skip to Main Content
13 de julho de 2020 | 07:05 pm

NA BAHIA, 378 CIDADES FICAM SEM TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

Bahia tem mais de 90% dos municípios sem transporte intermunicipal || Foto Reprodução
Tempo de leitura: 3 minutos

Barra do Rocha, Caturama, Ituaçu e Novo Horizonte terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de sábado (11). A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (10).

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de van. O decreto ainda mantém suspensas, até 12 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Lajedão e Malhada, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19. Confira, no “leia mais”, os 378 municípios com restrição.

Leia Mais

LEIS QUE PEGAM, LEIS QUE NÃO; VIVA A ESBÓRNIA

Tempo de leitura: 3 minutos

Caso ouvisse meu conselho, por certo recomendaria amotinar os guardas municipais, os fiscais de posturas e, quem sabe, poderia, ainda, recrutar alguns dos fiscais do Sarney para conter os meliantes.

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Confesso que estou morrendo de curiosidade – e diria até de inveja – por ainda não ter transposto, atravessado a nova ponte de Ilhéus sobre o rio Cachoeira, que recebeu a justíssima homenagem de ostentar o nome do itabunense Jorge Amado. Além dos benefícios viários para Ilhéus e região, o equipamento, por si só, é uma maravilha no centro das maravilhas compostas pela baía do Pontal e a cidade alta.

Mais que ver de perto a imponência da ponte estaiada – a primeira da Bahia, como anunciam – me apraz dar uma olhada na sinalização horizontal e vertical de trânsito, com a precípua finalidade de tirar uma dúvida. É que nos grupos de Whatsapp que participo me enviaram um vídeo com a primeira leva de privilegiados ao cruzar a ponte, assim que o Governo do Estado passou o bastão à administração municipal.

Tenho dúvidas da autenticidade do vídeo que deve ter sido uma inauguração lá pela Inglaterra, China, Índia, ou quaisquer outros países que adotaram a chamada mão inglesa, onde a mão é na pista da esquerda. Pelo que me consta, por falta de prerrogativas, Ilhéus não firmou nenhum tratado internacional com a Inglaterra para adotar esse tipo de comportamento.

Na minha científica ignorância cheguei a pensar – me perdoem se estiver errado – que tenha sido obra de algum assessor do alcaide querendo demonstrar conhecimento internacional ao justificar tal absurdo comportamento. Já perguntei a um monte de conhecidos se tal fato era verdade, mas somente sossego quando ouvir a palavra abalizada de José Nazal, pra mim a maior autoridade ilheense desta refinada ponte.

E tenho uma série de motivos para levantar minhas suspeitas. A começar pela atitude pachorrenta dos antes lépidos agentes de trânsito ilheenses, que assistem, passivamente, a tal tresloucada direção perigosa. E lá iam os ilheenses em seus veículos comemorando e filmando a travessia com aparelhos celulares. Assisti ao vídeo com bastante atenção para observar se na comitiva vip estaria meu amigo Gláucio Badaró. Decepção.

Assim que deixarem eu romper a inconstitucional barreira dita sanitária – que apenas proíbe o ir e vir – nem que seja de posse de um competente habeas corpus concedido pelo poder judiciário, garanto que também terei meu dia de glória. Antes, porém, estacionarei num posto de combustível para tomar ciência em qual pista trafegar para não infringir o Código de Trânsito Brasileiro e ter que arcar com uma pesada multa.

Quando digo que algumas leis pegam e outras vão para o ostracismo, estou cercado de razão. A todo o momento que vejo alguma lei desrespeitada me pergunto o motivo de serem consideradas chinfrim. E olha que sou um leitor compulsivo dos diários oficiais da união, estados e municípios, com medo de infringir algum artigo e tomar um esporro da autoridade: “Ninguém se escusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece”.

Hoje mesmo pela manhã resolvi tomar um sol na praia – pois soube que o covid-19 corre do astro-rei como o satanás da cruz – e aproveitar para colocar os ossos e nervos em dia voltando às caminhadas. De repente, passa por mim um cavalo selado, rodeado por um séquito composto por uma matilha de cães, como se estivessem numa estrada rural ou na grande fazenda de um político qualquer.

Como confessei ser leitor contumaz dos diários oficiais, veio imediatamente em minha lembrança um decreto aditado pelo prefeito de Canavieiras anos atrás, justamente proibindo o passeio ou desfile desses animais pela praia da Costa. Para não dizer que se tratava apenas de perseguição aos garbosos cavalos e cães, o competente decreto também proibia fazer churrascos e beber cerveja em copos de vidro e garrafas.

Aproveito esse espaço a mim concedido nesta mídia, para, em nome da defesa das leis e da população praiana, dar ciência ao prefeito para que tome providências imediatas contra o infrator, aplicando todos os rigores da lei. Justamente nesses tempos de pandemia, não poderemos nos descuidar de todas as precauções, mesmo sendo sabedores que esse vírus chinês não é transmitido por animais ditos irracionais.

A bem da moralidade pública, compete à autoridade municipal reunir os meios legais que dispõe e travar uma luta sem quartel contra os desobedientes e transgressores das leis, decretos e portarias. Caso ouvisse meu conselho, por certo recomendaria amotinar os guardas municipais, os fiscais de posturas e, quem sabe, poderia, ainda, recrutar alguns dos fiscais do Sarney para conter os meliantes.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

MAIS SETE MUNICÍPIOS BAIANOS TÊM TRANSPORTE SUSPENSO; TOTAL CHEGA A 348

Bahia tem mais de 90% dos municípios sem transporte intermunicipal || Foto Reprodução
Tempo de leitura: 3 minutos

O transporte intermunicipal será suspenso em Cotegipe, Igaporã, Itaguaçu da Bahia, Paramirim, Remanso, São José do Jacuípe e Wagner, a partir de quinta-feira (2). A decisão, que foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quarta (1º), tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana.

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. Também continuam suspensas, até o dia 6 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Ibiquera, Santana, São Domingos e São Gabriel, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19. Clique em “leia mais” e confira todos os 348 municípios afetados pelo decreto.

Leia Mais

MORTE DE ALMIR MELO DEIXA CANAVIEIRAS ORFÃ

Tempo de leitura: 3 minutos

Na floresta, o jequitibá espalha as sementes e faz brotar seus sucessores; na política também é possível, desde que o herdeiro professe dos mesmos ideais, das mesmas determinações, os mesmos compromissos.

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Aos poucos, o Grande Arquiteto do Universo, Deus – ou o todo-poderoso de qualquer das religiões ou línguas conhecidas – vai chamando seus filhos para que fiquem ao seu lado. Por certo, cumpriram a missão nesta terra e se preparam para novas tarefas. Neste domingo (28), chegou a vez de Almir Melo, aos 75 anos (completaria 76 em no próximo 5 de outubro).

Almir Melo não gostava de comemorar seu aniversário, mas esperava protagonizar outro festejo, o da eleição e chegou de Salvador – onde cumpria o isolamento social – para anunciar a Canavieiras sua disposição de governar sua amada terra por mais 4 anos. Concedeu entrevistas e afirmou em alto e bom som que era pré-candidato, disposto que estava de voltar a reconstruir sua cidade.

O retorno de Almir Melo à vida política decorreu de uma série de fatores, sendo que o que mais pesou foi o clamor dos canavieirenses para que voltasse a ser o timoneiro de sua terra, atualmente atravessando por mares revoltos. Esperavam eles viver conforme o ditado popular: depois da tempestade vem a bonança. Ao que tudo indica, não seria do designo de Deus.

Prefeito por quatro mandatos, é reconhecido até pelos adversários como o maior e melhor administrador de Canavieiras. E não seria pra menos, pois contra fatos não existem ou resistem argumentos. Basta um simples passeio pela cidade para que os feitos sejam constatados nos equipamentos públicos erguidos para atender às áreas da educação, da saúde, da assistência social.

Nos quatro mandatos soube se situar no tempo e no espaço. Com seu prestígio político conseguiu recursos para implantar equipamentos e serviços, desenvolver sua cidade, melhorar a vida de sua população. Conseguiu a abertura de rodovias, facilitou a circulação de pessoas de outras cidades e vislumbrou o turismo como a principal vocação de Canavieiras ao garantir a construção da ponte sobre o rio Patipe para o acesso à Atalaia.

De repente, Canavieiras se transformou em Canes – mas só para os íntimos, como dizia o slogan da peça publicitária –, com um ‘n’ só para se diferenciar da famosa cidade da Côte d’Azur francesa, Cannes. E começou modernizar Canavieiras sem desprezar sua história, suas tradições culturais, que considerava a maior riqueza do seu povo. E vibrava com cada resultado alcançado.

Canavieiras, a cidade das areias brancas! Era aqui neste torrão que pretendia descansar após o último suspiro. E cumpriu o roteiro com maestria. Deixou o isolamento social em Salvador desobedecendo os conselhos de amigos e familiares para cumprir o que pedia sua vontade. Teimosia para uns, seguir o predeterminado por Deus para os que o conheciam de mais perto.

Uma corrente sempre foi o símbolo que o unia aos seus eleitores. Cada um – correnteiro – era um elo que os ligavam pelo amor a Canavieiras. Se um dos elos se partia, imediatamente outro era agregado, bem soldado, sedimentado. Franco e aberto no seu pensar e agir, por vez era mal-entendido ao não prometer projetos e favores individuais num país em que vigora o tome lá, dá cá.

Mas o carisma de Almir Melo transcendia a esses pequenos desencontros e com a mesma altivez de um sim, quando era possível, dizia o não, complementando que teria sido eleito para trabalhar por Canavieiras e não por pessoas. Conhecedor de cada um dos moradores pelo nome e apelido sabia-os cativar pelo jeitão afável, mesmo tratamento que emprestava aos novos amigos.

Fechou seu ciclo! Como um portentoso jequitibá que tomba na Mata Atlântica de Canavieiras, Almir Melo sucumbiu aos problemas coronarianos, festejando quando possível, se resguardando nas adversidades. Na floresta, o jequitibá espalha as sementes e faz brotar seus sucessores; na política também é possível, desde que o herdeiro professe dos mesmos ideais, das mesmas determinações, os mesmos compromissos.

Como dizia Almir Melo nos mais de 44 anos de vida pública: “Que ninguém questione a nossa lealdade! Que não pairem dúvidas sobre a nossa força! Que não se levante suspeita sobre o nosso amor por Canavieiras! O Correnteiro é Fraterno! O Correnteiro é Guerreiro! o Correnteiro é Valente! Não mexa com o Correnteiro quando o que está em jogo é a autonomia, a independência e os interesses da nossa cidade.

Que a saudade se transforme no cimento nos elos dessa corrente por Canavieiras.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado. Clique e confira o blog.

MORRE EX-PREFEITO DE CANAVIEIRAS ALMIR MELO

Canavieiras perde ex-prefeito Almir Melo
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-prefeito de Canavieiras Almir Melo (MDB), de 75 anos, faleceu, na tarde deste domingo (28). As primeiras informações são de que o político estava em casa com a família quando sentiu-se mal e foi levado às pressas para o Municipal Hospital Regis Pacheco.

O quadro de saúde agravou-se rapidamente e Almir Melo não resistiu. Informações extraoficiais são de que ele teria sido vítima de infarto. Almir foi prefeito de Canavieiras por quatro mandatos, sendo que o último encerrado em 2016. Não foram divulgados os detalhes sobre o sepultamento do corpo do ex-prefeito.

BAHIA: SOBE PARA 325 NÚMERO DE MUNICÍPIOS SEM TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

Tempo de leitura: 3 minutos

Os municípios Andorinha, Antônio Gonçalves, Belo Campo, Biritinga, Catolândia, Cravolândia, Itambé, Itapebi, Lapão, Nova Ibiá, Nova Redenção, Paratinga e Quijingue terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quarta-feira (17).

A medida de suspensão de transporte, que foi prorrogada até o dia 21 de junho, tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana. Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (16). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Araçás, Caraíbas, Érico Cardoso, Ibipeba, Ituaçu, Malhada de Pedras, Ourolândia, Pedro Alexandre e Rodelas, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19. Confira a lista completa no “leia mais”.

LISTA DE MUNICÍPIOS

A Bahia possui 325 municípios com transporte suspenso. São eles: Acajutiba, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Almadina, Amargosa, Amélia Rodrigues, Andaraí, Andorinha, Angical, Anguera, Antas, Antônio Cardoso, Antônio Gonçalves, Aporá, Aracatu, Araci, Aramari, Aurelino Leal, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barra do Rocha, Barreiras, Barrocas, Barro Preto, Belmonte, Belo Campo, Biritinga, Bom Jesus da Lapa, Boquira, Brejões, Brumado, Buerarema, Buritirama, Caatiba, Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Caetité, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canarana, Canavieiras, Candeal, Candeias, Candiba, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capim Grosso, Caravelas, Cardeal da Silva, Casa Nova, Castro Alves, Catolândia, Catu, Cícero Dantas, Cipó, Coaraci, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Cordeiros, Coronel João Sá, Correntina, Cravolândia, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Basílio, Dom Macedo Costa, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Feira de Santana, Filadélfia, Firmino Alves, Floresta Azul, Formosa do Rio Preto, Gandu, Gentio do Ouro, Glória, Gongogi, Governador Mangabeira, Guajeru, Guanambi, Guaratinga, Iaçu, Ibicaraí, Ibicuí, Ibipitanga, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ibirataia, Ibitiara, Ibotirama, Igrapiúna, Iguaí, Inhambupe, Ilhéus, Ipecaetá, Ipiaú, Ipirá, Irará, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itabuna e Itacaré.

A restrição também inclui Itaetê, Itagi, Itagibá, Itajuípe, Itamaraju, Itambé, Itanagra, Itanhém, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itapicuru, Itapitanga, Itatim, Itiruçu, Itiúba, Ituberá, Iuiu, Jacaraci, Jacobina, Jaguarari, Jaguaripe, Jaguaquara, Jandaíra, Jequié, Jitaúna, João Dourado, Juazeiro, Jeremoabo, Jussari, Jussiape, Lafaiete Coutinho, Laje, Lajedão, Lamarão, Lapão, Lauro de Freitas, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Macarani, Macaúbas, Madre de Deus, Maetinga, Maiquinique, Mairi, Malhada, Manoel Vitorino, Mansidão, Maragogipe, Maraú, Marcionílio Souza, Mascote, Mata de São João, Miguel Calmon, Milagres, Mirangaba, Mirante, Monte Santo, Morro do Chapéu, Mortugaba, Mucuri, Mulungu do Morro, Mundo Novo, Muniz Ferreira, Muquém de São Francisco, Muritiba, Mutuípe, Nazaré, Nilo Peçanha, Nordestina, Nova Canaã, Nova Fátima, Nova Ibiá, Nova Viçosa, Nova Redenção, Novo Triunfo, Olindina, Oliveira dos Brejinhos, Ouriçangas, Palmas de Monte Alto, Palmeiras, Paratinga, Paripiranga, Pau Brasil, Paulo Afonso, Pé de Serra, Piatã, Pilão Arcado, Pindaí, Pindobaçu, Pintadas, Piraí do Norte, Piripá, Piritiba, Poções, Pojuca, Ponto Novo, Porto Seguro, Potiraguá, Prado, Presidente Dutra, Presidente Tancredo Neves, Queimadas, Quijingue, Quixabeira, Rafael Jambeiro, Remanso, Retirolândia, Riachão das Neves, Riachão do Jacuípe, Riacho de Santana, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Rio do Antônio, Rio Real, Ruy Barbosa, Santanópolis, Salinas de Margarida, Salvador, Santa Bárbara, Santa Brígida, Santa Cruz Cabrália, Santa Cruz da Vitória e Santa Inês.

Estão com restrição no transporte ainda Santa Rita de Cássia, Santa Teresinha, Santaluz, Santa Luzia, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, Santo Estevão, São Desidério, São Domingos, São Félix, São Francisco do Conde, São Gonçalo dos Campos, São José da Vitória, São José do Jacuípe, São Miguel das Matas, São Sebastião do Passé, Sapeaçu, Sátiro Dias, Saubara, Seabra, Senhor do Bonfim, Sento Sé, Serra do Ramalho, Serra Preta, Serrinha, Serrolândia, Simões Filho, Sítio do Quinto, Sobradinho, Souto Soares, Tanhaçu, Tanquinho, Taperoá, Teixeira de Freitas, Teodoro Sampaio, Teofilândia, Terra Nova, Tucano, Uauá, Ubaíra, Ubaitaba, Ubatã, Umburanas, Una, Urandi, Uruçuca, Valença, Valente, Várzea da Roça, Varzedo, Vera Cruz, Vereda, Vitória da Conquista, Wanderley, Wenceslau Guimarães e Xique-Xique.

BAHIA SUSPENDE TRANSPORTE EM 309 MUNICÍPIOS

Por causa da covid-19, Bahia tem mais de 300 municípios sem transporte intermunicipal
Tempo de leitura: 3 minutos

Mais de 80% dos municípios baianos estão com transporte suspenso por causa da covid-19. À lista, serão acrescentados, amanhã (10), Angical, Aracatu, Barra da Estiva, Botuporã, Central, Guajeru, Iuiu, Laje, Malhada, Mortugaba, Muquém de São Francisco, Nilo Peçanha, Nova Canaã, Piatã, Quijingue, São Miguel das Matas, Serra do Ramalho e Ubaíra terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quarta-feira (10).

A medida de suspensão de transporte, que foi prorrogada até o dia 21 de junho, tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana. Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (9). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Anagé, Brotas de Macaúbas, Itapebi, Jaborandi, Jiquiriçá, Jussara, Lajedão, Maraú, Matina, Mirante, Nova Soure, Palmeiras, Paramirim, Paratinga, Rio do Pires, Souto Soares, Tanque Novo, Utinga e Varzedo, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19. No “leia mais” confira a lista completa de municípios sem transporte.

Leia Mais

DECRETO ESTADUAL RESTRINGE TRANSPORTE EM IBICUÍ E POÇÕES

Transporte público é suspenso em mais de 80% dos municípios baianos
Tempo de leitura: 3 minutos

Bonito, Formosa do Rio Preto, Guaratinga, Ibicuí, Ibipitanga, Jussara, Pé de Serra, Poções e Presidente Tancredo Neves terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de sábado (6). A medida de suspensão de transporte, que foi prorrogada até o dia 21 de junho, tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana.

Nestes municípios, ficam proibidas a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (5). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Apuarema, Caém, Capela do Alto Alegre, Itororó e Laje, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Leia Mais

SUL DA BAHIA REGISTRA QUASE 100 MORTES E 1,9 MIL CASOS DE COVID-19

Bahia registra quase 100 mil casos de covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

O número de casos do novo coronavírus não para de crescer no sul da Bahia. Dados das secretarias municipais de saúde mostram que 16 municípios concentram mais de 90% dos doentes na região. Até a tarde desta quarta-feira (27), as localidades com maior quantidade de infectados pelo vírus são Itabuna (756), Ilhéus (448) e Ipiaú (196).

A lista com município com grande número de infectados pelo vírus conta também com Uruçuca (99), Itajuípe (67),  Camacan (59),  Buerarema (39), Coaraci (28), Canavieiras (22), Itagibá (22), Ubaitaba (22), Itacaré (20), Ibicaraí (15), Ibirataia (14), Ibirapitanga (12) e Ubatã (12).  Outros 16 municípios do sul da Bahia registram, juntos, 98 casos.

Os municípios com mortes causadas pelo novo coronavírus são Itabuna (31), Ilhéus (29),  Uruçuca (9), Buerarema (5), Ipiaú (5), Coaraci (2), Gongogi (2), Itagibá (2), Ibirataia (2), Itapé (2), Itajuípe (2),  Maraú (2), Canavieiras (1), Gandu (1),  Itacaré (1) e  Ubaitaba (1).

De acordo com os dados consultados pelo PIMENTA nesta quarta-feira (27), são exatos 1.930 casos de Covid-19 confirmados no sul da Bahia até o momento. Esse número deve ser alterado com os boletins que serão divulgados logo mais, a partir das 17h30min, pelas secretarias municipais de saúde.

O DESLIZE DE ZÉ NETO

Zé Neto e a homenagem a… Canavieiras
Tempo de leitura: < 1 minuto

Ontem, o deputado federal Zé Neto (PT-BA) usou a foto de um dos principais pontos turísticos de Ilhéus, a Catedral de São Sebastião, com o Morro de Pernambuco ao fundo, para parabenizar a não menos bela Canavieiras…

Internautas não perdoaram.

“Filou a aula de Geografia em [hein] deputado?!”, perguntou um deles.

“Gente,o importante,é o q importaaa kkkkkkk”, reagiu uma internauta.

Back To Top