skip to Main Content
8 de julho de 2020 | 11:44 pm

"O CAMPEÃO VOLTOU!"

Tempo de leitura: 2 minutos
Fred fez dois dos três gols do título no Maraca (Foto Jasper Juinen/Getty Images-Fifa).

Fred fez dois dos três gols do título no Maraca (Foto Jasper Juinen/Getty Images-Fifa).

Com futebol em alto nível, o Brasil sagrou-se campeão da Copa das Confederações, há pouco. Aplicou 3 a 0 na “imbatível” Espanha, no Maracanã, com gols de Fred (2) e Neymar numa grande festa. E ainda tirou a invencibilidade de 29 jogos do adversário.
Não tínhamos nem 2 minutos de jogo e Fred bateu Casillas e colocou o Brasil na frente em um misto de raça e oportunismo. 1 a 0.
O Brasil dominava o jogo e tinha mais posse de bola que a Espanha, que, na metade do segundo tempo, começou a mandar, mas sem objetividade.
Aos 40 minutos, um lance quase faz o jogo desandar para o Brasil. Oscar perde a bola no campo adversário, dando o contra-ataque espanhol. Pedro recebe pela direita e chuta cruzado. Júlio César estava vendido. A bola passa, tinha destino certo. Tinha. David Luiz, veloz, tirou quase em cima da linha. E foi aplaudido e teve o nome gritado pela torcida.
Três minutos depois, Oscar – sim, ele – recebe na lua da grande área e lança Neymar pela esquerda. O craque brasileiro fuzila Casillas. 2 a 0. Aí foi dominar a bola e esperar o intervalo.
E veio o segundo tempo. E em menos de dois minutos, novamente, aparece Fred. O atacante – sinônimo de gol – recebeu pela esquerda, dentro da grande área. Aí, querido leitor… Sacola. Num “tapinha”, Fred mandou cruzado para tirar do goleiro e ampliar. 3 a 0.
Aos 8 minutos, o lateral Marcelo tocou levemente em Jesus Navas. O juiz marcou pênalti. Sérgio Ramos colocou a bola na marca da cal… Na hora H, mandou à direita de Júlio César. Para fora.
Aos 12 minutos, Hulk recebe pela direita e tenta dar um toquinho. A bola resvala em Casillas e a zaga espanhola recupera.
Neymar caminhava para fazer o quarto gol, quando foi derrubado por Piqué. O defensor espanhol foi expulso. “Timinho”, reagiu a torcida.
Daí para frente, era garantir o placar. E o Brasil sagrou-se campeão invicto da Copa das Confederações 2013. Chegará à Copa do Mundo com o desafio de quebrar um tabu, o de nunca um campeão das Confederações levar o principal torneio do futebol no ano subsequente.

DAVID LUIZ, O GOLEIRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O zagueiro David Luiz salvou o Brasil de um empate, aos 40 minutos do primeiro tempo, quando o jogo estava 1 a 0. Pedro mandou cruzado e Júlio César já estava vendido no lance, mas David Luiz apareceu para, quase em cima da linha, impedir o gol da Fúria.

David Luiz vira goleiro no site da Fifa (Reprodução Pimenta).

David Luiz vira goleiro no site da Fifa (Reprodução Pimenta).

Aos 19 minutos do segundo tempo (64 minutos no tempo corrido da Fifa), o goleiro brasileiro garantia o placar e a Fifa cravou que a defesa era de… David Luiz.

VAIAS PARA WAGNER E DIRIGENTE DA FIFA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner foi vaiado na cerimônia de premiação da Itália, no Estádio Fonte Nova, hoje (30). Os apupos ocorreram quando o sistema de som do estádio anunciou Wagner e o Jêrome Valcke (aquele do “chute no traseiro”) para premiar os atletas italianos.
A Itália bateu o Uruguai na disputa de pênaltis e faturaram o terceiro lugar da Copa das Confederações, após empate em 2 a 2 no tempo normal e prorrogação. O atacante Cavani, do Uruguai, marcou dois gols, mas o destaque da partida foi o goleiro italiano Bufon, que defendeu três cobranças de penalidades. Atualizado às 17h22min.

ESPANHA FARÁ FINAL CONTRA O BRASIL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Bonucci chuta para fora e dá vaga à Espanha na final das Federações foto Getty Images Fifa

A Espanha bateu a Itália na cobrança de pênaltis (7 a 6) e fará a final da Copa das Confederações-2013 contra o Brasil, no próximo domingo (30), às 19h, no Estádio Maracanã. A cobrança de penalidades veio após empate no tempo normal e na prorrogação. O italiano Bonucci não converteu a cobrança e Navas fechou a favor da Espanha. A foto de Jasper Juinen/Getty Images-Fifa mostra o momento em que jogador italiano chuta cobrança por cima do gol.

SINJORBA SAI EM DEFESA DE JORNALISTAS AGREDIDOS PELA PM EM SALVADOR

Tempo de leitura: 3 minutos
Na foto de Evilásio Jr, do Bahia Notícias, são identificados os agressores. Soldado à frente atacou com spray e PM ao fundo ameaçou.

Na foto de Evilásio Júnior, do Bahia Notícias, são identificados os agressores. Soldado à frente atacou com spray e PM ao fundo ameaçou.

Repórteres foram detidos ou agredidos pela polícia militar durante a cobertura jornalística das manifestações ocorridas hoje (22) em Salvador. De acordo com os relatos, os profissionais foram agredidos enquanto estavam cobrindo apreensões de menores ou questionavam detenções de colegas. Os atos da polícia foram criticados pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba), que emitiu nota.
A nota cita as detenções ou agressões aos repórteres Francis Juliano e Evilásio Júnior, ambos do Bahia Notícias, e Tiago di Araújo, do iBahia (Rede Bahia). Francis Juliano foi detido pela PM ao questionar policiais militares que espancavam um fotógrafo. O colega, Evilásio Júnior, foi agredido verbalmente, levou empurrões e spray de pimenta no rosto no mesmo episódio. Segundo os profissionais, a violência policial foi ordenada pelo capitão identificado como Themístocles.
Já o repórter fotográfico do Ibahia, Tiago di Araújo, foi obrigado pela polícia a apagar fotos da abordagem e apreensão de menores feita por uma guarnição da PM. Segundo o profissional, os policiais ameaçaram apreender a máquina se as imagens não fossem apagadas, episódio ocorrido nos Barris.
A nota do Sinjorba é assinada pela presidente, Marjorie Moura, que critica os abusos e a falta de profissionalismo dos que “atuam nas ruas para manter a ordem pública”. Confira a íntegra da nota no “leia mais”, abaixo. O governador Jaques Wagner nem o comando-geral da PM se pronunciaram quanto às agressões aos jornalistas. O “pau comeu” para que a região da Fifa (entorno do Estádio Fonte Nova) não fosse “invadida” pelos manifestantes.

Leia Mais

OS FILHOS DE UMA MÃE NADA GENTIL

Tempo de leitura: 3 minutos

cel foto artigoCelina Santos | celinasantos2@gmail.com

Muitas são as razões para que cada brasileiro se sinta representado no ato de protestar – e motivado a engrossar o coro do descontentamento. Obviamente que de forma pacífica, para tornar ainda mais legítima a indignação.

A Copa das Confederações segue com todas as bilionárias pompas exigidas pela Fifa, mas as imagens que ganharam o mundo são outras: o “país do samba e do futebol” mostra que já não cabe simplesmente “quebrar” e “descer até o chão” ou aplaudir os geniais dribles de Neymar. Porque essa é a nação da fantasia.
Na vida real, os brasileiros decidiram – com protestos a se agigantar por todas as regiões – que passou o tempo do show alienado de corpos sensuais sem qualquer tipo de questionamento. O grito de “vem pra rua, vem” revela a necessidade sufocada de subverter a dita ordem, para fazer os governantes verem que não cabemos mais na moldura do “lugar dos sonhos”.
Entre as tantas cenas emblemáticas dos protestos, teve especial notoriedade a de milhares de manifestantes ocupando a marquise do suntuoso Congresso Nacional. Ao tomar aquele espaço, aonde era proibido ir, o grupo parecia provar o quão hipócrita é o discurso da democracia. Afinal, o “povo”, ao menos até então, não exerce qualquer influência antes de serem tomadas as decisões mais relevantes.
Os policiais, que tantos excessos cometeram em nome de um suposto dever, certamente sabem que o efeito moral nada tem a ver com bombas atiradas sobre a multidão. Esse efeito se traduz, sim, em forma de salário digno – coisa que a maioria dos cidadãos não recebe. Manter a ordem é ver atendimento decente nos hospitais e postos – onde hoje costumam faltar até lençóis e esparadrapos.
Respeito aos cidadãos seria ver que o Estado investe para oferecer uma Educação (com E maiúsculo), ao contrário da falta de professores e de material didático suficiente para tais profissionais desenvolverem um trabalho de qualidade.
Moral é ter contrapartida de melhoria no serviço quando o transporte fica mais caro; é ver elevadores de acessibilidade funcionando de verdade, e não como meros enfeites. Mereceria até aplausos constatar que os passageiros não precisam mais se espremer depois de amargar filas enormes à espera dos coletivos.
Motivo para festa seria a liberdade de ir e vir, como apregoa nossa Constituição, sem o pavor diário de perder a vida sob a mira de um revólver. Bonito seria testemunhar uma efetiva punição para aqueles que fazem escoar milhões pelo ralo da corrupção. E não assistir à vergonhosa tentativa de tirar do Ministério Público o direito de investigar e denunciar desvios.

Leia Mais

SALVADOR ESPERA OCUPAÇÃO DE 70% DOS HOTÉIS NA COPA DAS CONFEDERAÇÕES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os hotéis de Salvador esperam para este mês aumento de 30% na taxa de ocupação, por causa da Copa das Confederações, que começa no próximo dia 15 em Brasília e terá jogos também na capital baiana. Segundo a Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (Abih), para o dia 22, quando o Brasil e a Itália jogarão em Salvador, os quartos já estão praticamente todos reservados. A ocupação média durante os dias dos jogos deverá ficar em torno de 70%, a estima associação. Três jogos da Copa das Confederações serão na capital baiana.
Para os hoteleiros, trata-se de números muito positivos, já que nesta época do ano – baixa estação – a ocupação média em Salvador gira em torno de 30%, com o turismo concentrando-se no interior do estado, com as festas juninas.
Para atender aos turistas, a capital baiana faz reformas e alterações no trânsito. Em algumas vias, o tráfego foi totalmente interditado e, em outras, está proibido estacionar para permitir o embarque e desembarque de passageiros dos serviços shuttle (transporte).

MINISTRO ACREDITA QUE DESAFIOS PARA A COPA DAS CONFEDERAÇÕES FORAM SUPERADOS

Tempo de leitura: 2 minutos
Aldo fala em desafios superados (Foto ABr).

Aldo fala em desafios superados (Foto ABr).

Luana Lourenço | Agência Brasil
A cinco dias do início da Copa das Confederações, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse hoje (10) que o governo conseguiu superar “todos os desafios” para realização do evento. Na lista, segundo o ministro, estão itens como entrega e teste de estádios, planos de mobilidade, serviços de telecomunicações, centros de comando e controle para segurança e monitoramento de preços de hospedagem.
A Copa das Confederações começa no próximo sábado (15), com o jogo entre as seleções do Brasil e do Japão, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza também vão receber jogos do torneio.
“Superamos todos as dificuldades, todos os desafios relacionados com a preparação da Copa”, disse Rebelo, após reunião com os ministros da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, da Justiça, José Eduardo Cardozo, da Saúde, Alexandre Padilha, das Comunicações, Paulo Bernardo, de Minas e Energia, Edison Lobão, das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco.
Rebelo reiterou que o governo, junto com órgãos estaduais e municipais de defesa do consumidor, vai monitorar os preços da rede hoteleira nas seis cidades-sede do evento para coibir abusos nos valores cobrados pelo serviço.
Quanto às obras de infraestrutura relacionadas aos grandes eventos esportivos, o ministro disse que o que ainda não está pronto deverá ser concluído a tempo da Copa do Mundo de 2014, como ampliação de aeroportos e obras de mobilidade urbana.

Leia Mais

COPA DAS CONFEDERAÇÕES DEIXA BOMBEIROS SEM VIATURAS NO INTERIOR DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Viaturas como esta são desviadas para a capital para evento da Fifa.

Viaturas como esta são desviadas para a capital para evento da Fifa.

O governo baiano adotou estratégia curiosa para reforçar a segurança na capital do Estado no período da Copa das Confederações. Desde o último final de semana, não apenas homens das polícias rodoviária e Militar e do Corpo de Bombeiros estão sendo desviados para Salvador. Viaturas, também.
Grupamentos do Corpo de Bombeiros em várias cidades (a exemplo de Itabuna) receberam comunicado para enviar veículos de grande porte para a capital. Dentre estas viaturas, a que eles chamam de Auto Bomba Tanque (ABT).
Como geralmente estas cidades possuem apenas uma viatura dessas cada, se ocorrer incêndio de grandes proporções, recorra-se à Fifa. Ou, no caso de Itabuna, aos caminhões-pipas alugados da Emasa…
É fogo…
(Em tempo: estes municípios ficarão – somente – com viaturas para resgates de pequeno porte.)

Back To Top