skip to Main Content
4 de julho de 2020 | 02:59 pm

PRESIDENTE DA CÂMARA DE ILHÉUS TESTA POSITIVO PARA COVID-19

Presidente da Câmara, César Porto testou positivo para a covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, César Porto (PDT), está em isolamento social desde a última sexta-feira (5). Exame detectou que ele está com a covid-19. O resultado acontece dias depois que um servidor da Câmara também testou positivo, o que levou à suspensão das sessões presenciais que vinham acontecendo no Salão Nobre do Palácio Paranaguá.

Por medida de segurança, a Câmara vai testar servidores e parlamentares nos próximos dias, desta vez por meio do RT-PCR, exame mais seguro e confiável, quando é usado um swab, tipo de cotonete, que é inserido no nariz ou garganta do paciente, de onde é coletada uma amostra para ser analisada.

A partir da próxima segunda-feira (8), a Câmara Municipal de Ilhéus retorna para a execução de todas as suas atividades através do sistema “home office”, sem prejuízo de funcionamento dos setores administrativos e gabinetes parlamentares, que devem adotar as plataformas virtuais disponíveis até posterior deliberação. Confira a íntegra no Jornal Bahia Online.

ILHÉUS: JUSTIÇA MANDA PRESIDENTE DA CÂMARA DAR POSSE A SUPLENTE DE LUKAS PAIVA

Alex Venícius manda César Porto dar posse a Augustão
Tempo de leitura: < 1 minuto

O juiz da Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, Alex Venícius Miranda, determinou ao presidente da Câmara de Vereadores, César Porto, dar posse a Augusto Cardoso, Augustão, suplente do vereador Lukas Paiva. A decisão é da última segunda (1º). Paiva foi afastado ao ser investigado e preso na Operação Xavier, deflagrada pelo Ministério Público Estadual (MP-BA) e Polícia Civil.

Além determinar que a Casa adote as “providências imediatas” para a posse de Augusto Cardoso, Augustão, o magistrado também cita a obrigação da Câmara de exonerar todo o gabinete de Lukas Paiva, “possibilitando ao novo vereador a indicação” dos seus assessores, informa o Ilhéus Comércio.

Na interpretação do juiz Alex Venícius Miranda, a Câmara de Vereadores deveria dar posse a Augustão desde novembro do ano passado. Foi naquele mês que Lukas Paiva acabou afastado do cargo na ação cível movida pelo MP-BA contra ele e outros envolvidos em esquema de corrupção na Câmara de Ilhéus.

NOVOS VEREADORES DE ILHÉUS RECEBERÃO R$ 12,6 MIL; AUMENTO É SUPERIOR A 26%

Fachada Da Câmara De Vereadores De Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os novos vereadores de Ilhéus em 2021 vão receber salário de R$ 12.661,00 por mês. O valor é 26,34% mais alto que o subsídio recebido na atual legislatura.

Para além dos vereadores, o prefeito Mário Alexandre autorizou o reajuste no valor da verba de representação dos gabinetes para até R$ 15.193,20, o que representará um aumento de 51,61% da verba praticada hoje.

Esse recurso é para ser utilizado com assessores parlamentares e para aquisição de material de escritório. Enquanto isso, a correção do salário mínimo para 2020 foi de 4,1% para o trabalhador assalariado.

Apesar de sancionado pelo prefeito, a aprovação da nova tabela foi feita pela própria Câmara. Como o vereador não pode legislar em causa própria, estes novos valores terão a validade de 2021 a 2024, ou seja, durante todo o próximo mandato este valor estará congelado. Leia a íntegra no Jornal Bahia Online.

APÓS OPERAÇÃO XAVIER, TRÊS VEREADORES SUPLENTES TOMAM POSSE EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Vereadores suplentes tomaram posse na tarde desta terça (21)

Três suplentes de vereadores assumiram mandato nesta terça (21) na Câmara de Ilhéus. Augustão (PSB), Gilmar Sodré (PP) e Reinaldo Oliveira, Zé Neguinho (PP) tomaram posse em lugar de Lukas Paiva (PSB), Tarcísio Paixão (PP) e Aldemir Almeida (PP). Lukas está foragido, Tarcísio foi preso e Aldemir permanece afastado do mandato.

Os três foram alcançados pela Operação Xavier (Chave E), deflagrada há uma semana pelo Ministério Público Estadual (MP-BA) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), acusados de participar de atos de corrupção na Câmara de Vereadores no período de 2011 a 2018, conforme investigações.

Augustão, Zé Neguinho e Gilmar tomaram posse após a Mesa Diretora se reunir na manhã de hoje e decidir pela assunção dos suplentes. Três servidores foram exonerados, a pedido, de acordo com a Assessoria de Comunicação do legislativo. Outras exonerações foram determinadas pelo presidente da Casa, César Porto (PDT), porém os nomes não foram divulgados. As ações, conforme a assessoria, seguem recomendações do MP-BA.

MARÃO ENFRENTA REBELDIA NA BASE

Tempo de leitura: 2 minutos

Lukas, de roupa clara, é entrevistado por Robertinho Scarpita e Marinho Santos (de boné).

Ilhéus começa a assistir à reprise de novela já rodada em Itabuna nesta semana. Vereadores insatisfeitos na relação com o prefeito começam a se rebelar. Ou, como diriam, fazer críticas construtivas. Em Itabuna, 13 vereadores revogaram decreto de aumento da passagem de ônibus. Na vizinha cidade, pelo menos um dos vereadores, Jerbson Moraes (PSD), do mesmo partido do prefeito, já cogita a possibilidade de colocar o decreto que reajustou a passagem para R$ 3,50.
Desde ontem (5), o presidente da Câmara de Ilhéus, Lukas Paiva (PSD), intensificou as críticas à gestão do prefeito Mário Alexandre (PSD). Com razão, bateu na qualidade de serviços como iluminação pública e coleta de lixo.
– Acho que desde o início do governo a cidade está com aspecto sujo, e a limpeza pública está deixando a desejar. Com a iluminação pública, a situação é igual – disse Lukas em entrevista ao Tropa de Elite, programa que vai ao ar na Rádio Bahiana.
Para Lukas Paixa, o governo de Marão precisa ouvir – e atender – mais os vereadores. “Sei que nem tudo pode ser atendido, sei das limitações do governo, mas o vereador é o político mais próximo do povo, e precisa ter suas reivindicações em prol do povo atendidas”.
Na cidade administrada pelo prefeito Fernando Gomes, a pedida dos vereadores era por mais cargos – pelo menos, a julgar pela fala do gestor. Quanto a Ilhéus, ainda não se tem claramente os motivos da rebeldia na base.

FERNANDO GOMES LEMBRA PAPEL DE ADERVAN E DECRETA LUTO OFICIAL

Tempo de leitura: 2 minutos

Assim como o prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite, Fernando Gomes decretou luto oficial de três dias em Itabuna, em reconhecimento à contribuição de José Adervan de Oliveira para o desenvolvimento e, ainda, a luta pela liberdade da informação, “mantendo um diário de circulação regional por mais de 30 anos”.

Por meio de nota, o prefeito destaca a militância política de Adervan e sua “destacada atuação em favor do esporte e da cultura, bem como em defesa da ética profissionais e dos valores morais”.

Adervan faleceu na tarde do último domingo (12), no Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna. O corpo foi enterrado ontem à tarde, em Itabuna. Ontem, o ex-prefeito Jabes Ribeiro lembrou da sua relação com Adervan e emitiu nota em que lembra da última homenagem prestada ao jornalista, ano passado, com a entrega da Comenda São Jorge dos Ilhéus.

Adervan, paletó claro, quando recebeu comenda em Ilhéus das mãos de Jabes, em 2016 (Foto Alfredo Filho).

Adervan, paletó claro, quando recebeu comenda em Ilhéus das mãos de Jabes, em 2016.

CÂMARA DE ILHÉUS

A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Ilhéus se pronunciou em nota na qual enfatiza o amor do jornalista e empresário pelo sul da Bahia. “Foi um influente comunicador do sul da Bahia, que perde um dos seus grandes defensores. Neste momento de dor, enviamos nossos pêsames à família e amigos”.

BIOFÁBRICA

O Instituto Biofábrica de Cacau também emitiu nota na qual destaca a relevância de Adervan no desenvolvimento da comunicação regional. “Adervan deixa um importante legado para a comunicação regional, configurando como um dos principais personagens do setor”, observa a nota. “À família e aos amigos enlutados, a Biofábrica presta solidariedade”. O profissional era um dos maiores defensores da agropecuária regional.

Além da Prefeitura de Itabuna, Biofábrica e Câmara de Ilhéus, a FTC de Itabuna, por meio do seu diretor Luiz Alfredo Omena, também se posicionou. “Com o falecimento de José Adervan, o jornalismo sulbaiano perde uma das suas referências do profissionalismo exercido com ética, competência e seriedade”.

CÂMARA DE ILHÉUS APROVA REFIS 2015

Tempo de leitura: < 1 minuto
Jabes: Refis aprovado (Foto Gidelzo Silva).

Jabes: Refis aprovado (Foto Gidelzo Silva).

A Câmara de Vereadores aprovou ontem (17) a proposta de criação do Refis 2015 (Programa de Incentivo à Regularização Fiscal), encaminhada ao legislativo pelo prefeito Jabes Ribeiro.

A proposta permite ao contribuinte, seja pessoas física ou jurídica, parcelamento de dívida sem juros ou multas. Porém, a quitação deve ocorrer até 30 de novembro.

A renegociação deverá ser feita no Setor de Tributos, no Palácio Paranaguá, das 8h às 12h e das 13h30min às 18h, assim que o projeto de lei for sancionado pelo prefeito Jabes Ribeiro.

A nova lei incluiu todos os impostos e taxas vinculados ao tesouro municipal, desde que vencidos até o dia 31 de dezembro de 2014. Somente poderá ter acesso ao Refis 2015 quem já quitou o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) deste ano.

VEREADORES “SAEM NO MURRO” EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Cosme Araújo e Gilmar Sodré trocaram "afagos" (Fotos Chico Andrade e José Nazal).

Cosme Araújo e Gilmar Sodré trocaram “afagos” (Fotos Chico Andrade e José Nazal).

A sala do cafezinho da câmara de Ilhéus tem se notabilizado por sediar troca de socos e agressões verbais entre parlamentares. Na sessão desta terça (25), os vereadores Gilmar Sodré e Cosme Araújo, segundo relatos, trocaram socos na salinha. Sodré teria acertado o rosto do colega.

A “sessão” não foi adiante porque o vereador Dero e o assessor de comunicação, Zerinaldo Sena, jogaram água fria nos brigões, separando-os.

Recentemente, voltaram a circularam na internet postagens em blogs acusando Gilmar Sodré de ter abusado uma menor. Até carros de som teriam sido colocados nas ruas para espalhar a notícia. Como lembra o Blog do Gusmão, o vereador foi inocentado das acusações.

ILHÉUS: TARCÍSIO EXONERA INTÉRPRETES, MAS MANTÉM OUVIDOR

Tempo de leitura: < 1 minuto
Tarcísio manteve dois assessores, um deles ouvidor-geral.

Tarcísio manteve dois assessores, um deles ouvidor-geral.

Os dois intérpretes de línguas contratados pela Câmara de Vereadores de Ilhéus foram exonerados na segunda (1º). Antonio Carlos Oliveira de Aquino e Cristiane de Almeida Silva não eram vistos trabalhando em sessões do legislativo.

As exonerações foram publicadas no Diário Oficial da Câmara ontem (3), uma semana depois de matéria no Pimenta revelar que quatro servidores ganhavam sem trabalhar. As razões iam de falta de espaço para exercer a função a não comparecimento regular à sede da Câmara.

Outros dois servidores, no entanto, não foram exonerados pelo presidente da Câmara, Tarcísio Paixão. Hernani Figueiredo Oliveira Santos, nomeado como assessor da Ouvidoria Geral com salário de R$ 3.024,00, nunca foi visto na Casa. A ouvidoria não dispõe nem de telefone.

Nomeada como chefe da telefonia, Kleide Ribeiro Figueiredo é desconhecida dos servidores do legislativo. O blog apurou que ela reside no Salobrinho, base eleitoral do vereador Tarcísio Paixão. Kleide passou a frequentar a Câmrara nesta semana, após a denúncia. “Ela fica lá, das 9h às 12h. Não tem sala nem telefone para ela”, explicou dois dos funcionários ouvidos.

VETO ÀS CINQUENTINHAS DERRUBA SUPERINTENDENTE DE TRÂNSITO DE ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
José Carlos Dias pediu o boné ao ver PL vetado por Jabes.

João Carlos Dias pediu o boné ao ver PL vetado por Jabes.

O superintendente de Trânsito de Ilhéus, João Carlos Dias, pediu o boné. Capitão da PM, Dias é entusiasta do projeto de lei que regulamenta o uso das motocicletas de até 50 cilindradas, as famosas cinquentinhas. O PL foi aprovado pela câmara, mas vetado pelo prefeito Jabes Ribeiro.

A proposta de regulamentação, que contava com o apoio do superintendente, foi apresentada pelo vereador Cosme Araújo, desafeto do prefeito, o que teria motivado o veto à regulamentação. A decisão de Jabes levou João Carlos a pedir as contas, menos de seis meses depois de assumir o cargo.

Nesta terça-feira (2), a câmara aprecia o veto do prefeito, podendo derrubá-lo.

Back To Top