skip to Main Content
12 de junho de 2021 | 08:07 pm

DE VIRADA, BAHIA VENCE O CORITIBA E SE DISTANCIA DA ZONA DE REBAIXAMENTO

Jogadores do Bahia comemoram o primeiro gol contra o Coritiba|| Foto Robson Mafra/Agif
Tempo de leitura: < 1 minuto

De virada, o Bahia venceu o Coritiba, na noite desta segunda-feira (16), no Couto Pereira, por 2 a 1, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Agora, o Tricolor soma 28 pontos e segue na nona posição. Já o Coxa aparece na zona de rebaixamento, com 20 pontos.

O Coritiba abriu o placar com Giovanni Augusto, aos dois minutos de jogo. O Bahia chegou ao empate aos 35 minutos do primeiro tempo, com Élber. O atacante recebeu passe dentro da área e bateu no cantinho para deixar tudo igual.  O gol da virada foi marcado, aos 26 minutos do segundo tempo, pelo lateral Zeca.

BAHIA DERROTA O CORITIBA NA ESTREIA NO BRASILEIRÃO

Bahia bate o Coritiba, em Pituaçu, e agora espera o Bragantino || Foto Felipe Oliveira EC Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia estreou com o pé direito no Brasileirão 2020 ao derrotar o Coritiba, por 1 a 0, nesta quarta-feira (12), no Estádio de Pituaçu, em Salvador. Numa cavadinha em cobrança de pênalti, o Tricolor deu números finais ao placar ainda no primeiro tempo, com Rodriguinho.

A equipe volta a campo, no próximo domingo (16), para enfrentar o Red Bull Bragantino, novamente no Estádio de Pituaçu. A equipe de Bragança Paulista empatou nos dois primeiros jogos pelo Brasileirão. No domingo, 1 a 1 contra o Santos. Hoje, repetiu o placar, desta vez contra o Botafogo (RJ).

TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO

Tempo de leitura: 3 minutos

daniel_thameDaniel Thame | danielthame@gmail.com

 

Atlético Paranaense x Coritiba pelo Youtube pode ter sido a Sierra Maestra da libertação dos clubes. Ou pode ter sido apenas um daqueles momentos que, embora históricos se perdem nos desvãos da História, porque nascem e morrem como uma intenção que não se transformou em ação efetiva e continuada.

 

Coritiba e Atlético Paranaense protagonizaram um jogo histórico na quarta-feira. Não pela qualidade do futebol, que futebol de qualidade é artigo raro nos campos brasileiros, mas pelo fato de que, pela primeira vez, um dos mais tradicionais clássicos do país não teve transmissão por uma emissora de tevê, aberta ou fechada, mas pelo Youtube, o canal de vídeos do cada vez mais onipresente Google.

O resultado, 2×0 para o Atlético, é o que menos importa, já que o Campeonato Paranaense, a exemplo dos demais estaduais, perdeu qualquer relevância.

O verdadeiro significado deste já histórico embate é que os clubes brasileiros podem estar dando o primeiro passo para se livrar das amarras das federações, verdadeiras sanguessugas e não raro antro das mais deslavadas negociatas, e da Rede Globo, emissora que detém os direitos de transmissão e praticamente monopoliza o futebol, dos jogos da Seleção Brasileira ao torneiozinho mais chinfrim.

É a Rede Globo quem determina quanto vai pagar aos clubes, os horários dos jogos e as partidas que vai transmitir, tudo de acordo com a sua grade de programação. O que implica, por exemplo, em jogos de meio de semana no obsceno horário das 22 horas, impraticável num país onde o transporte público funciona mal e a violência faz com que, à noite, não apenas todos os gatos sejam pardos, como também todo torcedor/cidadão seja uma vítima em potencial.

Ressalte-se que a Rede Globo está no direito de pagar quanto acha que deve pagar (e as vezes paga muito por um futebol de quinta categoria, vide o medonho Brusque 0x0 Corinthians na quarta-feira, pela Copa do Brasil) e transmite (ou não transmite) o que acha conveniente, ainda que num sábado de Carnaval, opte por transmitir Fluminense 0x0 Madureira (outro show de horror), privando o torcedor de assistir ao Flamengo x Vasco, com futebol igualmente horrendo, mas com muito mais apelo.

Posto que a Globo pode pagar o que quer e transmitir o que quer, desde que os clubes aceitem e assinem os contratos de transmissão. Aos que não aceitam buscar outros caminhos, cabe romper o status quo que impera desde que a bola é redonda.

E é ai que está a importância histórica do Atletiba. O jogo, segundo os dois clubes que o transmitiram em seus canais no Youtube, atraiu cerca de 3 milhões de pessoas.

Imagine-se o potencial de um Palmeiras x Corinthians, São Paulo x Corinthians, Flamengo x Vasco, Cruzeiro x Atlético Mineiro, Inter x Grêmio, Bahia x Vitória.

Os próprios clubes poderão negociar cotas de patrocínio, placas publicitárias nos estádios e uma infinidade de possibilidades de arrecadação que a internet, acessada do celular ao aparelho de tevê, permite. Isso sem as amarras e as intermediações das federações e sem as imposições de horário e de tabela das tevês.

É um longo e difícil caminho, mas é também uma revolução.

E como todo caminho longo e difícil, como toda revolução, exige perseverança, união, luta, paciência e resistência a forças poderosas.

Atlético Paranaense x Coritiba pelo Youtube pode ter sido a Sierra Maestra da libertação dos clubes. Ou pode ter sido apenas um daqueles momentos que, embora históricos se perdem nos desvãos da História, porque nascem e morrem como uma intenção que não se transformou em ação efetiva e continuada.

Cabe aos clubes brasileiros, com o caminho foi sinalizado e o primeiro passo dado, decidir se querem seguir em frente ou se contentar com um bolo que é dividido de forma desigual e em que a maioria tem que se contentar apenas com migalhas.

Recorramos a um simbolismo, esse sim inegavelmente Histórico: de Sierra Maestra a La Habana não é fácil, mas `si, se puede`.

Daniel Thame é jornalista e edita o Blog do Thame.

COPA DO BRASIL: FLA REVERTE VANTAGEM E BATE O CORITIBA NOS PÊNALTIS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Alecsandro fez dois gols de pênalti no jogo (Foto Flamengo/Divulgação).

Alecsandro fez dois gols de pênalti no jogo (Foto Flamengo/Divulgação).

O Flamengo surpreendeu até o seu torcedor mais otimista na noite desta quarta-feira. Mesmo após colocar a Copa do Brasil de lado na primeira partida e perder por 3 a 0, o Rubro-negro se recuperou e reverteu a vantagem do Coritiba no Maracanã. O time venceu por 3 a 0 – gols de Alecsandro (2) e Eduardo da Silva – no tempo normal e também bateu o rival nos pênaltis por 3 a 2. Zé Love, Helder, Dudu e Carlinhos desperdiçaram para o Coxa. O goleiro Paulo Victor fez duas defesas. Alecsandro e João Paulo erraram no lado dos donos da casa.
Com isso, os cariocas avançaram às quartas de final e estão vivos na luta pelo tetracampeonato do torneio. O adversário na próxima fase será o América-RN, que eliminou o Atlético-PR. Antes, porém, os comandados de Vanderlei Luxemburgo concentram-se novamente no Campeonato Brasileiro. No sábado, o time recebe o Grêmio, às 18h30, no Maracanã. Já o Coritiba visita o Bahia, domingo, às 18h30, na Fonte Nova. Confira mais

BAHIA FAZ 2 A 0, VACILA E COXA EMPATA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia teve empate com sabor de derrota contra o Coritiba, há pouco, no Couto Pereira, após estar vencendo por 2 a 0. O resultado deixou o time baiano na 13a posição. O empate do Coxa ocorreu no apagar das luzes, de bicicleta, marcado por Alex.

O Esquadrão abriu o placar com Wallyson, que recebeu passe de William Barbio e tocou no cantinho. 1 a 0, aos 19 minutos. O time parecia jogar em casa. E ampliou com Barbio, já no segundo tempo, aos 7min, após pegar sobra em lance do companheiro Obina.

O Bahia fez o terceiro… mas foi contra. Em lance pela esquerda, a bola tocou no zagueiro Titi e morreu no fundo da rede, aos 19min. O jogo caminhava para o fim quando a bola sobrou à meia altura dentro da pequena área e Alex fez um golaço, salvando o Coxa, aos 46min.

O Esquadrão volta a campo no dia 19, contra o Inter, na Fonte Nova, às 21h. No mesmo horário, dia 18, o Coritiba enfrenta o Goiás, que hoje bateu o Corinthians, por 1 a 2, no Pacaembu.

BAHIA VENCE GOIÁS E COLA NO G-4. VITÓRIA FICA NO EMPATE COM O CORITIBA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Marquinhos Gabriel marcou os 2 gols do Bahia na vitória sobre o Goiás (foto A Tarde)

Marquinhos Gabriel marcou os 2 gols do Bahia na vitória sobre o Goiás (foto A Tarde)

O Bahia mostrou força na Arena Fonte Nova e venceu o Goiás em jogo disputado neste domingo, 28. A partida terminou em 2 x 1 para o time da casa, com o primeiro gol marcado aos dois minutos do primeiro tempo em jogada armada por Anderson Talisca que terminou com Marquinhos Gabriel mandando a bola para o fundo da rede.

Diante de um Bahia que mostrava grande poder ofensivo, o Goiás tentava partir pra cima, mas se arriscava com os contra-ataques do tricolor. Foi em um deles que, aos 32 minutos, Fernandão tocou para Marquinhos Gabriel mais uma vez marcar.  Um minuto depois, Thiago Mendes diminuiu para o Goías, definindo o placar final.

Na capital paranaense, o Vitória empatou com o Coritiba em 1 x 1. O rubro-negro abriu o marcador, com Max Biancucchi, e o Coxa deixou tudo igual com um gol assinalado por Alex em cobrança de falta.

Os resultados alteraram as posições dos times baianos no Brasileirão. O Bahia, que era o oitavo, soma 16 pontos e agora está em quinto lugar, entrando definitivamente na briga por uma das vagas no G-4. Já o Vitória, com 15 pontos, perdeu uma posição e agora está em sexto

VITÓRIA BATE O NÁUTICO; BAHIA EMPATA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Vitória atropelou o Náutico, há pouco, ao enfiar três gols no adversário, em Recife. O rubro-negro baiano saltou, provisoriamente, para a terceira colocação da Série A do Brasileiro.
Os gols foram marcados por Magal e Maxi Biancucchi, que abriu e fechou o placar nos Aflitos. O argentino dominou a bola dentro da grande área, após chutão de Victor Ramos, e mandou para a rede. O gol de Magal veio em rebote depois de cobrança de escanteio. Ele encheu o pé, de fora da área. Acertou o ângulo direito do goleiro pernambucano.
Biancucchi fechou o caixão driblando um zagueiro e enfiando a bola por entre as pernas do segundo marcador. 3 a 0, no início do segundo tempo. Agora, o Vitória vai encarar o Vasco, que tomou 5 a 1 do São Paulo. A partida será no Barradão, sábado (1º), às 18h30min.
BAHIA É 16º
Se o Vitória fez bonito hoje, o mesmo não se pode dizer do Bahia. Diante de pouco mais de 4 mil torcedores, o Tricolor não conseguiu marcar contra o Coritiba, em Pituaçu. Com 1 ponto em dois jogos, o time baiano está na 16ª colocação. No próximo domingo, às 18h30min, o Bahia enfrentará o Internacional, em Caxias. Na estreia, a equipe perdeu para o Criciúma-SC, por 3 a 1.

O TORCEDOR FAZ A PARTE DELE, MAS O TIME…

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia está entre os quatro times da zona de rebaixamento do Brasileirão 2011, mas se há algo do qual não pode reclamar é do apoio que vem das arquibancadas. O time é o segundo que mais leva torcedores ao estádio – média de 22.333 por partida.
Quem ocupa a primeira posição é o líder do campeonato, Corinthians (26.715). A lista dos cinco primeiros é completada por São Paulo (19.277), Coritiba (18.748) e Flamengo (16.094). O lanterninha é o América-MG (2.493 torcedores por jogo).

"ADEUS, RENÊ!"

Tempo de leitura: < 1 minuto

Renê Simões: cabeça na degola.

Esse foi o coro da torcida do Bahia nos minutos finais do jogo do tricolor de aço contra o Coritiba, há pouco, no estádio de Pituaçu. O time baiano criou chances, mas acabou empatando sem gols contra o time paranaense. A torcida não perdoou e pediu a cabeça do técnico Renê Simões. “Adeus, Renê!”.
Ouvido pela equipe do canal SporTV ao se dirigir ao vestiário, Renê amenizou. “[É] Normal quando você não ganha. Em qualquer lugar é assim”, reagiu, visivelmente chateado com as chances perdidas pela equipe, principalmente nos últimos minutos do jogo.
Para completar o desastre, Jobson foi expulso aos 42 minutos do segundo tempo, por uma entrada desleal no meia Tcheco, do Coritiba, e está fora da próxima partida.
A torcida do tricolor continua sem sentir o gostinho de uma vitória do Bahia em seus domínios. As duas conquistadas pelo time na competição até aqui foram contra o Flu (no RJ) e Atlético-PR, em Curitiba.
Com o resultado de hoje, o tricolor encerra a rodada em 16º lugar e o Coritiba é o 12º. O Bahia volta a jogar na próxima quinta (28), contra o Vasco no estádio São Januário, às 19h30min. O Coritiba enfrenta o São Paulo, na quarta (27), na capital paranaense.

BAHIA CEDE EMPATE NO FIM

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia perdeu um pênalti no primeiro tempo, fez 1 a 0 aos 40 minutos da última etapa e quando tudo parecia ter um final feliz… Apareceu um tal de Bill para estragar a festa tricolor no estádio de Pituaçu. E o placar anotou Bahia 1 x 1 Coritiba.
O resultado deixou o time na terceira colocação da Série B, quando uma vitória daria ao time baiano a liderança do campeonato e a quase garantida ascensão à elite do futebol nacional.
O gol do time baiano foi marcado aos 40 minutos do segundo tempo. Na primeira etapa, o matador Jael não conseguiu converter uma cobrança de pênalti, também aos 40 minutos. Bill fez o gol de empate do Coritiba nos descontos, aos 46 minutos da última etapa.
O tricolor foi a 59 pontos e perdeu a vice-liderança para o Figueirense, também com 59. O Coritiba manteve a liderança ao atingir 61 pontos. O Bahia volta a jogar no sábado, 6, contra o Brasiliense, no Distrito Federal.

BAHIA "QUEBRA" O SPORT NA ILHA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia foi a Recife e  detonou o Sport, na Ilha do Retiro, por 2 a 1. De quebra, o tricolor de aço ainda derrubou uma invencibilidade de 12 jogos do rubro-negro pernambucano.
O primeiro gol do Bahia foi marcado aos 5 minutos de jogo. Diego Correa abriu o placar em lance no qual ainda teve tempo para driblar o goleiro Magrão. Ainda no primeiro tempo veio o empate rubro-negro, aos 45min, com Daniel Paulista.
O tricolor garantiu a vitória com  Morais, que aproveitou cruzamento para deixar o dele, aos 22min dos segundo tempo. Apesar da vitória, o time baiano permanece na vice-liderança da competição porque o Coritiba bateu o ASA, por 2 a 0.
O Bahia volta a jogar na próxima terça, em Pituaçu, contra o Icasa. O time acumula 44 pontos e o líder Coritiba tem 46.

PITUAÇU LOTADO… E O BAHIA AMARELOU

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia perdeu a liderança da Série B do Brasileiro ao empatar em 1×1 com o Vila Nova-GO em pleno Estádio de Pituaçu, que estava lotado. Longe dali, o Coritiba arrancou uma vitória contra o Brasiliense (0x1) e passou à frente na classificação geral. O time paranaense tem 43 pontos e o Bahia, 41.
O Bahia terá páreo duro na próxima rodada, sábado (25). Enfrentará o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife (PE), às 15h50min. O Coritiba joga em casa contra o ASA, às 16h10min, no Couto Pereira.

AGORA VAI, BAHIA?

Tempo de leitura: < 1 minuto

.

O tricolor-de-aço baiano quer dar a volta por cima e, nesse final de semana, conseguiu chegar ao topo da Série B ao bater a Ponte Preta, em Campinas (SP). E de virada!
O jogo começou com a Ponte metendo 1 a 0, aos 7 minutos. Ávine e Jancarlos fizeram os dois gols que garantiram a liderança ao Bahia.
O tricolor baiano chega ao topo da Série B ao fazer 40 pontos, mesma soma do Coritiba, mas lidera por ter melhor saldo de gols (12 a 6). O time ascende à elite do futebol nacional se chegar – ao final competição – entre os quatro melhores.
O Bahia volta a jogar na próxima terça-feira, 21, às 19h30min, no estádio de Pituaçu, contra o Vila Nova-Go, time que está rodando a zona de rebaixamento da Série B, com 26 pontos. O Coritiba enfrenta o Brasiliense, fora de casa, às 21h.

BAHIA DECEPCIONA

Tempo de leitura: < 1 minuto

E o tricolor, hein? Que aço que nada. O time decepcionou e perdeu por 1×0 para o Santo André, jogo disputado no estádio Bruno Daniel (SP). Apesar do placar adverso não tirou o time do grupo dos quatro que ascendem à elite do futebol nacional. Vá lá que o time tenha caído da segunda para a quarta posição. Vitor Hugo, do time do ABC paulista, fez o gol da partida, no segundo tempo.
Coritiba (33 pontos) e Ponte Preta (32) venceram os seus jogos nesta noite e ultrapassaram o tricolor baiano. A Ponte meteu 2×0 no Brasiliense e o Coritiba bateu o Icasa por 3×0. O tricolor baiano volta a campo na próxima sexta, 3, para enfrentar o Bragantino, às 21 horas, no estádio de Pituaçu, em Salvador.

VITÓRIA PERDE MAIS UMA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A 33ª rodada da Série A só confirmou a fase decadente do rubro-negro baiano. Após perder para o Corinthians na quarta passada, o Vitória levou 1×0 do Coritiba, na capital paranaense, em jogo encerrado há pouco. O time praticamente deu adeus às chances de uma vaga na Libertadores do próximo ano.

O único gol do jogo foi contra. Marcelinho Paraíba cobrou escanteio, Jeci desviou de cabeça. A bola resvalou na zaga e foi morrer no fundo da rede. O Vitória conseguiu venceu apenas uma partida nos últimos sete jogos – no dia 18 de outubro, enfiou 3×1 no Náutico, no Barradão. O time acumula 44 pontos e está na 11ª colocação.

Back To Top