skip to Main Content
7 de maio de 2021 | 05:10 am

CINEMA EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Havan estuda construir loja com cinema em Itabuna.

Fachada de loja da Havan, que estuda construir loja com cinema em Itabuna.

Uma das maiores críticas ao Shopping Jequitibá é a falta de salas de cinema. Há quase cinco anos, o centro de compras acabou com as salas de projeção. A cada promessa do empreendimento, surge sempre a dúvida – que deu lugar à descrença.

A espera por uma sala de cinema pode acabar. E a promessa não é do shopping. A catarinense Havan, uma das maiores lojas de departamento, deverá iniciar, neste segundo semestre, a construção de uma loja em Itabuna. E a promessa é de uma filial com, pelo menos, duas salas de cinema. Tudo dependerá das sondagens de mercado e seleção de terrenos.

O compromisso de ter uma loja em Itabuna foi firmado, neste mês, durante visita de uma missão de empresários baianos a Brusque (SC). “A Havan quer abrir a centésima loja na Bahia”, disse o empresário Roberto Barbosa, o Roberto Minas Aço.

O empresário integrou a comitiva do vice-governador e secretário de Planejamento da Bahia, João Leão. Ao PIMENTA, Roberto disse que um dos compromissos da diretoria da Havan é a construção de uma loja no sul da Bahia. O grupo catarinense já possui uma loja no Estado. E planeja abrir mais 20, de acordo com o presidente do grupo, Luciano Hang.

CINEMA DO JEQUITIBÁ SAI DO PAPEL ATÉ ABRIL

Tempo de leitura: < 1 minuto

As obras do novo cinema do Shopping Jequitibá podem começar ainda nesta mês, conforme adiantou o departamento de marketing do centro de compras ao Diário Bahia. De acordo com o shopping, três empresas estão no páreo, mas uma de origem mexicana deve assumir a administração das seis salas de cinema. As obras começam assim que for definida a empresa vencedora da peleja – no máximo, em abril.
O shopping também iniciou a construção do centro empresarial no estacionamento principal. O investimento vai abrigar diversos empreendimentos e, também, a Superintendência Regional Sul da Caixa Econômica, conforme adiantou este blog (relembre aqui). O centro de compras atingiu em fevereiro passado o fluxo de 60 milhões de clientes em quase 12 anos de atividades.

Back To Top