skip to Main Content
16 de janeiro de 2021 | 12:12 am

ITABUNA REGISTRA MAIS DUAS MORTES POR COVID-19

Itabuna registra 17.575 casos de Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais duas mortes causadas pelo novo coronavírus foram registradas em Itabuna nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia que 373 pessoas infectadas não resistiram ao vírus. O município do sul da Bahia contabiliza cinco mortes somente nas últimas 48 horas.

De acordo com o boletim epidemiológico,  Itabuna registra 143 casos de novo coronavírus somente nas últimas 24 horas. A quantidade de infectados passou de 17.432, ontem, para 17.575 nesta sexta-feira (15). Nesse período,  o número de casos ativos (pessoas doentes), saltou de 587 para 656.

Hoje,  Itabuna tem 37  pessoas internadas, sendo que 23 em estado mais grave em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os que estão em leitos de enfermaria (leitos clínicos) são 14 pacientes.  O número de pessoas recuperadas atingiu a marca de 16.546 pessoas.

COM 5.471 CASOS DE COVID-19 EM 24H, BAHIA VOLTA AO PICO DE JULHO

Informações são do boletim de hoje (15) da Sesab
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 5.471 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Esse é o segundo maior número de novos testes positivos diários desde o início da pandemia. Patamar maior só foi registrado no dia 22 julho de 2020, quando o estado diagnosticou 6.401 pacientes com a doença provocada pelo novo coronavírus.

No total, 528.539 moradores da Bahia já tiveram contato com o vírus, sendo 9.575 vítimas fatais. Hoje (15), a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou que 32 pessoas morreram com a doença.

ESTADO PRORROGA PROIBIÇÃO DE SHOWS E AULAS ATÉ 30 DE JANEIRO

Temendo avanço da Covid-19, governo vai formalizar a decisão neste sábado (16)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Governo do Estado decidiu prorrogar o decreto que suspende shows e aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada em toda a Bahia. A prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (16) e vale até o dia 30 de janeiro de 2021.

O decreto proíbe ainda a realização de atividades com público superior a 200 pessoas, como passeatas, feiras, circos, eventos científicos, desportivos e religiosos. Shows e festas, públicas ou privadas, seguem proibidos independentemente do número de participantes.

Cerimônias de casamento e solenidades de formatura podem ser realizadas desde que limitadas a até 200 pessoas. A parte festiva desses eventos não está permitida.

À ESPERA DE VACINAS, BAHIA PODE IMUNIZAR 5 MILHÕES DE PESSOAS ATÉ MAIO

Segundo Governo da Bahia, infraestrutura para operação está pronta
Tempo de leitura: 2 minutos

O plano estadual de vacinação contra a Covid-19 prevê a imunização de 5,08 milhões de moradores do estado nas quatro primeiras fases, que envolvem os grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde, até o mês de maio. A previsão é da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), tendo como premissa o recebimento das vacinas do Ministério da Saúde ainda em janeiro, em quantidade suficiente. Estão previstas 5.114 salas de vacina em todo o estado e serão necessárias 10,16 milhões de seringas e agulhas, considerando que os imunobiológicos possuem duas doses.

De acordo com a Sesab, idosos com mobilidade limitada ou acamados poderão ser vacinados em casa. Nos centros urbanos, o drive-thru será estimulado e, no caso dos profissionais de saúde que trabalham nos hospitais, a vacinação ocorrerá nas próprias unidades.

Para executar esta operação, serão envolvidos mais de 50 mil profissionais de saúde, conforme anunciou o governador Rui Costa (PT), por meio das redes sociais, nesta sexta-feira (15). “A Bahia trabalha para salvar vidas. Só falta a vacina chegar para iniciarmos a vacinação nos 417 municípios”, escreveu numa rede social.

O petista também determinou que a Procuradoria Geral do Estado peça ao Supremo Tribunal Federal autorização para importar vacinas fabricadas na Rússia, sem que isso dependa do consentimento do Governo Federal.

INFRAESTRUTRA 

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, esclarece que o estado possui 234 câmaras frias e 70 freezers, possibilitando armazenar simultaneamente 3,5 milhões de doses. “Adicionalmente, licitamos 100 ultracongeladores que chegam a temperaturas de até -86° C para as vacinas de RNA e, inicialmente, serão distribuídos 30 para as nove macrorregiões de saúde, cada um com capacidade de 368 litros”, ressalta Vilas-Boas, ao pontuar que cada fase da campanha de vacinação terá a duração de um mês.

Durante a campanha de vacinação, a distribuição dos imunobiológicos ocorrerá utilizando 243 veículos entre caminhões e furgões refrigerados, bem como caminhonetes e aeronaves, contemplando as nove macrorregiões de saúde. O tempo de deslocamento será de até 48 horas, após a chegada das vacinas.

Ainda no que tange a infraestrutura, a Bahia tem em estoque 10,2 milhões de seringas e agulhas e, adicionalmente, adquiriu 19,8 milhões, cuja entrega de 4 milhões de unidades ocorrerá nos próximos 15 dias, 4 milhões em fevereiro e o restante nos meses de abril, maio e junho.

ETAPAS

Fase 1: trabalhadores da área de saúde, idosos com mais de 75 anos, brasileiros acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas e comunidades tradicionais.

Fase 2: idosos de 60 a 74 anos em qualquer situação.

Fase 3: indivíduos com condições de saúde que estão relacionadas a casos mais graves de Covid-19.

Fase 4: professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade.

NÚMERO DE ÓBITOS POR COVID-19 EM ITABUNA SOBE PARA 371

Itabuna registra 371 mortes por Covid-19.
Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna registrou mais três óbitos de pessoas que estavam internadas e que testaram positivo para o novo coronavírus. Com isso,  a quantidade de mortes saltou de 368 para 371 na quinta-feira (14).  O número de casos também não para de crescer, passou de 17.375 para 17.432.

O município do sul da Bahia tem  36 pacientes positivados internados, sendo que 22 em Unidade de Terapia  Intensiva (UTI) e 14 m leitos de enfermaria (clínicos). Há ainda  587 casos ativos (pacientes com vírus) e 16.474 curados da doença.

MP-BA SOLICITA INFORMAÇÕES DO ESTADO SOBRE VOLTA ÀS AULAS

Promotores de Justiça querem detalhes do plano estadual para a volta do ensino nas escolas
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na terça-feira (12), promotores de Justiça se reuniram com representantes das Secretarias de Educação (SEC) e de Saúde (Sesab) do Estado da Bahia. Em pauta, o andamento dos planos de ação sanitário e pedagógico para a retomada da oferta de ensino no estado. Ontem (13), o Grupo de Trabalho de Enfrentamento ao Coronavírus (GT Coronavírus) do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) encaminhou ofícios à SEC e à Sesab solicitando informações que ficaram pendentes na apresentação dos planos realizada durante a reunião.

Segundo o GT, o direito à educação deve ser garantido, independentemente da decisão administrativa que for tomada quanto ao modo de realização das aulas, considerando-se também as condições dadas pelo quadro epidemiológico e as medidas de segurança sanitária.

Em caso de possível decisão pela retomada das aulas presenciais, ainda que em formato híbrido, o GT solicitou à SEC a relação das escolas que já estejam fisicamente ajustadas para eventual retorno, discriminadas por município; o planejamento para atendimento dos alunos das unidades escolares que não foram ou possam ser adaptadas; a Nota Técnica mencionada no plano e seu cronograma.

Leia Mais

INFECTOLOGISTA ALERTA PARA NOVO PICO DA COVID-19 EM ITABUNA

Romero alerta para novo pico de covid-19 em Itabuna || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

O médico infectologista Fernando Romero, da Santa Casa de Misericórdia, afirma que Itabuna pode atingir, novamente, nos próximos 15 dias, o pico de casos de novo coronavírus registrado ano passado. Segundo ele, a tendência para os próximos dias é de crescimento continuado na quantidade de infectados e internados em hospitais do sul da Bahia.

Embora a quantidade de casos confirmados de novo coronavírus já seja alta hoje, destaca o médico, Itabuna ainda não está vivendo o pior momento da pandemia neste ano. “Talvez, em duas semanas estejamos vivendo situação similar a registrada entre final de maio e o início do segundo semestre de 2020”, afirma o médico.

Itabuna não está numa segunda “onda” da doença, na avaliação do infectologista, mas a continuidade da pandemia do ano passado, pois o Hospital Calixto Midlej Filho nunca deixou atender pacientes positivados para a Covid-19. “O que houve foi uma queda acentuada no número de infectados no terceiro trimestre do ano passado, mas essa redução foi por um curto período de tempo”, relata.

HOUVE RELAXAMENTO

O número de casos voltou a crescer, diz Romero, porque as pessoas relaxaram com as medidas de segurança. “Voltaram a aglomerar, deixaram de usar máscara e adotar outros cuidados. Esse relaxamento não pode acontecer. Quando isso ocorre, é certo que vai aumentar o número de infectados. Quem relaxa quase sempre são pessoas mais jovens, sem comorbidades, que acabam se contaminando e infectando pessoas em idade avançada e que quase sempre tem o seu quadro agravado”, observa.

VACINAÇÃO TERÁ RESULTADO POSITIVO

Fernando Romero recomenda às pessoas não deixarem de se vacinar por causa de fakes news e das informações desencontradas. Ele explica que, se o índice médio de eficiência da vacina contra a Covid-19 for na faixa dos 50%, já vale muito a pena a imunização. “O resultado será muito positivo. É preciso que as pessoas sejam imunizadas para que o vírus seja controlado”.

Para quem ainda tem dúvida da eficácia dos imunizantes contra a Covid-19, o médico usa o exemplo de vacinas contra o vírus Influenza, que têm taxa entre 40 e 60% de eficácia, mas apresentam resultados altamente positivos para a população. “A vacina do coronavírus está neste patamar. A grande sacada da vacina é a imunidade de rebanho. Ou seja, quanto mais pessoas imunes, com menos capacidade de ficarem infectadas, haverá menos transmissão do vírus”.

De acordo com o médico, com a população imunizada, poderiam ser retomadas todas as atividades com menos riscos das pessoas ficarem em estado grave. “Facilitaria a reabertura de comércio, escolas e retomada a produção de 100% na indústria. A imunidade de rebanho possibilitará a volta de uma vida normal”.

BAHIA: MORTES POR CAUSAS RESPIRATÓRIAS CRESCERAM 34% EM 2020

Aumento de óbitos é consequência da pandemia provocada pelo novo coronavírus
Tempo de leitura: 2 minutos

A pandemia causada pelo novo coronavírus aumentou em 34,6% os óbitos por doenças respiratórias na Bahia, que passaram de 20.862 para 28.096 na comparação entre 2019 e 2020. A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) explodiu, registrando crescimento de 386%, seguida pelas de Causas Indeterminadas (19,6%).

Os dados do Portal da Transparência, plataforma administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), mostram que as mortes registradas pelos Cartórios da Bahia em 2020 totalizaram 89.756.

O número de óbitos em 2020 pode aumentar ainda mais, assim como a variação da média anual, uma vez que os prazos para registros chegam a prever um intervalo de até 15 dias entre o falecimento e o lançamento da informação no Portal da Transparência. Além disso, alguns Estados brasileiros expandiram o prazo legal para registro de óbito em razão da situação de emergência causada pela COVID-19.

MORTES EM CASA DISPARAM

O receio de frequentar hospitais ou mesmo realizar tratamentos de rotina durante a pandemia, assim como a falta de leitos em momentos críticos da COVID-19 no Brasil, fez com que o número de mortes em domicílio disparasse no estado da Bahia quando se comparam os anos de 2019 e de 2020, registrando um aumento de 20,9%.

As mortes por Causas Respiratórias fora de hospitais cresceram 20,9%, sendo que novamente a SRAG foi a que registrou a maior variação, 86%. Também cresceram os óbitos por Septicemia (28%) e Causas Indeterminadas (72%). Os registros de óbitos, feitos com base nos atestados assinados pelos médicos, apontam que 428 baianos morreram de COVID-19 em suas casas.

Leia Mais

EUNÁPOLIS: MP-BA RECOMENDA À PREFEITURA A DIVULGAÇÃO DIÁRIA DO BOLETIM COVID-19

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público estadual, por meio do promotor de Justiça Helber Luiz Batista, recomendou ao município de Eunápolis que publique diariamente um boletim epidemiológico sobre a Covid-19, com diversas informações sanitárias.

A recomendação inclui publicação de número de leitos disponíveis de enfermaria e de UTI disponíveis no Município, ativos, em implantação ou interditados, e onde estão instalados; o número de casos de Covid-19 confirmados; o número de casos suspeitos; o quantitativo de testes realizados com os respectivos resultados; as amostras aguardando processamento; e, por fim, o número de óbitos.

Além disso, o MP recomendou que o Município atualize constantemente o Plano Municipal de Contingências, documento cuja elaboração é recomendada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. No documento, o MP orientou ainda que o Município divulgue, em prazo não superior a dez dias úteis, informações atualizadas quanto aos recursos destinados ao enfrentamento da Covid-19, em linguagem de fácil compreensão pelo cidadão.

“A divulgação de tais aquisições e repasses de recursos é de interesse público, visto ser direito da sociedade a ciência dos quantitativos de materiais necessários para o adequado atendimento à saúde. A publicização de tais informações deve ser realizada não apenas pela imprensa mas, sobretudo, pelo Poder Público”, destacou o promotor de Justiça Helber Luiz Batista.

Ele complementou que a publicação de informações acerca de contratações e aquisições públicas realizadas com base na Lei 13.979/2020 deverá se iniciar em prazo não superior a dez dias úteis, devendo ser realizada em site oficial específico e exclusivo, garantindo a padronização de seu conteúdo, explicitando-se, dentre outros, o nome do contratado, o número da sua inscrição da Receita Federal do Brasil, o prazo contratual e o respectivo processo de contratação ou aquisição.

COVID-19: MINISTÉRIO DA SAÚDE VAI BUSCAR 2 MILHÕES DE DOSES DE VACINA NA ÍNDIA

Vacina é a da farmacêutica britânica AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma missão coordenada pelo Ministério da Saúde vai até a Índia para buscar dois milhões de doses da vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo consórcio da farmacêutica britânica AstraZeneca e da Universidade de Oxford. O lote foi fabricado pelo laboratório indiano Serum.

A missão sai amanhã (14) em um avião que parte da cidade do Recife e fará uma viagem de 15 horas de duração até a cidade indiana de Mumbai. A aeronave deve retornar ao Brasil no sábado (16). A chegada será no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério da Saúde, os documentos de importação já estão prontos. O procedimento compreenderá apenas a chegada ao país e o carregamento das doses. A carga está estimada em 15 toneladas.

A distribuição da vacina, contudo, só poderá ocorrer após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) dar a autorização em caráter emergencial. O órgão avalia o pedido feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que firmou parceria com a AstraZeneca e a Universidade de Oxford.

A Anvisa informou que a reunião para tomada da decisão sobre a concessão ou não da autorização em caráter emergencial está prevista para este domingo (17). A agência também decidirá sobre a solicitação feita pelo Instituto Butantan.

Caso a Anvisa dê a autorização, a previsão do Ministério da Saúde é que em até cinco dias as vacinas sejam distribuídas aos estados. Para além das duas milhões de doses da vacina da AstraZeneca, o governo informou que estariam disponíveis também, caso a Anvisa permita, mais seis milhões de doses da vacina CoronaVac, do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Informações da Agência Brasil.

Back To Top