skip to Main Content
20 de outubro de 2020 | 10:47 pm

ITABUNA SE APROXIMA DOS 13 MIL CASOS DE NOVO CORONAVÍRUS

Itabuna se aproxima para os 13 mil casos do novo coronavírus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Dados divulgados na noite desta quarta-feira (14), pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), indicam queda no número diário de casos de coronavírus neste mês. Os boletins epidemiológicos mostram que foram 27 casos da doença confirmados nas últimas 48 horas.

O número total de infectados pela Covid-19 passou de 12.897, na segunda-feira (12), para 12.924, nesta quarta. São 12.377 pessoas curadas desde o início da pandemia. O número de pessoas infectadas em recuperação chegou a 256. Eram 259 na segunda.

Na terça-feira não foi divulgado o boletim epidemiológico. A prefeitura informou que a companhia de eletricidade estava fazendo manutenção na rede elétrica nas imediações da sede Vigilância Epidemiológica do Município, na Avenida Manoel Chaves, no bairro São Caetano.

Itabuna tem 21 pacientes internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 26 em leitos de enfermaria e três em leitos de unidade semi-intensiva. O município do sul da Bahia tem 291 óbitos causados pelo novo coronavírus.

BAHIA REGISTRA 319,9 MIL CASOS DE COVID-19, MAS 306,3 MIL PACIENTES JÁ ESTÃO CURADOS, DIZ SESAB

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia acumulou mais 1.834 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 1.633 curados (+0,5%) nas últimas 24 horas. Os dados foram divulgados neste final de tarde de quarta (7). Dos 319.981 casos confirmados desde o início da pandemia, 306.365 já são considerados curados e 6.595 encontram-se ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,49%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (6.955,33), Almadina (6.551,98), Madre de Deus (6.167,92), Itabuna (6.167,25), São José da Vitória (5.532,97).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 641.241 casos descartados e 78.200 em investigação até as 17 horas desta quarta-feira (7). Na Bahia, 26.639 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 36 óbitos que ocorreram em diversas datas – de 11 de maio até ontem (6). O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.021, representando uma letalidade de 2,19%. Dentre os óbitos, 55,79% ocorreram no sexo masculino e 44,21% no sexo feminino.

BAHIA REGISTRA 729 CASOS DE COVID-19 EM 24H, COM 842 CURADOS E 35 ÓBITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Com a tradicional queda de registros de casos aos domingos, hoje (4) a Bahia confirmou 729 novos casos de covid-19. O total é relativo às últimas 24 horas, período em que também foram registrados 842 casos de recuperação da doença e 35 óbitos – estes ocorridos num período de mais de 4 meses – 20 de maio a 3 de outubro.

Dos 315.440 casos confirmados desde o início da pandemia, 301.922 já são considerados curados e 6.593 encontram-se em recuperação, os chamados casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram nos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,67%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes até aqui são Ibirataia (6.792,06), Almadina (6.515,37), Madre de Deus (6.144,22), Itabuna (6.094,09), São José da Vitória (5.497,61).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 629.361 casos descartados e 76.838 em investigação até as 17 horas deste domingo (4). Na Bahia, 26.376 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 35 óbitos que ocorreram em diversas datas, no período de 20 de maio a 3 de outubro, conforme a Sesab. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.925, representando uma letalidade de 2,20%. Dentre os óbitos, 55,73% ocorreram no sexo masculino e 44,27% no sexo feminino.

BAHIA REGISTRA 693 NOVOS CASOS DE COVID-19 E 48 ÓBITOS EM 24H

Tempo de leitura: < 1 minuto

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 693 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 784 curados (+0,3%). Dos 295.996 casos confirmados desde o início da pandemia, 282.229 já são considerados curados e 7.454 encontram-se ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,46%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (6.387,15), Almadina (6.185,94), Itabuna (5.794,87), Madre de Deus (5.793,39), Dário Meira (5.051,35).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 583.455 casos descartados e 68.902 em investigação até as 17 horas desta segunda-feira (21). Na Bahia, 25.183 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 48 óbitos que ocorreram no período que vai de 24 de maio a 20 de setembro. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.313, representando uma letalidade de 2,13%. Dentre os óbitos, 55,98% ocorreram no sexo masculino e 44,02% no sexo feminino.

ITABUNA REGISTRA MAIS QUATRO MORTES PELO NOVO CORONAVÍRUS

Itabuna registra mais nove mortos pela Covid-19 .
Tempo de leitura: < 1 minuto

O número de óbitos pelo novo coronavírus em Itabuna subiu de 137, ontem, para 141 nesta sexta-feira (7). Desde o dia 1º deste mês foram confirmados mais 18 óbitos de pessoas infectadas pelo vírus, segundo dados divulgados há pouco.

Em sete dias, Itabuna registrou 558 novos casos de Covid-19. O município tem 19.677 casos suspeitos notificados do novo coronavírus, com 13.141 descartados, 3.256 pessoas com os sintomas da doença se recuperando e 2.776 curados.

Há também 3.479 pessoas sendo monitoradas e 213 esperando resultado do exame. Itabuna tem ainda 29 pessoas internadas em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 44 em leitos de enfermaria e quatro em leitos de unidade de semi-intensiva.

BAHIA TEM 187,8 MIL INFECTADOS PELA COVID-19; DOENÇA PROVOCA 3,8 MIL ÓBITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais 4.202 casos de covid-19 foram registrados na Bahia, informa a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). A confirmação dos casos ocorreu nas últimas 24 horas, período em que também se registrou 54 óbitos e 3.338 curados.

Desde o início da pandemia até hoje (7), a Bahia confirmou 187.892 casos da doença, dos quais 169.322 já são considerados curados e 14.727 estão em recuperação (casos ativos). Até aqui, a Bahia registra total de 3.843 óbitos de covid-19, segundo a Sesab.

Os casos confirmados ocorreram em 411 dos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (33,29%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (4.172,77), Dário Meira (4.164,33), Gandu (3.681,66), Itajuípe (3.625,98) e Itapé (3.412,85).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 367.064 casos descartados e 82.382 em investigação até as 17 horas desta sexta-feira (7). Na Bahia, 16.203 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Ocupação dos leitos de UTI por macrorregião baiana, segundo a Sesab

PRORROGADO O TOQUE DE RECOLHER EM PORTO SEGURO

Porto Seguro prorroga toque de recolher
Tempo de leitura: < 1 minuto

A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, assinou, nesta segunda-feira (27), um novo decreto prorrogando o toque de recolher para até as 23h59min do dia 2 de agosto. Com isso, fica proibida a circulação e permanência de pessoas nos parques, praças, ruas e logradouros públicos das 20h às 5h.

A medida, que foi instituída em julho e prorrogada no último dia 14, vigorou até domingo (26). O novo decreto mantém a determinação para que os estabelecimentos comerciais encerrem as atividades antecipadamente, garantindo o deslocamento dos seus funcionários para casa.

Fica também proibido o consumo, comercialização e exposição de bebidas alcoólicas nas lojas de conveniência e padarias. No mesmo decreto, fica permitido o serviço de delivery (entrega em domicílio) para farmácias, restaurantes, lanchonetes, pizzarias, padarias e similares.

Porto Seguro tem 1.445 casos de novo coronavírus, com 990 curados, 85 pessoas aguardando o resultado de exame, 411 com sintomas da doença em isolamento, 22 pacientes internados e 22 óbitos.

O NOVO CORONAVÍRUS: O ENREDO ESTRANHO, A PARTIDA SEM O ADEUS!

Tempo de leitura: 2 minutos

O grande desafio dessa doença reside em amar o “improdutivo”, aquele que não pode oferecer muito, é amar o velho e compreender o amor em sua plenitude, em sua forma mais gratuita e genuína, sem cobrança, sem expectativas. É cuidar de nossas lembranças, da nossa história.

Juraci Leal Filho

Somos testemunhas de uma guerra e, ao mesmo tempo, combatentes dela. Crianças estão partindo, jovens, mas principalmente idosos. Nossos velhinhos estão sendo dizimados, famílias tendo seus entes arrancados, acometidos antes pela dor da solidão, que mata devagarinho, e, por fim a partida sem o adeus.

Em algum lugar de nossas vidas, antes dessa pandemia avassaladora, o tempo para os mais velhos parecia artigo de luxo. O filho quase não tinha, o neto, também não. E assim a vida, o ninho vazio seguia para aqueles seres que não mais “produtividade” exercia para a sociedade. Afinal, o velho sempre foi a sobra de um tempo, aquele que somente figurava na vida dos outros, um apetrecho da sociedade que descarta pessoas como objetos.

Mas o tempo se encarregou de aplicar uma lição, surgindo uma doença, que isola as pessoas em suas casas, e o trabalho no escritório teria que dar um intervalo atípico, longo, bem maior que o programado. Trabalhadores incansáveis e indispensáveis a toda uma sociedade tiveram que parar.

Uma doença nova, sem precedentes científicos e literários, tudo novo, no ineditismo do novo Coronavírus, tudo fora da programação normal, pessoas, governos, empresas… Tudo fugiu do script, ninguém tem certeza de nada, a todo tempo inauguramos algum protocolo, alguma estratégia. Roteiro absolutamente longe do nosso controle. O nosso projeto cotidiano precisou ser reinventado, vidas sacudidas.

Muitas reflexões precisaram surgir, e se tudo acabasse agora, em meio a essa doença cruel, a convivência familiar e suas nuances intrageracionais, o vovô e o netinho, histórias recontadas, remoídas, o novinho muitas vezes cansado, sem paciência quase nem escutava mais, sem saber do esforço tremendo que o idoso fazia, para se apoiar na sua maior riqueza, sua memória, lugar onde suas lembranças estariam intactas, preservada nos mínimos detalhes.

Desta vez a saudade deu lugar a um enredo estranho. Não estamos tendo histórias com começo, meio e fim. É começo e fim, rápido assim, abruptamente vidas desaparecerem, famílias não se despedem dos seus entes, idosos recebem uma convocação extraordinária de partida, sem direito a despedida, muitos lutos são sufocados, e com coração mutilados, estamos assistindo a gerações desaparecerem, nossas histórias partindo junto. Quem conseguiu ouvir, guardou, quem não teve tempo, ficará a dor do remorso, e para todos nós algumas lições. E se amou de verdade, ficou o amor. Esse, verdadeiramente, nunca morre!

Aos jovens que mergulham na arrogante ilusão de vitalidade, na inebriante sensação de infinitude, ficam os ensinamentos dessas experiências de dor, saudade e sofrimento – e que tudo aqui é efêmero.

O grande desafio dessa doença reside em amar o “improdutivo”, aquele que não pode oferecer muito, é amar o velho e compreender o amor em sua plenitude, em sua forma mais gratuita e genuína, sem cobrança, sem expectativas. É cuidar de nossas lembranças, da nossa história. É reencontrar o caminho da fraternidade através de nossas tragédias, aproveitando a certeza do presente, sem perdermos o espírito de gratidão e a capacidade resiliente de amar.

Juraci Leal Filho é policial militar e assistente social.

FESTAS PARTICULARES AJUDAM A DISSEMINAR A COVID-19 EM ITACARÉ, ALERTA COMITÊ

Festinhas particulares em Itacaré ajudam a disseminar o coronavírus
Tempo de leitura: < 1 minuto

As festinhas particulares, regadas a bebidas e churrascos, as comemorações com aglomerações, jogos coletivos e as reuniões de grupos, principalmente nos finais de semana, têm sido os principais fatores que vêm contribuindo para o aumento dos casos de coronavírus em Itacaré, segundo constata o Comitê Municipal de Monitoramento. Até a sexta-feira (17), data do último boletim divulgado pela Prefeitura, Itacaré registrava 243 casos confirmados de covid-19, com 5 óbitos.

O Comitê explica que desde o início da pandemia a Prefeitura de Itacaré vem adotando todas as medidas necessárias para combater o coronavírus, o que inclui barreiras sanitárias em todas as entradas do município, decreto com medidas restritivas, desinfecção das ruas, instalando totens de higienização e túneis de desinfecção nas unidades de saúde, dentre outras medidas. Mas, ressalta, estas ações só serão de fato eficazes se contar com a conscientização e o apoio de todos.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, voltou a reafirmar a importância de todos colaborarem para evitar a proliferação do coronavírus, tomando os devidos cuidados, evitando as aglomerações e, principalmente, mantendo o isolamento social, ficando em casa. E, se precisar sair, importante usar as máscaras de forma adequada. Ele explica que o trabalho de prevenção e combate vai continuar sendo feito pela Prefeitura como forma de cuidar e proteger todos os cidadãos e cidadãs, mas é preciso que todos colaborem.

O Comitê de Monitoramento alerta ainda que essas festas particulares, comemorações e aglomerações, principalmente nos finais de semana, colocam em risco a vida de todos os itacareenses. “Com a colaboração de todos vamos vencer o coronavírus, reduzir o número de novos casos e retornar em breve à normalidade”, destacaram os membros do Comitê de Monitoramento.

TOQUE DE RECOLHER EM BUERAREMA COMEÇA NA SEGUNDA-FEIRA

Toque de recolher começa na segunda-feira em Buerarema
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Comitê de Crise da Prefeitura de Buerarema aprovou, por unanimidade, a implantação do toque de recolher na cidade para tentar frear a velocidade de transmissão do novo coronavírus. A medida também foi debatida pelo prefeito Vinícius Ibrann com o governador Rui Costa durante reunião virtual. O toque de recolher foi decretado pelo governador Rui Costa e está publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (11).

O toque de recolher será das 18h às 5h, a partir de segunda-feira (13), e prossegue até o dia 19 deste mês. A circulação noturna estará liberada apenas para ida a serviços de saúde ou farmácia. O delivery fica permitido até as 22h (apenas de alimentos). E neste mesmo período, entre 5h e 16h só será permitido o funcionamento do comércio considerado essencial.

DOIS ÓBITOS EM UM DIA

Buerarema registra 231 confirmados de novo coronavírus e nove mortes causadas pela Covid-19.  Do total de positivados no município, 102 estão curados da doença. No último domingo (5), o município registrou dois óbitos provocados pela doença (relembre aqui), conforme a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

Município de pouco mais de 18 mil habitantes, Buerarema registrou 70 novos casos de covid-19 em apenas uma semana. Eram 161 casos até sábado (4). Hoje, atingiu 231.

Back To Top