas explosões.

De acordo com a Polícia Militar, a ação ocorreu por volta das 2h desta terça-feira. Os criminosos deixaram a cidade por uma estrada secundária, de acesso ao município de Itajuípe. A suspeita é de que os bandidos estejam na região de Coaraci e seja parte do bando que recentemente atacou o posto de atendimento de Almadina em fevereiro deste ano (relembre aqui).

Após as explosões e os bandidos deixarem a cidade, o que se viu no local onde funcionava o posto de atendimento do Bradesco foi um rastro de destruição. O município de Barro Preto é vizinho a Itabuna e tem pouco mais de 5,7 mil habitantes, de acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Há quase 30 anos a cidade não conta com agência e o posto era o único local para atendimento bancário.

AMEAÇAS DIABÓLICAS

Tempo de leitura: 2 minutos

marco wense1Marco Wense

Ainda tem o deboche do PMDB, legenda de Michel Temer. Em postagem oficial atemoriza: “se a reforma não sair, tchau, Bolsa Família”. Esse tchau é de uma frieza, de uma insensibilidade absurda, inaceitável.

 

Já disse aqui que a Reforma da Previdência é importante e imprescindível, mas não pode ser feita dando chicotada nas costas dos mais fracos.

Por que não vão atrás dos “Tarzans” da economia que devem horrores ao sistema previdenciário? A reforma do governo ignora R$ 426 bilhões devidos por empresas ao INSS. Entre os maiores devedores, estão o Bradesco, CEF, Marfrig, JBS e a Vale.

Como essas empresas contribuem com as campanhas eleitorais, fica o dito pelo não dito. Quem tem que tapar o rombo deixado pelos ricos são os pobres.

Como não bastasse a diabólica ameaça de acabar com o Bolsa Família, vem o Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, e diz que “sem a Reforma da Previdência, a carga tributária vai aumentar”.

E mais: ainda tem o deboche do PMDB, legenda de Michel Temer. Em postagem oficial atemoriza: “se a reforma não sair, tchau, Bolsa Família”. Esse tchau é de uma frieza, de uma insensibilidade absurda, inaceitável.

Só falta agora uma ameaça, digamos, futebolística, de que a seleção brasileira, mesmo passando pelas eliminatórias, não vai disputar a próxima copa do mundo.

A sorte desse pessoal, desses governantes, incluindo aí governadores e prefeitos, desses parlamentares – senador, deputados federal e estadual e vereadores – é que o povo brasileiro, além de ser acomodado, é fácil de ser tapeado, enganado pela velha política do “pão e do circo”.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

PROTESTO CONTRA DEMISSÕES FECHA AGÊNCIA DO BRADESCO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Bancários fecham agência do Bradesco contra demissões.

Bancários fecham agência do Bradesco contra demissões.

O Sindicato dos Bancários de Ilhéus fechou a agência do Bradesco localizada em frente ao Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), no centro de Ilhéus, nesta segunda-feira (30).

A medida, de acordo com o presidente do sindicato, Rodrigo Cardoso, se deve à demissão, sem justa causa, de três funcionários, ocorrida na última sexta-feira (28).

A agência, prometem sindicalistas e funcionários do banco, seguirá fechada por 24 horas, não devendo, por isso, abrir aos clientes até a manhã de terça (31).

Os clientes que precisarem de serviços que podem ser executados fora da agência de origem tem a opção de usar a que está localizada no Edifício Cidade Ilhéus, também na região central.

CAIXA E BRADESCO LIDERAM RANKING DE RECLAMAÇÕES NO BC

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Caixa Econômica Federal liderou o ranking de reclamações de clientes contra instituições financeiras em julho, de acordo com dados divulgados hoje (17) pelo Banco Central (BC). No total, foram 983 reclamações consideradas procedentes, ou seja o BC verificou indício de descumprimento de lei ou regulamentação.

Para elaborar o ranking, as reclamações são divididas pelo número de clientes da instituição financeira que originou a demanda e multiplicadas por 1 milhão. Assim, é gerado o índice, que representa o número de reclamações de cada instituição financeira para cada grupo de 1 milhão de clientes.

No caso da Caixa, o índice ficou em 12,85. Na sequência, o Bradesco, com índice de 12,80. Em terceiro lugar, ficou o HSBC, com 7,56. Nesse ranking estão as instituições financeiras com mais de 2 milhões de clientes.

Leia Mais

POLÍCIA PRENDE ASSALTANTES LIGADOS A QUADRILHA QUE ROUBOU BRADESCO DE ITAJUÍPE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Bandidos foram apresentados há pouco no Complexo Policial de Itabuna.

Bandidos foram apresentados há pouco no Complexo Policial de Itabuna.

A polícia prendeu há pouco quatro integrantes da quadrilha que assaltou a agência do Bradesco de Itajuípe, ontem (14).  Os bandidos foram presos próximos ao posto da Polícia Rodoviária Federal em Camacan, no sul da Bahia. De acordo com a polícia, os assaltantes se dirigiam à região de Itajuípe para resgatar os comparsas que, ontem, levaram três malotes e fizeram refém o subgerente da agência bancária.

Os bandidos foram identificados como Alex Silva Santos, 29 anos, Gilmar Santos Silva, 36, Nailton Rodrigues da Silva, 34, é Eliandro Menezes, 38. De acordo com a polícia, todos são de Porto Seguro. Os quatro assaltantes da ação de ontem ainda não foram capturados. Ainda de acordo com a polícia, Alex, Gilmar Nailton e Eliandro assaltaram bancos e correspondentes bancários em Santa Luzia, também no sul do Estado, no último dia 2 de janeiro.

Atualizado às 23h24min

FUNCIONÁRIO DO BRADESCO É LIBERADO POR QUADRILHA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Funcionário do Bradesco foi liberado por bandidos somente à noite (Foto Reprodução).

Funcionário do Bradesco foi liberado por bandidos somente à noite (Foto Reprodução).

O funcionário do Bradesco sequestrado no assalto à agência em Itajuípe, nesta quarta (14), foi liberado pelos bandidos por volta das 22h. O reencontro com a família ocorreu momentos depois, quando o pai foi buscá-lo em Itajuípe.

O bancário viveu mais de doze horas de tensão, sob o domínio dos quatro bandidos que assaltaram a agência às 8h da manhã desta quarta. O rapaz chegou à sua cidade por volta das 23h, sendo recebido por dezenas de pessoas, entre familiares, amigos e vizinhos.

O ASSALTO

Os funcionários chegavam à agência quando o bando invadiu o banco, rendeu vigilantes, tomando armas e coletes balísticos e viraram as câmeras para não serem flagrados. Após roubar malotes da agência, três dos integrantes da quadrilha renderam o subgerente. Na saída, deram tiros no prédio da agência e dispararam contra uma guarnição da PM.

Os bandidos seguiram em um Fiat Uno por um ramal que liga Itajuípe a uma região que fica no limite entre os municípios de Itabuna e Barro Preto. O carro foi incendiado para dificultar a identificação de digitais. Um malote foi deixado para trás pelos assaltantes.

FUNCIONÁRIO DO BRADESCO SERÁ SEPULTADO EM GANDU

Tempo de leitura: < 1 minuto

Fábio DennerO corpo de Fábio Denner Ferreira da Silva, de 33 anos, supervisor de seguros do Bradesco em Itabuna, será enterrado neste sábado (15 )em Gandu, no Sul da Bahia. Fábio Denner faleceu ontem à tarde, na Rua Alício de Queiroz, no centro de Itabuna.
O bancário estava andando quando sofreu um infarto fulminante. Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros socorreram o supervisor de seguros, que não resistiu e faleceu a caminho do hospital.

BB E CAIXA GANHAM MERCADO COM REDUÇÃO DE JUROS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do UOL Economia
Os bancos públicos federais, Banco do Brasil e Caixa, ganharam a disputa por mercado contra os maiores bancos privados do país, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander, após a queda da taxa básica de juros.
O governo pressionou os bancos estatais a aumentarem a oferta de crédito e a baixar os juros para incentivar o consumo, em meio à desaceleração da economia.
Tanto o Branco do Brasil quanto a Caixa registraram lucros recordes no ano passado, de R$ 12,2 bi e R$ 6,1 bi, respectivamente. Enquanto isso, Itaú, Bradesco e Santander viram seus ganhos diminuírem o ritmo no mesmo período.
Com queda de 7%, o Itaú ainda foi o banco que mais lucrou no país, R$ 13,594 bilhões. Logo atrás vem o Bradesco, com ganhos de R$ 11,381 bilhões, o único entre os privados que aumentou o lucro no período (alta de 3%). Já o Santander teve um recuo de 5%, chegando a R$ 6,329 bilhões.

JUIZ É ACUSADO DE AGREDIR BANCÁRIA EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A direção do Sindicato dos Bancários de Itabuna acusa o juiz de Direito Hermes Costa Lima de agredir uma funcionária de uma das agências do Bradesco no município. A agressão ocorreu na última sexta-feira, 1º, enquanto a bancária tentava organizar a fila de aposentados. O juiz é acusado de desferir um soco contra a funcionária do Bradesco.
Ao agredir a bancária, o magistrado teria dito que bateria novamente. O juiz não foi encontrado para comentar a acusação. “Exigimos as devidas providências por parte do Bradesco, uma vez que tomamos conhecido do fato através de terceiros e já comunicamos o ocorrido ao Departamento de Relações Sindicais do Banco em São Paulo”, informam os dirigentes em nota à imprensa.

ITUBERÁ: QUADRILHA ATACOU 3 AGÊNCIAS BANCÁRIAS E FEZ REFÉNS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Além de assaltar e fazer reféns no Banco do Brasil de Ituberá, a quadrilha composta por aproximadamente 15 homens também atacou agências da Caixa Econômica Federal e Bradesco nesta manhã de quarta, 7. Clientes e funcionários dos bancos foram usados como escudo humano pelos bandidos.

Pelo menos 11 pessoas foram feitas reféns e foram liberadas logo após a fuga da quadrilha, que utilizou um Fiat Strada, um GM Corsa e uma picape Mitsubishi L200 para a ação. Os veículos foram incendiados próximo a Nilo Peçanha, conforme polícia.

A Secretaria de Segurança Pública baiana disponibiliza um número gratuito para denúncias que possam levar à prisão da quadrilha. O telefone é o 181.

De acordo com a assessoria da secretaria, guarnições das Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipe) da Polícia Militar, em conjunto com policiais civis do Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif), participam da operação para prender os assaltantes. A operação é coordenada pelo delegado Daniel Pinheiro, da Garcif.

Back To Top