skip to Main Content
13 de maio de 2021 | 01:44 pm

ILHÉUS: CRIANÇA PRECISA DE TRANSFERÊNCIA URGENTE PARA UTI NEONATAL

Criança nasceu na Maternidade Santa Helena, na última sexta (22), com dificuldade para respirar
Tempo de leitura: < 1 minuto

Internada na Maternidade Santa Helena, em Ilhéus, uma criança recém-nascida precisa ser transferida com urgência para unidade de tratamento intensivo (UTI) neonatal. Ela nasceu na última sexta-feira (22), com dificuldade para respirar.

O setor de pediatria do hospital recomendou a transferência desde domingo (24). Na manhã de hoje (25), reforçou a recomendação. A família tenta fazer com que o Sistema Único de Saúde (SUS), que tem convênio com a maternidade filantrópica, transfira a criança para a UTI do Hospital Manoel Novaes, em Itabuna.

O advogado Dimitre Carvalho Padilha, que representa a família, vai pedir que a Justiça determine a transferência de modo urgente. O vereador Tandick Resende (PTB) acompanha o caso e presta apoio aos familiares.

Na tarde desta segunda-feira (25), o PIMENTA telefonou para a Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus, responsável pela maternidade. O atendente disse ao blog que apenas o médico Lira, que não estava em horário de trabalho no momento da ligação, poderia explicar por que a transferência ainda não foi realizada.

MENINA É PERSEGUIDA E EXECUTADA POR BANDIDOS EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Maikelle foi executada dentro de mercearia no Bairro de Fátima || Reprodução TV Santa Cruz

Maikelle foi executada dentro de mercearia no Fátima || Reprodução TV Santa Cruz

Uma menina de 13 anos foi atingida por cinco tiros no final da tarde desta segunda-feira (21), na Rua São Sebastião, no bairro de Fátima. De acordo com testemunhas, Maikelle Santos de Jesus ainda tentou escapar, mas os criminosos a perseguiram e a executaram no interior de uma mercearia.

Maikelle Santos foi atingida por disparos no tórax, braço, pescoço, cabeça e ombro. No local do crime, os comentários eram de que a adolescente vinha recebendo ameaças de morte nos últimos dias. O corpo da menina foi levado para o Departamento de Polícia Técnica de Itabuna. Os suspeitos do assassinato são dois homens que teriam fugido em uma moto de placa não anotada. Atualizada às 8h47min.

“HÁ QUE SE CUIDAR DO BROTO, PRA QUE A VIDA NOS DÊ FLORES E FRUTOS”

Tempo de leitura: 3 minutos

Efigênia OliveiraEfigênia Oliveira | ambiente_educar@hotmail.com

 

A sociedade se cala, mas espera aflita, intervenção de pautas emergenciais e criteriosas de combate a esse monstro.

 

Junho (2016) chega ao final com essa notícia da imprensa, na íntegra: estudo divulgado nesta quinta-feira (30) mostra que o país ocupa o terceiro lugar em homicídios de crianças e adolescentes em um conjunto de 85 nações analisadas. Em 2013, último ano com dados disponíveis, foram assassinadas 10.520 crianças e adolescentes no Brasil, o que resulta em uma média superior a 28 casos por dia.

A situação se agrava nos últimos três anos. A violência em escala ascendente atrai meninas e meninos para a vibe perigosa contra pessoas das faixas abaixo e acima, e contra eles mesmos como num rito de passagem para algum lugar extraordinário, onde a bonança os espera. Diz o comentarista que reina silêncio sepulcral sobre o problema gerador de desastrosos impactos nas famílias e nos sistemas: de saúde, educação, econômico, prisional, previdenciário e outros mais.

Auxílios e vacinas que praticamente erradicaram doenças da infância, antes motivos de altas taxas de mortalidade infanto-juvenil, bem como assistência odontológica e psicossocial, têm garantido melhorias à saúde infantil. É claro que os benefícios citados não alcançam a todos, mas boa parte, sem dúvida. Avanços da ciência e da tecnologia têm prevenido doenças e preservado milhares de vidas, especialmente de infantes.

Incrível constatar que o custo para livrá-los da morte por doenças, é alto, mas a violência não perdoa vidas escapadas da morte na infância. Como o destino trágico em vingança primitiva contra esforços do contribuinte que não vê retorno positivo dos impostos que paga, e do cidadão brasileiro atacado em seu bem mais precioso, a família atingida sem compaixão nessa recorrente tragédia nacional.

Leia Mais

BRASIL REGISTRA 28 HOMICÍDIOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES POR DIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

.

Do Uol

Um estudo divulgado nesta quinta-feira (30) mostra que o país ocupa o terceiro lugar em homicídios de crianças e adolescentes em um conjunto de 85 nações analisadas. Em 2013, último ano com dados disponíveis, foram assassinados 10.520 crianças e adolescentes no Brasil, o que resulta em uma média superior a 28 casos por dia.

A maioria das vítimas era negra, do sexo masculino e foi atingida por disparo de arma de fogo. “É um número bárbaro, extremamente elevado”, afirma o sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, autor do estudo e coordenador do Programa de Estudos sobre Violência da Flacso (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais), responsável pela série Mapa da Violência.

O estudo tem como base dados do Sistema de Informações de Mortalidade, do Ministério da Saúde, e compila estatísticas disponíveis desde 1980.

Leia matéria completa no portal

INOCÊNCIA TEM PRAZO DE VALIDADE

Tempo de leitura: 2 minutos

ricardo ribeiroRicardo Ribeiro | ricardo.ribeiro10@gmail.com

 

Diante de minha surpresa, o menino foi logo falando: “ele matou muita gente, aí levou um tiro na cabeça”.

 

Rafael não sabe que este domingo é o Dia das Mães e suspeito que ele não conheça a existência de tal efeméride no calendário. Eu menciono a data e ele responde “eu vou, você vai?”, como se se tratasse de um evento. Percebi a confusão e procurei simplificar: “no domingo, você vai dar um abraço bem forte em sua mãe e dizer que a ama”. Ele achou graça e deu uma risadinha cujo sentido a princípio não consegui decifrar muito bem.

Quando lhe perguntei a idade, Rafael mostrou a mão esquerda espalmada e a direita com o indicador erguido. Enquanto mostrava “seis”, com a boca dizia que tem dois anos e falou que faria aniversário “amanhã”, mas imagino que ele não tenha muita ideia do que seja esse mistério. O menino da periferia de Itabuna me disse que estuda, mas não sabe o nome da escola.

Pode não parecer, mas Rafael é um menino esperto, com um olhar vivo e bom contador de histórias. Contou-me uma espantosa, quando lhe indaguei sobre seus pais. Me disse, do seu jeito, que a mãe está bem e cuida dele e de mais dois irmãos. Já o pai foi assassinado.

Diante de minha surpresa, o menino foi logo falando: “ele matou muita gente, aí levou um tiro na cabeça”. Soltou isso com total naturalidade, sem nenhuma emoção, como se fosse um fato banal. Deu a impressão de que narrava a cena de um filme

É assustador ouvir isso da boca de uma criança, mas Rafael infelizmente não é caso isolado e fiquei lamentando como sua infância está terrivelmente comprometida. A realidade desse menino, negro, da periferia de Itabuna, é igual a de tantos outros que nem dá pra contar. Crianças que deveriam ter o direito de ouvir histórias inspiradoras, que lhes estimulassem a imaginação e as fizessem se encantar pela vida. Em vez disso, convivem diariamente com a crueza da violência, na rua e em casa.

Rafael não é uma criança inventada, mas um moleque de verdade, desses que andam por aí e a gente nem liga. Vale muito a pena lhes dar atenção, e antes que seja tarde, como tem sido para tantos outros. Acima de tudo, é preciso quebrar a engrenagem que transforma meninos bacanas como ele em monstros que a sociedade só deseja exterminar.

Infelizmente, aquele sorriso enigmático de Rafael indica que sua inocência tem prazo de validade. E ele é curto!

“A MINHA EXPERIÊNCIA COMO MÃE DE UM BEBÊ PREMATURO”

Tempo de leitura: 6 minutos

A comunicóloga Mariela Rios viveu uma experiência delicada há quatro anos, quando deu à luz Beatriz. Como nasceu “antes da hora”, Bia precisou ficar na UTI neonatal do Hospital Manoel Novaes e demorou algumas semanas até poder ir para casa. Mariela conseguiu transformar a angústia desse momento em algo positivo e criou recentemente o projeto “Pequenos Guerreiros”, que visa prestar algum auxílio às crianças prematuras e suas famílias.

Leia abaixo o emocionante artigo publicado pela comunicóloga em seu blog sobre o nascimento de Bia e os dias vividos na UTI, à espera da sonhada alta. É uma bela história, de final feliz.

“Beatriz nasceu numa tarde de agosto, mais precisamente na tarde de cinco de agosto de 2009, no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna-BA, pelas mãos da doutora “anjo” Renata Albano. Neste ponto já preciso abrir um parênteses para dizer que Deus foi maravilhoso, perfeito, indiscutível ao colocar esse ser humano para trazer a esse mundo a minha grande felicidade.

Pois bem. Não senti a anestesia,nem o corte, nem quando retiraram Beatriz. Vi tudo muito quieto naquela sala de cirurgia, e então perguntei: “Ela já nasceu, doutora?”. A resposta foi: “Sim. Ela foi ali e já volta.” Algumas horas depois soube que aquele “foi ali e já volta” significou dizer que Beatriz precisou ser reanimada, por isso não ouvi o tão esperado chorinho no nascimento.

Trouxeram minha pequena já numa incubadora. A vi de longe. Nenhum toque, nenhum afago, nenhum beijo. E seguiram com ela para a UTI Neonatal, onde passaria mais inacabáveis 21 dias. Era uma quarta-feira. Me levaram para o quarto para descansar e me recuperar da cirurgia. Até então não sabia que ela ficaria tantos dias longe de mim. Não pude vê-la na quinta-feira. Somente na sexta-feira, recebi a noticia de que poderia visita-la na UTI.

Leia Mais

ESTUDANTES PROMOVEM AÇÃO SOCIAL NO DIA DA CRIANÇA

Tempo de leitura: < 1 minuto

599311_10201900811032965_96887117_nUm grupo de estudantes de vários cursos de graduação superior de Itabuna se uniu para promover atividades especiais no período de comemoração do Dia da Criança. O projeto, intitulado “Carrossel da Alegria”, é voluntário e utiliza arte e cultura com a proposta de oferecer às crianças um momento lúdico e de “vivência intensa de sua infância”.

O trabalho será realizado nos dias 11, 12 e 13, em escolas públicas, instituições filantrópicas, igrejas e hospitais. Entre as atividades programadas, estão gincanas, oficinas de teatro e artes, histórias com fantoches, shows de mágica e apresentações do grupo de dança Swing Dance e do DJ Diego.

Os voluntários que participam do projeto estarão na Praça Olinto Leone, na tarde desta sexta-feira, 4, e na manhã de sábado, arrecadando brinquedos e doces. Há espaço também para quem tem algum talento e queira aderir à ideia. Interessados devem ligar para 8808-8267.

MÉDICA NEGA ATENDIMENTO A CRIANÇA E CASO VAI PARAR NA DELEGACIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A médica Sônia Maria Leal, que atua no Samu em Itabuna, registrou notícia crime na sede da 6ª Coordenadoria de Polícia contra sua colega de profissão, Maria Socorro Prazeres. O fato ocorreu nesta terça-feira, 23.

Segundo o Plantão Itabuna, o Samu conduziu para o Hospital Manoel Novaes o garoto de iniciais L.P.M., de oito anos e morador do bairro São Roque. A criança apresentava sintomas de surto psicótico.

No hospital, Maria Socorro Prazeres, que era a pediatra de plantão, teria negado atendimento ao garoto, sob a alegação de que seu expediente já havia encerrado. O site afirma que a notícia crime foi registrada na delegacia às 18h30, enquanto o plantão da médica iria até às 19 horas.

SALVADOR: RECÉM-NASCIDO ABANDONADO EM CAIXA DE SAPATO PASSA BEM

Tempo de leitura: < 1 minuto
EM SALVADOR bebê foi abandonado em um ponto de ônibus, ontem, por duas mulheres. Um homem suspeitou da movimentação e acionou a polícia. O recém-nascido foi encaminhado ao Hospital do Subúrbio, sendo depois transferido para a maternidade Albert Sabin. Pelos primeiros exames, ele está bem de saúde (Foto PM).

EM SALVADOR, um bebê foi abandonado em uma caixa de sapato, ontem, 22, por duas mulheres, em um ponto de ônibus no Lobato. Um homem suspeitou da movimentação e acionou a polícia. O recém-nascido foi encaminhado ao Hospital do Subúrbio, sendo depois transferido para a maternidade Albert Sabin. Pelos primeiros exames, ele está bem de saúde (Foto PM).

PIMENTA DO DIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Da leitora que assina como “Leidkeit”, em comentário à nota “PROJETO AUXILIA CRIANÇAS A TER RECONHECIMENTO DE PATERNIDADE”

Por favor, lembrem as mães de que criança não é brinquedo e elas precisam escolher melhor os pais para seus filhos, porque no frigir dos ovos, as crianças são usadas por mães e pais ignorantes. Mães, crianças e familiares das mães distraídas são quem mais sofrem. Eduquem as mulheres!

LUGAR DE CRIANÇA É NO ORÇAMENTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Começou hoje e prossegue até esta quarta-feira, 13, em Ilhéus, o II Ciclo Preparatório para os 21 anos do ECA, evento que tem como tema “Lugar de Criança é no Orçamento”. A atividade acontece  no auditório Jorge Amado, na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), e conta com a participação de membros do Ministério Público, Poder Judiciário, Defensoria Pública e dos Conselhos Tutelares e de Direitos da Criança e do Adolescente.
O Estatuto da Criança e do Adolescente completa 21 anos exatamente neste dia 13 de julho. Apesar de estar em vigor há bastante tempo, a efetiva implementação da lei ainda não se tornou uma realidade. O ciclo de debates se propõe a discutir essa situação e apontar a importância do orçamento público para fazer com que as garantias das crianças e adolescentes não fiquem apenas no papel.

CAMAÇARI REDUZ VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Desde que passou a contar com uma delegacia especializada na repressão aos crimes contra menores, a cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, conseguiu reduzir em 60% os registros desse tipo de delito. Os dados foram coletados de janeiro a junho de 2010 e comparados com os do mesmo período de 2009.
A delegacia de proteção ao menor de Camaçari faz parte de um projeto-piloto da Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Além da cidade da RMS, apenas Vitória da Conquista possui esse serviço especializado.

Back To Top