skip to Main Content
17 de fevereiro de 2020 | 07:56 pm

MAIS DE 400 ALUNOS DA REDE PÚBLICA DO SUL DA BAHIA SÃO APROVADOS EM UNIVERSIDADES

Ellen Barros, Guilherme, Brenda Ketlyn, do Colégio Modelo, e Samilly Kauany, Gustavo Salomão e Larissa Alves , do Félix Mendonça
Tempo de leitura: 3 minutos

Entrar para uma universidade no Brasil é um sonho que parece distante para milhões de estudantes de baixo poder aquisitivo. Muitas vezes, a qualidade do ensino público, aliada a fatores como falta da incentivo dos pais e escassez de dinheiro até para pagar uma passagem, cria uma enorme barreira para o acesso a um bom curso no ensino superior. Mas, no sul da Bahia, mais de 400 estudantes do ensino médio conseguiram provar que é possível superar os obstáculos. A história de muitos deles será tema de uma série de reportagens exclusivas que o PIMENTA publica a partir desta semana.

Muitos dos futuros universitários estudaram sempre em escolas públicas em bairros periféricos de suas cidades e apostaram na educação como ferramenta de transformação social. Na lista dos que conseguiram pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para ingresso no ensino superior neste ano estão filhos de donas de casas, porteiro, dona de bar, desempregados, motorista de ônibus, trabalhador rural, faxineira, pedreiros, servidores públicos,  comerciantes, dentre outros profissionais.

Na região do Núcleo Regional de Educação do Sul da Bahia (NRE-05), que abrange 26 municípios, pelo menos cinco escolas se destacaram pelo número de estudantes que obtiveram notas para ingresso em diversos cursos de graduação, via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e Universidade Federal da Bahia (UFBA), além de instituições de outros estados (assunto de outra reportagem da série).

No topo da lista de escolas com maior número de aprovados em Itabuna estão o Colégio da Polícia Militar de Itabuna, Colégio Universitário e Complexo Integrado de Educação de Itabuna, Colégio Estadual Félix Mendonça, Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães e Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (Ciomf). Juntas, essas unidades tiveram cerca de 130 alunos aprovados para as mais diferentes áreas.A expectativa é que, pelo menos 80, estudantes ainda sejam chamados nas próximas listas.

MAIORIA ESCOLHEU A UESC

A maioria dos jovens foi aprovada para a Uesc. Os estudantes vão começar 2020 em cursos de graduação como Administração, Agronomia, Matemática, Engenharia de Produção, Direito, Letras, Medicina, Ciência da Computação, História, Matemática, Biologia, Pedagogia, Comunicação Social e Química.

Estudantes aprovados ao lado de professores do Félix Mendonça

Entre os aprovados estão Larissa Alves, primeiro lugar no curso de Pedagogia, e Samilly Kauany, quarta colocada em Economia. Quem também conseguiu uma vaga na Uesc foram os estudantes Gustavo Salomão, no curso de Educação Física; Ellen Barros Barcelar, em Matemática; Guilherme Lima da Silva, em Administração, e Brenda Ketlyn Silva de Jesus, em Ciências Biológicas. Ellen, Guilherme e Brenda estudaram no Modelo, no Lomanto. Larissa, Samilly e Gustavo são do Felix Mendonça, no Sarinha Alcântara.

Por sinal, o Félix Mendonça registrou, neste ano, um número recorde de candidatos que garantiram vagas no ensino superior. São mais de 30 alunos aprovados, 26 deles na Uesc, instituição que aparece entre as 60 melhores do país no Ranking Universitário da Folha (RUF). No geral, são 10 estudantes aprovados a mais que na edição anterior, quando pouco mais 20 de conseguiram êxito. A escola teve estudantes aprovados em mais de 10 cursos de graduação.

O CPM de Itabuna, no bairro Jardim Primavera, mais uma vez, está celebrando o sucesso de uma metodologia de ensino. Cerca de 30 alunos foram aprovados em cursos de graduação, 27 deles na Uesc. A escola conseguiu aprovação em cursos como Engenharia (Civil, Elétrica e Química), Direito, Ciência da Computação, Agronomia, Geografia, Matemática, Biologia e Educação Física. Além disso, aprovou Levy Jardim no curso de Estatística da UFBA.

O CPM teve, ainda, quatro estudantes aprovados em Direito, que é um dos cursos mais concorridos em universidades públicas em todo País. Um aumento significativo em relação à edição anterior do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), quando um aluno conseguiu a pontuação para ingressar no curso.

Os estudantes, pais e professores do Modelo, no bairro Lomanto Júnior, também estão em festa. De 120 alunos que fizeram o Enem no ano passado, ao menos, 32 conseguiram aprovação e outros 30 estão na lista de espera. Muitos não ficaram com a vaga na primeira chamada por causa de uma colocação, mas estarão nas próximas listas de aprovados.

No Ciomf, no bairro Santo Antônio, são, por enquanto, 21 aprovados em cursos como Direito, Economia, Matemática, Química e Enfermagem. A expectativa da vice-diretora Isis Conrado Haun é que, pelos menos, outros 14 estudantes estejam nas próximas chamadas para ingresso em universidades públicas na Bahia. No ano passado, foram 32 aprovados.

No Complexo Integrado de Educação, no bairro São Caetano, pelo menos, 17 estudantes conseguiram notas para ingresso ao ensino superior público. Os estudantes foram aprovados na Uesc e na UFSB, além da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg).

ENEM 2018: PIEDADE E GALILEU LIDERAM RANKING EM ILHÉUS E ITABUNA; VEJA MÉDIA POR ESCOLA

Tempo de leitura: 4 minutos

Ciomf aparece entre os melhores da rede pública no sul da Bahia || Foto Pimenta

O Instituto Nossa Senhora da Piedade puxa o pelotão dos melhores colégios do eixo Ilhéus-Itabuna em desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018. Fundado há 103 anos, o colégio ilheense obteve média 637,27. É seguido de perto pelo Galileu, de Itabuna, com 632,31.

Logo após, vêm Colégio Vitória, de Ilhéus, com 624,83, e Ação Fraternal de Itabuna (AFI), com 624,00. A média é o resultado das notas obtidas nas provas com questões objetivas e de Redação.

ESCOLAS PÚBLICAS

O Colégio da Polícia Militar de Itabuna é o de melhor desempenho entre as escolas públicas, com 595,19. O campus ilheense do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia  (IFBA) é o segundo entre as unidades públicas do eixo, com 592,75. Ainda há o CPM de Ilhéus, com 531,39.

Ainda dentre as escolas públicas em Itabuna, aparece o Ciomf em segundo, com 516,12, e o Colégio Modelo, com 512,54.  Em Ilhéus, vêm o Eduardo Catalão, com 522,25, e o Colégio Modelo, com 518,20, todos eles da rede estadual.

BAHIA E BRASIL

Na Bahia, o ranking é liderado pelo Bernoulli, da rede particular, com média 743,83. Com 767,76, o Farias Brito, de Fortaleza, Ceará, é o líder no ranking nacional. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é aplicado anualmente, pelo Ministério da Educação, e envolve as escolas públicas e particulares de todo o país.

O PIMENTA montou o ranking a partir das médias divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Clique no “Leia Mais”, a seguir, e confira as médias das escolas em Ilhéus e em Itabuna.

Leia Mais

PROJETO BUSCA REDUZIR VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos
Presidente da APPI destaca ações para reduzir violência no trânsito

Secretária intermunicipal da APPI destaca ações para reduzir violência no trânsito em Ilhéus

A Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI/APLB) e entidades parceiras apresentam nesta terça-feira (12), partir das 8h30min, na sede do sindicato, no bairro Malhado, a quarta edição do projeto “Ilhéus sem violência é bem melhor”. Os principais pontos do projeto e um balanço da edição anterior serão apresentados durante entrevista coletiva.

A quarta edição do projeto tem como tema “Paz no trânsito: educando para uma cidade mais segura”. O objetivo é promover ações efetivas de educação, conscientização para a valorização da vida e combate à violência no trânsito.

A secretária intermunicipal da APPI, Enilda Mendonça, afirma que a união dos órgãos de segurança com a Educação, na luta contra a violência dentro e fora das escolas, nos dá a certeza de que somente juntos poderemos construir uma cidade mais segura para todos e uma rede de proteção para nossas crianças e jovens”.

Leia Mais

COLÉGIOS DA PM ABREM INSCRIÇÕES NA SEGUNDA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Colégios da PM baiana oferecem mais de 2 mil vagas em 2016.

Colégios da PM baiana oferecem mais de 2 mil vagas em 2016.

A Polícia Militar abre as inscrições online às 7h de segunda-feira (4) para as vagas no ano letivo de 2016 nas unidades do Colégio da Polícia Militar (CPM), até às 18h da sexta-feira (8). Ao todo, serão disponibilizadas 2.201 vagas para os 13 Colégios da Polícia Militar.

Entre as vagas oferecidas para a capital e Região Metropolitana de Salvador (RMS), 70% serão destinadas para filhos de policiais militares e funcionários civis da instituição e 30% para o público externo. Já para os nove colégios localizados no interior do estado a proporção de vagas para os públicos interno e externo é de 50%.

As inscrições para concorrer às vagas do CPM devem ser feitas no site da PMBA (www.pm.ba.gov.br). Será exigido o número da carteira de identidade do candidato ou a certidão de nascimento e o comprovante deverá ser impresso e mantido em posse do responsável. O sorteio eletrônico das vagas será realizado às 9h, do dia 15 de janeiro, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador.

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR ABRE INSCRIÇÕES

Tempo de leitura: < 1 minuto

O estudante que deseja ingressar no Colégio da Polícia Militar da Bahia já pode se inscrever no sorteio eletrônico para aproximadamente 3.058 vagas nas 14 unidades no estado, uma delas em Itabuna e outra em Ilhéus.
A inscrição começou nesta segunda (2) e vai até as 23h59min da próxima sexta (6), sendo feita apenas pela internet, por meio dos site da Polícia Militar (http://www.pm.ba.gov.br/cpm2012/). O sorteio eletrônico será no dia 11, às 16h, no Instituto Anísio Teixeira (IAT).

ESCOLA ILHEENSE É A 50ª MELHOR DO ENEM 2009

Tempo de leitura: 3 minutos

– Helyos, de Feira, ficou em 9º lugar no Brasil

– Divina é a melhor de Itabuna

Antigo prédio do Divina (Foto Blog História de Itabuna).

O Pimenta bate “de primeira”: o Ministério da Educação (MEC) divulgará nesta segunda, 19, os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por escola.
O Colégio Vitória foi considerado o melhor de Ilhéus no Enem 2009 e o 50º do país. Somou 701,18 de 1.000 pontos possíveis. Foi o segundo melhor na Bahia.
Em Itabuna, a escola de melhor desempenho no exame realizado foi a Divina Providência, com média total de 641,54 pontos. Alcançou o 55º lugar no ranking estadual do Ensino Médio.
A pontuação considera o desempenho dos estudantes em redação e na prova objetiva.
Os primeiros resultados do Enem representam uma guinada para uma das mais tradicionais escolas de Itabuna.
A Divina Providência se recupera de uma grave crise que a levou a sair do endereço na rua São Vicente de Paulo, no centro, para um prédio na avenida do Cinquentenário.
O desempenho da Divina desbancou os campeões do Enem em Itabuna, nas edições anteriores: o Sistema (com 633,8 pontos em 2009) e Galileu (632,23).
Em comum, as três escolas têm o fato de serem da rede privada de ensino. Para efeito de comparação, a média da edição do Enem 2009 foi de 500 pontos.
Na rede pública, o melhor desempenho itabunense foi registrado pelo Colégio da Polícia Militar, que obteve 575,1 pontos nas provas objetiva e de redação.
O Ciso-Estadual pontuou com 540,14, à frente do Colégio Modelo, com 527,12. A média nacional em 2009 bateu em 529,63 pontos.
O Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (Ciomf) obteve 520,63 pontos. A unidade de ensino com menor rendimento no Enem 2009 foi o Grupo Escolar Félix Mendonça, com 453,1 pontos.
O Félix Mendonça funciona no bairro Sarinha e oferece turmas do Ensino Médio Regular (EMR) e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A pontuação apresentada é a média do EMR e EJA.

EM ILHÉUS, COLÉGIO BATE 701 PONTOS

Campeões sul-baianos no Enem, os alunos do Colégio Nossa Senhora da Vitória (Colégio Vitória) cravaram 701,18 pontos na soma das provas objetivas e de redação. É a terceira vez que o Vitória se destaca no sul da Bahia (confira).
A Terra de Gabriela também tem a escola com a segunda melhor pontuação entre Ilhéus-Itabuna (a terceira na região). O Colégio São Jorge obteve 660,64 pontos, conforme o MEC.
O resultado do São Jorge é quase idêntico aos 660,33 pontos do Instituto Nossa Senhora da Piedade.
Na rede pública, o melhor desempenho em Ilhéus foi o dos alunos do Colégio da Polícia Militar, com 550,41 pontos.

EM FEIRA, A MELHOR DA BAHIA

A Escola Monteiro Lobato, segundo o MEC, teve segunda melhor nota entre as escolas sul-baianas, com 662,97 pontos. A unidade fica em Coaraci.
No cruzamento feito pelo Pimenta com os dados disponibilizados pelo Ministério da Educação, constatou-se que a Helyos foi escola de melhor pontuação no Enem 2009 na Bahia.
Com 730,42 pontos, ela está sediada em Feira de Santana, a segunda maior cidade da Bahia. É a nona melhor do país, segundo o ranking do MEC. A campeão nacional foi a Vértice, de São Paulo, com 749,70 pontos.
OS 10 PRIMEIROS NA BAHIA (Fonte Inep/MEC)
1º Colégio Helyos (Feira de Santana/Privado) – 730,42
2º Colégio Vitória (Ilhéus/Privado) – 701,18

3º Colégio Anchieta (Salvador/Privado) – 696,43
4º Colégio Militar (Salvador/Público. fed) – 692,09
5º Colégio Acesso (Feira de Santana/Privado) – 691,96
6º Colégio Maria Montessori (Ipirá/Privado) – 690,62
7º Ifet (Simões Filho/Público.fed) – 690,08
8º Ifet (Salvador/Público.fed) – 682,55
9º Ifet (Salvador/Público.fed -EMR-EJA) – 681,47
10º Centro Ed. Villa Lobos (Salvador/Privado) – 681,44
Os melhores colocados do sul da Bahia (ranking estadual)

2º Colégio Vitória (Ilhéus/Privado) – 701,18
27º Escola Monteiro Lobato (Coaraci/Privado) – 662,97
30º Colégio São Jorge (Ilhéus/Privado) – 660,64

33º Colégio Ins. N.S. da Piedade (Ilhéus/Privado) – 660,33

55º Colégio Divina Providência (Itabuna/Privado) – 641,54

72º Colégio Sistema (Itabuna/Privado) – 633,80

74º Colégio Galileu (Itabuna/Privado) – 632,23

Back To Top