skip to Main Content
18 de janeiro de 2021 | 07:08 am

CONMEBOL DIVULGA JOGOS DA COPA AMÉRICA E LIBERA TROCAS PARA MATA-MATA

Brasil é campeão da Copa América|| Foto Fernando Frazão/AB
Tempo de leitura: 2 minutos

O Brasil começa a defender o título da Copa América no dia 13 de junho do ano do próximo ano, em Medellin (Colômbia) contra a Venezuela. A tabela completa da competição foi divulgada nesta quinta-feira (13) pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

O torneio seria disputado entre junho e julho de 2020, mas foi adiado para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A seleção brasileira está no Grupo B, com sede na Colômbia.

Além dos venezuelanos e dos anfitriões, também estão no caminho Peru, Equador e Catar, novamente convidado. O atual campeão asiático esteve na edição de 2019, no Brasil. Após a estreia, a equipe de Tite atuará duas vezes em Cali e duas em Barranquilla. Os quatro times mais bem colocados da chave avançam às quartas de final.

ARGENTINA

O Grupo A será disputado na Argentina. A seleção local, que abre a Copa América em 11 de junho de 2021 contra o Chile, em Buenos Aires, medirá forças contra Uruguai, Paraguai, Bolívia e Austrália. A nação da Oceania, que compete pelo continente asiático, também foi convidada pela Conmebol e disputará a Copa América pela primeira vez. Córdoba, La Plata, Mendoza e Santiago del Estero são as outras cidades que sediarão o torneio.

Leia Mais

VASCAÍNO ITABUNENSE "SOFRE" NA ARGENTINA

Tempo de leitura: < 1 minuto

“Momó” Evangelista passeava pela bela Buenos Aires, na Argentina, semana passada, exibindo a “camisola” do Vasco. Deu a “sorte” de entrar num restaurante onde torcedores do Fluminense estacionaram para comemorar e concentrar para o jogo contra o Boca Juniors. Olhe só o que aconteceu com o vascaíno itabunense, do bairro Conceição…

LEI DE “GURITA” EM BUENOS AIRES

Tempo de leitura: < 1 minuto

O rumoroso projeto de lei que pretendia obrigar os estudantes ilheenses a rezar o Pai Nosso nas escolas virou assunto em uma turma de doutorado em Direito em Buenos Aires. Quem revelou, em artigo publicado na imprensa local, foi o juiz Marcos Antônio Bandeira, da Vara da Infância de Itabuna.
De autoria do vereador Alzimário Belmonte, o Gurita, do PP, o projeto recebeu a sanção do prefeito Newton Lima, mas foi considerado inconstitucional, já que nenhum brasileiro pode ser forçado a seguir o rito de qualquer religião.
Na capital argentina, a ideia de Gurita causou espanto. “Mas o Brasil não é um país laico?”, indagavam os portenhos, segundo Bandeira.

Back To Top